Ilustrações Ilustrações S

Salvação

 

Nenhum remédio, ainda que seja o melhor, pode ser eficaz, se não for tomado.

 

Há muitos anos em Havana, capital de Cuba, houve uma epidemia de febre amarela que assolou um castelo onde havia uma guarnição de dois mil homens. A única maneira para evitar o alastramento da doença foi isolar o castelo. Ninguém podia sair, ninguém podia entrar. Dessa forma, sem remédios e alimentos, aqueles homens começaram a perecer. Um dia, um barco partiu em direção ao castelo, manobrado por um jovem. Estava cheio de mantimento e remédio. As pessoas que o viram partir na direção do perigo gritaram para que voltasse, mas ele, decididamente, continuou sua trajetória e, apesar da relutância dos soldados de deixarem-no entrar, conseguiu persuadí-los. Entrou, e salvou aquela guarnição. Ele tornou-se então um herói nacional. Jesus ofereceu-se voluntariamente para morrer em nosso lugar, estávamos à morrer pela doença chamada "pecado", mas Ele sem pecado, morreu em nosso lugar.

 

Faz algum tempo os jornais publicaram a história de um jovem chamado Guilherme, que estava fugindo da polícia. O adolescente havia fugido com sua noiva porque os pais dela queriam separá-los. O que Guilherme não sabia, era que a enfermidade que o havia levado ao médico dias de sua fuga, havia sido diagnosticada como câncer maligno. Guilherme estava fazendo todo o possível para fugir da polícia por medo de perder seu amor, ao mesmo tempo em que a polícia fazia todo o possível para encontrá-lo a fim de não vir a perder sua vida. Ele pensava que eles o estavam procurando para castigá-lo, mas realmente o estavam procurando para salvá-lo. Guilherme representa a cada pessoa cuja culpa lhe avisa que Deus o segue para a prestação de contas e torturá-lo para sempre. Isto foi contado por Howard G. Hendricks (da revista chilena "Águas Vivas, pg 28 - Ano 2 Nº 8/2001).

 

Uma coisa que eu gostava muito de fazer na minha pré-adolescência era desenhar. Quando a gente faz um desenho e erra o traço, passamos a borracha em cima que ele desaparece. Desaparece? Não muito... fica uma sombra, um arranhado. – Não é isso que Jesus vai fazer – Ele vai tirar fora, vai desfazer. Uma folha nova é o que Ele quer!

 

O traço Mágico, um brinquedo de R$ 1,99, que pode ser encontrado para as crianças. Se ela cometer um erro no desenho, tudo que tem a fazer é levantar a lâmina plástica que a folha fica limpa. Então, ela pode começar tudo de novo – A Bíblia diz que é isso que Deus faz com os erros que cometemos. Quando abri meu coração para Jesus, Deus limpou a minha ficha!

 

Ed Leonard, empleado de una compañía minera canadiense, se encontraba trabajando en Colombia cuando fue capturado por soldados rebeldes en 1998. En una acción sin precedentes, Norbert Reinhart, dueño de la compañía, obtuvo la liberación de Leonard tomando su lugar. Reinhart fue retenido como rehén durante 94 días. Siglos atrás, Jesús ocupó nuestro lugar convirtiéndose en nuestro sustituto. Romanos 5:8 dice: «Mas Dios muestra su amor para con nosotros, en que siendo aún pecadores, Cristo murió por nosotros.» (Osvaldo Carnival - Internet).

 

En 1968, el almirante Elmo Zumwalt, hijo, tomó el mando de las fuerzas navales norteamericanas en Vietnam. En un esfuerzo por reducir las bajas estadounidenses ordenó que rociaran las vías fluviales con el defoliante químico conocido como «agente naranja». Fue una medida diseñada para retirar la selva y hacer más difícil que los norvietnamitas emboscaran a quemarropa los botes de la patrulla del río de la Marina. Uno de esos botes estaba comandado por su hijo de 21 años, el teniente Elmo Zumwalt III, quien murió de cáncer en 1988. El almirante estaba convencido de que el agente naranja mató a su hijo. ¡Qué historia tan dolorosa de un padre cuya decisión produjo gran sufrimiento a su propio hijo! ¡Cuánto mayor fue el dolor de Dios el Padre cuando proveyó salvación para nosotros! Él tomó una decisión que provocó una agonía inconmensurable a su Hijo unigénito. Piensa cómo debe haberse sentido Dios mientras veía a su Hijo sufrir la burla de la multitud, los latigazos, el dolor de los clavos en sus manos y pies, el inefable peso y humillación de nuestros pecados, y la indescriptible agonía del aislamiento y el abandono. (Osvaldo Carnival - Internet)

 

Conta-se que um filósofo realizou uma viagem, mas para chegar ao seu destino devia cruzar um rio grande e caudaloso, numa velha barca. Durante o trajeto ele começou a falar com o barqueiro, e lhe perguntou: - Amigo, você conhece geografia? - Não, não senhor - respondeu o barqueiro, nunca fui à escola. - Se você não conhece geografia, você perdeu 1/4 de sua vida, replicou o filósofo. Então, você sabe gramática? - Não, senhor, como lhe disse, nunca fui à escola. - Lamento dizer, falou o filósofo. Então o senhor acaba de perder mais 1/4 de sua vida. Andaram mais um pouco e o filósofo voltou a perguntar: - amigo, você ao menos sabe matemática? - Não, senhor, também não sei matemática. Só sei mesmo é contar dinheiro. - É lamentável falou o filósofo, pois o senhor com isso já perdeu 3/4 de sua vida. Distraído com a conversa, o barqueiro descuidou e a barca bateu numa grande pedra que havia no meio do rio. A velha barca se rompeu e começou a afundar lentamente. Então o barqueiro perguntou ao filósofo: - Amigo, você sabe nadar? - Não, não sei, disse o filósofo. - então você vai perder toda sua vida, porque esta barca vai afundar. Não importa quanto conhecimento temos, quantos bens possuímos, ou quanto sabemos de teologia. Se não sabes nadar na hora de cruzar o rio da eternidade, estás perdido. Saber nadar é ter Jesus como seu Salvador pessoal. (Internet)

 

O barco estava cheio de gente, e uma crente no último banquinho, de repente, começou uma tempestade enorme, cheia de turbulência, todos ficaram desesperados, eram 12 passageiros e só havia 11 bóias com salva-vidas, então, na hora de se salvar, gritaram, deixa o crente sem bóia, porque esse aí já está salvo!

 

Veja se na sua mão, bem ao meio dela. Veja se há uma cicatriz, um sinal, alguma marca de perfuração de cravos... Jesus sofreu isto por você!

 

Li, há algum tempo, uma lenda judia. Aquela noite de destruição no Egito, uma criança, o primogênito de uma família tinha ouvido dizer que à meia-noite o anjo destruidor chegaria trazendo a morte a todas as casas que não tivessem a mancha vermelha do sangue do Cordeiro. Lá pelas onze da noite, a criança se virava na cama de um lado para o outro sem poder dormir. Então o pai lhe disse: — Filho, durma tranqüilo, não tem perigo. — Não consigo, pai. Você tem certeza que manchou a porta com o sangue do Cordeiro? — Sim, filho. Eu pedi ao meu melhor amigo que manchasse a porta e ele me prometeu que o faria. O filho se levantou e disse: — Pai, você acreditou em seu melhor amigo? Não foi você pessoalmente que manchou a porta? — Não, filho. Mas eu confio nele, ele nunca falhou. — Pai, por favor, vamos lá fora, eu quero conferir. Foram lá e quando chegaram, a porta não tinha mancha de sangue. Eram cinco para meia-noite. O pai correu desesperado para dentro da casa, tomou uma bacia, pegou o sangue e manchou a porta. Enquanto o sangue ainda escorria pela porta, os relógios da cidade deram as doze badaladas e o anjo destruidor apareceu. Suas asas começaram a bater na escuridão da noite e dentro da casa, abraçado a seu pai, o filho dizia com lágrimas: — Mais cinco minutos pai, e eu estaria morto. - Fonte: Pr. Bullón, www.sisac.org.br

 

Certa feita perguntei a um cristão: "Você é salvo?" Ele respondeu: "Estou tentando ser". Eu disse para ele: "Não quero ser vulgar, mas você é um homem ou um rato?" Ele respondeu: "Sou homem". Perguntei: "Como você chegou a ser homem?" Ele respondeu: "Já nasci assim". Eu falei: "É do mesmo modo que você chegou a ser salvo". Você é salvo no momento que nasce de novo através da graça de Cristo, por meio da fé que lhe é imputada na hora em que você ouve a pregação do Evangelho da graça de Cristo, como está escrito em Romanos 10.17. Sabe por que ocorre isto? É porque a salvação é um "DOM",é um presente dado pelo próprio Deus através da sua misericórdia a quem ele quer, como está escrito em Romanos 9.18.

 

Na criação nós vemos a mão de Deus, na redenção vemos o Seu coração.

 

O pastor e autor H.A.Ironside contou acerca de um recém convertido que deu o seu testemunho num culto da igreja. Com alegria no seu coração, o homem relatou como ele tinha sido liberto de uma vida de pecado. Ele prestou ao Senhor toda a glória, tornando claro que ele não tinha feito nada para merecer a salvação. A pessoa que conduzia a reunião não apreciou completamente a verdade de que a salvação é apenas por graça e fé, sem as obras. Por isso ele retorquiu: "Parece estar a indicar que Deus fez tudo por si quando o salvou. Não fez a sua parte para Deus primeiro?" O recém convertido deu um pulo e disse: "Oh sim, fiz. Durante mais de 30 anos fugi de Deus à velocidade que os meus pecados me puderam levar. Essa foi a minha parte. Mas Deus saiu em meu encalce e apanhou-me. Essa foi a Sua parte." Somos salvos pela graça, e apenas pela graça (Rom. 3:24). Não podemos fazer nada para a merecer (v. 28). - www.gospelcom.ne

 

Uma multidão olhava admirada enquanto um acrobata atravessou numa corda bamba sobre as Cascatas do Niagára. As pessoas aplaudiram quando ele terminou a proeza. Então ele voltou-se para um homem e perguntou: “Acha que consigo carregar alguém para o outro lado?” “Claro,” respondeu o homem. “Vamos então!” “Não obrigado!” exclamou o homem. Por isso o acrobata perguntou a outro homem: “E tu? Confias em mim?” “Sim, eu vou,” ele disse. Esse homem subiu para os seus ombros, e com a água a rugir lá em baixo eles chegaram ao outro lado. Escondido nesta história encontra-se o desafio que cada um de nós deve enfrentar. A nossa pecaminosidade é um abismo aberto entre nós e Deus, que somos incapazes de o atravessar. Só Jesus é capaz de nos trazer em segurança para o outro lado. Mas devemos nos arrepender e confiar as nossas vidas a Ele. O apóstolo Paulo escreveu com confiança: “Sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito, até àquele dia” (II Timóteo 1:12). Estás a tentar atravessar o abismo do pecado que te separa de Deus sozinho? É impossível. Põe a tua fé em Cristo, pois só Ele pode levar-te a Deus. - Fonte: www.gospelcom.net

 

Cristo é a ponte sobre o abismo do pecado!

 

A nossa salvação é certa porque a Palavra de Deus é segura.

 

Podes melhorar uma obra de arte? Imagina que estás a caminhar através do museu do Louvre em Paris. Quando te aproximasses da Mona Lisa pintada por Leonardo da Vinci, pensarias em pegar numa paleta de tintas e pincéis e retocar a pintura? Talvez pôr um pouco mais de cor nas faces da mulher? Talvez mudar um pouco a estrutura do nariz? Dirias: “Isto é ridículo!” Há quase 500 anos a Mona Lisa tem sido considerada um dos maiores trabalhos artísticos de todos os tempos. Que absurdo pensar que pudemos modificar em alguma coisa uma obra-prima! Contudo, é isto que muita gente tenta fazer com a obra-prima da salvação de Cristo. Pensam que a podem melhorar com algum trabalho seu. Mas esta obra-prima ficou completa quando Jesus disse: "Está consumado" enquanto estava pendurado na cruz (João 19:30) . Então Ele provou que o Seu trabalho de redenção estava terminado, quando Ele ressuscitou da morte. - Fonte: www.gospelcom.net

 

A salvação é uma dádiva a ser recebida - não um alvo a ser alcançado.

 

Um antigo missionário contou a história de duas cabras selvagens, que se encontraram numa apertada passagem. De um lado estava um abismo de 300 metros de profundidade; no outro lado, um íngreme penhasco se erguia. Não havia para onde se virar, e as cabras não podiam recuar sem caírem. O que deveriam fazer? Finalmente, em vez de lutarem pelo direito de passar, uma das cabras dobrou os joelhos e baixou-se o mais possível. A outra cabra passou-lhe por cima, e ambas conseguiram sair da situação. Num certo sentido, isto é o que Jesus fez por nós, quando Ele deixou a glória do Céu e veio a esta terra para morrer pelos nossos pecados. Ele viu-nos ficar encurralados entre o nosso pecado e a justiça