Meus Sermões

O PODER DA PRESENÇA DE DEUS 
Isaías 6.4-9 

 

INTRODUÇÃO  
Um líder de adoração, muito reconhecido internacionalmente, num testemunho, contou que em agosto de 1982, havia ido à igreja e ao sair de lá naquela noite, saiu com a certeza de ter experimentado o poder da presença de Deus. Ele disse: “...sabia que Deus estava sorrindo para mim e que eu o havia agradado”.  Tenho também experimentado isto várias vezes em minha vida. Tenho adorado a Deus desde meus 9 anos de idade, mas confesso que nem sempre foi assim... houve vezes, muitas vezes, que eu não consegui sentir a presença de Deus.  
Cheguei a dizer o que muitos falam depois de um culto na igreja: “Não senti nada”...  Hoje eu sei que a razão porque houve vezes de não experimentar o poder da presença de Deus, é que, embora eu tivesse adorado, 100% da minha atenção não estava concentrada em Deus.    
Havia muitas distrações: caneta e papelzinho pra rabiscar, amigos pra conversar... quando eu era adolescente em minha igreja, domingo a noite eu gostava de ficar em pé nas laterais; não que os bancos estivessem todos ocupados, mas, sim todos podiam me ver e eu podia me entreter procurando as garotas mais bonitas no salão... (mas os adolescentes daqui não fazem isso...).  
Todavia, além das distrações, eu descobri que o principal impedimento de concentrar toda a nossa atenção no Senhor é o medo que temos do ser humano.  

Diga uma verdade pra pessoa ao lado: “Você não tem cara feia, mas às vezes tenho medo de você”.  É que ficamos preocupados com aquilo que a pessoa próxima irá pensar/dizer.  
Elas podem comentar: “Veja se isso são modos: levanta as mãos sem ninguém pedir, quando ora fica andando de lá pra cá, pula, grita...”  As pessoas que realmente adoram a Deus não se importam com aqueles que estão ao seu redor (tudo o que mais importa é Deus). 

Precisei mudar algumas das minhas atitudes a fim de assumir uma nova postura na adoração ao Senhor.  
Quero dizer que depois que aprendi a entrar na presença de Deus, descobri que delícia não é sorvete de morango, não é a lazanha (meu prato predileto)... delícia é estar com o Senhor! Esta é a experiência mais gloriosa!  
Eu sei o tipo de sentimento que a mulher samaritana teve depois de conversar com Jesus. Ela correu para a cidade e disse ao seu povo: “Venham ver este homem! Ele sabe tudo sobre mim! Ele sabe tudo o que eu já fiz no passado!”  Algo especial havia acontecido àquela mulher: ela havia estado com Deus, sentido o poder da presença de Deus!  
Amado: esta é a coisa mais importante. O pastor tem interesse em que você estude a Bíblia, que você ore mais, que fale mais de Jesus às pessoas, que seja fiel nas ofertas e nos dízimos, fiel na freqüência aos cultos...  
Também creio que você mesmo deseja ser mais consagrado, mais fiel, mais poderoso e vitorioso... 
 Mas isto só se tornará real na sua vida mediante o ato da adoração – porque ele desenvolve e aprofunda nosso relacionamento com Deus.  E experimentar o poder da presença de Deus no culto é algo que todo crente pode fazer, porque é uma questão de voltar o coração para Deus.
Você lembra como foi que fez para receber Jesus no seu coração? ...você disse: “eu quero”. Pois, hoje, para crescer no relacionamento com Deus, para experimentar o poder da presença de Deus, novamente você precisa dizer: “eu quero”.

Há cinco elementos que ocorrem quando entramos na presença de Deus, vamos analisa-los nesse texto de Isaías 6.4-9.  

(NVI): “Ao som das suas vozes os batentes das portas tremeram, e o templo ficou cheio de fumaça. Então gritei: Ai de mim! Estou perdido! Pois sou um homem de lábios impuros e vivo no meio de um povo de lábios impuros; os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos! Logo um dos serafins voou até mim trazendo uma brasa viva, que havia tirado do altar com uma tenaz. Com ela tocou a minha boca e disse: “Veja, isto tocou os seus lábios; por isso, a sua culpa será removida, e o seu pecado será perdoado”. Então ouvi a voz do Senhor, conclamando: “Quem enviarei”Quem irá por nós?” E eu respondi: Eis-me aqui. Envia-me! Ele disse: “Vá, e diga a este povo: “Estejam sempre ouvindo, mas nunca entendam; estejam sempre vendo, e jamais percebam”.  


....para você experimentar o poder da presença de Deus:
Permita que o Senhor encontre você  
Isaías permitiu que Deus o encontrasse (em Jo 4.23, Jesus falou que o Pai está procurando adoradores)!  
Da mesma forma que Isaías, você deve permitir-se ser achado por Deus.  

...o segundo passo que você deve dar:
Renda-se a Deus e receba o seu abraço  
Na adoração, nós fazemos isso através da expressão física e emocional.  
Levantar as mãos, prostrar-se: são expressões físicas de rendição (um policial diz ao bandido: “Mãos para cima”!).  Houve um período na igreja que a gente só participava dos cultos com a mente... não havia expressão física nenhuma – mas Deus tem trazido um novo tempo para nós! Aleluia!!!  Você deve render-se ao Senhor e receber o seu abraço.  

...o próximo passo que você deve dar é:
Declare o senhorio de Deus  
Na hora da adoração, nossas palavras devem ser de amor, de gratidão, de exaltação – declarando o poder de Deus.  Veja Isaías (v.5): declara Deus como Rei, Senhor dos Exércitos...  
É muito importante declarar o senhorio de Deus – as coisas que confessamos afirmam/fortalecem o que cremos.  

...um quarto passo para você dar a fim de experimentar o poder da presença do Senhor:
Receba o perdão de Deus  
Quando adoramos o Senhor, somos convencidos dos nossos pecados.  
Você já ouviu dizer que Deus é luz? ...a luz do Senhor expõe nossa sujeira.  
Isaías logo que se viu na presença de Deus, exclamou: “Sou um homem lábios impuros, vivo no meio de um povo de lábios impuros...”  Mas Deus nos purificará tão logo pedirmos o perdão. Ele mostra a sujeira, mas aguarda pelo momento de removê-la.  
Com freqüência carregamos peso dos quais Deus deseja nos libertar – chegamos até Ele, mas nos recusamos a soltar o peso.  
Ao entrar em Sua presença, permita que Deus o abençoe com perdão.  
Após o perdão: Comece a se olhar através dos olhos de Deus – quando pedimos perdão a Deus, Ele perdoa de verdade! Não vê mais nossos trapos de imundícia, mas sim o manto de justiça que Ele mesmo colocou sobre nossos ombros!  

Amado: quando você recebe perdão de Deus, não precisa comparecer diante da cabeça inclinada sob o peso da vergonha. Não! Você entra à presença de Deus como convidado de honra!  
O perdão tem um grande efeito colateral: a alegria (o Sl 16.11 diz que na presença do Senhor há plenitude de alegria)!  

...um passo final para você experimentar e continuar experimentando o poder da
Responda ao mandado de Deus  
Isaías mostrou-se disponível e o Senhor o mandou profetizar ao povo.  
Quando estamos na presença de Deus Ele nos fala, nos comissiona...  
E ali, na presença dEle, entendemos que podemos ir e cumprir seu mandado, porque Ele nos faz mais do que vencedores.  
Portanto, há cinco passos a serem dados a fim de entrarmos na presença de Deus: 
- Permita que o Senhor o encontre; 
- Renda-se a Deus e receba seu abraço (sem medo das pessoas); 
- Declare o senhorio de Deus; 
- Receba o perdão de Deus, e 
- Responda ao mandado de Deus.  

Estes passos devem ser dados para todo momento de adoração.  
Sabe, para você ir até à presença de Deus em adoração, há duas formas diferentes: pessoal e corporativa.  
A forma corporativa acontece quando duas ou mais pessoas se reúnem em nome de Jesus, para adora-lo, exalta-lo.  
Esta reunião em que cantamos e louvamos juntos na igreja, é uma forma de adoração corporativa (a igreja é um corpo).  
Precisamos adorar juntos a fim de construir a unidade.
E juntos, podemos encher o coração de Deus – cada igreja tem uma forma especial para agradar a Deus – a Igreja Central tem uma forma que ninguém mais têm e, na nossa forma, precisamos tocar o coração de Deus!  Para você voltar pra sua casa dizendo: “hoje senti em mim o poder da presença de Deus”, é preciso que aqueles cinco passos sejam dados.  A outra forma de você entrar na presença de Deus em adoração é pessoal – e esta é a forma principal para que você desenvolva seu relacionamento com o Senhor.  É nessa forma, mais íntima, que aprendemos a orar, a nos expressar...  
Também ouvimos os segredos de Deus, a sua voz... ali é onde Deus compartilha o que está no coração Dele.  
Tenha também em mente que há uma forma especial pela qual só você pode tocar o coração de Deus – você é um indivíduo único, criado por Deus e somente você pode adora-lo do jeito como faz!  Há um lugar especial no coração de Deus que somente você pode ocupar através do seu momento a sós com Ele.  
Por isso, que se você também aplicar aqueles cinco passos na sua hora íntima com Deus, experimentará o poder da presença de Deus e depois dirá: “Isso é que é uma delícia!”

CONCLUSÃO  
Por isso amado, a fim de experimentar mais da presença de Deus:  
Deixe que o Senhor o encontre;  
Faça como diz a autoridade: “Mãos ao alto”, renda-se a Deus e receba seu abraço;Declare o senhorio de Deus;  
Receba o perdão de Deus, e...
Responda ao mandado de Deus.

Pr Walter Pacheco da Silveira - 14/08/2002