Meus Sermões

A LUTA CONTRA O PECADO
Neemias 13.8

 

“8 Fiquei muito aborrecido e joguei todos os móveis de Tobias fora da sala. 9 Mandei purificar as salas e coloquei de volta nelas os utensílios do templo de Deus, com as ofertas de cereal e o incenso”.

Introdução
Peço que localizem hoje o livro de Neemias, porque quero tratar do seguinte assunto: “A Luta Contra o Pecado”.

Por que você pode estar alcançando grandes vitórias em sua vida... você também pode estar provando o poder de Deus em sua vida... mas o PECADO continua como ameaça sempre presente e você precisa lutar contra ele.

Mesmo uma pessoa vitoriosa, cheia de fé, que está ganhando, pode ser abalada se não lutar continuamente contra o pecado.

Isto é fato: Podemos estar vivendo um período bom em nossa vida, um período de calma, um período de paz espiritual, mas é oportuno lembrar que podemos nos ver envolvidos pelo pecado e sermos destruídos por ele.

Então, conquiste a noção do que é o pecado.

Pecado é uma rebelião contra Deus. É você desobedecer a Deus.

No NT lemos que “...o pecado é a transgressão da Lei” (1Jo 3.4).

E a Lei de Deus é transgredida por todos nós.

Olhe, por exemplo, para os Dez Mandamentos, e você vai ver quantas leis tem transgredidas, quantos mandamentos tem sido, por você mesmo, quebrados.

O primeiro mandamento...

Agora, o pecado deve ser resistido.

A Bíblia diz em Hb 12.4: “Na luta contra o pecado, vocês ainda não resistiram até o ponto de derramar o próprio sangue”.

“...contra o pecado, vocês ainda não resistiram”; o pecado é para ser resistido (numa luta que chegue ao ponto de suarmos grandes gotas de sangue – note a INTENSIDADE da RESISTÊNCIA a ser feita!).

Eu me lembro desse princípio de Deus, todas as vezes que preciso lidar com o mato que cresce, beirando a calçada, em frente à nossa casa. Minha esposa não tolera aqueles matos; ela não gosta deles! Então, quando crescem, ela fica cobrando o tempo todo, para que eu vá lá e arranque aquelas ervas daninhas. Todo mês é a mesma coisa...

Mas esse é um trabalho duro de se fazer. Os matinhos crescem entre as pedras, você precisa trabalhar abaixado, arrancar cada mato com as próprias mãos, minhas costas ficam doloridas toda a vez que tenho de fazer aquilo; o suor também é intenso! Então, eu também passei a odiar aqueles matinhos.

Sabe como eu faço agora? ...eu não espero que a rua fique infestada de mato; tão logo percebo que uma erva daninha vem apontando, vem assim... dando um ar de graça, como que dizendo: “Olha eu aqui de novo!” ...ah! eu resisto à ela; eu tenho, agora, imenso prazer em ir lá, me abaixar ao chão, e... hiaamm!!! ...arrancar fora aquela erva daninha.

Os pecados são como as ervas daninhas: Ou você faz resistência, arrancando-os fora toda a vez que eles aparecem, ou eles infestarão a sua vida.

Hoje, você vai aprender, aqui um pouco, como se luta contra o pecado. Você se tornará, no mundo espiritual, um Acelino Popó de Freitas e se consagrará campeão. [quantos dizem “amém”?]

Já que mencionei, o Popó é crente batista. No Carnaval deste ano ele foi entrevistado pelo programa Esporte Espetacular, da Glogo. A repórter fez uma matéria sobre onde alguns famosos iriam passar o Carnaval. E perguntou ao Popó, que no Carnaval de 2003, ele estava na Bahia, num trio elétrico... (e nessa hora, a TV mostrava as cenas daquele ano, de Popó sambando e moças sensuais à sua volta). E a repórter prosseguiu, perguntando sobre o Carnaval deste ano, aonde Popó haveria de passar. E ele respondeu com um sorriso: “Vou passar o carnaval orando”. Popó disse que iria passar com sua igreja (uma igreja batista, em Salvador) num retiro espiritual. Aleluia! Ele agora também luta contra o pecado! [você pode dar um aplauso ao Senhor?]

Igreja: Nós também precisamos lutar, incansavelmente, contra o pecado!

Quero que você olhe para o v.1.

O povo estudou a Lei de Deus (o livro de Moisés) e descobriu que “amonitas” e “moabitas” não poderiam entrar e tomar parte entre o povo de Deus.

A razão para isto é dada no v.2: é que eles, os “amonitas” e “moabitas”, em vez de darem água e comida aos israelitas (em vez de ajudar), eles contrataram um tal de Balaão, “bobão”, para invocar maldição sobre o povo de Israel, o povo que Deus escolheu para Si.

Portanto, esses “amonitas” e esses “moabitas”, são gente má, gente que tem desprezado a Deus e ao povo de Deus e, ainda, fazendo maldades!

Você sabe que há gente assim: pessoas que vivem desligadas de Deus, que fazem rodinhas pra fazer pouco caso de Deus, pra zombar da igreja, pra debochar dos crentes... enfim, pessoas que ridicularizam as coisas de Deus, porque não tiveram seu caráter mudado.

Pois o povo aqui, o povo de Deus, tendo lido em voz alta o Livro da Lei de Deus, acabou descobrindo, lemos nesse v.1, que “nenhum amonita ou moabita jamais poderia ser admitido no povo de Deus”, porque eles não haviam tido o seu caráter mudado; eles não tinham sido bondosos com o povo de Israel. Em vez disso, tinham contratado Balaão para amaldiçoar o povo.

Vemos aqui, que, somente entramos para a família de Deus, quando tivemos nosso caráter mudado. Ou em outras palavras: somente nos tornamos filhos de Deus, quando nascemos de novo e adquirimos nova natureza, nova identidade.

Então, lendo a Lei de Moisés, o povo descobriu isto: “nenhum amonita ou moabita jamais poderia ser admitido no povo de Deus”.

Ouça: Sempre que você ler a Bíblia, o Livro de Deus, você irá descobrir onde precisa melhorar.

A Bíblia é a lâmpada de Deus que ilumina o caminho por onde ando. Ela me ajuda a não tropeçar! Você será muito feliz se, de dia e de noite, ficar pensando na Palavra de Deus e imaginando como pode obedecer a Deus mais de perto.

O povo, aqui, tendo feito a descoberta, procurava agora, obedecer à Palavra de Deus.

Por isso que lemos no v.3, que quando a Lei foi ouvida, eles excluíram de Israel todos os que eram amonita ou moabita.

Ah! Mas aquele senhor moabita já convive aqui há um tempão... ele não é cristão, mas vamos dar um jeitinho! Vamos deixá-lo conosco! ...Não. Eles foram radicais em obedecer a Lei de Deus.

Igreja: esta é uma boa medida na luta contra o pecado.

Todos nós pecamos. Somos crentes, nos tornamos filhos de Deus, mas todos ainda estamos sujeitos a pecar.

O povo aqui pecou, deixando-se misturar com amonitas e moabitas, com gente, que conforme mostrei, procediam mal diante de Deus.

Ah! Mas quando nós caímos em pecado (“...pois não há ninguém que não peque” (1Rs 8.46), uma virtude devemos cultivar: a busca da restituição.

Eles estavam errados, se misturaram com os amonitas e moabitas; mas tão logo descobriram isto (lendo o Livro da Lei), eles se puseram a corrigir o erro. Foram obedecer à Palavra de Deus.

Foram restituir a santidade perdida, restituir a consagração perdida, restituir a fidelidade perdida... Ao descobrirem que a Lei de Deus os reprovava, foram consertar o erro!

Conclusão
Naquela época, houve um afrouxamento do compromisso do povo com Deus. Mas logo o povo se endireitou. Aleluia! 

Amado irmão: Você também não pode permanecer no erro; não pode permanecer no pecado; se você caiu nessa lama, você precisa se levantar! [amém?]

Pense por um pouco: Deus te criou pra ser bom, pra ser santo, pra ter domínio, e ser íntegro em todas as coisas... Deus te criou pra ser imagem e semelhança dEle!

E hoje, nesta noite aqui, diante de Deus, comece a se perguntar: Em que área da minha vida tem havido erro? Aonde Deus tem me reprovado? ...em que conduta? ...em que prática? ...em que coisa?

Será que você tem se misturado com os que não temem a Deus? Será que você tem se deixado influenciar pelas pessoas que praticam o mal? ...se deixado influenciar pelas pessoas que amam o namoro sujo? ...que trapaceam? ...que mentem aos pais? ...que roubam dos amigos?

Seja honesto porque“...em toda a criação não há nada oculto dos olhos de Deus. Tudo se encontra descoberto e nu diante dos olhos d’Aquele a Quem devemos prestar contas” (Hb 4.13).

Tudo: toda mentira, toda maldade, todo pensamento, todo sentimento... tudo se encontra descoberto e nu aos olhos de Deus.

É por isso que hoje, diante de Deus, o seu erro está sendo reprovado...

E talvez, por conta desse erro, talvez por conta de algum pecado, você tenha perdido sua tranqüilidade, seu conforto em casa, seu bem estar consigo mesmo e com Deus... por conta do pecado, quem sabe, você perdeu a relação com seu pai, com seu filho... por conta do pecado, talvez, lhe veio uma doença como maldição...

Você pode chorar o seu pecado... chore agora; chore o seu erro; chore o seu pecado; chore a sua miséria...

O pecado te separa de Deus! O pecado te faz sentir culpado! O pecado permite que Satanás te acuse! O pecado te leva à morte!

Ah! Se você pudesse também sentir a dor do coração de Deus! Aquele sentimento de perda, porque Deus te criou com amor... sonhou contigo “antes mesmo de o teu corpo ser formado no ventre de sua mãe...” (Sl 139.15), Deus sonhou contigo para ser um adorador destinado ao trono porque, está escrito: “Ao vencedor darei o direito de sentar-se comigo em meu trono, assim como eu também venci e sentei-me com meu Pai em seu trono”. Aleluia!!!

Será que você quer, hoje, ser restituído à comunhão com Deus?

Pr Walter Pacheco da Silveira