Meus Sermões

VOCÊ É FILHO DE DEUS?
1 João 4.9-10

 

"Foi assim que Deus manifestou o seu amor entre nós: enviou o seu Filho Unigênito ao mundo, para que pudéssemos viver por meio dele. 
Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos pecados".

Introdução
Tivesse você nascido numa garagem, isto teria feito de você um automóvel? Claro que não! ...tivesse você nascido num ninho de gansos, isso faria de você um ganso? Claro que não! 
Pois ouça isto: Talvez você tenha tido pais crentes, mas isto não significa que você seja um filho crente, um filho cristão.

O idoso evangelista Billy Graham costumava pregar em suas campanhas que "Não podemos herdar o cristianismo". É fato.

Deus é Criador de tudo quanto existe. Logo, todos somos e todas as coisas são, criação de Deus. Mas, filho de Deus só é aquele que é gerado pela semente de Deus.
Considere comigo: Para que surja um filho, é necessária a união da semente do homem ao óvulo da mulher... a vida de tudo quanto é vivo e que se reproduz está em sua semente...

Na semente de uma laranja está uma laranjeira... na semente de um abacate, está um abacateiro... na semente de um gato, está outro gato... na semente de um homem pecador (porque é isto que somos), está outro pecador!

Deus também tem semente, ela se chama "Palavra de Deus" - lemos isto em Lc 8.11 na Parábola do Semeador: "Este é o significado da parábola: A semente é a palavra de Deus".
Esta semente, a Palavra de Deus, veio ao mundo na forma de homem... logo, a semente de Deus é uma pessoa, ela se chama Jesus, em hebraico é Yehoshua = O Senhor é Salvação!

Então, as palavras de Deus são sementes... nelas está o poder da vida - é por isso que Jesus declarou certa ocasião: "...As palavras que eu lhes disse são espírito e vida" (Jo 6.63).
Mas para que a vida, que está na semente, venha à luz, outro elemento se faz necessário.
As sementes de plantas precisam da terra... as sementes dos animais precisam da fêmea... a semente do homem precisa do óvulo materno... a semente de Deus precisa do Espírito de Deus.

A Bíblia mostra que na criação, Deus falava a palavra no caos e o Espírito cobria a Sua palavra... pois da união entre a Palavra de Deus e o Espírito Santo, tudo veio à luz.

Esse é o método de Deus: da união entre a Palavra e o Espírito, a vida é gerada.

Quando chegou o momento de Jesus vir ao mundo, Deus usou esse método.
Ele enviou Sua palavra a Maria... o arcanjo Gabriel foi portador dessa palavra, ele falou pra Maria: "Darás a luz um Filho... o Santo que de ti há de nascer será chamado Filho de Deus".

Por quê? Porque a semente que o geraria era de Deus, e não do homem... mas como poderia a semente germinar?

O arcanjo explicou pra Maria: "Descerá sobre ti o Espírito Santo e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a Sua sombra" (Lc 1.35).

Foi assim: da união entre a Palavra de Deus e o Espírito Santo, o Filho de Deus foi gerado.

Jesus mesmo declarou: "Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito (único), para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna" (Jo 3.16).

Agora, Deus passou a ter um filho na terra... mas o plano de Deus é gerar outros filhos.
Por isso, Jesus veio na forma de homem e morreu na cruz... Ele tomou tudo quanto pertence ao homem pecador: nosso pecado, nossa doença, nossa maldição, condenação e morte. Levou tudo com Ele para a cruz.

Na cruz de Jesus, portanto, estava crucificado com Ele, toda a nossa natureza pecaminosa... o nosso castigo caiu sobre Ele... Jesus sofreu o nosso sofrimento, morreu a nossa morte....

E, foi sepultado, porém, daí a três dias, pelo poder do Espírito Santo, Jesus foi ressuscitado, Ele tornou a viver novamente!

E então, algo incrível aconteceu: Depois da ressurreição de Jesus, Ele não é mais chamado unigênito (único), mas primogênito (isto é, primeiro - Hb 1.6).
Porque agora Ele se tornou cabeça de uma nova raça: os filhos de Deus!

Jesus é a semente de Deus... Ele tem a vida de Deus! 

E desde que Jesus Se encontrou com os discípulos, após a ressurreição, e soprou sobre eles o Espírito Santo, Jesus o Filho de Deus - tem se reproduzido em outros filhos para Deus. Aleluia!

Por isso, hoje, a questão mais importante para a vida é esta: Você já é um deles? ...você pode afirmar com certeza que é um filho de Deus?
Porque não é suficiente que você responda: "Bem, meus pais são cristãos, eles são crentes desde que eu nasci... então, eu sou cristão...". Não!

Não é suficiente que você responda: "Eu pertenço a uma igreja... eu evangelizo... dou o dízimo... então, suponho que sou um filho de Deus!" Não!

Há milhares de pessoas que participam de uma igreja... há milhares de pessoas que nasceram de pais cristãos, mas que não manifestam nenhuma das características e sinais de serem pessoas que se tornaram filhas de Deus.
O mundo ouviu falar de um rapaz que era evangélico, que havia servido como professor da Escola Dominical, que praticava a evangelização, que chegou a trabalhar com a mocidade de sua igreja (esse foi o depoimento de um amigo e colega de infância de Fernando Dutra Pinto, o seqüestrador de Patrícia Abravanel, filha do apresentador Silvio Santos, que depois do seqüestro em 2001, matou dois policiais e manteve Silvio Santos como refém). 
Nasceu de pais cristãos, mas não era cristão... não tinha as características de cristão.

A Bíblia mostra quais são os sinais, quais são as características das pessoas que se tornaram filhas de Deus.
Você gostaria de conhecer as características de alguém que se tornou filho de Deus?

Utilizando a Primeira Carta de João, posso mostrar pra você, quais são as marcas características dos que são filhos de Deus.

...primeiro, João afirma isto, que:
O FILHO DE DEUS É ALGUÉM QUE NÃO COMETE O PECADO COMO UM HÁBITO
Lemos em Jo 5.18: "Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não está no pecado...". ..outra versão da Bíblia traz: "Sabemos que os filhos de Deus não continuam pecando...".
A pessoa que se tornou filha de Deus, ela não comete o pecado como um hábito... ela não peca mais com o seu coração, ela não peca mais com a sua vontade, como fazem as pessoas que ainda não foram transformadas em filhos de Deus.

Havia um tempo na vida dessa pessoa em que ela não se preocupava se suas atitudes eram pecaminosas ou não... se eram más ou não... havia um tempo em que ela não se entristecia depois de fazer o mal, depois de cometer o pecado... porque ela e o mal, ela e o pecado, eram amigos!

Mas agora, porque se tornou filho de Deus, essa pessoa odeia o pecado, ela foge do pecado, ela luta contra o pecado... pra ela, o pecado passou a ser uma praga, e ela se entristece na presença do pecado, e lamenta quando comete pecado, e por causa disso tudo, o que ela mais deseja é se libertar do pecado.

Resumindo, para alguém que se tornou filho de Deus, o pecado não causa mais nenhum prazer, nenhuma satisfação
O pecado, para o filho de Deus, se tornou uma coisa detestável... ele não pode evitar a presença do pecado, mas pode afirmar com sinceridade que odeia o pecado e que o grande desejo da sua vida é não pecar mais, é não pecar de maneira alguma.

Esta é a característica daquele que se tornou filho de Deus... 
O que acabei de mostrar, aplica-se à sua vida? Você é filho de Deus?

...em segundo, João afirma que:
O FILHO DE DEUS É ALGUÉM QUE CRÊ QUE JESUS É O ÚNICO SALVADOR
Em Jo 5.1, lemos isto: "Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus...".
Uma pessoa nascida de novo, ou seja, que passou pela experiência de se tornar filha de Deus, ela crê que Jesus Cristo é o bendito Filho de Deus, enviado ao mundo para salvar e que, além dEle, não existe outro Salvador para a sua alma.

Isso significa que o que se tornou filho de Deus, é uma pessoa que não vê nada em si mesmo, exceto indignidade, ela se vê injusta para com Deus, se vê impura, imunda em seus pecados...

Mas ela crê que, por causa da morte de Jesus na cruz, está considerada justa aos olhos de Deus e que pode aguardar a morte e o juízo final sem ficar alarmada, sem ficar amedrontada.

Essa pessoa, que se tornou filha de Deus, ela pode ter suas dúvidas e temores, mas se você perguntar pra ela se suas esperanças de viver no céu após a morte, estão baseadas em sua própria bondade, em suas realizações, em suas orações, em sua igreja... observe o que ela irá responder.

Pergunte à alguém que se tornou filho de Deus, se ele irá abandonar Jesus e colocar a sua confiança em santos como Pedro, João, Maria ou anjos como Gabriel, Miguel... 

Essa pessoa responderá que, embora esteja realmente se sentindo fraca e má, ela não desistirá de Jesus em troca de todo este mundo... ela dirá que em Jesus tem encontrado preciosidade e doçura para sua alma, uma preciosidade e doçura que não pode ser encontrada em nenhuma outra pessoa, e que, portanto, ela tem é que se apegar mesmo somente a Jesus.

Apresentei para você esta segunda característica de alguém que é filho de Deus.
O que o apóstolo João falou aplica-se à sua vida? ...você é filho de Deus?

...a terceira característica, João afirma que:
O FILHO DE DEUS É ALGUÉM QUE VIVE EM SANTIDADE
Lemos sobre isto em 1Jo 2.29: "Já que vocês sabem que Cristo sempre fez o que é certo, devem saber também que quem faz o que é certo é filho de Deus". 
A pessoa nascida de novo, ou seja, que passou pela experiência de se tornar filha de Deus, é alguém que vive em santidade... é alguém que se esforça em viver de acordo com a vontade de Deus... é alguém que se esforça em praticar aquilo que agrada a Deus e que faz tudo para evitar aquilo que Deus não gosta.

Aquele que se tornou filho de Deus deseja estar continuamente olhando para Jesus, tomando-O como seu exemplo, e demonstra ser amigo dEle, fazendo aquilo que Ele manda.

Aliás, Jesus mesmo declarou aos discípulos (Jo 15.14): "Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando".

Sem dúvida, neste mundo, a pessoa que se tornou filha de Deus, ela não é perfeita... ela mesma dirá isso, mais rápido do que qualquer outra pessoa.
Ela olha para o seu íntimo e encontra o mau que constantemente luta contra ela, procurando afasta-la da presença de Deus.

Mas essa pessoa, porque se tornou um filho de Deus, ela não concorda com o mau... e embora não possa evitar sua presença, ela luta contra ele...

Então, apesar de todas as suas falhas, conforme lemos aqui, o que ela quer é a santidade... ela quer a vida pura, a vida santa... fazer aquilo que é certo.

Embora, muitas vezes, aquele que é filho de Deus, se sinta abatido por causa de sua natureza má, ele sempre será capaz de afirmar como John Newton, no passado: "Não sou o que deveria ser; não sou o que espero ser no mundo por vir, mas, apesar disso, não sou mais o que costumava ser e, pela graça de Deus, sou o que sou".

Apresentei esta terceira característica do filho de Deus. 
O que o apóstolo João falou aplica-se à sua vida? Você é filho de Deus?

...em quarto, João afirma que:
O FILHO DE DEUS É ALGUÉM QUE TEM UM AMOR ESPECIAL POR TODOS OS QUE TAMBÉM OBEDECEM À JESUS
Isto o apóstolo João escreveu em 1Jo 3.14: "Sabemos que já passamos da morte para a vida porque amamos nossos irmãos".
A pessoa nascida de novo, ou seja, que passou pela experiência de se tornar filha de Deus, ela tem um amor especial por todos os discípulos de Jesus.

Assim como o seu Pai que está no céu, essa pessoa ama todos os outros com um grande amor geral, mas ela possui um amor especial por aqueles que experimentaram o mesmo que ela.
A maior sensação dos filhos de Deus é estarem juntos, adorando a Deus juntos, ceando juntos, congregando juntos...

Ela percebe que tais pessoas, assim como ela, são membros da mesma família... soldados do mesmo exército... companheiros da mesma jornada...

Talvez, sejam diferentes em vários aspectos: nacionalidade, posição social e bens... mas ela diz: "O que importa? Somos o povo do Senhor Jesus Cristo. Somos filhos e filhas de Deus!"

Portanto, aquele que é filho de Deus não pode deixar de amar tais pessoas num nível especial.

Eis aí, apresentei esta característica daquele que se tornou filho de Deus. 
O que o apóstolo João falou aplica-se à sua vida? Você é filho de Deus?

...em quinto, João afirma isto:
O FILHO DE DEUS É ALGUÉM QUE NÃO FAZ DA OPINIÃO DO MUNDO O SEU PADRÃO DO QUE É CERTO OU ERRADO
O apóstolo João escreveu em 1Jo 5.4: "O que é nascido de Deus vence o mundo...".
Uma pessoa nascida de Deus, ou seja, que passou pela experiência de se tornar filha de Deus, ela não torna a opinião do mundo seu padrão do que é certo ou errado... ela não se preocupa em andar na direção contrária às opiniões e costumes do mundo.

A questão: "O que os outros irão dizer?" ...não é importante para a pessoa nascida de Deus... ela vence o apego ao mundo... ela vence os elogios do mundo... ela vence as modas do mundo... ela vence os costumes do mundo...

O apóstolo João escreveu: O filho de Deus vence o mundo... 
O mundo pode zombar dele, mas ele não se abala... o mundo pode caçoar dele, porém, ele não desanima.

Agradar o mundo é a coisa menos importante para a pessoa nascida de Deus... ela não faz o que todo mundo faz... ela não se tatua, não se embriaga nem se empanturra como o mundo... o seu grande objetivo é agradar a Deus.

Eis aí, mais esta característica do filho de Deus. 
O que apóstolo João falou aplica-se à sua vida? Você é filho de Deus?

...e finalizando, a sexta característica, João afirma que:
O FILHO DE DEUS É ALGUÉM QUE É MUITO CUIDADOSO A RESPEITO DE SUA PRÓPRIA ALMA
Está escrito em 1Jo 5.18: "...o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo".
Uma pessoa nascida de Deus, ou seja, que passou pela experiência de se tornar filha de Deus, é muito cuidadosa a respeito de sua própria alma... 

Ela se esforça não somente para manter-se limpa do pecado, mas também de tudo que possa induzi-la a praticar o pecado - nesse v.18 também lemos: "Sabemos que os filhos de Deus não continuam pecando...". 
Aquele que é filho de Deus é cuidadoso a respeito de suas companhias... é alguém que sente que as más conversas corrompem o coração e que é mais fácil apegar-se ao mal do que ao bem.

Por isso, a pessoa que se tornou filha de Deus é cuidadosa a respeito das de suas companhias... 
Para ela, não basta que as pessoas sejam bondosas, amáveis e moderadas... tudo isso é bom, mas tais pessoas abençoarão a sua alma?

O apóstolo João escreveu: "...o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo".
A pessoa que se tornou filha de Deus é cuidadosa a respeito de seus hábitos e de seu comportamento...
Ela procura estar lembrada de que o coração é enganoso, que o mundo é mau e que o diabo se esforça em dar-lhe uma rasteira... 

Então, ela se mantém vigilante, ela se mantém atenta... faz oração, lê a Bíblia... zela por sua própria alma.

Eis aí, apresentei pra você esta característica daquele que é filho de Deus.
O que o apóstolo João falou aplica-se à sua vida? ...você é filho de Deus?

Conclusão
Estas são as seis características da pessoa nascida de Deus.
É verdade que em muitas pessoas há diferença na profundidade e nitidez dessas características.

Em algumas pessoas, essas características não podem ser facilmente percebidas, visto que se manifestam com bastante fraqueza, imperfeição e obscuridade.

Em outras pessoas, essas características se evidenciam com tanta força, vivacidade e clareza, que podem ser reconhecidas prontamente.

Algumas dessas características são visíveis em certas pessoas; e outras características, são mais visíveis em outras pessoas.
Raramente acontece de todas essas características se manifestarem na mesma proporção em uma só pessoa... o filho de Deus, enquanto viver na terra, não é perfeito.

No entanto, apesar disso, aqui está a Bíblia mostrando para nós estas seis características próprias daquele que foi feito filho de Deus.

O apóstolo João escreveu essa carta da Bíblia, para mostrar como é uma pessoa nascida de Deus:
Ela não vive na prática do pecado
Ela crê que Jesus é o Salvador
Ela pratica a justiça
Ela ama seus irmãos
Ela vence o mundo, e
Ela conserva-se pura.

Agora, o que vamos dizer diante destas coisas?
Eu posso chegar somente a uma conclusão: somente são filhos de Deus as pessoas que manifestam essas seis características.

Todos os homens e mulheres que não possuam essas marcas ainda não se tornaram filhos de Deus.

Você tem essas seis características? Você é filho de Deus?


Pr Walter Pacheco da Silveira, baseado em material de J.C. Ryle publicado em "Fé Para Hoje", Nº 11, Ano 2001; e, "Construindo Novos Relacionamentos", Valnice Milhomens.