Ilustrações Ilustrações T

Tesouro

 

Diz a lenda que certa vez um homem caminhava pela praia numa noite de lua cheia. Pensava desta forma: "Se tivesse um carro novo, seria feliz" "Se tivesse uma casa grande, seria feliz" "Se tivesse um excelente trabalho, seria feliz". "Se tivesse uma parceira perfeita, seria feliz" Nesse momento, tropeçou com uma sacolinha cheia de pedras e começou jogá-las uma a uma no mar cada vez que dizia: "Seria feliz se tivesse..." Assim o fez até que somente ficou com uma pedrinha na sacolinha, que decidiu guardá-la. Ao chegar em casa percebeu que aquela pedrinha tratava-se de um diamante muito valioso. Você imagina quantos diamantes jogou ao mar sem parar para pensar? Quantos de nós vivemos jogando nossos preciosos tesouros por estar esperando o que acreditamos ser perfeito ou sonhando e desejando o que não temos, sem dar valor ao que temos perto de nós. Olha ao seu redor, e, se você parar para observar perceberás quão afortunado você é.

 

Você não pode acumular tesouros no céu se você está segurando os tesouros desta terra.

 

O pai de Elizabeth Barret não lhe perdoou o ter-se casado com Robert Browing; a poetisa, após o casamento, quase toda semana escrevia uma carta para o pai. Nunca teve resposta. Quando seu pai faleceu, ela recebeu um grande pacote em que estavam todas as suas cartas e que não foram abertas pelo pai. Essas cartas publicadas são uma obra-prima da literatura epistolar. Mas o destinatário nunca as leu. Isso faz lembrar aquelas pessoas que tem a seus dispor a maravilha que é a Bíblia, e no entanto, jamais a lêem. Estão perdendo um tesouro!

 

Um moço ao emigrar para uma outra terra, recebeu de seu pai uma pedra, que segundo o costume da sua família, passava de pai para filho. Era uma tradição. A pedra era de grande valor para todos. O moço, pois, a guardou com cuidado. Para onde foi, constituiu família, teve filhos, mas a vida lhe era muito difícil e apertada financeiramente. De quando em quando, seus filhos apanhavam aquela pedra para brincar. O pai permitia, só tomando o cuidado para que não a perdessem. Um dia, visitou sua casa, um homem entendido em pedras. Viu a pedra nas mãos das crianças, apanhou-a para um ligeiro exame a fim de constatar o que logo lhe parecera ser –uma pedra preciosa, que se fosse lapidada, valeria uma fortuna. Foi o que fez com a permissão do amigo. Limpou a pedra, fez a lapidação e ela provou ser de fato, um rubi valioso, avaliado em milhares de reais. ...e aquele homem vivendo todo o tempo em dificuldade financeira, com uma fortuna dentro de casa! Tem famílias guardando uma Bíblia na estante, na cabeceira da cama, mas que nunca é lida. Tomemos o cuidado para não menosprezarmos o tesouro que temos em casa: a Bíblia Sagrada!

 

Segundo o costume judaico, quando uma moça estava prestes a casar-se, deveria adquirir um vaso de alabastro cheio de perfume. Se levasse o vaso de alabastro cheio de perfume, ela seria bem sucedida na casa de seu marido. Mas se levasse apenas um pequeno vaso, com pequena porção do perfume, a recepção não seria tão calorosa. Por isso, o vaso de alabastro cheio de perfume significava muito para a moça desejosa de casar-se. Maria tinha preparado esse vaso havia muito tempo: ano após ano viera ela economizando aqui e ali, para adquiri-lo. Todavia, quando ela se encontrou com Cristo, seu coração abriu-se em adoração ao Senhor. Ela O amava tanto que quando Jesus foi a Betânia, ela trouxe seu tesouro mais precioso, o vaso de alabastro cheio de perfume. Removendo a tampa, ela derramou o ungüento sobre a cabeça do Senhor e em Seus pés, enxugando-os com seus cabelos. Muitas pessoas vão à Igreja pelo caminho do ritualismo e pensam ter cultuado a Deus. Mas Deus não aceita esse tipo de culto. Deus quer seu tesouro, seu coração; Deus quer você inteirinho, inclusive seu vaso de alabastro cheio de perfume. (Mateus 26.6-13). 

 

Somente aquele que busca tesouros tem coragem suficiente para mergulhar nos profundos mares ou garimpar as mais difíceis minas. (Mateus Ferras, em Revista Impacto, pg 22 - março-abril/2002).

 

O maior garimpo a céu aberto do mundo é Serra Pelada, localizada a 130 Km de Marabá, no Estado do Pará, em pleno coração da Floresta Amazônica. No início da década de 80, milhares de garimpeiros cavaram, com pás e picaretas, um morro em Serra Pelada com mais de 100 metros de altura, transformando-o num enorme buraco com 100 metros de profundidade e 1200 metros de largura. Assim alcançaram a terra que continha o metal precioso. A serra, naturalmente, ficou mais "pelada" ainda!

 

Houve um próspero homem que resolveu vender tudo o que tinha, abandonou a família em busca do mais precioso dos diamantes. Procurou tanto, mas em vão! Até que morreu, desiludido! Mas, o homem que comprou a sua propriedade, trabalhando na terra, encontrou, bem atrás da casa, um imenso diamante. Cavando mais, ali estava a mais magnífica mina de diamantes da história. O tesouro procurado pelo primeiro, já pertencia a ele, apenas nunca o conheceu. Você percebe este tesouro quando olha para os seus? 29/1/07

 

Um homem caminhava pela praia numa noite de lua cheia e pensava: “Se tivesse um carro novo, seria feliz...“ “Se tivesse uma casa grande, seria feliz... “Se tivesse um excelente trabalho, seria feliz...... “Se tivesse uma parceira perfeita, seria feliz... Nesse momento, tropeçou em uma pequena sacola cheia de pedras e começou jogá-las uma a uma no mar. E a cada vez dizia: “Seria feliz se tivesse...“ Assim fez até que restou apenas uma pedrinha, que decidiu guardar. Ao chegar em casa percebeu que aquela pedrinha tratava-se de um diamante muito valioso. Quantos diamantes teria jogado ao mar sem parar para pensar? Muitas vezes nós também jogamos fora nossos preciosos tesouros, esperando o que acreditamos ser perfeito. 25.1.2008

 

Conta Sundar-Sing, que, nas cercanias de Nepal (Índia), um mendigo pediu esmola durante 21 anos, sentado numa pedra, à beira do caminho. Depois de sua morte foi a pedra removida. Verificou-se, então, com grande assombro, que um tesouro de jóias riquíssimas, pertencentes outrora a um rei famoso, estava enterrado debaixo daquela pedra. O mendigo ignorava a existência daquele tesouro. Mas sua ignorância é explicável. O que é estranho é que o pecador viva espiritualmente pobre, quando Deus oferece um tesouro de salvação e felicidade, bastando apenas examinar e aceitar o que a Palavra de Deus diz. 29.1.2008

 

Santo Agostinho escreveu que dois verbos construíram dois impérios: O verbo ter e o verbo ser. O primeiro, o império das coisas, das possessões materiais e do poder. O segundo, o império do Espírito, das coisas que perduram. 29.1.2008

 

"Meu pai, um geólogo amador, gosta de vagar pelas montanhas rocho­sas do Arizona, em busca de pedras que possam ser polidas para a sua coleção. Freqüentemente, ele traz para casa uma pedra que parece muito comum e feia aos olhos de qualquer pessoa. Provavelmente nós a desprezaríamos com um chute, e seguiríamos nosso caminho, ignorando-a. Contudo, ao des­tacá-la da rocha, várias vezes ele nos revelou o interior repleto de cristais ou de lindas listras de ágata. As vezes somos tentados a tratar certas pessoas com desdém ou a passar por elas com orgulho; mas tal atitude não se coaduna com o espírito de Cris­to. E bom lembrar que nosso Senhor Jesus descobriu, em homens como Ma­teus e Pedro, corações que se transformaram em jóias de amor e compaixão, sob seu poder transformador." James H. Humme (Costa Rica). 25.2.2008

 

Quando você acordou nesta manhã os seus olhos foram abertos para um tesouro que dinheiro nenhum neste mundo pode comprar: sua vida. 30.9.2008

 

Assisti certa vez a um filme onde um arqueólogo, acompanhado de mais duas pessoas, procurava um suposto tesouro da mitológica Atlântida. Ao final foram encontrados vários baús. Ali dentro daqueles baús estava o tesouro procurado. Ao abrí-los descobriu-se qual era o tesouro de Atlântida: “o conhecimento!” - Os baús estavam cheios de velhos pergaminhos. O conhecimento é um tesouro de inestimável valor. Com tudo o que tens procure adquirí-lo... 20.11.2008

 

Uma pequena menina ouviu, por muitas vezes, de um velho casal sem filhos, que se ela quisesse ir viver com eles, teria tudo que desejasse: um pônei com charrete, piano e qualquer outra coisa. Um dia, quando o casal demonstrou insistência, seu pai lhe falou: "Você não acha que seria melhor ir com eles?" A menina olhou para ele assustada e começou a chorar. "Por que, papai? Você não me quer mais?" "Sim", ele respondeu, "mas não posso lhe dar muita coisa. Eles lhe darão tudo de bom". "Mas eu não teria você!" disse ela enquanto o abraçava. Como fazemos planos e ansiamos por tantas coisas! Desejamos um carro novo, um apartamento maior e mais confortável, roupas finas, viagens e tudo o mais que custa caro. Parece ser tudo isso a razão da felicidade que nos falta. Mas podemos ter algo muito mais valioso, mesmo nos faltando dinheiro, e que nos fará muito mais felizes: a presença e o abraço de nosso Pai celestial. Os tesouros da terra podem ser muito bons e até trazerem um regozijo às nossas almas. Mas têm um tempo determinado. Não nos garantirão alegria para sempre. Um dia acabarão, e a pergunta que devemos fazer é: "E depois?" Estar ao lado de nosso Pai nos trará uma alegria que não depende de circunstâncias e nem de dinheiro. Podemos ser pobres ou ricos, podemos morar num apartamento de cobertura na praia ou em um pequeno conjugado no subúrbio. Ele é o nosso tesouro, Ele é a nossa força diante das batalhas, Ele é o companheiro nas longas jornadas, Ele é a felicidade que o dinheiro não pode comprar, Ele é o caminho para nossa vida abundante e eterna. Ao seu lado devemos sempre cantar: "Ele é tudo pra mim, Ele é tudo pra mim. Ele é o tesouro que tenho, guardado no peito, Ele é tudo pra mim". 13.1.2009
 
Filha joga fora colchão de sua mãe com 1 milhão de dólares dentro - Uma mulher israelense está arrancando os cabelos por ter jogado fora, literalmente, boa parte de sua herança. Filha devotada, ela comprou um colchão novinho em folha para sua mãe, despachando o antigo e colocando-o no lixo, sem nem pestanejar. Porém, a mãe da menina revelou, posteriormente,  que usava o colchão como cofre há muitos anos e que cerca de 1 milhão de dólares estavam bem guardados em seu interior. Quando percebeu o tamanho da bobagem a filha tentou reaver o colchão. Apenas descobriu que o mesmo havia sido despachado para o depósito de lixo local e depois para um grande lixão, onde se juntou a mais de 3 toneladas de dejetos, certamente bem menos valiosos. O comovido dono do lixão escalou alguns funcionários para ajudar a filha com as buscas, mas não tiveram sucesso. A filha, identificada apenas como Anat, está tirando valiosas lições de vida da confusão. http://www.ig.com.br em 12/06/2009.18.6.2009