Meus Sermões

QUANDO JESUS ENTRA EM NOSSA CASA 
Lucas 19.1-10 

 

Introdução 
Cada um de nós, crentes, congrega em duas igrejas: uma grande, chamada Igreja Batista Central; outra menor, chamada: família. 

Do Corpo de Cristo, a família é a célula principal! E Jesus quer estar em nossa casa! 

Quem era Zaqueu? 

Um homem rico. Se fosse brasileiro, seria um auditor da Receita Federal; moraria numa daquelas mansões de Brasília, teria um bom carro importado... um cobrador de impostos, é o que Zaqueu era. 

Mas era um homem só, de poucos amigos, apesar de chefe dos publicanos... 

Era um homem poderoso e que não soube lidar muito bem com o poder: Nome, poder, prestígio – eram uma tentação para Zaqueu. 

As pessoas que não compreendem bem o exercício do poder sempre estão em cima de uma árvore – inseguras, como ela só! 

Há alguns fatos que quero considerar sobre Zaqueu: 
O primeiro está no v.3: Zaqueu “procurava ver Jesus”. 
A minha versão da Bíblia, a NVI diz que “Ele queria ver quem era Jesus”. 

Isto revela que havia um interesse por parte de Zaqueu. Mas qual seria o interesse? ...ele queria ver quem era Jesus. 

Havia uma curiosidade... mas quem sabe, uma necessidade mais profunda, que somente Zaqueu sabia e podia admitir? 

Ele era desprezado pela sociedade; ninguém era de fazer agrados para Zaqueu. Ele era visto como um traidor da nação, um aproveitador da posição que tinha a fim de buscar satisfazer seus próprios interesses... 

Zaqueu era um homem de vida boa, mas carente de algo mais – e assim se passa com muitos homens e mulheres. 

Talvez você tenha seu emprego, seu cursinho, sua casa e uma família maravilhosa, porém, é carente de algo mais. Assim era Zaqueu. 

Ele queria ver quem era Jesus, tinha essa curiosidade, mas muito mais do que isso: ele sabia que precisava de algo mais. 

O segundo fato é que (v.3): “por causa da multidão” Zaqueu não conseguia ver Jesus 
Muitos impedimentos surgem à nossa frente quando desejamos ver Jesus. 

Zaqueu mesmo, encontrou várias barreiras: a sua altura; a multidão; a posição social, o status que tinha; o trabalho desonesto que fazia... 

Se você tem vontade de conhecer Jesus e admite que precisa dEle, porque necessita de algo mais em sua vida, saiba que impedimentos vão surgir: 

Às vezes os valores e os padrões da sociedade é que impedem: A pessoa diz: “Ah! Como gostaria de ir àquela igreja, de comprar um CD evangélico, de ter uma Bíblia... mas o que vão dizer? Pensarão que passei pra crente”. 

Às vezes, esses impedimentos, surgem dos conselhos dos nossos próprios amigos e parentes, quando dizem: “Conhecer Jesus, bobagem!”. 

Mas às vezes o impedimento é a nossa própria falta de fé... Falamos para nós mesmos: “Não vai dar. Tenho mais coisas pra fazer... não há ninguém que meu ajude!” 

Ouça: tudo isto nos estorva de ver Jesus! 

Tudo isso nos torna insensíveis... 

E sabe do pior? Não percebemos que Jesus está passando para nos dar oportunidade de uma transformação de vida. 

Ah! Mas como eu gosto, nesse texto, da parte que diz de como “Zaqueu correu adiante e subiu numa figueira” para ver Jesus, pois Ele ia passar por ali (v.4). 

Gosto dessa parte, porque ela mostra que Zaqueu venceu os obstáculos a fim de alcançar a bênção da salvação. 

Zaqueu era de pequena estatura... mas ele dizia: “Isto não vai me impedir” e resolveu escalar a árvore mais próxima a fim de lá poder ver a Jesus! 

Zaqueu era apertado pela multidão; o povo via que era ele e não fazia caso; acotovela e empurrava... mas ele dizia: “Vocês não vão me impedir” e correndo, subiu numa figueira! 

Zaqueu era do tipo “colarinho branco”, sapato engraxado, calça e camisa bem passadas... mas agora ele dizia: “Isto não vai me impedir!” 

Faça o mesmo que Zaqueu e receba a bênção você também. Corra para Jesus! (v. 4) 

Caminhe na direção dEle. Busque a Jesus com todo o seu coração! 

Também quero considerar outro fato: As pessoas viam em Zaqueu apenas um publicano e pecador (v.7). 

Eu não sei como você tem sido visto. 

Talvez alguns te disseram: “Você é feia. Você é feio... ninguém gosta de você...”. 

Talvez, na igreja, alguém lhe tenha dito: “Você não é capaz, você é pecador, é péssimo, você é isso, você é aquilo...”. 

Talvez você seja visto apenas como um mero número nas estatísticas: “Hoje, fulano veio... ou, hoje fulana não veio” e ninguém lhe dá mais atenção do que isso. 

Mas escute: Jesus via em Zaqueu uma pessoa potencialmente maravilhosa, abençoadora, capaz de servir e de trazer alegria. 

Ele era, sim, um homem com sérios problemas espirituais, vazio, carente da misericórdia de Deus em sua vida... Mas Jesus se relacionava com todo tipo de pessoas. 

Amado: Não importa a sua classe social, se o seu padrão de vida é de muito dinheiro ou pouco dinheiro... não importa nem se, espiritualmente, você está animado ou desanimado... não importa nem se hoje você está rejeitado e abandonado. 

Jesus parou, olhou para cima da árvore e começou a conversar com Zaqueu. 

É sempre assim que Jesus faz: Ele inicia o diálogo. Ele procura. Ele toma a iniciativa. Jesus é amável... 

Outro fato é este, V. 5: Jesus chamou Zaqueu pelo nome. 
Jesus conhece você pelo nome [diga isto à pessoa ao lado]. 

Jesus conhece as suas angústias e necessidades. Jesus sabe, como ninguém mais sabe, quais são os problemas que você está vivendo dentro de casa. 

Ah! Zaqueu se surpreendeu com Jesus! 

Ele estava lá, agarrado aos galhos da árvore, vendo lá embaixo o povo o que o desprezava, o condenava, que somente o chamava de publicano e pecador... 

Mas, veio Jesus entre o povo, olhou para cima e disse, v.5: “Zaqueu (que surpresa!!), desça depressa. Quero ficar em sua casa hoje!” – Jesus surpreendeu Zaqueu! 

Amado: Ainda hoje Jesus nos surpreende. 

Ainda hoje, Jesus continua fazendo coisas, tomando atitudes em nosso favor, que jamais poderíamos esperar que acontecessem. 

Quantas vezes os meus pais me surpreenderem com atitudes que me faziam lembrar que eu era importante para eles. 

Jesus nos surpreende para mostrar que somos importantes para Ele. 

Uma cena bonita nesse texto é a que acontece no v.6: Zaqueu resolveu descer da árvore. 

Você já subiu numa árvore? ...então já percebeu que subir numa árvore é fácil, descer é que é difícil! 

Subir, Zaqueu subiu porque lhe ocorreu essa idéia e essa vontade. Agora, descer, implicava numa obediência a Jesus, porque Jesus mandou: “Zaqueu, desça depressa”. 

O homem obedecer a Jesus é que é difícil! Mas ali, Zaqueu começou a se quebrantar diante de Jesus e das pessoas. 

Ele deve ter se enxergado de um modo como nunca havia ocorrido antes: Zaqueu estava em cima, Jesus embaixo. Isto não está certo: o homem nunca deve se exaltar, se elevar; porém, Cristo, sempre deve ser elevado, exaltado, levantado. 

João Batista dizia: “Que Ele cresça e eu diminua”. Essa é a atitude correta. 

Desça da sua árvore! Desça da sua posição! Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes (Tiago 4.6) 

Agora, ocorre algo notável nessa palavra de Jesus para Zaqueu: Jesus disse que precisava entrar na casa de Zaqueu, v.5. 

Por que Jesus se interessou em entrar na casa de Zaqueu? Entrar no lugar onde a família de Zaqueu estava? Provavelmente, porque as coisas não andavam bem lá na casa de Zaqueu, na família de Zaqueu. 

Pense no filho de Zaqueu chegando tarde em casa, encontrando o pai acordado. Zaqueu brigando com ele: “isso são horas de você chegar?” E o garoto vira para o pai e diz: “Ah! Pai, larga do meu pé! Vê se preocupa com o que falam de você lá fora! O povo vive dizendo que você é ladrão, que consegue as coisas às custas do povo!” E Zaqueu responde: “Mas filho, é tudo para você!” 

O que será que Jesus encontrou na casa de Zaqueu? 

Zaqueu era o maioral dos publicanos e rico. Jesus deve ter encontrado muitos bens naquela casa. Quem sabe, vários carros na garagem, tvs e computadores por todo o lado; sua esposa e filhos vestidos com grifes famosas... 

Agora, certamente, Jesus não encontrou paz naquela família, porque o dinheiro não pode comprar a paz! 

Somente Jesus pode trazer paz, harmonia, contentamento para as pessoas! Então, quando Jesus entra em nossa casa algumas coisas acontecem. 

A primeira coisa que acontece quando Jesus entra em nossa casa é que: 
1. HÁ ALEGRIA, HÁ FESTA 
A Bíblia prova isto aqui no v. 6: relatando que Zaqueu “recebeu [Jesus] com alegria”. 

Provavelmente Zaqueu deu uma festa para receber Jesus! Porque onde está a presença de Jesus o ambiente torna-se festivo, alegre, propício à celebração! 

Quando Jesus entra na nossa vida, na nossa casa, sempre há festa, sempre há alegria sincera e verdadeira. 

A próxima coisa que acontece quando Jesus entra em nossa casa é que: 
2. HÁ UM CONFRONTO COM A SANTIDADE DE DEUS 

No v.8 lemos que Zaqueu disse: “Olha, Senhor, estou dando a metade dos meus bens aos pobres; e se de alguém extorqui alguma coisa, devolverei quatro vezes mais”. 

Jesus não pregou nenhum sermão, nem dava qualquer ensinamento – Ele apenas havia entrado para dentro da casa de Zaqueu. 

Foi a presença de Jesus, com certeza, que trouxe um certo incômodo a Zaqueu. Era a luz da gloriosa presença de Jesus brilhando diante das trevas. A luz clareando o entendimento de Zaqueu a ponto de ele reconhecer o seu pecado e se arrepender (v.8). 

Amados: A luz de Jesus clareia e mostra tudo o que está fora do lugar. 

O profeta Isaías conta que quando ele viu “o Senhor assentado num trono alto e exaltado, com os serafins voando e proclamando: “Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos a terra inteira está cheia da sua glória (Is 6.1-3)”, ele gritou: “Ai de mim! Estou perdido! Pois sou homem de lábios impuros...”. 

Quando Jesus entra em nossa casa: 
3. HÁ TRANSFORMAÇÃO/MUDANÇA DE COMPORTAMENTO 
E é isso que Jesus quer dar a você hoje: uma experiência transformadora. 

A vida de Zaqueu jamais foi a mesma depois daquele encontro com Jesus! 

O que mostra o v.8 é que Zaqueu mudou de atitude, porque foi transformado, foi mudado em novo homem! 

Outra coisa que acontece quando Jesus entra em nossa casa é que: 
4. HÁ SALVAÇÃO 
Não é isto o que exatamente Jesus declarou à Zaqueu, v.9 – “Hoje houve salvação nesta casa”. A NTLH diz: “...a salvação entrou nesta casa”! 

Porque também está escrito no v.10: “Pois o Filho do homem [Jesus Cristo] veio buscar e salvar o que estava perdido”. 

Jesus veio para buscar e salvar o que se havia perdido. Aleleuia! Jesus veio justamente para mim e para você! 

Isaías 53:6. A Palavra de Deus diz que “Todos nós, tal qual ovelhas, nos desviamos, cada um de nós se voltou para o seu próprio caminho; e o Senhor fez cair sobre ele (Jesus) a iniqüidade de todos nós”. 

Conclusão 
Jesus entrou na casa de Zaqueu e quer entrar na sua casa também. 

Nesta noite, eu creio no meu coração: Jesus está dizendo: “Quero ficar em sua casa hoje” (NVI); “...me convém ficar hoje em tua casa” (Atualizada); - “porque importa que eu fique em tua casa” (Revisada); “pois hoje preciso ficar na sua casa” (NTLH), diz o Senhor. 

Com esta declaração, Jesus estava dizendo para Zaqueu: 

“Para que você conheça a paz verdadeira eu preciso entrar na sua casa... para que você, de fato, tome posse do perdão para os seus pecados, eu preciso entrar na sua casa... para que a sua família encontre um novo rumo de vida, eu preciso entrar na sua casa”. 

Jesus foi direto ao âmago do problema de Zaqueu. Jesus disse: “Eu preciso entrar na sua casa hoje; eu preciso conhecer a sua vida reservada... eu preciso estar dentro da sua casa... de nada adianta eu estar do lado de fora da sua vida”. 

Jesus não deseja que fiquemos apenas de longe contemplando a sua passagem em nosso meio. 

Se queremos a sua salvação, Ele precisa ter lugar em nossa casa, em nossa família, em nossa vida por inteiro. 

Não podemos deixar Jesus do lado de fora da nossa vida, dos nossos planos dos nossos projetos... 

Um pastor foi visitar uma senhora e chegando lá, perguntou pra ela: “Jesus habita nesta casa?” E ela ficou sem saber o que responder. Quando o marido chegou do trabalho, ela falou da visita do pastor e da pergunta que ele fez: Se Jesus mora nesta casa. O marido, então disse à esposa: “por que você não respondeu que sempre vamos à igreja? por que você não respondeu que nós entregamos o dízimo todo o mês?” Ela respondeu: “porque não foi sobre isso que ele perguntou”. 

Como estão as coisas na sua casa? Jesus quer entrar na sua casa! 

Pr. Walter Pacheco da Silveira