Ilustrações Ilustrações L

Lixo

 

Durante séculos o homem tem poluído a terra. Agora está a entulhar o espaço. Peritos dizem que já há lixo espacial suficiente para elevar a probabilidade de colisões espaciais. Para além de todos os satélites úteis que circundam o nosso globo, está estimado que mais de um milhão de pequenas peças e muitos grandes pedaços de metal estão em órbita em volta da terra. O homem contamina mais do que o seu ambiente físico. A Bíblia diz que ele também é propenso a sujar o seu louvor a Deus. Quando não prestamos a devida reverência a Deus, trazemos desonra ao Seu nome e reputação. - Fonte: www.gospelcom.net/rbc/pd/1999

 

É como o urubu; urubu sem cadáver, se torna em cadáver.

 

A Revista Veja publicou em sua edição do dia 17.06.1992: As emissões de dióxido de carbono vão duplicar nos próximos 30 anos (poluição do céu). No ano 2000 - daqui a 8 anos - haverá cada vez mais habitantes e menos comida na terra (mais poluição, menos produção). Dentro de 20 anos ocorrerá um desequilíbrio nos oceanos (excesso de pesca). Os oceanos cobrem 71% do planeta, mas 92% de suas águas podem ser comparadas a desertos terrestres. Os oceanos estão exauridos (Jacques Cousteau). Colocando-se na ordem do relato bíblico acima referido, o paralelo é espantoso: o céu é poluído pelo dióxido de carbono - "Vi um novo céu". A terra não produzirá alimento suficiente devido ao crescimento da população e à poluição - "Vi uma nova terra". Os oceanos - e mares - são desertos - "E o mar já não existe". Ap 22.14. - Anderson Queiroz, em O Jornal Batista, em 12.07.1992.

 

Uma pequena nota: ...a Poluição que os Estados Unidos produzem. Um quarto dos gazes tóxicos produzidos pela queima dos combustíveis fósseis, no mundo, é obra dos americanos. - Bento Souto, batistas-theo-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

 

Em seu livro “Eu, Um Servo?”, o escritor norte-americano Charles Swindoll conta que um dia perguntou a um menino de nove anos o que ele desejava ser quando crescesse. O menino respondeu no ato: - Mecânico. Ou então... lixeiro. Curioso, Swindoll perguntou por quê. E ouviu: - É porque assim eu posso viver sempre sujo. Esse diálogo me faz lembrar de um personagem da Turma da Mônica, o Cascão, famoso por fugir de água como se fugisse de tortura. Certa música sobre ele começa assim: “O Cascão - aposto e ganho - vai morrer sem nunca tomar banho.” 25-12-2007

 

"Não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal" (1 Co 13.5).

Certa vez, um homem bem intencionado foi à igreja com roupas sujas. Tornando-se notado entre os outros, limpos e bem vestidos, ele disse a al­guém que lhe ficava perto, após a reunião: - Eis uma coisa que faz o amor cristão: abaixa-nos todos ao mesmo ní­vel. - Não, amigo - respondeu o vizinho -, o amor cristão nos eleva ao mesmo nível. 8.2.2008

 

Uma das razões porque a lascívia reina em tantas pessoas é porque Cristo nãos lhes é muito cativante. John Pipper. 17.3.2008

 

Diga “não” a todo pensamento lascivo, no espaço de cinco segundos. 18.3.2008

 

Se usarmos nosso poder de imaginação para visualizar qualquer coisa que represente lascívia ou impureza, estamos em conflito direto com a vontade de Deus. Os homens gostam de usar o poder da imaginação para criar uma multidão de imagens que Deus proibiu. Por exemplo, quando um homem vê uma mulher que lhe atrai, ele pode despi-la em sua imaginação, pouco a pouco, até ela ficar completamente nua. Ele pode, então, usar sua imaginação para sentir como seria tocar seu corpo. Ele pode continuar com essa atividade mental até que tenha experimentado todo ato sexual possível. Ele tomou o dom sagrado e especial de Deus e o consumiu no altar da lascívia. Steve Gallagher, em No Altar da Idolatria Sexual. 04.04.2008

 

“Sujeira pega mais em roupa branca”. Certo ou errado? Pega mais ou realça mais? A verdade é que, no branco, a menor mancha aparece logo, é impossível esconder e ganha atenção preocupante. Assim com as falhas dos crentes. 5.5.2008

 

Duas baratas estavam remexendo uma lata de lixo. - Eu estive naquele restaurante novo do outro lado da rua. Você não acredita! É muito sofisticado e a cozinha é tão limpa que o chão até brilha! - Por favor, agora não! Pelo amor de Deus, eu estou comendo. 7.5.2008

 

É fácil, para nós, guardar lixo. Acostumamo-nos tanto com ele que o consideramos um tesouro! A mãe passa o dia limpando o porão e separa uma grande quantidade de quinquilharias que devem ser jogadas fora. O pai está no trabalho e quando chega em casa seleciona quase tudo e leva de volta para o porão. Sábio é o líder que conhece lixo quando o vê e tem a coragem de livrar-se dele. Talvez estejamos colecionando lixo religioso que esteja entristecendo o Espírito Santo e dificultando a Sua atuação. Jogar fora o lixo não é fácil, mas muito importante para nosso crescimento diante de Deus. Quanto lixo estamos ainda acumulando em nosso porão espiritual? E o que nos falta para decidir jogá-lo fora? Ele para nada serve a não ser impedir que Deus faça grandes coisas em nossas vidas e através delas. Antigamente nós guardávamos mágoas, ressentimentos, ódio, avareza, ganância e outros tipos de quinquilharias que para nada serviam. Essas bugigangas espirituais tiram nossa paz, nossa fé, nossa alegria e impedem que experimentemos a plenitude das bênçãos do Senhor. E se sabemos disso, por que continuamos guardando lixo em nosso coração? Por que não nos livramos imediatamente desse lixo? É tempo de renovação, de limpeza, de varrer a casa e deixar ar puro entrar. Peçamos a Deus que nos ajude a jogar esse lixo fora e que passe um desinfetante celestial no local onde estava armazenado. Com a nossa casa espiritual limpa, poderemos decorá-la com amor, compreensão, louvor ao Salvador, alegria e felicidade. A nossa casa ficará mais perfumada e aconchegante. Todos terão prazer em entrar e certamente ficarão admirados com a transformação encontrada. 31.7.2008

 

É fácil, para nós, guardar lixo. Acostumamo-nos tanto com ele que o consideramos um tesouro! A mãe passa o dia limpando o porão e separa uma grande quantidade de quinquilharias que devem ser jogadas fora. O pai está no trabalho e quando chega em casa seleciona quase tudo e leva de volta para o porão. Sábio é o líder que conhece lixo quando o vê e tem a coragem de livrar-se dele. Talvez estejamos colecionando lixo religioso que esteja entristecendo o Espírito Santo e dificultando a Sua atuação. Jogar fora o lixo não é fácil, mas muito importante para nosso crescimento diante de Deus. Quanto lixo estamos ainda acumulando em nosso porão espiritual? E o que nos falta para decidir jogá-lo fora? Ele para nada serve a não ser impedir que Deus faça grandes coisas em nossas vidas e através delas. Antigamente nós guardávamos mágoas, ressentimentos, ódio, avareza, ganância e outros tipos de quinquilharias que para nada serviam. Essas bugigangas espirituais tiram nossa paz, nossa fé, nossa alegria e impedem que experimentemos a plenitude das bênçãos do Senhor. E se sabemos disso, por que continuamos guardando lixo em nosso coração? Por que não nos livramos imediatamente desse lixo? É tempo de renovação, de limpeza, de varrer a casa e deixar ar puro entrar. Peçamos a Deus que nos ajude a jogar esse lixo fora e que passe um desinfetante celestial no local onde estava armazenado. Com a nossa casa espiritual limpa, poderemos decorá-la com amor, compreensão, louvor ao Salvador, alegria e felicidade. A nossa casa ficará mais perfumada e aconchegante. Todos terão prazer em entrar e certamente ficarão admirados com a transformação encontrada. Jogue fora todo o lixo e nunca mais permita que retorne Paulo Roberto Barbosa 26.8.2008

 

A manchete do jornal da nossa cidade não apresentava uma notícia boa. Sessenta milhões de litros de água de esgoto, parcialmente tratada, desaparecem repentinamente de uma lagoa, na central de tratamento de água. Perto dali, um reservatório inteiro de água perdeu-se numa cavidade. O problema era que ninguém sabia para onde a água contaminada havia ido. Segundo um porta-voz da prefeitura, "vamos ter que ver para onde a água foi, antes de dizer o que aconteceu". Quando li o artigo, imaginei todos os erros da minha vida como sendo essa lagoa de água suja, que desapareceu. Nos meus momentos mais claros de fé, posso dizer com toda honestidade, que realmente não sei para onde foram. Mas eles se foram. Da última vez que vi a culpa real da minha inveja, ira e impaciência, elas estavam todas pregadas na cruz de um Homem, que sofreu por erros que nunca cometeu. Para onde foi a minha culpa? A Bíblia dá-me respostas que realmente não consigo entender: sepultada nas profundezas do mar (Miquéias 7:19); tão longe quanto o Oriente está longe do Ocidente (Salmo 103:12); apagada dos livros eternos da justiça celestial (Colossenses 2:13-15). 1.9.2008

 

Conta-se que num certo país, um senhor muito distinto, resolveu fazer uma grande festa e mandou colocar um anúncio nas ruas, convidando a todos para o banquete. Um homem mendigo ouviu o anúncio e disse consigo: "eu também vou a este jantar". E no dia e hora anunciados, lá estava ele no portão de entrada pedindo ao guarda que o deixasse entrar. Mas o guarda respondeu que era impossível por causa das roupas que usava, afinal, não eram roupas de festa. Mas ele insistiu e falou: "Ouvi o anúncio dizendo que a festa é para todos! Não é justo me deixar de fora"! O guarda foi categórico: "Todos devem vestir vestes de festa" e o mendigo insistia no direito de entrar. Neste instante, veio o filho do dona da festa, ouviu a insistência, se aproximou e disse ao porteiro que deixasse o mendigo entrar. Então, o levou até seu quarto, mostrou um guarda roupas cheios de peças, e mandou que escolhesse uma. O mendigo tomou um banho e vestiu roupas de festa... em seguida, pegou as roupas sujas e velhas que usava e fez um embrulho. Ele se negou a deixar aquelas roupas; não quis abandonar nenhuma delas. Agora, como estava bem vestido, entrou para o para o jantar, mas com o seu pacote de roupas velhas e sujas debaixo do braço. Ele se sentou à mesa, todo mundo começou a comer, mas ele, porém, nem conseguia cortar o filé no prato, porque estava com uma das mãos ocupadas. Todo mundo comendo, e ele permanecendo com fome. Alguém disse: "Coma!" Mas ele não podia comer, pois estava com a mão ocupada, segurando o embrulho de roupas sujas. Não quis deixar as roupas velhas. 1.12.2008

 

Quando eu era uma jovem esposa, meu marido trouxe um fogão novo para casa. Alguns dias depois, o homem que comprou nosso fogão velho me deu uma humilde lição sobre limpeza. Ele inspecionou cada parte, olhando dentro do fogão e abrindo cada boca. Depois ergueu a tampa do fogão. Para meu assombro, uma grossa camada de gordura e migalhas revestia toda a superfície. Mais tarde, ocorreu-me um pensamento: Não era apenas meu velho fogão que estava limpo por fora, mas imundo por dentro. Às vezes minha alma ficava na mesma condição. Posso parecer ter autocontrole e ser amável em público, mas, quando me zanguei em casa, minha voz elevou-se com raiva, atirando palavras injuriosas contra minha família. Julgando o comportamento dos outros, sentia-me tentada a comportar-me da mesma maneira. Muitas vezes, abriguei pensamentos hostis e agarrei-me ao rancor. Mas uma alma pecaminosa pode ser inteiramente purificada. Quando confessamos nossos pecados. Deus fielmente os perdoará e nos purificará de toda a maldade. Não depende de nosso esforço, mas da graça de Deus. Um simples e sincero"por favor, me perdoe" traz purificação. 27.1.2009

 

Um minúsculo pedaço de sujeira no carburador pode impedir o mais potente caminhão de subir uma estrada na montanha. Uma impureza bastante pequena -- mas importantíssima na hora de subir. Temos ignorado os "pequenos pecados" julgando-os insignificantes e sem importância? Não seriam eles a maior causa das  falhas de nosso carburador espiritual? Não estariam eles impedindo que caminhemos rumo ao alto?29.8.2009

 

Foi assim que a briga começou... Minha esposa sentou-se no sofá junto a mim enquanto eu passava pelos canais. Ela perguntou, "O que tem na TV? Eu disse, "Poeira. " E a briga começou...2.10.2009

 

Havia um senhor que tinha alguns netos, certo dia ele estava tirando uma “soneca“ no sofá da sala, quando os seus netos resolveram fazer uma brincadeira. Eles pegaram na geladeira um queijo pastoso que tinha um cheiro ruim e muito forte. Enquanto o avô dormia, um dos netos segurava o pote e o outro passava no bigode aquele queijo mal cheiroso. Depois que lambuzaram o bigode do velho, um deles mexeu no seu dedão do seu pé para que ele acordasse. Ao despertar do seu gostoso sono após o almoço, ele começou procurar onde estava o rato morto, pois o mau cheiro era insuportável. Quanto mais ele aspirava, pior o cheiro ficava. Ele procurou nos cantos da sala, no quarto, na cozinha, debaixo da pia etc. Enquanto ele procurava, os netinhos o acompanhavam rindo a beça, foi quando ele foi até a janela, aspirou bem forte dizendo: Que coisa, há algo podre no mundo! Ele só descobriu o que havia acontecido, quando os netinhos disseram: - Vô, vai ao banheiro e veja o que passaram no seu bigode... Ele foi ao banheiro, olhou no espelho e viu a meleca que estava no seu bigode. Ao descobrir o que haviam feito, rapidamente lavou o bigode e o problema do “mal cheiro no mundo“ acabou. Aprendemos com esta história que, quando começamos achar que todos aqueles que vivem ao nosso redor estão mal cheirosos e só têm defeitos, o problema não está neles, está em nós. Quando uma pessoa está com o seu “bigode-sujo“, tudo para ela “cheira mal“, e por causa disso, ela se torna um pessimista insuportável. Pergunte para você mesmo: “Estou conseguindo ver o lado bom das pessoas? Estou conseguindo ver o lado bom da vida? Tenho sido mais otimismo do que pessimista? Como eu enxergo as pessoas à minha volta.“ Jesus, por pior que fosse o estado de uma pessoa, Ele era capaz de enxergar o potencial oculto nela. As pessoas que olham para a vida com os olhos de Jesus, sempre vão enxergar o que os pessimistas não conseguem ver. 3.11.2009

 

A patroa bronqueia com a nova empregada: - Você é muito relaxada, Luzinete! Olha só a poeira desses móveis! Parece ter mais de dois meses! - Então a culpa não é minha não! Eu só tô aqui há um mês! 3.11.2009