Meus Sermões

FILHO EXEMPLAR
Gênesis 49.22-26

 

“José é como uma planta perto de uma fonte; ela dá muita fruta, e os seus galhos sobem pelo muro.

23Os inimigos o atacam com violência e o perseguem com os seus arcos e flechas.

24Porém o seu arco ficou firme, e os seus braços continuaram fortes pela força do Poderoso de Jacó, pelo nome do Pastor, a Rocha de Israel.

25O Deus do seu pai ajudará José, o Todo-Poderoso lhe dará bênçãos – bênçãos do alto céu, bênçãos de águas que ficam debaixo da terra, bênçãos de muitos animais e muitos filhos, 26bênçãos de cereais e de flores, bênçãos de montanhas antigas, coisas deliciosas dos montes eternos. Que todas essas bênçãos estejam sobre a cabeça de José, sobre a testa daquele que foi escolhido entre os seus irmãos.

 

Introdução

Leio este texto para refletir com os irmãos a necessidade que todos temos de sermos filhos exemplares.

José do Egito foi um filho exemplar...

 

Trago esta mensagem, não tanto porque hoje é o Dia das Mães, que aliás, começou numa igreja batista, com Jane Jarvis, em Londres, [que os ingleses me perdoem a pronúncia] filha de um pastor.

 

Mas este dia de hoje me traz uma comoção...

Me pergunto se estamos sendo filhos exemplares, porque a Palavra de Deus requer isso, que sejamos “irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio duma geração corrompida e perversa, entre a qual [devemos resplandecer] como astros no mundo” (Fp 2.15).

 

A Bíblia diz para sermos filhos exemplares.

 

...primeiro: 

I - FILHO EXEMPLAR EM RELAÇÃO AOS PAIS

José honrou os pais que tinha e ele foi abençoado.

É um mandamento de Deus que honremos os nossos pais... está em Ex 20.12: “Respeite o seu pai e a sua mãe” e na carta Efésios 6.1-3, está escrito: “Filhos, o dever cristão de vocês é obedecer ao seu pai e à sua mãe” e nos lembra daquele mandamento: “Como dizem as Escrituras: “Respeite o seu pai e a sua mãe”. 

 

Como José cumpriu esse mandamento?

Foi andando nas mesmas pisadas de fé do seu pai Jacó, do seu avô Isaque e do seu bisavô Abraão.

 

José enfrentou muitas dificuldades na família... e fora do ambiente familiar, ele também passou por períodos duros e difíceis, mas em nenhum momento ele se afastou da fé dos seus antepassados.

 

Foi como Timóteo, que andou na mesma fé de sua avó Loide e de sua mãe Eunice.

 

José fez a vontade de Deus... ele foi um filho exemplar.

 

Talvez você não tenha na história da sua família uma linhagem de fé igual à de José, mas você pode, pela graça de Deus, começar essa linhagem hoje! 

Resolva ser uma pessoa obediente a Deus... o poder de decisão é seu!

 

No trabalho, tenha dignidade, respeito próprio, compostura, decência...

 

José foi escravo, mas foi escravo honesto, não desceu o nível da sua moral, não desceu o nível da sua honra, e por isso foi abençoado!

 

José também foi obediente aos mandamentos de Deus... ele resistiu à tentação de pecar.

 

E quando enfrentou a inveja dos irmãos, quando foi caluniado pela esposa de Potifar, quando foi esquecido pelo companheiro de prisão, José dependeu de Deus...

 

E o resultado de tudo foi que, olhe [cap 39] o v.3 declarando: "O Senhor era com José"... em At 7.9 lemos que o Senhor "estava com ele" e por isso “livrou-o de todas as suas aflições”.

Filhos como José tem cobertura de Deus, tem respaldo de Deus... aleluia!

 

Estamos sendo como José?

 

...segundo, seja:

II - FILHO EXEMPLAR EM RELAÇÃO AOS IRMÃOS

Note o exemplo de amor de José aos irmãos.

José não se vingou deles... seus irmãos lhe haviam feito muito mal, mas quando se reencontraram, José comoveu-se e chorou com eles.

 

É que José tinha o coração cheio do amor de Deus que cobre multidão de pecados... e o transbordar desse amor de José levou seus irmãos ao arrependimento.

 

Note também o exemplo de perdão de José aos irmãos.

José viveu o princípio de que devemos perdoar os irmãos como somos perdoados por

Deus.

 

Mateus 6.12: “Perdoa as nossas ofensas como também nós perdoamos as pessoas que nos ofenderam”, 14-15: “Porque, se vocês perdoarem as pessoas que ofenderem vocês, o Pai de vocês, que está no céu, também perdoará vocês. 15Mas, se não perdoarem essas pessoas, o Pai de vocês também não perdoará as ofensas de vocês”;

 

Mateus 18.32-35: “Aí o patrão chamou aquele empregado e disse: “Empregado miserável! Você me pediu, e por isso eu perdoei tudo o que você me devia. 33Portanto, você deveria ter pena do seu companheiro, como eu tive pena de você.”

34– O patrão ficou com muita raiva e mandou o empregado para a cadeia a fim de ser castigado até que pagasse toda a dívida. 35E Jesus terminou, dizendo: – É isso o que o meu Pai, que está no céu, vai fazer com vocês se cada um não perdoar sinceramente o seu irmão”.).

 

Ele aprendeu que Deus transforma o mal em bem... amou e liberou perdão e a paz foi restabelecida à família.

 

Você tem o coração cheio do amor de Deus pelos irmãos ao ponto de, quando insultado, quando ofendido, quando ferido, liberar perdão a eles?

 

...terceiro, seja:

III - FILHO EXEMPLAR EM RELAÇÃO À SOCIEDADE

No trabalho que fazia, José foi abençoado e abençoador.

É vergonhoso para uma família que um de seus membros se porte mal...

 

José não era assim... Potifar foi abençoado com o trabalho de José, era um trabalho escravo, mas não era de má vontade (Gênesis 39.2-5).

 

José foi íntegro... as autoridades da sociedade reconheceram isso (Gênesis 41.39-40: “Depois virou-se para José e disse: – Deus lhe mostrou tudo isso, e assim está claro que não há ninguém que tenha mais capacidade e sabedoria do que você. 40Você vai ficar encarregado do meu palácio, e todo o meu povo obedecerá às suas ordens. Só eu terei mais autoridade do que você, pois sou o rei”.).

Jesus disse que os seus discípulos devem exercer tanto uma influência invisível como o sal na comida (Mateus 5.13), quanto devem ocupar os lugares altos de onde a luz possa brilhar e manifestar a glória de Deus (Mateus 5.14-16)!

 

José foi um filho exemplar.

 

Conclusão

José constitui um exemplo de filho.

 

Nós somos desafiados a ser como ele: filhos exemplares... como está em Fp 2.15: “irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio duma geração corrompida e perversa, entre a qual [devemos resplandecer] como astros no mundo” .

 

É assim que nossa cidade e o mundo serão impactados pelo Evangelho de Deus.

 

 

Pr Walter Pacheco da Silveira, 11.05.2008