Meus Sermões

UM PALÁCIO PARA DEUS
1 Reis 5.17

 

"E mandou o rei que trouxessem pedras grandes, e pedras preciosas, e pedras lavradas, para fundarem a casa" - I Reis 5:17

Introdução
A edificação do primeiro templo em Jerusalém é uma maravilhosa figura profética. 
Salomão recebeu de seu pai Davi a incumbência de construir um palácio para Deus, um lugar que seria referência da presença do Senhor, não apenas para seu povo, mas para todas as nações da Terra.

O templo, por causa da sua decoração, foi considerado uma das sete maravilhas do mundo antigo... foi a obra mais caras da época, a mais linda...
Mas, tudo que envolveu aquela magnífica obra revelava grandeza e excelência. - isto, porque, o "endereço de Deus" entre os homens deveria manifestar seu caráter. 

Por isso cada detalhe da obra estava impregnado de sentido profético.

O templo de Salomão, assim como várias outras figuras do Antigo Testamento, apontava para uma realidade maior. 
Na Nova Aliança, Deus não está mais morando em lugares e objetos. Ele não habita em prédios feitos por mãos humanas.
Pregando na Câmara Municipal de Atenas, na Grécia, o apóstolo Paulo declarou: "Deus, que fez o mundo e tudo o que nele existe, é o Senhor do céu e da terra e não mora em templos feitos por seres humanos". Tremendo, não!! (At 17:24). 

Irmãos: Já chegou a hora em que a adoração não está mais restrita a Jerusalém e nem a nenhum outro lugar da Terra. 
Jesus disse isso à mulher samaritana (Jo 4:21,22): "Chegará o tempo em que ninguém vai adorar a Deus nem neste monte nem em Jerusalém".

Porque, hoje, há um grandioso templo sendo edificado com o mesmo propósito do de Salomão: ser referência da presença do Senhor para os povos.

Só que agora, o templo é vivo, as pedras são vivas, a edificação não é mais feita com areia, tijolo, matéria inanimada. Não, é com gente! 
Esta é a grande revelação que Pedro nos traz ao escrever a sua primeira carta: "Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual..." (I Pe 2:5). A NTBH diz: "Vocês, também, como pedras vivas, deixem que Deus os use na construção de um templo espiritual". 
Sim, eu e você somos a matéria-prima com a qual Deus está levantando um grande palácio para Ele.

A Bíblia diz que Salomão "mandou que trouxessem pedras grandes, e pedras preciosas, e pedras lavradas para fundarem a casa" (I Rs 5:17). 
Que maravilhoso paralelo! É deste tipo de gente que Deus precisa nos nossos dias para que o templo, chamado Igreja, seja acabado e sua glória finalmente possa vir. 

Essa é a revelação: Nós fomos salvos, fomos separados do pecado, fomos comprados, e agora, Deus quer usar-nos para a construção do Seu magnífico palácio: a Igreja!
E à semelhança de Salomão, Deus está mandando que sejam trazidas pedras grandes, pedras preciosas e pedras lavradas para a Sua casa ser construída. Vamos considerar isto!

...Primeiro, para a construção do Palácio de Deus:
VOCÊ DEVE SE APRESENTAR COMO PEDRA GRANDE
Nós precisamos ser e precisamos preparar os novos crentes para que se revelem como "pedras grandes" na Casa do Senhor. 
Estou falando de gente que pensa grande, que enxerga grande, que frutifica grande. 

Para tanto, é preciso que façamos cair por terra as "fortalezas de tacanhice" que o sistema secular plantou em nossas mentes e emoções. 
O que eu chamo de tacanhice? ...aquela mentalidade do "do jeito que tá, tá bom"; a cultura do "se melhorar, estraga"... essas coisas... são fortalezas que o diabo levantou!

No dicionário, tacanho é não ter largueza de vistas nas suas idéias; é ser estreito, pequeno.
Um baterista que sempre tocar do mesmo jeito, sem se aperfeiçoar em novos métodos, é tacanho... Um dançarino que não aprimorar seus passos com novos movimentos, é tacanho... Um pregador que sempre prega num mesmo estilo, sem se aventurar a novos métodos, é tacanho... Uma igreja que não enxerga além das suas paredes, é tacanha.
Muitas pessoas têm a visão curta! Isso faz mal à obra. Uma visão enferma, torna a vida enferma.

Irmãos, falo em nome do Senhor: Nós não podemos mais admitir uma mentalidade de submundo, regida por sentimentos de incapacidade, de inferioridade e de desvalor. 

O Senhor nos chamou para um enorme projeto - um projeto de conquista das nações. Ele disse: "Ide por todo o mundo e fazei discípulos de todas as nações"!

É uma grande comissão! É uma grande obra! ...comecemos a conquistar, para Jesus, o Barão de Macaúbas (nosso bairro), depois a cidade, depois vamos avançando, avançando, até conquistar as nações... a obra é grande!

Mas para isto, Deus precisa de vidas que sejam capazes de se mover na força do seu poder, que suportem nos ombros grandes pesos, e que caminhem como conquistadores por natureza. Amém?

Você se apresenta para este propósito divino? 

Em segundo lugar, para construir um Palácio para Deus:
VOCÊ DEVE SE APRESENTAR COMO PEDRA PRECIOSA
Precisamos ser e preparar os crentes novos para que sejam do tipo "pedras preciosas".
Com isso, me refiro a gente que traga a excelência no seu caráter e, por conseguinte, que revele esse caráter em ações e frutos. 

Há uma voz profética sobre a Igreja dizendo: "Chega de mediocridade!" O povo de Deus não pode mais ser um povo comum, dado à mesmice, contente com o pouco de Deus, enquanto há dEle, uma vida abundante a ser experimentada! 
Tenho uma conclusão triste a respeito de alguns irmãos que conheci, porque me passaram a idéia de que se lá no céu, não puderem passear pelas ruas de ouro, mas se puderem ficar naquela laminha de beira de estrada, estarão com isso, muito contentes. Eles dizem: "Que me importa? O negócio é entrar no céu; entrar já é negócio!" ...e assim, vão levando uma vida de crentes muito morna. Isso é mediocridade.

Jesus advertiu uma igreja inteira, a igreja de Laodicéia, contra essa mentalidade, ao dizer: "porque são apenas mornos, nem frios nem quentes, vou logo vomitá-los da minha boca" (Ap 3.16). 

Irmãos: nossa vida tem que revelar em tudo o padrão de excelência dos céus: o céu é lindo, é sublime, é espetacular, é de uma santidade absoluta... a nossa vida tem que refletir isso!
Nossas práticas devocionais, nosso ministério, nossa família, nossa saúde, nossas finanças, nossa profissão, enfim, tudo o que somos e fazemos precisa trazer a marca do precioso, do superior, do melhor.

É claro que isto custa um preço. Você não tropeça em pedras preciosas andando pela rua. É necessário cavar, garimpar, buscar com perseverança. 

Mas quero lhe dar uma boa notícia: a excelência já está plantada em você! Sim, todo aquele que nasceu de novo é verdadeiramente nobre, tem capacidade de projetar coisas nobres e tem nobreza para perseverar. Amém!?
Digo isto porque o melhor de Deus, que é Jesus, está em você! 

Então, é necessário apenas remover os entulhos da velha natureza, para que a sua vida seja uma referência do que há de melhor nesta terra.

Finalmente, para construir um Palácio para Deus:
VOCÊ DEVE SE APRESENTAR COMO PEDRA LAVRADA
O Senhor quer nos levantar como "pedras lavradas" para edificar sua casa. 
Isto fala de tratamento, fala de mudança em nossas vidas, fala de discipulado. 

É através do processo de discipulado que somos transformados de pedras brutas em pedras lavradas, polidas, prontas para a obra de Deus. 

Você sabe o que é DISCIPULADO?
Talvez a minha listinha das diferenças do CRENTE para o DISCÍPULO, possa ajudar. Todo discípulo é um crente, mas nem todo crente é um discípulo. Veja só: 
O crente cai facilmente na rotina; o discípulo é um revolucionário. 
O crente depende dos afagos de seu pastor; o discípulo está determinado a servir a Deus. 
O crente gosta de elogios; o discípulo do sacrifício vivo.
O crente entrega parte de suas finanças; o discípulo entrega toda a sua vida. 
O crente reclama e murmura; o discípulo obedece e nega-se a si mesmo. 
O crente exige que os outros o visitem; o discípulo visita.
O crente pensa em si mesmo; o discípulo pensa nos outros.
O crente se senta para adorar; o discípulo anda adorando. 
A meta do crente é ir para o céu; a meta do discípulo é ganhar almas para povoar o céu. 
O crente pede que os outros orem por ele; o discípulo ora pelos outros.
Ao todo são umas 50 diferenças que tenho na minha listinha. Alguém me enviou pela Internet!

O fato é que precisamos ser lavrados em nosso caráter, polidos no caráter, moldados no caráter, pelo Senhor - e o discipulado é que proporciona isso.
Por isso que, somente aqueles que se submetem ao tratamento, podem finalmente ser aproveitados em lugares-chave da Casa do Senhor. 

Conclusão
Amado: Deus está edificando a Igreja, um Palácio para Ele! Coisa nobre, porque Deus é nobre! 

Você está disposto a andar por este caminho? 
Está disposto a assemelhar-se àquelas pedras que Salomão mandou trazer, pedras grandes, preciosas e lavradas para a edificação do templo?

Você vai permitir que aquelas áreas da sua vida, que trazem deformidades, sejam tratadas? 

Isso pode ser bem doloroso, mas não há como revelar a glória de Deus sem antes passarmos pelo caminho da renúncia e do quebrantamento.

Minha oração é para que Deus encontre em você uma pedra viva, pronta para fazer parte do magnífico palácio para Deus, que Ele mesmo está edificando neste tempo.

Pr Walter Pacheco da Silveira