Meus Sermões

A BÊNÇÃO DOS BONS FILHOS
Deuteronômio 5.16

 

Introdução
Estamos em Maio, mês que, tradicionalmente, é chamado Mês das Noivas ou mês da família. Inclusive, hoje, segundo domingo do mês, é comemorado o Dia das Mães – este é mesmo um mês muito especial.

Por isso, trago neste domingo uma mensagem para a família; uma mensagem para a família ser melhor, para a família ser feliz.

Por que muitas famílias não são felizes, e a causa não é a falta de dinheiro, não é a falta de saúde, nem de casa própria, nem de carro ou coisas assim.

Muitas pessoas vivem mal hoje, porque na família, não foram bons filhos.

Em muitas casas as pessoas não estão sendo abençoadas, porque elas foram péssimas para com os seus pais.

O primeiro mandamento de Deus, com promessa, aparece mais de uma vez no VT e até no NT! Jesus falou sobre ele, e o apóstolo Paulo também!

Eu quero ler esse mandamento – está em Dt 5.16: “Honra teu pai e tua mãe, como te ordenou o SENHOR, o teu Deus, para que tenhas longa vida e tudo te vá bem na terra que o SENHOR, o teu Deus, te dá”.

Agora escute essas Palavras que Jesus disse (Mc 7.10-13): “Pois Moisés disse: ‘Honra teu pai e tua mãe’ e ‘Quem amaldiçoar seu pai ou sua mãe terá que ser executado’. 11 Mas vocês afirmam que se alguém disser a seu pai ou a sua mãe: ‘Qualquer ajuda que vocês poderiam receber de mim é Corbã’, isto é, uma oferta dedicada a Deus, 12 vocês o desobrigam de qualquer dever para com seu pai ou sua mãe. 13 Assim vocês anulam a palavra de Deus, por meio da tradição que vocês mesmos transmitiram. E fazem muitas coisas como essa”.

E ouça o apóstolo Paulo (Ef 6.1-3): “Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. 2 “Honra teu pai e tua mãe” este é o primeiro mandamento com promessa 3 “para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra”.

Esta é a ordem de Deus: que honremos nossos pais.

E a promessa é que, fazendo assim, teremos uma vida longa e iremos bem nela.

Diga depois de mim: Honrando os pais, terei vida longa e me darei bem!

Agora, entenda o que significa “honrar”.

Muitas pessoas acham que só é possível honrar um pai que é amoroso ou uma mãe que é carinhosa e compreensiva. No entanto, não é bem assim.

O que é honrar? “Honra teu pai e tua mãe...”, diz a Bíblia.

Geralmente as pessoas fazem uma confusão com esse mandamento. Isso acontece principalmente com relação ao verbo que inicia o versículo: “honrar”.

Deus ordena que honremos nossos pais; e prá ficar bem claro, sem que haja dúvidas, Deus discriminou tanto um quanto o outro, Ele disse: “Honra teu pai e tua mãe”.

Mas a dificuldade que muitos encontram a respeito desse mandamento é justamente quanto ao que significa a palavra HONRAR.

Muita gente confunde honrar com amar, ou com admirar, ou com bajular.

Então, vamos primeiro entender o significado dessa palavra.

O dicionário mais comum que você encontrar, explica que honrar significa estimar, respeitar, acatar... em nenhum momento diz que é amar, admirar ou bajular, mas: estimar, respeitar, acatar – é isso que significa honrar!

Aqueles que não honram seus pais tem sempre algumas desculpas. As mais comuns são:
“Meus pais não são crentes. Eu não acato ou respeito a eles, porque eles não são crentes”.

Ora, você não pode acrescentar nada à Palavra de Deus! Você não pode ler o mandamento dessa maneira: “Honra teu pai e tua mãe que são fiéis a Deus”.

A Bíblia não condiciona o honrar à condição espiritual dos pais. Se você é crente, então você deve honrar e obedecer sempre. E isso, mesmo que seus pais não sejam crentes.

Aí podemos ouvir a seguinte pergunta: “E se meus pais me mandarem fazer algo imoral ou alguma coisa que vá fazer mal à minha saúde?” ...Bom, nesse caso, veja o que o apóstolo Paulo diz: “Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo”.

Obedecer aos pais no Senhor quer dizer: obedecer em tudo que não vá contra a Palavra do Senhor.

Sendo assim, se os pais ordenarem algo que esteja em desacordo com os mandamentos de Deus, não é para ser feito. Isso engloba os Dez Mandamentos: não matar, não furtar, não adorar outros deuses... e também a lei dos homens.

Então, caso os pais estejam totalmente distantes de Deus, os filhos não devem obedecer a eles naquilo que é ilegal. No entanto, mesmo assim, ainda lhes devem honra.

Uma segunda desculpa comum dada por aqueles que não honram os pais é: “Meu pai é ausente, ele não me ama. Só consigo ter carinho pela minha mãe”.
Mas preste atenção: o mandamento de Deus deixa bem claro que os dois, pai e mãe, devem ser honrados.

Mesmo se o seu pai abandonou você, ele continua merecendo a honra, isto é: o seu respeito e estima.

Uma outra desculpa pra não honrar os pais é essa: “Minha mãe me maltratou quando eu era criança, e não consigo perdoá-la”.
Bom, nesse caso, surge algo mais grave. Não liberar perdão, guardar rancor, adoece o corpo e a alma. É importante perdoar.

O fato é que até um pai ou uma mãe cruel merecem ser honrados, pelo simples fato de serem nossos pais.

A maioria dos filhos poderia encontrar desculpas para não obedecer ao mandamento de Deus, mas o Senhor deixa bem claro que o mandamento é para os filhos.

Se somos filhos de Deus, crentes de verdade, irmãos, vamos obedecer a Deus e honrar nossos pais – sejam eles como forem. Amém?

E o melhor de tudo é que Deus acrescenta uma promessa, uma maravilhosa promessa ao mandamento: a promessa de vinda longa e próspera (talvez Deus tenha feito isso justamente para animar aqueles que têm dificuldades com os pais).

Amado, mesmo que você não encontre em seus pais motivos para admirá-los, honre-os! Essa é a vontade de Deus (quem sabe, fazendo assim, através de você, Deus transforme a vida deles?)!

Pratique o princípio da obediência – honrar os pais é um mandamento do Senhor.

Se não cumprimos esse mandamento, estamos desobedecendo a Deus. E a desobediência nos afasta de Deus!

Em Dt 28.1-14, encontramos uma lista das bênçãos que começam a aparecer quando obedecemos a Deus. E logo depois, vem uma lista das maldições decorrentes da desobediência.

Primeiro, encontramos as bênçãos: “Se vocês obedecerem fielmente ao SENHOR, o seu Deus, e seguirem cuidadosamente todos os seus mandamentos que hoje lhes dou, o SENHOR, o seu Deus, os colocará muito acima de todas as nações da terra. 2 Todas estas bênçãos virão sobre vocês e os acompanharão, se vocês obedecerem ao SENHOR, o seu Deus: 3 “Vocês serão abençoados na cidade e serão abençoados no campo. 4 Os filhos do seu ventre serão abençoados, como também as colheitas da sua terra e os bezerros e os cordeiros dos seus rebanhos. 5 A sua cesta e a sua amassadeira serão abençoadas. 6 Vocês serão abençoados em tudo o que fizerem. 7 “O SENHOR concederá que sejam derrotados diante de vocês os inimigos que os atacarem. Virão a vocês por um caminho, e por sete fugirão. 8 “O SENHOR enviará bênçãos aos seus celeiros e a tudo o que as suas mãos fizerem. O SENHOR, o seu Deus, os abençoará na terra que lhes dá. 9 “O SENHOR fará de vocês o seu povo santo, conforme prometeu sob juramento, se obedecerem aos mandamentos do SENHOR, o seu Deus, e andarem nos caminhos dele. 10 Então todos os povos da terra verão que vocês pertencem ao SENHOR e terão medo de vocês. 11 O SENHOR lhes concederá grande prosperidade, no fruto do seu ventre, nas crias dos seus animais e nas colheitas da sua terra, nesta terra que ele jurou aos seus antepassados que daria a vocês. 12 “O SENHOR abrirá o céu, o depósito do seu tesouro, para enviar chuva à sua terra no devido tempo e para abençoar todo o trabalho das suas mãos. Vocês emprestarão a muitas nações, e de nenhuma tomarão emprestado. 13 O SENHOR fará de vocês a cabeça das nações, e não a cauda. Se obedecerem aos mandamentos do SENHOR, o seu Deus, que hoje lhes dou e os seguirem cuidadosamente, vocês estarão sempre por cima, nunca por baixo. 14 Não se desviem, nem para a direita nem para a esquerda, de qualquer dos mandamentos que hoje lhes dou, para seguir outros deuses e prestar-lhes culto”.

Contudo, mais adiante (Dt 28.15-19, 38, 45), podemos ler as maldições: “Entretanto, se vocês não obedecerem ao SENHOR, o seu Deus, e não seguirem cuidadosamente todos os seus mandamentos e decretos que hoje lhes dou, todas estas maldições cairão sobre vocês e os atingirão: 16 “Vocês serão amaldiçoados na cidade e serão amaldiçoados no campo. 17 A sua cesta e a sua amassadeira serão amaldiçoadas. 18 Os filhos do seu ventre serão amaldiçoados, como também as colheitas da sua terra, e os bezerros e os cordeiros dos seus rebanhos. 19 Vocês serão amaldiçoados em tudo o que fizerem. (...) 38 Vocês semearão muito em sua terra, mas colherão bem pouco, porque gafanhotos devorarão quase tudo. (...) 45 Todas essas maldições cairão sobre vocês. Elas os perseguirão e os alcançarão até que sejam destruídos, porque não obedeceram ao SENHOR, o seu Deus, nem guardaram os mandamentos e decretos que ele lhes deu”.

Temos de aprender o princípio da obediência – Deus requer de nós que sejamos filhos obedientes.

Quando Saul desobedeceu a Deus, o profeta Samuel perguntou pra ele: “Por que você não obedeceu ao SENHOR? Por que... fez o que o SENHOR reprova?” (1Sm 15.19).

Saul ainda conseguiu arrumar uma desculpa esfarrapada. Ele disse que o povo havia oferecido holocausto a Deus com o despojo – justamente o despojo que Deus tinha proibido.

O profeta Samuel então lhe disse: “...Acaso tem o SENHOR tanto prazer em holocaustos e em sacrifícios quanto em que se obedeça à sua palavra? A obediência é melhor do que o sacrifício, e a submissão é melhor do que a gordura de carneiros. 23 Pois a rebeldia é como o pecado da feitiçaria, e a arrogância como o mal da idolatria. Assim como você rejeitou a palavra do SENHOR, ele o rejeitou como rei”.

Saul apresentou uma justificativa para se desculpar de sua desobediência a Deus – coisa que muitos filhos também fazem!

Pois, toda vez que alguém coloca a culpa nos pais por não os honrar, está agindo igualzinho a Saul – não há desculpas para a desobediência – se não honramos nossos pais, estamos desobedecendo a Deus.

E o que o profeta Samuel disse a Saul vale para todos nós hoje: Obedecer é a melhor escolha que podemos fazer – porque a obediência a Deus gera bênçãos, mas a desobediência, a rebeldia, traz maldição.

Certa vez ouvi uma história muito triste: uma família foi fazer um passeio na praia. Todos aproveitaram para nadar. Alguns brincavam na areia, outros na água. De repente, um dos filhos começou a se distanciar da praia. E de longe, os pais viram uma placa, dois ou três metros adiante do menino, com os dizeres: “Perigo – buracos”. Os pais passaram a gritar desesperadamente para que o menino voltasse. No entanto, o menino não obedeceu aos gritos dos pais, e continuou mar à dentro, andando em direção à morte.

Amados: a desobediência aos pais traz prejuízos, traz tristezas e até morte!

Contudo, o mais grave de tudo é que a desobediência é pecado, porque é quebrar o mandamento de Deus.

E quando desobedecemos a Deus, não há bênçãos; elas não vêm sobre nós – ao contrário, é a maldição que vem sobre nós.

A Bíblia fala de bênçãos e fala de maldições...

Há famílias que têm problemas numa determinada área e não conseguem encontrar uma solução para eles... existe algo que impede que as famílias recebam a bênção de Deus.

Entenda isso: Deus quer bênção para você. O Senhor não quer que ninguém sofra... Deus não deseja que você tenha que tomar remédio para depressão... Deus não quer que seu dinheiro seja gasto só com médicos e remédios... Deus quer é a sua bênção!

Mas muitos filhos desobedecem a Deus no que diz respeito ao mandamento de honrar os pais – e essa atitude traz para eles a maldição, traz para eles as conseqüências da desobediência.

Diga: As bênçãos de Deus/dependem da minha obediência/à Deus.

Soube de um pastor que foi chamado para orar por uma família. Chegando na casa, havia uma garotinha de 6 anos de idade. Ela não falava, não andava e tinha sérios problemas de saúde. Quando começou a oração, um espírito maligno falou através dos lábios daquela criança: “Eu estou aqui porque fui autorizado”. Nem os pais nem os avós da menina entenderam aquilo. Mas depois, a avó se lembrou do passado de sua filha, que era a mãe dessa garotinha de 6 anos. A avó contou: “Quando minha filha era jovem, ela me dava muitos problemas. Eu vivia angustiada por causa dela... ela chegava em casa de madrugada, namorava um rapaz, namorava outro... saltava a janela às escondidas... não me respeitava, me xingava, me respondia mal... E eu dizia a ela: Quando você tiver uma filha, ela vai te dar o dobro do trabalho que você está me dando”.

A mãe falou isso para a filha dela. Aquela jovem mãe havia sido uma péssima filha – agora, estava se cumprindo na vida dela a maldição resultante da sua desobediência ao mandamento de Deus que diz: “honra teu pai e tua mãe”.

Dificilmente alguém confessa que foi um péssimo filho.

O mais comum é ver filhos debruçados sobre o caixão da mãe ou do pai já morto, dizendo: “Ele era bom, só agora descobri isso”.

Certa vez, no velório de uma senhora, o pastor dava uma palavra de consolo à família. De repente, houve um tumulto na entrada. Um homem bastante nervoso falava alto, chamando a atenção de todos. Houve um empurra-empurra. Então, uma das filhas saiu para ver o que estava acontecendo e foi constatado o seguinte: aquele homem que havia chegado, era um dos filhos da senhora que morreu, um filho que morava fora. Havia uns quatro anos que ele não via a mãe. Chegou na hora do enterro dela e ficou indignado com o caixão que escolheram para sepultá-la. Então, ele estava brigando com os irmãos. Ele dizia: “Esse caixão é pobre, a coroa de flores é muito simples, minha mãe tem que ter um sepultamento de primeira!”.

Amado: depois de quatro anos sem visitar a mãe, tudo o que aquele filho queria para ela era um enterro de primeira... é o que muitos filhos desejam aos pais (quando já não adianta mais, quando já não é preciso).

Nós pais, não precisamos de sepultamento de primeira, não! Não precisamos de coroa de flores, nem de caixão suntuoso... nós precisamos é de filhos de primeira!

E nós, filhos, temos de ser filhos de primeira para que a nossa vida seja longa nesta terra.

Tem mães que costumam dizer: “Todo feriado é um tormento para mim. Minha filha fica em casa. É feriado para ela e desespero para mim. O som fica no último volume. Ela briga com todos, não respeita ninguém. Feriado, para mim, é a maior tristeza”.

Como alguém que age desse modo pode ser abençoado? Como vai ser próspero? Como vai ser feliz no namoro, no casamento? Como vai receber as bênçãos que Deus prometeu?

Desobedecer a esse mandamento de Deus, de honrar os pais, traz maldição para os filhos.

Porém, observe que o desejo de Deus é trazer bênção, porque a esse mandamento, Deus acrescentou duas promessas: “Honra teu pai e tua mãe, como te ordenou o SENHOR, o teu Deus, para que tenhas longa vida e tudo te vá bem na terra que o SENHOR, o teu Deus, te dá”.

Se invertermos a leitura do versículo, lemos assim: “Para que tenhas longa vida e tudo te vá bem na terra... honra teu pai e tua mãe”.

Irmãos, para alcançarmos vida longa e próspera, devemos honrar nossos pais (é a condição que Deus estabeleceu!).

A primeira promessa, é que se honrarmos nossos pais, teremos vida longa.
Todo mundo lamenta uma morte precoce. Não há quem não se comova com o falecimento de alguém que ainda é jovem, que tem muita vida pela frente.

É lógico que nem todas as mortes precoces estão relacionadas a esse mandamento, o certo, porém, é que Deus promete prolongar os dias de vida daqueles que honram os pais que têm.

Deus prometeu vida longa (aleluia!) para todos aqueles que são bons filhos (dê um aplauso forte ao Senhor, comemore!).

E a segunda promessa é essa: Dias prósperos... “para que te vá bem na terra”.
“Ir bem na terra” nada mais é do que ser próspero, é ser bem-sucedido na vida!

E ser próspero não é só questão financeira – o que Deus quer para nós é que sejamos felizes e a felicidade não depende só de dinheiro.

A pessoa bem-sucedida, a pessoa próspera, é aquela que consegue realizar os seus planos, os seus projetos...

A pessoa pode viver numa favela e se sentir feliz, bem-sucedida... existem missionários e missionárias que largam todo o conforto da cidade e vivem num lugar cheio de dificuldades e, mesmo assim, se consideram prósperos!

Amados: O que Deus quer nos dar é uma vida longa e feliz (não é viver 90 anos em angústia). A promessa de Deus é completa: Vida longa e próspera. Aleluia!!!

Agora, será que as coisas em sua vida, meu irmão, estão travadas? ...você não consegue “engrenar” num emprego, num empreendimento? ...talvez o motivo seja a desobediência.

Pode ser que você não esteja honrando seus pais... talvez as coisas venham dando errado para você, justamente porque você não tem sido um bom filho, uma boa filha...

Quem sabe, você vem inventando um punhado de desculpas para não obedecer ao mandamento de Deus...

Lembra de Saul? ...ele apresentou ao profeta Samuel um motivo para desobedecer à ordem de Deus, até achava que seu motivo era muito justo...

Quais são as desculpas que você tem dado para ser um mau filho, ou uma má filha?

Algumas desculpas enganosas, são as seguintes:
Não posso ajudar nos afazeres de casa, eu tenho que estudar muito. Não dá nem para arrumar a cama...”. Maus filhos fazem assim: deixam o quarto bagunçado, cama desarrumada, pisam no barro e entram com os pés sujos para dentro de casa...

Outra desculpa enganosa pra ser um mau filho:
“Eu xingo meus pais, sim. Afinal de contas, aprendi a ser grosso foi com eles mesmos”.

E tem outra desculpa muito comum ainda para ser mau filho:
“Não converso com meu pai há vários anos; e ele nem liga. Ele fica na dele e eu na minha”.

E essa outra: “Meus pais passam muita necessidade, mas eu não posso ajuda-los. Primeiro tenho que fazer meu pé-de-meia, depois vou ajuda-los”. Essa é outra desculpa pra ser mau filho.

Mas nenhuma dessas desculpas ou, outras parecidas com estas, são válidas diante de Deus.

Conclusão
Amado, é hora de parar de inventar desculpas. É hora de acertar com Deus nessa área... você sabe: para que a bênção de Deus flua em sua vida, é preciso de obediência a Deus.

Ministração: 

Quero que feche seus olhos por um momento... (música ao CD – Faixa 10 do Play Bach “Para Orar e Adorar I”, Ludmila Ferber).

Caso você não esteja sendo um bom filho, peça perdão a Deus por isso, porque é um mandamento de Deus que você está quebrando.

Mesmo que seus pais já tenham falecido, peça perdão a Deus para que você possa experimentar a bênção que está prometida aos bons filhos.

Há algum tempo, a cidade de São Carlos-SP, amanheceu sem água. As pessoas abriram a torneira e não havia água. Ninguém sabia explicar o que estava se passando. A companhia de água mandou funcionários até o reservatório, mas nada de errado foi encontrado... Depois de muita procura, sem conseguir achar a causa para a falta de água, resolveram chamar o Corpo de Bombeiros. Então, alguns soldados foram lá e um deles mergulhou na enorme caixa d’água que havia e descobriu que algo estava impedindo que a água passasse pelo cano. Ele pegou aquilo e descobriu que era um grande rato, que estava morto e ficou preso ali...

É o que acontece na vida da gente, quando deixamos que algo obstrua a passagem da bênção de Deus para nós.

Talvez esse “rato morto” que está impedindo que Deus te abençoe seja a DESOBEDIÊNCIA ao mandamento de “honrar pai e mãe” ....e por isso, você amanhece todos os dias com a falta de bênção em sua vida.

Ouça: não vale a pena viver em desobediência ao Senhor... mas esta é a hora de consertarmos o que estiver errado.

Eu desafio você a iniciar uma nova etapa de sua vida – e que isso se dê a partir de agora, com um conserto com Deus.

Então, peça perdão ao Senhor; peça perdão por tudo o que Ele estiver lhe revelando agora... peça perdão por aquilo em que você falhou com seus pais. Este é o momento certo para você fazer isso.

Quantos filhos e filhas querem vir aqui à frente para uma oração de bênção comigo? ...deixe o seu lugar e venha.

Oração 
Senhor Jesus, Senhor Jesus, Senhor Jesus, Senhor Jesus, aplica o Teu sangue sobre todas as atitudes que magoaram os pais, que fizeram sofrer os pais, de cada pessoa aqui.

E Senhor Jesus, Yeshua Hamaschia, perdoa e quebra as maldições sobre cada um!

Não deixe que nossos filhos façam conosco o que fizemos de errado com os nossos pais... que nossos filhos nos respeitem e nos amem. E que eles copiem tudo de bom que fizemos e que tudo de ruim que fizemos, seja apagado da mente deles, em o nome de Jesus!

E para Tua glória, Senhor, inaugura uma nova etapa de vida...

Em o nome de Jesus, eu profetizo, filhos e filhas que vão honrar os pais, pessoas de vinda longa e próspera, é o que temos aqui, aqui, aqui! Aleluia! Aleleuia!!

Pr. Walter Pacheco da Silveira – baseado em texto de Pr. Jorge Linhares.