Ilustrações Ilustrações F

Fonte

 

Faz-me lembrar uma história curiosa de um chefe de uma remota tribo africana que um dia teve oportunidade de visitar a grande cidade de Nova York. Um amigo americano que trabalhou naquela região da África levou o chefe para Ter aquela experiência de cidade grande. Dentre tantas coisas do progresso que encantou aquele chefe tribal, a torneira do hotel, de onde saia água limpa e com força, foi a mais fascinante. E ele falou com seu amigo que queria levar uma torneira quando voltasse. Seu amigo, sem indagar mais sobre seu desejo, comprou-lhe uma linda torneira de metal dourado. Aquele chefe voltou para sua terra e lá, numa humilde parede da sua casa procurou instalar a torneira da melhor maneira que pôde. Mas ficou decepcionado. Ele abria a torneira e não saía água. Foi então chamar seu amigo para reclamar que a torneira não lhe dava água. Foi aí que o amigo entendeu a história e lhe explicou que a torneira deveria estar ligada por um cano a uma fonte de água para que pudesse lhe dar água. O que muitos estão fazendo hoje é exatamente isto. Estão vivendo uma experiência que não está ligada à fonte da espiritualidade. Assim, toda a movimentação está seca e é enganosa. Nos tempos do profeta Jeremias isto se chamava: "cisterna seca", que não retém as águas (Jer. 2.13). - Fonte: memorial.locaweb.com.br

 

Joseph Campbell, uma autoridade sobre mitologia bem conhecida, disse que os seus amigos viviam “vidas desertas”. Ele disse que eles estavam “simplesmente desconcertados; vagueavam no deserto sem qualquer orientação sobre onde existe água – a Fonte que verdece tudo”. Isso também poderia ser dito – e com dor mais pungente – de inúmeras pessoas nos nossos dias. Tentam uma coisa após outra para mitigar a sede das suas almas. Muitas pessoas até têm recorrido a uma espiritualidade vazia, que Campbell tanto fez por popularizar. Mas como o profeta Jeremias disse, elas têm feito para si «cisternas rotas, que não retêm águas» (Jer. 2.13). O que quer que Campbell possa ter crido, “a fonte que tudo verdece” é o Senhor Jesus Cristo, o nosso bendito Salvador. Ele é aquele que dá «água viva», que se torna «uma fonte de água que salta para a vida eterna» (João 4.10,14). Se tens sido sensível ao evangelho e tens recebido pessoalmente o Senhor Jesus Cristo como teu Salvador do pecado, tens essa fonte a brotar dentro da tua alma (João 7.37,38). Agora podes orar pelas pessoas à tua volta que estão “desorientadas”, e oferecer «água viva» aos que têm sede e vagueiam sem Cristo num deserto ressequido. - Fonte: www.gospelcom.net

 

Só Jesus, a Água Viva, pode satisfazer a nossa sede de Deus.

 

As pessoas só dão valor à fonte quando a água seca.