Ilustrações Ilustrações S

Sangue

 

O diabo não pode penetrar onde o sangue de Jesus é aplicado. Lembra-se da primeira Páscoa: quando o anjo da morte foi enviado por Deus a toda a terra do Egito a fim de destruir o primogênito de todo ser vivo, o único lugar em que o anjo da morte não poderia entrar era nos lares onde o sangue havia sido aplicado nas ombreiras das portas (Ex 14).

 

O poder purificador do sangue de Cristo pode remover a mancha mais profunda do pecado.

 

Supongamos que la semana me fue bien -- viví una vida cristiana victoriosa. Leí fielmente mi Biblia. Ayuné y oré. No discutí con mi cónyuge. Esa "buena semana" no me capacita para tener acceso con confianza a Dios. O, supongamos que la semana me fue mal -- viví en la carne y fui derrotado. No leí mi Biblia. Dormí tarde y no tuve tiempo para la oración. Tuve discusiones con mi cónyuge. Esa "mala semana" no me descalifica de acceso con confianza a Dios. Cómo la semana me fue tiene nada que ver con mi acceso a Dios. Más bien tiene que ver solamente con la sangre de Cristo. Y el valor de la sangre no fluctúa nunca. El poder de la sangre no cambia nunca. La eficacia de la sangre no es aumentada por mis buenas acciones ni es disminuida por mis malas acciones. Ni mi condición ni mis acciones afectan la sangre. La sangre obtiene su poder del Cordero de Dios, quien se presenta delante de Dios por nosotros. Su valor es eterno y constante.

 

Martinho Lutero certa vez sonhou que se achava perante Deus, no Dia do Julgamento. Satanás estava também presente, a fim de acusá-lo. Quando os livros foram abertos, o inimigo apontou muitos e muitos pecados, dos quais ele era de fato culpado. O coração dele se afundou em desespero. Então lembrou-se da cruz e, virando-se para o diabo, o esmagou com es­tas palavras: "O sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pe­cado" (1 Jo 1.7). 19.2.2008

 

"E da parte de Jesus Cristo, a fiel testemunha, o primogênito dos mor­tos, e o soberano dos reis da terra. Aquele que nos ama, e pelo seu sangue nos libertou dos nossos pecados..."(Ap 1.5). A palavra sangue é mencionada cerca de 460 vezes na Bíblia. No Novo Testamento, Jesus falou 14 vezes de seu próprio sangue. Porque, pelo derra­mamento do seu sangue, ele propiciou a possibilidade de nossa salvação e pagou a pena por nosso pecado e nos remiu. Voluntariamente, ele aniquilou a sua vida e pagou a pena que nós devíamos pagar. E este o significado da cruz. O sangue de Jesus Cristo não nos redime apenas, mas também nos justifica. Ser justificado significa mais do que ser perdoado. Posso dizer: "Eu te perdôo, mas não te justifico". Deus, no entanto, não somente perdoa o passado. Ele reveste a nova criatura de justiça, como se jamais houvesse pecado. Isto custou o sangue de seu Filho na cruz. 25.2.2008

 

Quando a enfermeira missionária, Lily Pinneo, estava na África Ocidental, contraiu uma doença fatal chamada febre de Lassa. Depois de Lily ter sido levada a Nova Iorque para tratamento, a sua temperatura subiu aos 42ºC. Para reduzir a febre, os médicos cobriram-na de gelo e alimentaram-na por via intravenosa. A febre subsistiu. Nove semanas depois ela tinha perdido 13 Kg e a maior parte do cabelo. Apesar disso, sobreviveu. Num laboratório, o Dr. Casals, cuidadosamente, isolou e analisou o vírus de Lassa. Mas ele também ficou doente devido à exposição à doença. Na altura, não era conhecido nenhum tratamento eficaz. Felizmente, a enfermeira Pinneo melhorou, criando anticorpos para a terrível doença. Ela doou ao Dr. Casals plasma do seu sangue e ele também recuperou. O sangue dela salvou-lhe a vida. Todos nós estamos infectados pela doença fatal do pecado (Rm. 6:23). Só existe uma cura. Está no poder purificador do sangue derramado de Jesus Cristo. Paulo escreveu: "Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo Seu sangue, seremos por Ele salvos da ira" (Rm. 5:9). A justa ira de Deus contra o pecado ficou totalmente satisfeita na morte de Jesus em nosso lugar. Tudo o que precisamos é de arrependermo-nos, reconhecê-l'O como nosso Salvador, e recebermos a cura espiritual do pecado. Já tomaste essa decisão? - Dennis Fisher 19.2.2009

 

Quando foi diagnosticada uma leucemia medular aguda a Sha`Ri Eggum, os médicos disseram-lhe que só um transplante de medula óssea de um familiar podia salvar a sua vida. Eggum, de 32 anos, foi adotada e não sabia nada da sua família biológica. Mas um detective privado encontrou o seu irmão, Mike Ford, que era o doador perfeito. Hoje, a leucemia de Eggum está em remissão. Ford foi a pessoa certa no momento certo. O livro de Ester conta outra história de amor, sacrifício, e do tempo certo de Deus. Mardoqueu, um judeu exilado, recusou prostrar-se perante Hamã, o segundo mais importante a seguir ao Rei Assuero. Hamã ficou furioso e planejou destruir Mardoqueu e todos os Judeus. Assim Hamã enganou o rei persuadindo-o a editar um édito condenando os Judeus à morte. Quando Mardoqueu contou à sua prima, a rainha Ester, sobre o édito, ele desafiou-a a intervir: "Quem sabe se para tal tempo como este chegaste a este reino?" disse ele (v.14). A aproximação ao rei sem convite era punível com a morte. Mas Ester aproveitou a oportunidade e salvou o seu povo! Quando podemos salvar os outros, devemos fazê-lo a todo o custo. Pede a direção de Deus e age! Ele pode ter-te colocado aqui "para tal tempo como este." - Marvin Williams 19.2.2009