Ilustrações Ilustrações H

Habilidade

 

O talento pode ser sepultado pela negligência.

 

Dizem que "Qualquer um pode pintar um quadro, porém somente um gênio é capaz de vendê-lo".

 

A principios del siglo pasado, el escultor Gutzon Borglum (1871-1941) echó un vistazo a los peñascos de las montañas Negras de Dakota del Sur. Tuvo una visión futurista que nadie más había tenido: los rostros esculpidos de los presidentes estadounidenses George Washington, Thomas Jefferson, Abraham Lincoln y Theodore Roosevelt. Borglum y sus colaboradores se suspendieron de cuerdas a una altura de más de 150 metros por encima del valle. Usaron desde cinceles hasta dinamita para crear los rostros de cinco pisos de altura. Se necesitaron 14 años para terminar el proyecto. La ama de llaves de Borglum a veces iba a visitar el proyecto. Una vez preguntó a un trabajador: «¿Cómo supo el señor Borglum que el señor Lincoln estaba en esa roca?» ¿Cómo? Borglum sabía lo que había en la roca porque vio con su ojo de artista lo que podía crear a partir de la materia prima con la cual tenía que trabajar. Y lo mismo pasa con Dios. Con su ojo artístico ve el potencial en el material humano menos prometedor y más difícil de todos. (Fonte: Pastor Osvaldo Carnival osvaldocarnival@sion.com).

 

Cuando Leonardo da Vinci era todavía un pupilo, su maestro, que era un anciano bien conocido, le pidió que terminara una pintura que él había empezado. El joven da Vinci admiraba tanto la habilidad de su maestro que al principio declinó la oferta respetuosamente. Pero su maestro no aceptó la excusa. Sencillamente dijo: «¡Haz lo mejor que puedas!» Tembloroso, da Vinci tomó el pincel y comenzó. Con cada pincelada su mano se hacía más firme a medida que depertaba el genio que había en él. Al poco tiempo estaba tan ensimismado en su obra que olvidó su timidez. Cuando acabó la pintura, llevaron al frágil y débil maestro al estudio para que la viera. Abrazando a su estudiante exclamó: «Hijo, yo no pinto más.»

 

Sir Michael Costa estava a dirigir um ensaio no qual a orquestra tocava a par de um grande coro. A meio da sessão, com trombetas a retinir, tambores a retumbar, e violinos cantando a sua rica melodia, o tocador de flautim murmurou para si: "Que diferença estou eu a fazer? Posso muito bem não tocar. De qualquer maneira ninguém me poderá ouvir." Assim ele manteve o instrumento na sua boca, mas ele não criou qualquer som. Dentro de momentos, o maestro gritou: "Parem! Parem! Onde está o flautim?" O ouvido da pessoa mais importante de todas sentiu a sua falta. Acontece o mesmo com o uso de nossas capacidades para o Senhor. Quer o nosso talento seja grande ou pequeno, o desempenho não está completo até que façamos o nosso melhor com o que temos. - Fonte: www.gospelcom.net

 

Aos olhos de Deus é grande coisa fazer bem uma coisa pequena.

 

É pura questão de habilidade! Imagine um homem querendo trocar uma ferramenta que havia adquirido: - Vim trocar este martelo. Está estragado.

 

Um violinista de renome, anunciou antes de um concerto que tocaria um dos mais caros violinos do mundo. A sua primeira composição foi tocada impecavelmente, e o público estava emocionado com a sua atuação. Depois de receber os aplausos, de repente, o músico quebrou o instrumento, destruindo-o completamente. A audiência estava horrorizada, isto é, até que o violinista explicou que tinha estado a tocar um violino sem grande valor. Depois, agarrando no instrumento valioso, o músico começou a experimentar algumas notas no arco das cordas. O som era impecável, mas a maioria das pessoas não sabiam distinguir qualquer diferença de som entre o violino caro e aquele outro sem valor. A qualidade do instrumento era secundária comparada com a perícia do violinista.

 

Uma série de estudos prova que, normalmente. Cada pessoa tem de 500 a 700 habilidades. O que é preciso fazer é desenvolvê-las.

 

Talvez você esteja diante de uma situação difícil, dizendo: “Eu não posso”. Eu he respondo: Mas Deus pode! “Eu não sei”. Mas Deus sabe. “Eu não sou”. Mas Deus é. “Eu não tenho”. Mas Deus tem. Lembre-se, se fôssemos capazes de tudo, não precisaríamos de Deus. 21/12/06

 

Em 1968 um cientista descobriu um colar de sementes de 600 anos de idade numa sepultura indígena. Plantou uma dessas sementes, que brotou e cresceu. Adormecida por 600 anos, o potencial de vida ainda estava lá. Talvez você tenha sido cristão há anos, e esteve espiritualmente adormecido a maior parte do tempo. Mas agora gostaria de ser produtivo. Tenho boas notícias para você: Não é tarde demais. 15/1/07

 
Uma mulher galesa vivia em um vale afastado no País de Gales. Foi muito difícil para ela conseguir que a energia elétrica fosse instalada em sua casa. A Companhia notou, depois de certo tempo, que ela usava muito pouco da energia agora disponível. Na realidade, o seu consumo era quase nenhum. Eles enviaram um técnico à residência daquela senhora para saber o motivo pelo qual a energia não estava sendo usada. Ao chegar ao local, o homem disse à senhora: "Nós temos checado o seu consumo. A senhora não tem usado a eletricidade?" "Oh, sim" ela respondeu. "Nós ligamos a energia todas as noites para poder encontrar e acender as nossas lamparinas. Depois nós desligamos novamente." Muitos cristãos, que têm Jesus no coração, parecem-se com aquela senhora. Têm todas as bênçãos de Deus disponíveis, todo o poder dos Céus à disposição, vinte e quatro horas da presença do Senhor ao seu lado, e não gozam da vida abundante que o nosso Deus lhes preparou. Têm a Luz do Mundo para lhes iluminar e só mostram o brilho de uma pequena lamparina. 22/3/07
 
"A morte não é nossa perda maior. Nossa perda maior é o que morre dentro de nós enquanto vivemos. Norman Cousins, editor, EUA, 1915- 1990.
 
Charles Dickens, grande escritor do século XIX, não poderia sonhar o sucesso. Nascido num lar muito pobre (seu pai foi devido á dívidas), estudou até a quarta série. Ainda criança, trabalhava num porão e morava numa favela. Os primeiros contos que escreveu foram todos recusados. Tudo se mostrava contrário, mais ele acreditava no seu potencial. Um dia, um de seus contos foi publicado. Não recebeu um tostão. Mas com o incentivo do primeiro sucesso, dedicou-se ainda mais. Saiu-se tão bem que, tornou-se reconhecido e admirado por todos, sendo aclamado como um dos maiores escritores da época. 29.1.2008
 

Diante do Sultão Saladino, no tempo das Cruzadas, estava como prisio­neiro o oficial inglês, Ricardo, Coração de Leão. Segurando a espada do gran­de rei da Inglaterra pelas extremidades, o sultão a arqueou até que, num es­talo, ela se partiu em dois pedaços. Dirigindo-se ao oficial inglês com ironia, disse o poderoso sultão: "E isso ai a espada de Ricardo, Coração de Leão?" E o inglês: "Sim! E essa mesma... Não importa a têmpera do aço quando o pu­nho que a segura é o de Ricardo, Coração de Leão! O que tem importância é o braço de quem empunha a espada!" Quando dispomos nossos talentos a serviço de Deus, não importa quão pequenos ou modestos eles sejam; nas mãos de Deus serão maravilhosos. 14.2.2008

 

Dizia Beethoven que "basta haver dois por cento de talento quando há noventa e oito por cento de consagração". 14.2.2008

 

Moody foi um vendedor de sapatos, em uma pequena cidade, antes de tornar-se um famoso evangelista mundial. Reconhecendo sua falta de instrução formal, ele disse certa vez: "Eu não sou um homem de muitas qualidades, mas todas as que tenho estão à disposição de Cristo." Que áreas de nossa vida estão colocadas diante do Senhor? 24.3.2008

 

Nos dias de John Wesley, por vezes pastores com poucos estudos conduziam os cultos da igreja. Um deles usou Lucas 19:21 como base de pregação: "Tive medo de ti, que és homem austero" Não compreendendo a palavra austero, ele pensou que o texto falava de "alguém que apanhava ostras." Assim explicou como um mergulhador tem de procurar na água escura e fria para apanhar ostras. Nessa busca, ele acaba por cortar as mãos nas extremidades afiadas das conchas. Quando encontra uma ostra, ele sobe à superfície, apertando-a "nas suas mãos magoadas e sangrentas." O pastor acrescentou: "Cristo desceu da glória do céu até à sociedade humana pecadora para apanhar os humanos e os trazer de volta com Ele à glória do céu. As Suas mãos feridas e sangrentas são um sinal do valor que Ele colocou no objeto da Sua busca." Seguidamente, 12 homens receberam Cristo. Mais tarde, nessa noite, alguém veio a Wesley queixar-se de pastores sem escolaridade que eram tão ignorantes que nem sabiam o significado dos textos sobre que pregavam. Wesley, instruído em Oxford, disse simplesmente: "Não importa. O Senhor apanhou uma dúzia de ostras hoje à noite." O nosso melhor pode nem sempre equivaler-se aos padrões dos outros. Deus usa as nossas insuficiências e esforços humildes e usa-os para a Sua glória. - Cindy Hess Kasper - 1.5.2008

 

Os grandes clubes de futebol têm os seus caçadores de talentos, mas Deus também tem um olheiro, o Espírito Santo, sempre de prontidão para descobrir valores para o seu Reino. 6.5.2008

 

ABNB, Revista A Bíblia No Brasil, perguntou em entrevista a John C Maxwll: Qualquer pessoa pode se tornar um líder? John C. Maxwell respondeu: “Sociólogos acreditam que as pessoas mais introvertidas influenciam 10 mil outros indivíduos em um tempo de vida médio. Em outras palavras, todas as pessoas, mesmo as tímidas, influenciam aqueles ao seu redor. Acredito que liderança seja influência”. 7.5.2008

 

Não são os grandes talentos que Deus abençoa, mas a grande semelhança com Cristo. Robert Murray M'Cheyne. 15.5.2008

 

Deus não pergunta se você tem habilidade ou não. Ele deseja saber se está disponível. 27.1.2009

 

"O talento educa-se na calma, o caráter no tumulto da vida." – Goethe 28.1.2009

 

Em conversa com um amigo, o sujeito comenta o talento musical da filha: - Rapaz! Você precisa ver a minha filha... tá estudando violino e até ganhou uma bolsa de estudos na Europa! - Do governo? - Não, dos vizinhos!9.7.2009

 

Nós não sabemos quem nós somos, até que possamos ver o que somos capazes de fazer. Marta Grimes16.10.2009