Ilustrações Ilustrações T

Teologia

 

"Não é a Deus que temo. Sinto que já vivo com ele e, afinal, não foi ele que me criou? Nem é o Nazareno que me detém, ele era um homem de Deus de fato. E não era ele também justo com as mulheres? É dos teólogos que tenho medo", declarou Flória Emília, personagem de Jostein Gaarder em Vita Brevis. (Carlos Cesar Novaes, em o Jornal Batista, pg 6 - 11 a 18/11/2001).

 

A FTU (Faculdade de Teologia Umbandista) é a primeira faculdade brasileira de teologia umbandista e está localizada em São Paulo. A portaria que autoriza o funcionamento da FTU foi assinada pelo ministro da Educação, no final de 2003. A com a intenção é divulgar as idéias da umbanda. - web_evangelismo@yahoogrupos.com.br

 

O eminente teólogo batista J.M. Pendleton, tratando da doutrina da Trindade diz: "Não há melhor definição do termo Trindade do que a que se encontra no Dicionário de Webster, a saber: "a união de três pessoas (o Pai, o Filho e o Espírito Santo) em uma Divindade, de maneira que as três são um Deus quanto à substância, porém três pessoas quanto à individualidade".

 

Abraão Lincoln afirmava; "compreendo que seja possível olhar a terra e ser ateu, mas não compreendo que se possam erguer à noite os olhos para o céu e dizer que não há Deus. - Gondim,Ricardo (Cristianismo: verdade ou embuste? ) Editora Betesda – Fortaleza-CE

 

Dom Richardson, missionário com larga experiência em vários continentes, em seu livro "fator melquisedeque", narra o testemunho de Deus através das culturas ao redor do mundo, revelando assim o aspecto da consciência. Entre as história fascinantes que vivenciou em diversas culturas, destaquei esta para mostrar a veracidade do que estamos tratando. "Uma vez por ano, os artesões de uma tribo da Indonésia constroem um barco de madeira em miniatura e o levam à beira do rio. O chefe religioso da tribo amarra uma galinha numa lado do barquinho e coloca uma lanterna acesa no outro lado. Logo em seguida, cada membro da tribo passa perto do barquinho e coloca um objeto invisível entre a galinha e a lanterna. Quando se pergunta às pessoas o que deixaram no barquinho, elas respondem: meu pecado. Depois , o chefe deixa o barquinho ser levado pela correnteza do rio, enquanto os espectadores gritam: estamos salvos". Embora esta cerimônia não salve ninguém do seu pecado, no entanto ela revela tanto a consciência humana que aponta o certo e o errado ( mesmo sendo povos pagãos), como, também serve de " uma ponte para o conhecimento do evangelho". Deus deixou isso imprimido em cada cultura em cada ser humano. Faz parte da revelação geral de Deus, ou como diz Dom Richardson: "o fator melquisedeque". - Richardson, Don o Fator Melquisedeque (Vida Nova) São Paulo-1999.

 

Cito Spurgeon: "Nunca me envergonharei de ser calvinista. Jamais hesitarei em declarar-me batista, mas se perguntarem-me qual é o meu credo, eu responderei sempre: é Jesus Cristo". - The Full Arvest, citação por Campos Duarte Siqueira

 

"Deus é Espírito, infinito e perfeito, a fonte, a sustentação e o fim de todas as coisas" - A.H. Strong

 

Alguns hoje pensam em Deus como um grande computador, mas seu conhecimento é mais profundo do que qualquer maravilha da informática.

 

"A história da Páscoa é um mito", dizia o professor de ciências de uma escola a seus alunos, alguns dias antes da Páscoa. "Jesus não saiu do túmulo," continuou, "mas, primeiramente, não existe nenhum Deus no céu que possa permitir que seu filho seja crucificado." "Senhor, eu acredito em Deus", Jimmy protestou. "E eu acredito que ele ressuscitou!" "Jimmy, você pode acreditar no que você quiser, é claro," o professor respondeu. "Porém, no mundo real não existe a possibilidade de tais milagres, como a ressurreição. Ninguém que acredite em milagres pode respeitar a ciência". "Deus não é limitado pela ciência," Jimmy respondeu. "Ele criou a ciência!" Incomodado com o modo como Jimmy defendia sua fé, o professor propôs um experimento cientifico. Foi até a geladeira e pegou um ovo de galinha. "Eu vou deixar este ovo cair no chão," começou o professor. "a gravidade vai fazer com que ele caia no chão e se despedace". Olhando fixamente para Jimmy, ele continuou: "Agora, Jimmy, eu quero que você faça uma oração e peça ao seu Deus para que quando eu soltar este ovo ele não caia no chão e se quebre. E se ele conseguir fazer isto, você terá provado que Deus existe, e eu terei que admitir isso". Após pensar por um momento sobre o desafio, Jimmy lentamente começou sua oração. "Querido Pai celeste," ele iniciou. "eu peço que quando o meu professor soltar este ovo ... ele caia no chão e se quebre em uma centena de pedaços! E também, Senhor, eu peço que quando este ovo quebrar, meu professor tenha um ataque cardíaco fulminante e morra. Amém". Após os cochichos da classe, veio um silêncio fúnebre. Por um momento o professor não fez nada. E por fim ele olhou para o Jimmy e depois para o ovo. E, sem dar uma palavra, ele cuidadosamente devolveu o ovo na geladeira. "A aula acabou" disse o professor enquanto pegava suas coisas. O professor aparentemente acreditava mais em Deus do que ele mesmo imaginava. Muitas pessoas são como este professor, negam que Deus existe, mas correm para ele nos momentos difíceis. Porém questionam, e o atacam todas as vezes que tem chance. Jimmy sabia que Deus não iria matar o seu professor naquele momento, mas também sabia que seu professor não apostaria sua vida por um ovo. Quando sua vida está em jogo a idéia de que Deus existe parece fazer mais sentido. - Francisco Chagas

 

Afirmação de Michel Green: "Quase todo teólogo não gosta de evangelização e quase todo evangelistas não gosta de teologia".

 

Deus não é matéria de definição, de tubo de ensaios. Conhecê-lo é mais uma questão de coração de que de cérebro. Disse alguém, certa vez: "Um crente de joelhos enxerga mais longe do que um cientista na ponta dos pés". Mas, também não é suficiente ter informações. É necessário fazer a internalização dos conceitos, para que afetem a vida.

 

Como diz Burber: "A verdadeira religião nos ensina a encontrar Deus e não a manipulá-lo". Kushner comenta o seguinte: "Se eu rezar adequadamente, persuadirei Deus a me fazer rico e bonito". O verdadeiro fiel diz: "Se eu rezo adequadamente, chegarei a conhecer Deus, e, então, ser rico e bonito será bem menos importante para mim". - Isaltino Gomes Coelho, O Jornal Batista, 24.11.2002.

 

Einstein, o maior cientista do século 20 afirmou: "Quanto mais acredito na ciência, mais acredito em Deus. O universo é inexplicável sem Deus".

 

Paul Tillich no seu livro “Teologia Sistemática” diz: “Quem não conhece a Deus não conhece a profundidade da vida”. 16/12/06

 
Spurgeon declarou: “Somos tão pequenos que, se Deus manifestasse Sua grandeza sem a Sua condescendência, seríamos esmagados debaixo de Seus pés”. Fonte: Cristianismo Pleno, por r-vargens@uol.com.br
 
Pouco antes de iniciar meu curso no seminário, certa senhora muito piedosa da igreja à qual pertencia chamou-me para alertar: “Cuidado! Teologia demais provoca devoção de menos”. – Carlos César P Novaes. 21/12/06
 
Um estudioso do passado declarou que tentar entender a Trindade é perder a razão, mas tentar negá-la é perder a fé. Algumas imagens podem lançar luzes sobre a Trindade, mas não podem ser forçadas para não gerar qualquer distorção doutrinária: A Trindade é como o gelo, que tem três estados: sólido, líquido e gasoso. A Trindade é como um homem, que é pai, marido e filho, ao mesmo tempo. A Trindade é como um ovo, que tem casca, clara e ovo. A Trindade é como a mente humana, que tem memória, compreensão e vontade. 17/1/07
 
Essa é a Teologia Tabajara! Seus problemas acabaram! 2/4/07
 
“Bendito” é um termo (o grego eulógetos) que só se usa para Deus. Só Ele deve ser bendito. Paulo mostra o porquê desta exclusividade em três declarações: 1ª) ele é o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo; 2ª) é o ‘‘Pai das misericórdias 3ª) é o Deus de toda consolação. Revista Compromisso, 3T1995. 24-12-2007
 
Deus não existe para o homem; o homem existe para Deus. 24-12-2007
 
Benjamin Franklin. "Crer que o universo não tenha um Criador, é o mesmo que acreditar que o dicionário é o resultado de uma explosão na tipografia." 29-01-2008
 
Um professor agnóstico gracejou, certa vez, com uma jovem aluna: “Eu lhe darei uma laranja se você me disser onde está Deus“. Ao que ela retrucou: “Eu lhe darei duas laranjas se o professor me informar onde Ele não está“. 29.1.2008
 
Um menino sempre chegava atrasado da escola. Seus pais o alertaram que, naquele dia, ele teria que chegar na hora. Mas, ele chegou mais tarde ainda. Quando ele chegou em casa a mãe não falou nada. O pai o viu na sala, mas não disse nada. No jantar, aquela noite, o menino olhou para seu prato. Havia um pedaço de pão e um copo de água. Ele olhou para o prato do pai e viu que estava cheio. O pai ficou calado. O menino sentiu-se esmagado. O pai esperou um momento, e com amor tomou o prato do menino e colocou em seu lugar. Pegou seu prato e colocou no lugar do filho e sorriu para ele. O menino quando adulto disse: “Toda minha vida soube como Deus é pelo gesto do meu pai naquele dia”. 1.2.2008
 

Há alguns anos, ouvi um evangelista contar a seguinte história: "Certo dia, um motorista levava um passageiro no seu carro. Ao passarem por certo lugar, o passageiro disse ao motorista: 'Vê aquela casa grande lá? Aquela casa é minha!' No dia seguinte, ele passou pelo mesmo lugar, com outro passageiro, e este lhe disse a mesma coisa. Outra vez, passando por ali com um outro passageiro, ficou intrigado porque este lhe repetiu as mesmas palavras. Os três homens tinham razão. O primeiro homem havia construído a ca­sa; o segundo a comprara, e o terceiro a alugara e estava morando nela." O evangelista, então, aplicou este caso para ilustrar a operação da San­tíssima Trindade: Deus nos fez; Jesus nos comprou e o Espírito Santo habita em nós. Não é maravilhoso como Deus cuida de nós? Tudo o que Ele requer de nós é o nosso amor e a nossa fidelidade. 12.2.2008

 

Um menino certa vez estava aprendendo a tabuada de multiplicação quando, de repente, parou, fitou os olhos em sua mãe e perguntou-lhe: - Então, minha mãe, é verdade que Deus fez o mundo? - Fez sim, meu bem. - E as árvores nas florestas e os pássaros no céu e os bichinhos no campo? - Sim, querido. O menino ficou quieto por um momento, meditando nesta grande verda­de, e indagou novamente: - Mas de onde Deus fez tudo, mamãe? E a boa mãe respondeu: - Ele o fez do seu imenso poder e amor, meu filho. Oração: "O Senhor teu Deus está no meio de ti, poderoso para salvar; ele se deleitará em ti com alegria" (Sf 3.17). 16.2.2008

 

Os milhões de habitantes da terra poderiam ir à praia, estender suas mãos e enchê-las da água salgada do mar. Todos poderiam pegar quanta água quisessem ou precisassem, e ainda o oceano continuaria o mesmo. Sua força e poder continuariam inalterados. A vida em suas profundezas insondáveis continuaria a mesma, embora o mar tivesse suprido as carências de cada pes­soa que permanecesse com as mãos estendidas em suas praias. Assim acontece com Deus. Ele pode estar em toda parte, respondendo às orações daqueles que o invocam em nome de Jesus, e realizando o poderoso milagre de manter as estrelas em seus lugares no firmamento. 16.2.2008

 

"Sabei que o Senhor é Deus: foi ele quem nos fez e dele somos" (SI 100.3). Quando alguém me pergunta sobre como posso estar seguro de quem e o que Deus é na realidade, conto-lhe a história do garoto que estava empinando um papagaio. O dia era propício, o vento estava bom e grandes nuvens encrespadas corriam pelo céu. O papagaio subiu, até ser totalmente envolvido pelas nuvens. - O que está fazendo? - perguntou um homem ao menino. - Estou soltando um papagaio - respondeu ele. O homem, então voltou a perguntar: - Você está vendo o papagaio? Tem certeza disso? Você não está vendo o apagaio!

Respondeu-lhe o garoto: - Não o estou vendo, mas de vez em quando sinto um puxão; então, eu fico certo de que ele está lá em cima. Não proceda como o homem em relação a Deus. Encontre-o você mesmo e, então, saberá, pelo puxão maravilhoso e seguro nas cordas do seu coração, que Ele existe com toda a certeza. 18.2.2008

 

Você não pode conhecer o Deus verdadeiro sem aprender a respeito dEle. 6.5.2008

 

Sempre que me perguntam como é que eu tenho esta certeza acerca de quem e do que Deus realmente é, lembro-me da história de um rapazinho que andava a brincar com um papagaio de papel. Estava um bom dia para tal; o vento era forte, impelindo grandes nuvens no céu, como se fossem vagas. O papagaio subiu, subiu, até que ficou inteiramente oculto pelas nuvens. - Que está a fazer? - perguntou um homem ao rapazinho. - Estou a brincar com um papagaio de papel - respondeu este. - Com um papagaio de papel! ­disse o homem. - Como tens certeza disso? Já não o vês! - Pois não - disse o garoto - não o vejo, mas de vez em quando sinto um puxão e é por isso que tenho a certeza de que ele lá está! Não aceites o que outros dizem acerca de Deus. Procura-o tu mesmo, e então, graças ao maravilhoso e reconfortante puxão que sentirás no coração, saberás também que ele está, com certeza. 6.5.2008

 

Perguntas sobre a existência de Deus perturbavam muitas vezes H. A. Hodges, um jovem brilhante professor de filosofia na Universidade de Oxford. Um dia quando ele vagueava por uma rua, passou por uma loja de arte. A sua atenção foi captada por um invulgar quadro na montra. Ele mostrava a figura de Jesus ajoelhado a lavar os pés aos Seus discípulos. Hodges conhecia a história registada em João 13 - O Deus incarnado lavando pés humanos. Mas de repente o significado completo daquela cena atraiu a atenção do coração deste jovem filósofo. Deus - Deus! - a humilhar-Se para fazer a mais humilde das tarefas! Pensou ele: Se Deus é assim, então este Deus será o meu Deus! Ver aquela pintura foi uma das circunstâncias que fizeram com que Hodges entregasse a Sua vida ao verdadeiro Deus - o Deus que lava pés. Nós, Cristãos, tomamos ocasionalmente a existência de Deus como um dado adquirido. Acreditamos no que a Bíblia nos conta sobre o Espírito eterno que nunca teve início e cuja existência nunca findará. Mas por vezes podemo-nos interrogar sobre o Seu caráter. Se Ele permite o infortúnio, como é que Ele pode ser simultaneamente amável e amoroso? Quando lemos João 13 atentamente, vemos que Deus é o Deus que lava pés. O Seu amor insondável e sacrificial por nós também deveria fazer com que nos rendêssemos a Ele. - Vernon Grounds 19.1.2009

 

Um ateu, daqueles que gostam de provocar confusão, não cessava de bradar em alta voz seu pensamento profano, dentro de um vagão de trem. "Deus! Deus!" ele gritava. "Não existe nenhum ser como um Deus!" "Isto é muito curioso", observou um homem que viajava quieto no mesmo vagão. "Por acaso eu O conheço".Depois de um pequeno momento em silêncio, ele tornou a dirigir-se ao ateu: "E mais curioso ainda é que sem O conhecer e dizendo que Ele não existe, você o odeia tanto!" O nosso coração tem experimentado um gozo abundante porque conhecemos o nosso Deus. E esse conhecimento não se restringe apenas ao que é informado na Bíblia ou em qualquer outro livro impresso. Ele faz parte de nossa vida, de nossas atitudes, de nossos sonhos, do dia a dia de nossa casa. Podemos ouvir Sua voz, podemos sentir o Seu afago, podemos caminhar tranquilos porque sentimos Sua mão nos dirigindo e protegendo. Deus existe, e tem sido a razão de nossas vidas. O nosso semblante tem irradiado alegria, porque Deus existe. Nosso coração se enche de amor por todos, porque Deus existe. Nós seguimos em frente, mesmo depois de um grande fracasso, com muito ânimo e determinação, porque Deus existe. Nós esperamos o brilho do sol, mesmo durante uma noite de chuva, porque Deus existe. Sim, Ele existe e não temos qualquer dúvida a esse respeito. Ele transformou nossos dias, deu novo sentido aos nossos anseios, nos encheu de felicidade quando as lágrimas pareciam não mais parar de rolar em nossa face. Como alguém pode ainda insistir em que Deus não existe? Deus existe! Nós o amamos! Sem Ele nada podemos fazer. 27.1.2009

 

Um casal tinha dois filhos, um de 8 e outro de 10 anos, que eram extremamente travessos. Eles estavam sempre aprontando e seus pais sabiam que, se houvesse alguma travessura na cidadezinha onde moravam, eles com certeza estariam metidos nisso. A mae dos garotos ficou sabendo que o novo padre da cidade tinha tido bastante sucesso em disciplinar criancas. Entao ela pediu a ele que falasse com os meninos. O padre concordou, mas pediu para ve-los separadamente. A mae entao mandou primeiro o filho mais novo, pela manha, e o mais velho iria conversar com o padre a tarde. O padre, um homem alto com uma voz de trovao, sentou o garoto e perguntou-lhe austeramente: "Onde esta Deus?". O garoto abriu a boca, mas nao conseguiu emitir nenhum som. Ficou la sentado com a boca aberta e os olhos arregalados. Entao o padre repetiu a pergunta num tom ainda mais severo: "Onde esta Deus?" Mais uma vez o garoto permaneceu de boca ab! erta sem conseguir emitir nenhuma resposta. Entao o padre levantou ainda mais a voz, e com o dedo no rosto do garoto, berrou: "ONDE ESTA DEUS?" O garoto comecou a gritar e saiu correndo da igreja diretamente para casa e trancou-se no armario do quarto. Quando o irmao mais velho o encontrou no armario, perguntou: "O que aconteceu?" O irmao mais novo, ainda tentando recuperar o folego, respondeu: "Cara, desta vez nos estamos MESMO encrencados. Deus sumiu, e eles acham que a culpa e NOSSA". 18.2.2009

 

Richard Dawkins, conhecido pelo título de “o maior ateu do mundo”, respondeu assim à mais famosa pergunta que se faz a um ateu: "E se você encontrar Deus depois da morte?" Dawkins respondeu: "Não havia provas o suficiente, Deus, não havia provas o suficiente!"7.7.2009

 

Nunca tente explicar Deus até que você lhe haja obedecido. O pouco de Deus que podemos conhecer é aquele pouco ao qual decidimos obedecer. Oswald Chamber9.7.2009

 

Teologia Tabajara - Seus problemas acabaram.2.11.2009

 

“Deus é; se Ele não fosse, coisa alguma poderia ser.” Richard Sibbes 2.11.2009