Meus Sermões

CURE A SUA ALMA

Salmo 42

 

1 Como a corça anseia por águas correntes, a minha alma anseia por ti, ó Deus.

2 A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo. Quando poderei entrar para apresentar-me a Deus?

3 Minhas lágrimas têm sido o meu alimento de dia e de noite, pois me perguntam o tempo todo: “Onde está o seu Deus?”

4 Quando me lembro destas coisas choro angustiado. Pois eu costumava ir com a multidão, conduzindo a procissão à casa de Deus, com cantos de alegria e de ação de graças entre a multidão que festejava.

5 Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e 6 o meu Deus. A minha alma está profundamente triste; por isso de ti me lembro desde a terra do Jordão, das alturas do Hermom, desde o monte Mizar.

7 Abismo chama abismo ao rugir das tuas cachoeiras; todas as tuas ondas e vagalhões se abateram sobre mim.

8 Conceda-me o Senhor o seu fiel amor de dia; de noite esteja comigo a sua canção. É a minha oração ao Deus que me dá vida.

9 Direi a Deus, minha Rocha: Por que te esqueceste de mim? Por que devo sair vagueando e pranteando, oprimido pelo inimigo?

10 Até os meus ossos sofrem agonia mortal quando os meus adversários zombam de mim, perguntando-me o tempo todo: “Onde está o seu Deus?”

11 Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e o meu Deus.

 

Introdução

Você precisa se relacionar com pessoas que estão sempre tristes e abatidas? ...pessoas que sempre reclamam de tudo e que são muito críticas, pessimistas, sempre doentes?

Há pessoas que não conseguem fazer novas amizades, são pessoas desconfiadas, inseguras...

 

Pessoas assim, sempre tristes, abatidas, murmuradoras, pessimistas, inseguras, possuem uma alma doente e que precisa de cura.

 

Estamos acostumados a lidar com o corpo doente, e procuramos o médico, fazemos exames e tratamentos...

Mas nenhuma pessoa é composta somente pelo corpo... nós somos constituídos de três partes: o corpo, a alma e o espírito.

 

 

Através do corpo, entramos em contato com o mundo que nos cerca... é no corpo que estão nossos  cinco sentidos: visão, olfato, tato, paladar e audição.

 

O espírito é a parte que nos coloca em contato com o mundo espiritual, por meio dele adoramos, louvamos, temos fé, amor, esperança...

 

Agora, a alma é a parte que nos dá consciência de nós mesmos; é na alma que está nossas emoções, mente, vontade, consciência das coisas...

 

O salmista diz neste salmo: “Por que você está assim tão triste, ó minha alma?”

Então, eu apresento a questão para hoje: Como vai a sua alma? Você é uma pessoa feliz? Você se consideraria uma pessoa doce ou amarga?

A bem da verdade, poucas são as pessoas que são como a cana-de-açúcar: a cana, mesmo posta na moenda, pressionada, esmagada, reduzida a bagaço, só sabe dar doçura...

 

Mas a maioria de nós, concordamos com este Salmo 42... o salmista revela o estado amargo da sua alma. Ele diz isto, no v.3: “Minhas lágrimas têm sido o meu alimento de dia e de noite...”, mais adiante, no v.10, ele chega a declarar: “Até os meus ossos sofrem agonia mortal...”.

 

Agora, como o salmista teve esse problema resolvido? Como ele tratou e curou a sua alma?

 

...lendo o salmo, identificamos que três procedimentos foram tomados por ele. Em primeiro lugar, encontramos o salmista:

I- ORANDO A DEUS

Os dois primeiros versículos são a oração que o salmista fez. Ele orou: “Como a corça anseia por águas correntes, a minha alma anseia por ti, ó Deus. 2 A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo. Quando poderei entrar para apresentar-me a Deus?” Ele continua no v.6: “A minha alma está profundamente triste; por isso de ti me lembro desde a terra do Jordão, das alturas do Hermom, desde o monte Mizar. 7 Abismo chama abismo ao rugir das tuas cachoeiras; todas as tuas ondas e agalhões se abateram sobre mim. 8 Conceda-me o Senhor o seu fiel amor de dia; de noite esteja comigo a sua canção. É a minha oração ao Deus que me dá vida”.

A oração recebeu do salmista a devida importância. Ele fez oração!

 

Você deve entender que orar é importante... A oração é um instrumento poderoso, não para fazer com que a vontade do homem seja feita no céu, mas para fazer com que a vontade de Deus seja feita na terra.

 

A pessoa que ora, que faz oração ao Deus Vivo, Verdadeiro e Todo-podoreso sempre colherá a manifestação do poder de Deus... Onde há uma semeadura de oração, sempre haverá uma colheita da manifestação do poder de Deus!

 

Agora, tem gente com a alma triste, querendo resolver o problema da alma com lazer, com férias, com descanso... pensam que vão alegrar a alma com coisas materiais, com palavras e pensamentos positivos...

Mas isso é ilusão... Nos Evangelhos, Jesus conta a Parábola do Fazendeiro Louco, que disse à sua própria alma: “alma, tens em depósito muitos bens... descansa, come, bebe, regala-te...” e Jesus falou pra ele: “Louco! Esta noite te pedirão a tua alma...” (Lc 12.13-21).

 

O Salmista sabia quem era que poderia curar, tratar e saciar a sua alma, sabia quem poderia resolver seus problemas que estavam afligindo a sua alma, por isso ele buscou a Deus em oração!

 

Hoje eu quero convidar você à fazer oração. Você deve orar ao Senhor e entregar a Ele os seus problemas, suas tristezas, suas amarguras... todas as aflições que estão ferindo a sua alma, você deve entregar a Deus em oração.

 

Porque se você fizer isso, se você orar, Deus vai manifestar o Seu poder e sua alma será tratada!

 

...o segundo procedimento que o salmista tomou a fim de ter sua alma curada, seu problema resolvido, sua profunda tristeza resolvida, foi que ele se ocupou:

II-  LOUVANDO A DEUS

Acompanhe comigo o que lemos no v.4: “Quando me lembro destas coisas choro angustiado. Pois eu costumava ir com a multidão, conduzindo a procissão à casa de Deus, com cantos de alegria e de ação de graças entre a multidão que festejava. 5 Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e o meu Deus”.

O Salmista, aqui, está fazendo a menção dos cultos de adoração e de louvor que ele oferecia a Deus.

 

Na Bíblia, os cultos de adoração eram verdadeiras celebrações festivas, com total liberdade à expressão dos sentimentos. No v.4 lemos de como o salmista  adorava a Deus: ele adorava com brados de júbilo, com gritos de alegria e com festa...

Era diferente da missa e do culto em algumas igrejas evangélicas... Tem igrejas em que antes de entrar, a pessoa já é advertida à porta, por uma placa onde está escrito: “Ao entrar, não faça barulho”. O visitante mais distraído, pode até exclamar: “O quê! Já estão dormindo?!!” 

 

Certa vez, uma pessoa fez o seguinte comentário: “Para quê gritar tanto no culto, se Deus não é surdo?” E um irmãozinho do lado respondeu: “É verdade que Deus não é surdo, mas também não é nervoso”.

Uma multidão de pessoas tem a infeliz idéia de que a igreja é chata - e por associação, que Deus também é chato...

 

Graças à Deus por Sua infinita bondade e misericórdia que aqui não é mais assim... aqui você pode aplaudir ao Senhor e dar brados de júbilo!

 

Os mosquitos antes de entrar aqui tomam bastante cuidado... você não sabe, mas teve um mosquito que pediu à mãe para vir ao culto, mas ela não deixou. Porém, ele insistiu: - “Ora, mamãe! Que é que isso tem de mal?” E a mãe-mosquito acabou cedendo, mas com uma recomendação: - “Está bem, você pode ir. Mas cuidado com as palmas!”

 

Não perca isto: Adorar é estar à vontade diante de Deus...

 

Mas agora, eis a situação: o salmista conta que sua alma estava ferida e ele não conseguia mais louvar a Deus dessa forma.

Esse fato é lamentável: quando a pessoa tem a sua alma ferida e doente, ela não consegue louvar a Deus com essa liberdade e alegria.

 

Dizem que “quem canta seus males espanta”, mas a verdade, porém, é que quem louva, seus traumas estanca.

Ora, quantas e quantas vezes a gente se apresenta diante do Senhor para louvá-lo e saímos com os nossos corações alegres, animados, felizes e curados.

Entenda que o louvor é um tipo de tônico físico e estimulante completo. O louvor muda o ambiente, muda a vida, muda a casa...

 

Você tem louvado o Senhor? Você deve louvar a Deus de todo o seu coração.

 

...agora, identificamos um terceiro procedimento do salmista: Ele se pôs a orar a Deus, a louvar a Deus, mas também encontramos o salmista:

III- ESPERANDO EM DEUS

Lemos no v.5: “Ponha a sua esperança em Deus”. Ele diz à sua alma: “Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação que há na sua presença”. Uma versão antiga da Bíblia, diz: “Espera em Deus, pois ainda o louvarei na salvação da sua presença”.

O salmista diz isso porque a sua alma está ferida, enferma, triste, abatida, enfrentando problemas sérios que ameaçam a sua vida.

 

Mas ele anseia, ele deseja a cura da sua alma, ele deseja a solução dos seus problemas e sabe que só em Deus é que encontrará cura.

A palavra “salvação” é abrangente;

 

Onde podemos encontrar a solução dos nossos problemas e a salvação da nossa alma? Em nós mesmos? Em nossa própria força e sabedoria? Não.

 

Na Bíblia, lemos isto: “Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos”. (Atos 4:12).

 

Mas somente em Jesus há salvação.

Entregue-se a Jesus, deixe que Ele cure a sua alma, sare as suas feridas, perdoe seus pecados e lhe dê a salvação!

 

O salmista concluiu suas palavras do Salmo 42, declarando isto no v.11: “Ele é o meu Salvador e o meu Deus”.

 

Você já confessou para Deus que Ele é o seu Senhor e o seu Deus?

 

Conclusão

Essa pessoa do Salmo 42 estava com a alma amargurada, mas ele tomou três procedimentos para curar a sua alma:

Ele orou a Deus... ele louvou a Deus... e ele esperou em Deus.

 

Se hoje, você fosse escrever um salmo, quem sabe, suas palavras também seriam: “Dia e noite eu choro... choro porque sinto a minha alma abatida... choro porque vivo desanimado e triste...”?

 

Pois eu quero convidar, especialmente a você, que tem falado a sua própria alma “Por que você está assim tão triste” e “Por que está assim tão perturbada dentro de mim?” eu quero convidar você a fazer oração, a louvar a Deus e a esperar em Deus.

 

Todos vocês, digam depois de mim: “Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus! Ponha a sua esperança em Deus! Ponha a sua esperança em Deus! ...Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e o meu Deus”.

 

Pr Walter Pacheco da Silveira