Meus Sermões

PARA QUE LADO VOCÊ SE INCLINA
Josué 24.23

 

Introdução
Quero ler a última parte do versículo 23, do último capítulo do livro de Josué (Js 24.23): “...inclinai o coração ao Senhor, Deus de Israel”.

Repita isso comigo: “...inclinai o coração ao Senhor, Deus de Israel”.

Estou usando uma versão mais antiga da Bíblia, porque modernamente é dito, simplesmente: “...prometam que serão fiéis ao Senhor, o Deus de Israel”, e aí, se perdeu a idéia desta “inclinação para o Senhor”. Por isso uso a versão antiga que diz: “inclinai” – “...inclinai o coração ao Senhor, Deus de Israel”.

Inclinar é muito mais que sair do prumo.

Significa sofrer queda para um lado, significa ceder, pender para um lado; mostrar-se favorável.

Já viu uma foto daquela torre italiana, a Torre de Pizza? ...ela está visivelmente inclinada para um dos lados!

É nesse sentido que Josué, pouco antes de morrer, se dirige ao povo de Israel, dizendo: “Inclinai o coração ao Senhor” (Js 24.23).

Um pouco antes disso, Josué já havia dito: “...escolhei hoje a quem sirvais” e fez aquela declaração que se tornou famosa: “Eu e a minha casa serviremos ao Senhor”.

Josué falava da necessidade de se renovar a aliança com Deus (compromisso com Deus) – por isso, ele diz: “...inclinai o coração ao Senhor”.

A renovação de uma aliança com Deus é também necessária para nós nos dias de hoje. Precisamos estar aliançados com Deus, comprometidos com Ele!

O apelo à isto é tão importante, que até o profeta Isaías falou em nome do Senhor, dizendo: “Inclinai os ouvidos e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá”, (Is 55.3).

Irmãos, essa inclinação para Deus é tão necessária que o salmista chegou a pedir auxílio do próprio Deus. Ele disse: “Inclina-me o coração aos teus testemunhos e não à cobiça”, (Sl 119.36).

Hoje, você pode tomar certeza: Deus está mostrando esta necessidade para você e no coração dEle, no coração de Deus, está aquela expectativa de ouvir, novamente, o Seu povo dizer: “Ao Senhor nosso Deus serviremos e obedeceremos à sua voz”.

...Então, à luz disso:
Você precisa aprender a pender para as coisas de Deus. 
Todos os dias da sua vida; em todas as circunstâncias, em todas as tentações, em todo o tempo – o Senhor espera que o seu coração esteja inclinado para Ele.

A inclinação pode ser um movimento pequeno, mas para o nosso coração, é tremendamente positivo.

Esse “inclinar-se” vale como uma decisão, vale como uma concordância nossa, vale como uma declaração formal de que estamos comprometidos com Deus.

Então, se vêm a tentação de fumar, a tentação da prática do sexo fora do casamento, a tentação do beber cerveja e outras pingas... a propaganda diz “Experimenta! Experimenta!” ...a inclinação do coração para Deus, nessa hora, é uma declaração que diz: “Eu sou de Deus e o Espírito Santo me controla”.

E os resultados desta inclinação para Deus surgem na hora, porque, quanto mais perto de Deus, mais atração Ele exerce sobre nós do que qualquer outra coisa.

Olhe, depois do primeiro movimento seu, de inclinação para Deus, tudo fica mais fácil para você.

Então, é sempre um momento histórico, de grande repercussão, o inclinar do coração para o Senhor.

Isso marca o início de um processo que derruba hábitos e compromissos com o pecado, e cria outros princípios e costumes mais elevados dentro de nós!

...a próxima coisa que quero mostrar é que:
O ato de inclinar-se para o lado onde Deus está, tem de ser repetitivo.
É um cuidado que você precisa tomar na vida inteira.

Porque o outro lado, o lado oposto, também existe!

O apóstolo Paulo ensinou o seguinte: “Os que se inclinam para a carne cogitam das coisas da carne”.

Quais são as coisas da carne? ...são aquelas que a Bíblia aponta em Gl 5: “...pensamentos impuros, ansiedade pelo prazer carnal, idolatria, feitiçaria (isto é, incentivo à atividade de demônios), ódio e luta, ciúme e ira, esforço constante para conseguir o melhor para si próprio, queixas e críticas, o sentimento de que todo mundo está errado... inveja, assassinato, embriaguez, divisões ferozes e toda essa espécie de coisas...” (Gl 5.19-21, BV).

A Bíblia diz que todo aquele que se inclinar para as coisas da carne, não herdará o reino de Deus.

Agora, todo mundo está inclinado a ver “A Cor do Pecado”, no horário das 7 horas (nova novela na TV). Arrã! ...porém, os que se inclinam para o Espírito, a Bíblia diz, esses cogitam das coisas do Espírito, esses fazem as coisas que agradam a Deus.

E que coisas? ...amor, alegria, paz, paciência, bondade, retidão, fidelidade, mansidão e domínio próprio!

A verdade é que a inclinação para o Senhor, faz com que todos os maus desejos naturais, sejam deixados daquele lado.

Conclusão
Diante disso, amados, uma escolha precisa ser feita: Para que lado você se inclina?

Se você cultivar a queda para as coisas da carne, para as coisas que são contra Deus, você será escravizado por elas e vai ser banido da presença de Deus.

A Bíblia diz: “Porque o pendor da carne dá para morte... por isso, o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar. Portanto, os que estão na carne [inclinados a seguir seus próprios desejos maus] não podem agradar a Deus” (Rm 8.6-8).

Considera isto: Demonstrar propensão para a carne é um desastre, pois a inclinação para o lado da carne é morte, por ser uma desobediência à lei de Deus.

Ah! Mas, mostrar-se favorável ao Espírito é uma bênção, pois a inclinação para o lado do Espírito, para o lado onde Deus está, é vida e paz.

A Bíblia diz: “...os que se inclinam para a carne cogitam das coisas da carne; mas os que se inclinam para o Espírito, das coisas do Espírito, Porque o pendor da carne dá para a morte, mas a do Espírito, para a vida e paz” (Rm 8.6-7).

Então, para que lado você se inclina?

Pr Walter Pacheco da Silveira