Ilustrações Ilustrações F

Família

 

A mulher comenta com o marido: - "Querido, hoje o relógio caiu da parede da sala e por pouco não bateu na cabeça da minha mãe!" Ao que o marido responde: - "Maldito relógio. Sempre atrasado!"

 

Um homem chegou a outro e disse: - "Minha sogra caiu do céu" - "Porque, ela é um anjo?" - "Não, perdeu a vassoura!"

 

Certos missionários estavam em uma aldeia fora do país, em meio a uma guerra! Eles não sabiam falar a língua deles, apenas faziam gestos com as mãos. De repente uma bomba e atinge uma criança. Os missionários ficaram desesperados e chamaram o médico, pois a criança perdia muito sangue. O médico apavorado não conseguia conter o sangue daquela criança. A essa altura a criança já estava desmaiada de tão fraca que estava. O médico disse aos missionários que precisaria de alguém com o sangue compatível ao da criança para que ela sobrevivesse, então os missionários, que não tinham sangue compatível ao da criança, saíram em busca de alguém, para fazerem transfusão de sangue. Em meio a gestos, mímicas para ver se alguém entendia o que eles queriam falar, mostravam o braço em tentativas vãs, e em meio ao desespero dos missionários, todas aquelas pessoas ficaram em silêncio...Quando menos se espera uma criança levanta a mão. Atônitos os missionários o levaram ao médico e o sangue era compatível, então preparam tudo e aquela criança ficou bem quieta observando o sangue saindo dela, enquanto isso a outra criança que recebia o sangue começava a se mexer! A criança olhava seu sangue, quando começou a chorar. O médico preocupado perguntou o que ele tinha, e ele disse que não tinha nada, então o médico continuou. A criança disfarçando para o médico não ver enxugava as lágrimas de seus olhinhos, quando o médico observou que ele continuava chorando! Então ele preocupado com o que estava acontecendo, chamou a enfermeira que era daquela aldeia, e ela perguntou a ele o que ele tinha, e ele respondeu para ela que estava com medo de morrer porque estava sendo tirado o seu sangue. Ao terminar o médico chamou aquela enfermeira e pediu que ela perguntasse a ele, se ele pensava que ia morrer, porque ele estava deixou tirar o sangue dele? A criança ainda chorando respondeu: - "Porque ele era meu amigo....não queria que ele morresse". Amigo de verdade, dá a sua vida... porque é assim que a palavra de Deus nos fala...

 

O maior espetáculo público visto na cidade, em minha opinião, é aquele de todos os dias às 17 horas. É emocionante observar o movimento do centro da cidade nesta hora. As ruas estão cheias de gente e de carros. Todos se acham trafegando, e apressados. Mas o que torna isto emocionante é saber que todas estas pessoas estão indo à caminho de casa, do lar!

 

O escritor John Howard Payne, já se encontrava fora de casa havia nove anos. Uma tarde, ele Payne estava à janela, contemplava as pessoas que passavam alegres e apressadas, dirigindo-se cada uma para sua casa. De repente, Payne se viu pensativo naquele quarto de pensão em que estava. Se afastou da janela, e envolvido pela recordação de uma certa cidadezinha, ele apanhou o lápis e escreveu: “Ainda que da vida e prazeres de um palácio, possamos partilhar, ainda assim, mesmo que humilde e simples, nada como o nosso lar”.

 

Certo pregador realizava uma série de pregações numa igreja, quando numa das noites de pregação, foi procurado por uma senhora desejosa de saber o motivo porque seus filhos, de 13 e 11 anos de idade, ainda não se haverem convertido. O pregador procurou saber que tipo de cristã era a senhora que lhe falava e, pela conversa, descobriu que se tratava de uma mulher incansável na igreja, muito trabalhadora, ocupando vários cargos de muita importância, porquanto era crente sincera. O pregador, olhando-a, então, disse-lhe: “Minha irmã, seu mau é olhos enxutos”.

 

Com muita felicidade alguém disse: “Nenhum sucesso compensa o fracasso no lar”.

 

Um psicólogo afirmou certa vez que todos nós nascemos emocionalmente no exato instante em que sentimos o amor de nossos pais.

 

Uma criança perguntou ao seu pai: “Papai, por que a gente não se muda lá prá igreja?” “Mas, filho, nós não podemos morar na igreja!” Disse o pai. Porém, a criança insistiu: “Ora, a gente leva o fogão, as mesas, a geladeira, cama, tudo prá igreja!” O pai, impressionado com o interesse, perguntou: “Filho, por que você quer ir morar na igreja?” O garoto de pronto respondeu: “Ah! Papai, sabe o que é? É que lá na igreja o senhor é tão bonzinho... não fica com raiva da mamãe, não briga com a gente...”. Aonde esconder a cara numa hora dessas?

 

Será que em nossas casas a Palavra de Deus está dentro da geladeira? ...é importante que esteja! Não o livro lá dentro. Mas quando não tem cerveja, não tem cachaça, a palavra de Deus está lá? Será que a Palavra de Deus está no guarda-roupas? É importante que esteja! Não a Bíblia pendurada num cabide, mas na falta de trajes indecentes, sensuais... Será que a Palavra de Deus está na coleção de CD’s, na coleção das fitas de vídeo?

 

Dois passarinhos construíram seu ninho numa árvore muito baixa. A mulher, vizinha, ficou preocupada. Tentou enxotar os passarinhos, avisando-os que seu ninho estava muito baixo. Mas os passarinhos iam e regressavam. Outro dia, quando varria o quintal, a mulher percebeu que os dois passarinhos estavam voando aflitos de um lado para o outro. Ela correu para verificar o ninho. Dois ovinhos que lá estavam, haviam sido devorados por uma serpente. Quantos casais estão construindo um lar tão baixo?

 

Um artista que já era autor de muitas telas de grande beleza, pensou um dia que ainda não havia pintado a "sua tela", a tela que seria a suma expressão de sua arte. E como seguia por uma estrada poeirenta a procurar alguma idéia, encontrou-se com um velho ministro religioso que lhe perguntou o que pretendia fazer. "Não sei ainda", respondeu o artista: "Desejo pintar a coisa mais bela. Poderá informar-me qual é?" "É muito simples", respondeu o velho ministro: "Você a encontrará em qualquer igreja ou crença. A coisa mais bela do mundo é a fé". O artista continuou a caminhar. Daí a pouco, encontrou-se com uma jovem noiva e perguntou-lhe qual era a coisa mais bela do mundo. "É o amor", respondeu. "O amor faz da pobreza, riqueza; suaviza as lágrimas e transforma pequenas coisas em portentos. Sem ele não existe beleza." O artista prosseguiu. Como um veterano de guerra passava pelo seu caminho, o pintor aproveitou e fez-lhe a pergunta. E o velho soldado respondeu: "A coisa mais bela do mundo é a paz. E a mais feia é a guerra", acrescentou. Então, pensou o artista: "Fé, amor e paz... como poderei pintá-los?" E balançando a cabeça tornou seu caminho de volta para casa meio que desanimado. Mas ao transpor seu limiar, encontrou a coisa mais bela do mundo: No olhar de seus filhos viu a fé. No sorriso da esposa brilhava o amor. E ali, no seu lar, havia a paz a que se referiu o soldado. Assim, o artista conseguiu pintar a coisa mais bela do mundo. E, ao terminar seu quadro, chamou-o de "Lar".

 

Um matuto vai fazer uma inscrição de trabalho, quando é perguntado: "O senhor é casado?" E o matuto: "Sim, sinhô". "Com prole?" "Não, com a Julieta." "Não, eu perguntei se o senhor tem filhos?" "Ah! tenho sim, são dois proles e uma prolinha!"

 

Cada um de nós crentes, congrega em duas igrejas: uma grande, chamada (nome da igreja); outra menor, chamada: família.

 

Escrevendo sobre a família, Stephen Kanitz disse que "colocar a família em primeiro lugar tem um custo com o qual nem todos podem arcar. Implica menos dinheiro, fama e projeção social" - Veja nº 1.739 de 20/02/2002. (Edvar Gimenes de Oliveira, em O Jornal Batista, pg 7 - 22 a 28/04/2002).

 

Uma certa esposa disse: "Estou farta de tentar criar algo novo no meu marido...! Agora, quero mesmo é um novo marido!!" Palavra de um jornalista: "Família...um mito a ser liquidado". Este jornalista está profundamente enganado. Deus jamais permitirá que a família seja liquidada. (Internet) 

 

Certa pessoa, muito famosa do Brasil, resolveu ter um filho com um homem, engravidou e deu à luz uma criança, sem que fosse casada. Ela recorreu ao que se chama, no jargão modernista, à "produção independente". Apenas escolheu um "reprodutor de raça", como se fosse um animal famoso, juntou-se com ele por alguns meses, resultando, daí, uma criança, ou melhor, "um produto de qualidade". Isto não é constituir uma família.

 

Muita gente tem errado ao pensar que a igreja ou o ministério vem depois de Deus. É como um caso que ouvimos. Uma senhora do interior de São Paulo disse que Deus a chamou para uma missão e desapareceu de casa por mais de um mês. Quando os irmãos da congregação perceberam o que estava acontecendo, tiveram que cuidar dos filhos desta mulher que não tinham o que comer e nem vestir. O marido estava furioso porque roupas chegaram a apodrecer no tanque enquanto a família aguardava ansiosa o término da "missão". Isto é um absurdo! Uma mulher destas nunca leu a Bíblia! Até no caso de diminuir a intensidade do contato físico para se dedicar à oração, o casal deve estar em acordo (I Co.7:5). Mas aquela mulher não consultou seu marido, ela apenas disse: - "Deus me chamou e eu estou indo". E ainda por cima dizia que o marido era "carnal" a ponto de não discernir a voz de Deus... Veja o que as Sagradas Escrituras ensinam acerca do lugar da família na nossa escala de valores: "Mas, se alguém não cuida dos seus, e especialmente dos da sua família, tem negado a fé, e é pior que um incrédulo." I Timóteo 5:8 - Fonte: Luciano P. Subirá.

 

"Podes construir uma grande Igreja, mas, se o teu lar se despedaçar, perderás o teu ministério ... A Igreja depende da tua vida familiar." Foram estas as palavras que Paul Yong Cho, grande evangelista na Coréia do Sul, parece ter ouvido de Deus, quando dedicava todo o seu tempo a Campanhas de Evangelização, descurando sua família, que estava quase a desmoronar-se.

 

Quando um tornado mortífero se abateu sobre Will County, Illinois, um jovem pai estava sentado embalando o seu filho, nascido só 3 semanas antes. Quando os ferozes ventos uivantes finalmente terminaram e a calma voltou, a casa do homem tinha desaparecido - bem como o seu bebê. Mas segundo as notícias, o pai achou a criança num campo próximo da sua casa - vivo e de boa saúde! E assim aconteceu com o resto da sua família. Quando entrevistado por um repórter que lhe perguntou se ele estava aborrecido por ter perdido tudo o que possuía, ele respondeu: "Não, eu apenas agradeço a Deus porque tenho o meu bebê e a minha família. Algumas pessoas nem isso têm. Nada mais é importante." Muitas vezes são necessárias tragédias para nos fazer lembrar o que é realmente importante na vida. Quando as coisas correm bem, podemos facilmente ficar preocupados com o que possuímos. Ficamos amarrados a tantas coisas não essenciais e sem importância. Temos a tendência para ficarmos demasiado interessados por carros, casas, mobília, eletrodomésticos, roupas, e outros incontáveis equipamentos da vida moderna. Mas quando a vida é reduzida ao que é essencial, como aconteceu com o tornado de Illinois, recordamos novamente que a vida por si mesma, é razão suficiente para louvar a Deus. - Fonte: www.gospelcom.net

 

A beleza de uma casa não está na cor das paredes, no arranjo sobre as mesas, na disposição dos móveis. A beleza de uma casa está nas pessoas que moram nela.

 

A família é mais importante do que tudo!

 

Há certo tempo atrás, um homem castigou sua filhinha de 3 anos por desperdiçar um rolo de papel de presente dourado. O dinheiro andava escasso naqueles dias, razão pela qual o homem ficou furioso ao ver a menina envolvendo uma caixinha com aquele papel dourado e colocá-la debaixo da árvore de Natal. Apesar de tudo, na manha seguinte, a menininha levou o presente a seu pai e disse: "Isto é pra você, paizinho!". Ele sentiu-se envergonhado da sua furiosa reação, mas voltou a "explodir" quando viu que a caixa estava vazia. Gritou, dizendo: "Você não sabe que quando se dá um presente a alguém, a gente coloca alguma coisa dentro da caixa?" A pequena menina olhou para cima com lágrima nos olhos e disse: "Oh, Paizinho, não está vazia. Eu soprei beijos dentro da caixa. Todos para você, Papai." O pai quase morreu de vergonha, abraçou a menina e suplicou que ela o perdoasse. Dizem que o homem guardou a caixa dourada ao lado de sua cama por anos e sempre que se sentia triste, chateado, deprimido, ela tomava da caixa um beijo imaginário e recordava o amor que sua filha havia posto ali. De uma forma simples, mas sensível, cada um de nós humanos temos recebido uma caixinha dourada, cheia de amor incondicional e beijos de nossos pais, filhos, irmãos e amigos...... Ninguém poderá ter uma propriedade ou posse mais bonita que esta. 

 

O The New York Times do dia 16/11/2001 trouxe o depoimento acerca dos refugiados da guerra no Afeganistão: "Eu vi uma família no caminho, o marido e a esposa grávida, levando dois filhos pequenos, além de seus pertences. Eles não puderam continuar com as crianças. Então, beijaram seus filhos e os deixaram nas montanhas". 

 

O pastor Gilson Bifano, que dirige um ministério de educação familiar, chamado OIKOS, declarou: "...a violência familiar já atingiu nossas igrejas". (Josino Judson Ribeiro, em O Jornal Batista, pg 3 - 23 a 29/07/2001).

 

Quando Neemias e os seus amigos trabalhavam na reconstrução dos muros de Jerusalém, algumas pessoas começaram trabalhando na frente de suas próprias casas. Esse é um bom lugar para qualquer pessoa começar. Se todos nós seguíssemos esse exemplo...

 

Em uma escola para crianças pequenas, cada um deveria dizer, na véspera do dia dos pais, "O que é um pai e por que gosta dele". A resposta de uma criança: "um papai é um pai e um namorado. O namorado da mamãe. Gosto dele porque ele me abraça e me beija. Minha mãe também gosta do meu pai". (Internet) 

 

Houve um próspero homem que resolveu vender tudo o que tinha, abandonou a família em busca do mais precioso dos diamantes. Procurou tanto...mas em vão! Até que morreu, desiludido! Mas, o homem que comprou a sua propriedade, trabalhando na terra, encontrou, bem atrás da casa, um imenso diamante. Cavando mais, ali estava a mais magnífica mina de diamantes da história. O tesouro procurado pelo primeiro, já pertencia a ele...apenas nunca o conheceu. Você percebe este tesouro quando olha para os seus? (Internet)

 

A família é o maior campo de batalha espiritual. É ali que devemos nos renovar.

 

Todo casamento precisa ser uma casa solidamente edificada sobre a rocha, capaz de permanecer em pé ainda que haja "chuva no telhado, rio nos alicerces, vento nas paredes". (José Lopes da Cunha, em O Jornal Batista, pg 4b - 10 a 16/12/2001).

 

Os planos dos pastores emperram-se nas famílias da igreja.

 

O pastor Nilson Bocard contou de uma tia da esposa. Disse que a mãe desta tia morreu. E sabe como ela morreu? ...morreu na véspera do casamento da filha... morreu porque soube que a filha estava casando grávida. Oh! Como temos reagido hoje ao pecado em nossa casa?

 

Um especialista em crescimento da igreja, declarou isto numa de suas palestras: "Para que a igreja seja uma igreja saudável, ela precisa investir na saúde dos relacionamentos familiares".

 

Pesquisa realizada pelo Instituto Vox Populi em 1995, apontou para o fato de que entre as três pessoas em que o brasileiro mais confia estão seus parentes (55%) e seus amigos (38%). Isso equivale a dizer que parentes e amigos têm grande poder de influência sobre as decisões tomadas pelo brasileiro ao longo de sua vida. - Revista Resistência, Editora Cultura Cristã.

 

Segue abaixo alguns trechos da palestra de Brian Dyson, ex-presidente da Coca-Cola, que aconteceu em conferência de uma universidade americana, onde ele falou sobre a relação entre o trabalho e outros compromissos da vida. "Imaginem a vida como um jogo, no qual vocês fazem malabarismo com cinco bolas que lançam ao ar". Essas bolas são: o trabalho, a família, a saúde, os amigos e o espírito. O trabalho é uma bola de borracha. Se cair, bate no chão e pula para cima. Mas as quatro outras são de vidro. Se caírem no chão, quebrarão e ficarão permanentemente danificadas. Entendam isso e busquem o equilíbrio na vida.

 

Muitas vezes ouvi pais e mães lamentando-se dizendo que "levaram" seus filhos para a igreja a vida toda, e não entendem quais são os motivos deles errarem tanto. Uma vez eu perguntei a um pai e mãe – "levaram", mas apresentaram Jesus para eles? Falaram de salvação para eles? A resposta é um invariável não.

 

Uma coisa é certa: para se saber o que acontece em casa, é preciso estar em casa! Um dos maiores problemas do mundo em que vivemos, é que ele separa as famílias.

 

Numa palestra de Brian Dyson, ex-presidente da Coca-cola, que aconteceu em conferência numa Universidade Americana, onde ele falou sobre a relação entre o trabalho e outros compromissos da vida, ele disse: "Imaginem a vida como um jogo, no qual vocês fazem malabarismo com cinco bolas que lançam ao ar. Essas bolas são: o trabalho, a família, a saúde, os amigos e o espírito. O trabalho é uma bola de borracha. Se cair, bate no chão e pula para cima. Mas as quatro outras são de vidro. Se caírem no chão, quebrarão e ficarão permanentemente danificadas. - Ana Paula Fernandes da Silva.

 

O que mais dói é ver uma família que só é unida no retrato.

 

"Família é fábrica de gente", define Gilda Franco Montoro, uma das escritoras do livro "Um Olhar Sobre a Família".

 

Conta-se que uma bela mansão, em certo lugar, foi inteiramente destruída pelo fogo. Contemplando as ruínas do incêndio que destruiu para sempre coisas tão preciosas e queridas de sua residência, o chefe da família pôde reunir seus amados, sob a proteção de seus braços fortes e amigos, e disse humildemente e grato a Deus: "Nossa família não foi destruída. As memórias daquela casa permaneciam nos corações". Ele transferiu a sua morada para outro lugar e começou tudo de novo. A casa foi destruída, mas o lar, a família, estavam intactos. "Uma casa pode ser destruída pelas chamas vorazes de um incêndio, mas a família, não. É preciso mais do que o fogo para destruir uma verdadeira família".

 

"O maior feito que um pai pode realizar em favor dos filhos é amar a mãe deles." - Josh McDowell

 

"Uma criança provavelmente não encontrará um pai em Deus, a não ser que encontre algo de Deus em seu próprio pai." - Glen Wheeler

 

Constatou o Instituto Barna, numa pesquisa realizada com 614 pastores evangélicos, de várias denominações, nos Estados Unidos - Os pesquisadores perguntaram aos pastores quais seriam suas prioridades para 2005, a partir de uma lista de 12 diferentes ênfases ministeriais ficou mais ou menos assim: discipulado, evangelismo, pregação, visitação, aconselhamento, adoração, ministério com adolescentes, missões, ação social, ministério com crianças, ministério com famílias e oração. Não resta dúvida que cada pastor tem a sua paixão por uma área do ministério.  - Oikos

 

A família foi o principal instrumento de Deus para o crescimento da igreja primitiva (At 16.32; Rm 16.5). Um dos grandes segredos do crescimento vertiginoso da igreja primitiva foi o envolvimento da família. Cada família que se convertia se tornava uma igreja.

 

Lembrei-me de uma frase de Walter Trobisch em seu livro Casei-me Com Você (Loyola) que quando um pastor pratica, em público, de forma natural e sincera, um gesto de carinho para com a esposa, causa mais efeito do que cem palavras sobre casamento! Os casais de nossas igrejas estão observando, queridos colegas pastores, nosso cuidado e a maneira como tratamos a esposa que Deus nos deu. - Gilson Bifano

 

Há mais de um ano, quando de viagem para os EUA, um dos presentes que trouxemos na bagagem foi um ursinho Puff para nossa primogênita, Susanne, hoje com quase 17 anos. Ela gosta muito daquele urso. Quase todos os dias, antes de ela acordar, pego aquele urso e coloco numa situação engraçada. Num dia ponho o urso debruçado na janela. Outro dia, na cadeira de praia, com óculos escuros. Um dia desses coloquei-o com um pote de biscoito aberto (até procurei um pote de mel, mas não tinha). Ao acordar, às vezes, tendo já saído, ela já sabe que o seu ursinho Puff está fazendo alguma coisa. Pode parecer apenas uma brincadeira familiar, mas o que estou estabelecendo com a minha filha é mais uma forma de nos manter conectado um ao outro. Quando ela acorda já sabe que há uma grande possibilidade de procurar o urso e encontrá-lo numa situação nova (um dia desses ela o encontrou sentado no vaso sanitário!). Quando minha filha acorda, mesmo às vezes mal-humorada, e procura pelo ursinho Puff e o encontra numa situação engraçada, ela inconscientemente pensa: "Meu pai se lembrou de mim e gastou alguns segundos procurando me distrair. Não sou hóspede nesta casa. Eu pertenço à uma família!" - Gilson Bifano, 2005.

 

Conta-se que certo pastor foi visitar que estava chegando para sua comunidade. A mãe e as crianças estavam em casa, mas o pai tinha saído. O pastor disse que visitaria mais tarde, mas as crianças disseram: "Espere uns poucos minutos. Papai logo estará em casa". Então as crianças começaram a falar animadamente sobre seu pai e as coisas que ele fazia. Logo o pai chegou. O pastor se surpreendeu. Da conversa das crianças ele esperava encontrar um homem grande, vistoso, bem vestido, quem sabe com um belo terno, gravata e uma pasta de executivo nas mãos. Em vez disso, ele viu um homem médio, de aparência comum, uma pessoa a quem você não olharia duas vezes se encontrasse na rua. Mas uma coisa o pastor percebeu, aquele homem de aparência frágil tinha o respeito de sua família.

 

Quase 50% das famílias, nas grandes metrópoles, são chefiadas por mulheres. Mulheres que representam o papel de pai e mãe. Cuidam dos filhos e os sustentam, algumas vezes com muita dificuldade. - O Jornal Batista, 12.05.02.

 

Intitulada "A Rainha do Lar", as mulheres acabaram por abusar do poder e reinar absolutas, tirando a autoridade e o espaço do marido na administração da casa e criação dos filhos. Este fato precisa ser mudado! O plano de Deus com relação à família não foi assim.

 

Até bem pouco tempo era comum ouvirmos a expressão: "Fulano, é um homem de família". Expressões como essas denotavam que aquela pessoa dedicava tempo e atenção à sua família. Hoje, com o advento do pós-modernismo, estamos vivendo um tempo em que já não ouvimos expressões de reconhecimento de homens que devotam tempo e atenção às suas respectivas esposas e filhos. Hoje os homens querem ser identificados como "homens de negócios", empresários bem-sucedidos ou algo parecido. Deus está procurando, em primeiro lugar, "homens de família". Homens que amem suas esposas. Homens que tenham interesse em melhorar a cada dia o casamento. Homens que se esforcem para desenvolver o romantismo, que procurem compreender os filhos...

 

No culto da vigília de 2001, na Primeira Igreja de Teresópolis-RJ, o diácono Gilberto usou da palavra para agradecer a Deus pelo fato de, após onze anos de trabalho, estar concluindo as obras da sua casa. Algumas semanas depois, ele se aproximou do pastor para marcar a data de um culto de ações de graças pelo término das obras. "Eu fui o engenheiro, o pedreiro, o servente, o carpinteiro, o eletricista, o bombeiro, o pintor. Eu fiz tudo com as minhas mãos nestes onze anos, pastor, mas terminei a minha casa. Fiz minha casa, mas não me descuidei de minha família. Ao mesmo tempo em que eu ia levantando a minha casa, Deus construía a minha família", disse o diácono.

 

O Salmo 127.1 pode ser assim entendido: "Se o Senhor não construir a casa (como traduz André Chouraqui), em vão trabalham os que a edificam". De nada adianta edificar uma casa de tijolos, se o Senhor não construir um lar de pessoas.

 

A vontade de Deus é que seu casamento tenha um clima espiritual, e dentro dos termos de Mateus 18.19,20): "Ainda vos digo mais: Se dois de vós na terra concordarem acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. Pois onde se acham dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles." Um estudioso do Novo Testamento explicou que esse "dois ou três" significa a família (pai, mãe e o filho, ou filhos) reunida em nome de Jesus Cristo. - Pr. Walter Santos Baptista, www.grupos.com.br/grupos/kadoshi

 

Havia uma jovem muito rica que não conseguia conciliar tudo na sua vida, o trabalho e os afazeres lhe ocupavam todo o tempo e a sua vida sempre estava deficitária em alguma área.  Se o trabalho lhe consumia muito tempo, ela tirava dos filhos, se surgiam problemas, ela deixava de lado o marido... E assim, as pessoas que ela amava eram sempre deixadas para depois... Até que um dia, seu pai, um homem muito sábio, lhe deu um presente: UMA FLOR caríssima e raríssima, da qual só havia um exemplar em todo o mundo. E disse à ela: "Filha, esta flor vai te ajudar muito mais do que você imagina! Você terá apenas que regá-la e podá-la de vez em quando, e às vezes conversar um pouquinho com ela, e ela te dará em troca esse perfume maravilhoso e essas lindas flores." A jovem ficou muito emocionada, afinal a flor era de uma beleza rara. Mas o tempo foi passando, os problemas surgiam, o trabalho consumia todo o seu tempo, e a sua vida, que continuava confusa, não lhe permitia cuidar da flor. Ela chegava em casa, olhava a flor e as flores ainda estavam lá, não mostravam sinal de fraqueza ou morte, apenas estavam lá, lindas, perfumadas. Então ela passava direto. Até que um dia, sem mais nem menos, a flor morreu. Ela chegou em casa e levou um susto! Estava completamente morta, sua raízes estavam ressecadas, suas flores caídas e suas folhas amarelas. A jovem chorou muito, e contou a seu pai o que havia acontecido. Seu pai então respondeu: "Eu já imaginava que isso aconteceria, e eu não posso te dar outra flor, porque não existe outra igual a essa, ela era única, assim como seus filhos, seu marido, sua família e seus amigos! Todos são bênçãos que o Senhor te deu, mas você tem que aprender a regá-los, podá-los e dar atenção a eles, pois assim como a flor, os sentimentos também morrem. Você se acostumou a ver a flor sempre lá, sempre florida, sempre perfumada, e se esqueceu de cuidar dela." Cuide das pessoas que você ama! E você? Tem cuidado das bênçãos que Deus tem te dado? Lembre-se sempre da flor, pois como ela são as Bênçãos do Senhor, Ele nos dá, mas nós é que temos que cuidar.

 

Um dos grandes segredos do crescimento vertiginoso da igreja primitiva foi o envolvimento da família. Cada família que se convertia se tornava uma igreja. – Gilson Bifano

 

De vez em quando é bom que você diga ao pessoal de sua casa o que a chave disse para a fechadura: “Vamos dar uma voltinha?”

 

Certa mãe ficou surpresa quando sua filha disse: “Mamãe, gostaria que você tão boazinha para nós quanto é para outras pessoas”. Ela percebeu, então, que tratava sua família de forma diferente de como tratava os outros.

 

Uma pedagoga, declarou no Globo Repórter do dia 22.12.06: “A família é o primeiro ambiente de aprendizagem”. 22/12/06

 

Uma cena que ficou na lembrança dos brasileiros e que foi vista em todo o mundo foi a do capitão da Seleção Brasileira que ganhou o pentacampeonato. O jogador Cafu, subindo no pedestal, no lugar onde estava a taça... Cafu pega a taça junto ao peito e a primeira expressão que sai dos seus lábios é: “Regina, eu te amo!” No dia seguinte, o jornal carioca O Globo trouxe em um espaço esta frase de um dos seus articulistas, diante do gesto do Cafu: “Quem é que pode dizer que a instituição casamento está falida?” Após aquele jogo, ao ser perguntado sobre o que gostaria de fazer agora, Cafu disse que o seu maior desejo era voltar para casa e encontrar a sua família, pois estava morrendo de saudades. O Jornal Batista. 17/1/07

 

Alguns líderes são tão devotados à Igreja que se esquecem da família. R.L. Mayhue publicou nos Estados Unidos, ano 1992, que apontou as dificuldades que produzem problemas nas famílias dos pastores: 81% tempo insuficiente em conjunto; 71% uso do dinheiro; 70% nível de renda; 64% dificuldades de comunicação; 63% expectativas da congregação; 57% expectativas quanto ao lazer; 53% dificuldades na criação dos filhos; 46% problemas sexuais; 41% rancor do pastor com relação à esposa; 35% diferenças quanto à carreira ministerial; 25% diferenças quanto à carreira da esposa. Acredito que esta pesquisa reflita não somente a família do pastor, mas as demais famílias da Igreja.

 
BERLIM, Alemanha, 20 de março de 2007 (LifeSiteNews.com) — Uma importante apresentadora e âncora de noticiário da TV alemã provocou rebuliço em 2006 quando ela confessou que lamentava seus três divórcios, e condenou o aborto, noticiou Die-Tagespost. Eva Herman publicou seu relato de falhas fatais num estilo de vida voltado para sua carreira profissional num livro best-seller intitulado O Princípio de Eva: Rumo a uma Nova Feminilidade, à venda desde o ano passado. Agora ela publicou um segundo livro, contendo cartas de mulheres que a apóiam em sua decisão de rejeitar a propaganda feminista de realização profissional, noticiou a revista de notícias Der Spiegel. Seu segundo livro, intitulado Prezada Eva Herman, capta as reações de mulheres que confessaram que o sucesso profissional não compensou a perda de uma genuína vida familiar. 22/3/07
 
É como ouvi outro dia: “Fora de casa todos são estrangeiros”. 7.1.2008
 
Alguém disse que a coisa mais próxima do inferno na terra é um lar sem Deus, quebrado pelo pecado, em que os pais vivem em discórdia e acabam separando-se e os filhos são abandonados. Por outro lado, a coisa mais próxima do céu na terra é a família cristã. 25.1.2008
 
A Parábola do Rei Salomão: Duas mulheres, acompanhadas de um esbelto rapaz, vão consultar o Rei Salomão. "Salomão!" - diz a primeira: "Este rapaz prometeu casar-se com a minha filha". E a outra: "É mentira! Ele prometeu casar-se foi com a MINHA filha". E ficaram neste bate-boca por alguns minutos, até que Salomão sentenciou: "Tudo bem!" Vou cortar o rapaz em dois e cada uma de suas filhas ficará com uma das metades". "Por mim, tudo bem!" - responde à primeira. "Não, Salomão!" - implora a segunda. "Não faça isso! Deixe a filha desta outra mulher casar-se com ele". E então, Salomão proclama: "Ordeno que o rapaz se case com a filha da primeira mulher". "Mas, Majestade!" - reclama a segunda mulher. "Ela não se importou quando o senhor disse que iria cortá-lo em dois". "Por isso, mesmo! Isto prova que ela deve ser a verdadeira sogra!" 29.1.2008
 
"Homem e mulher de Deus são aqueles que constantemente vivem bem com sua família". 29-01-2008
 
A psicologia afirma que a influência da família é a que mais marca sua vida. Visão Missionária 2T1998. 14.3.2008
 
Conceituado psiquiatra da Escola de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos, afirma que o desenvolvimento emocional da criança depende de um relacionamento aconchegante, contínuo e direito com os pais. No caso de separação dos pais, 90% das crianças sofrem por se sentirem rejeitadas e abandonadas. 17.3.2008
 
Zig Ziglar, em seu livro Namoro no Casamento, relata o seguinte fato: "O antropologista britânico John D. Unwin dirigiu um estudo profundo sobre 80 civilizações que nasceram e morreram durante um período de uns quatro mil anos. Em cada caso, elas iniciavam-se com um ponto de vista conservador, que envolvia fortes valores morais e enfatizavam o valor da família. Depois de um certo tempo, a conduta conservadora tornava­se mais e mais liberal, os valores morais declinavam e a família sofria. Em cada caso, enquanto a família deteriorava-se a própria civilização desintegrava-se, e em todos os 80 casos, a queda da nação foi relacionada com a queda da família. Na maioria dos casos a civilização decaiu dentro de uma geração, com a queda familiar". 25.3.2008
 
No Novo Testamento encontramos, vez após vez, a família como ponto de encontro da Igreja cristã. A expressão "igreja que está em tua casa" (Fp 1.2), demonstra que a família é um dos locais apropriados para a manifestação da presença de Deus. Ainda hoje, Ele espera que, nossas famílias estejam prontas para o adorar e servir. 26-03-2008
 
Até bem pouco tempo era comum ouvirmos expressão: “Fulano, é um homem de família”. Expressões como essas denotavam que aquela pessoa dedicava tempo e atenção à sua família. Hoje, com o advento do pós-modernismo, estamos vivendo um tempo em que já não ouvimos expressões de reconhecimento de homens que devotam tempo e atenção às suas respectivas esposas e filhos. Hoje os homens querem ser identificados como “homens de negócios”, empresários bem sucedidos ou algo parecido. 21-08-2008
 
Em um encontro de ex-alunos, um velho professor falou: "Eu tenho uma boa posição, uma ótima esposa, um lar feliz. De fato, eu tenho tudo o que sempre desejei ter. Só uma coisa me angustia: isso não vai durar para sempre". A aflição pela incerteza e pela dúvida só existe no coração daqueles que não conhecem a Cristo. Quando o Senhor faz parte de nossa vida, temos a plena convicção de que a nossa felicidade não terá fim - permanecerá. 26-08-2008
 
Depoimento de uma mãe: Quando Clara nasceu ela precisou ficar internada pois teve ictericia neonatal, a pediatra disse: -Você deixa ela na UTI e vem amamentar de três em três horas. Aí eu pensei: Deixar ela? Como posso deixa-la se eu acabei de recebe-la? Pedimos transferência para outro hospital onde eu pudesse ficar com ela 24hs. Porém chegou o dia que eu tive de deixa-la para voltar a trabalhar.Deixá-la na escola, deixá-la no ônibus do passeio ao teatro, deixá-la na casa da tia durante as férias|por vários dias sem mim porque mãe "atrapalha". Hoje, ela tem quase oito anos e eu sei que ainda vou ter que deixá-la centenas de vezes, na escola, na discoteca, na faculdade, na igreja, na maternidade. Porque apesar dela ser minha filha ela não me pertence, ela pertence à vida, ao mundo, a Deus.Todos tem sorte de pertencê-la. 16.9.2008
 
De volta para casa, com bebê no colo e cabeça no videogame - O casal Alfie Patten, de 13 anos, e Chantelle Steadman, de 15, já está em casa. Os dois ganharam notoriedade depois do nascimento da filha deles, Maisie Roxanne. O rosto de criança do pai chamou grande atenção da imprensa. Agora, Alfie divide o tempo segurando o bebê e fazendo o que mais gosta: jogar videogame, como mostra a foto (http://oglobo.globo.com/blogs/moreira/post.asp?t=de-volta-para-casa-com-bebe-no-colo-cabeca-no-videogame&cod_post=161620). "Eu sei que sou jovem, mas espero ser um bom pai", disse Alfie ao tablóide "Sun". "Acho que seremos bons pais. Terei que trabalhar mais duro na escola agora", acrescentou o adolescente. O caso despertou grande interesse no Reino Unido. Líderes conservadores mostraram enorme indignação, apontando o "completo colapso de algumas partes da sociedade britânica". Até o premier Gordon Brown resolveu se pronunciar: "Acredito que todos nós desejaríamos evitar gravidez na adolescência". Maisie está vivendo na casa da família Steadman, em Eastbourne. E já está mamando. O Reino Unido tem o mais alto índice de gravidez na adolescência na parte oeste da Europa: 385 meninas com menos de 14 anos se tornaram mães entre 1998 e 2007. Não tenho dados, mas o número britânico, comparado com os do Brasil e de países da África, deve ser irrisório. 20.2.2009
 
Esta é uma história de um homem que contratou um carpinteiro para ajudar a arrumar algumas coisas na sua fazenda. O primeiro dia do carpinteiro foi bem difícil. O pneu do seu carro furou e ele deixou de ganhar uma hora de trabalho. A sua serra elétrica quebrou, ele cortou o dedo, e finalmente, no final do dia, o seu carro não funcionou. O homem que contratou o carpinteiro ofereceu uma carona para Casa e, durante o caminho, o carpinteiro não falou nada. Quando chegaram a sua Casa, o carpinteiro convidou o homem para entrar e conhecer a sua família. Quando os dois homens estavam se encaminhando para a porta da frente, o carpinteiro parou junto a uma pequena árvore e gentilmente tocou as pontas dos galhos com as duas mãos. Depois de abrir a porta da sua Casa, o carpinteiro transformou-se. Os traços tensos do seu rosto transformaram-se em um Grande sorriso, e ele abraçou os seus filhos e beijou a sua esposa. Um pouco mais tarde, o carpinteiro acompanhou a sua visita até o carro. Assim que eles passaram pela árvore, o homem perguntou por que ele havia tocado na planta antes de entrar em Casa. "Ah", respondeu o carpinteiro, "esta é a minha planta dos problemas. "Eu sei que não posso evitar ter problemas no meu trabalho, mas estes problemas não devem chegar até os meus filhos e minha esposa. Então, toda noite, eu deixo os meus problemas nesta árvore quando chego em Casa, e os pego no dia seguinte." "E você quer saber de uma coisa? Toda manhã, quando eu volto para buscar os meus problemas, eles não são nem metade do que eu me lembro de ter deixado na noite anterior...". 15.4.2009
 
Querido, onde está aquele livro: “Como viver 100 anos?“ - Joguei fora! - Jogou fora? Por quê? - É que a sua mãe vem nos visitar amanhã e eu não quero que ela leia essas coisas. 28.4.2009
 
"Tão importante quanto possam ser suas obrigações como médico, advogado ou líder de negócios, seu relacionamento humano com seu cônjuge, seus filhos e seus amigos são os investimentos mais importantes que você fará. No fim de sua vida, você não lamentará por não ter feito um exame clínico, nem por não ter obtido sucesso em uma causa jurídica, e nem por não ter conseguido fechar certo negócio, mas lamentará não ter passado mais tempo com seu cônjuge, seus filhos e seus amigos." (Barbara Bush) 5.5.2009
 
Cantamos "Quero te ver, quero te ver Senhor", e Jesus diz: "Você quer me ver? Como, se você ainda não viu a sua esposa, o seu marido, os seus filhos!"16.6.2009
 
Se toda mãe procedesse como a Sra. Obama, exigindo de seus filhos que continuem arrumando suas camas, apesar de toda a mordomia que os cercam, nossa juventude de hoje seria bem diferente! A nova primeira-dama dos EUA tem dado um banho de estilo em suas opções de vida e nas declarações públicas. Avessa a dogmas, consumismos e marcas, três fatores que determinam a escala de poder em qualquer lugar do mundo, Michelle vem provando que é muito mais do que apenas a eminência parda do marido presidente. Formou-se em advocacia, em Harvard, onde Obama também se formou e tem a mesma facilidade de oratória do marido. Durante a campanha, ela foi uma peça fundamental quando subia no palanque e compartilhava suas preocupações com os eleitores, explicando como pretendia ajudar Obama nas questões sociais. Deixou de exercer a profissão para se engajar na campanha do marido, mas nem por isso descuidou da educação das filhas, Sasha e Malia. O casal coloca a união familiar como alicerce de seu sucesso. A propósito, a pragmática Michelle surpreendeu uma das mais experientes apresentadoras da TV Americana, Barbara Walters, quando contou que determinou que as meninas continuem arrumando suas camas ao acordarem, como faziam anteriormente. Recomendou às arrumadeiras da Casa Branca que deixem essa tarefa para as meninas. E explicou a elas: "vocês não vão morar a vida toda na residência oficial do governo". Simples, sincera e verdadeira, Michelle aborda a questão do preconceito racial com a maior naturalidade. Disse que já sentiu o problema na pele nos tempos de faculdade, quando foi discriminada pela mãe de sua companheira de dormitório que mudou a filha de quarto ao saber que ela o estava dividindo com uma negra. Realista, Michelle contou à entrevistadora que, apesar de magoada, entendeu a situação, mas, a partir daí, entregou-se de corpo e alma aos movimentos contra qualquer tipo de discriminação. Outra decisão de Michelle que demonstra o seu modo de ser foi a escolha do estilista que desenharia os vestidos para a cerimônia de posse e para os bailes de gala. As colunas sociais especulavam e arriscavam nomes famosos da moda internacional. Qualquer um deles daria a vida para vestir a primeira-dama dos EUA numa ocasião como essa.  Todo mundo quebrou a cara. Michelle escolheu um jovem imigrante de origem chinesa, estabelecido em Chicago, onde ela sempre comprou seus vestidos. Ela não o abandonou e fez questão de prestigiá-lo usando modelos exclusivos desenhados por ele. É ou não é uma pessoa de personalidade? Outra decisão inédita. Michelle anunciou que vai criar um trabalho social onde vai pessoalmente dar apoio às famílias dos militares que morreram no Iraque e no Afeganistão e também dos que continuam lutando nos campos de batalha. Ela afirmou que "quando os soldados vão para a guerra, levam suas famílias junto. Se morrem, um pedaço delas vai também". Nesse momento de crise quando o mundo inteiro está mudando hábitos de consumo, gastando menos, reaproveitando mais vestimentas, utensílios e até mesmo a própria comida, melhor primeira-dama que esta impossível. Segundo a tradição, as mulheres de presidentes devem acompanhar seus maridos. Mas não basta comparecer a eventos oficiais e posar para fotos, como a maioria. No caso de Obama, um homem que virou um ícone mundial por tudo que os países e as pessoas esperam dele e pelo que ele representa em termos de carisma e ideais de liberdade, Michelle não poderia ser diferente! http://pedacinhodoceu-rebeca.blogspot.com17.6.2009
 
"Haga, o horrível" é uma tira cômica publicada em vários jornais do mundo. Ele é um viquingue devidamente caracterizado. Na cabeça usa um elmo com chifres. É gordo e sempre está partindo para batalhas. Ausente como pai e marido, bebedor de cerveja, com um escudeiro que por vezes parece uma toupeira de tão burro e em outras um gênio pelas tiradas. A esposa é Helga, mostrada como matriarca. Tem uma filha bonita e loira e um filho tímido que gosta de ler poesia, sendo o oposto do pai. Presentemente, leio-a no "Jornal de Brasília". A tira de 7 de agosto foi genial. Apenas dois quadros. No primeiro ele pergunta: "Sabem o que reallmente define quem é o chefe da família?". No segundo, Helga e os dois filhos estão abraçados a ele, enquanto um KA-BOOM em letras garrafais mostra um trovão. E ele diz: "É aquele no qual todos se agarram na hora da tempestaade". Dick Browne, o autor das tiras, foi felicíssimo. O papel de um homem, como chefe de família, é prover segurança para todos. Isaltino   G. Coelho Filho.1.10.2009
 
Em família constituída de pessoas que estão num segundo, terceiro casamento, é comum ouvir frases como: "o filho da minha esposa" ou "marido da minha mãe".1.10.2009
 
Pode ser um bom cristão aquele que gasta sua religião lá fora e não reserva nada para seus relacionamentos mais íntimos no lar? (William Gurnall) 28.10.2009