Ilustrações  Ilustrações C

Concurso

 

Uma fila quilométrica chamou a atenção de quem passasse pelo Campus da Universidade de São Paulo, em abril de 2002. Debaixo de sol, cerca de 50 mil pessoas aguardavam para se inscrever num concurso da Polícia Civil. Muitos ali na fila, nem sequer sabiam que a função Auxiliar de Papiloscopista significava (a propósito: o papiloscopista é o funcionário que recolhe impressões digitais). Mas 50 mil pessoas estavam na fila, todas interessadas nas 193 vagas e no salário de R$ 530 reais. (Revista Tudo, 12 de abril de 2002).

 

O Brasil não ganhou todas, mas foi o único país a participar de todas as 16 Copas disputadas até hoje.

 

Tem pastor preocupado em promover a comunhão na igreja, que prepara uma grande gincana durante o trimestre para motivar a participação. Utiliza-se a competição para promover comunhão. Pode? Isto é contraditório! (O Jornal Batista, pg. 6 - 15 a 21/04/2002).

 

"Competir no lazer, no trabalho, na vida a dois, é ótimo... para quem quer ficar esgotado e perder o melhor". George Ivanovitch Gurdjieff, escritor, RUS, 1866- 1949.

 

Quanto mais aumentava a maldade, a competitividade, o egoísmo, menos o homem vivia. Antes do dilúvio, vivia-se de 700 a 1000 anos; depois do dilúvio, de 200 a 600 anos (Gn 11.10-26); depois de Abraão, 100 a 200 anos; e mais tarde de 70 a 80 anos (Sl 90.10).

 

Há alguns anos, nas olimpíadas especiais de Seattle, nove participantes, todos com deficiência mental ou física, alinharam-se para a largada da corrida dos 100 metros rasos. Ao sinal, todos partiram, não exatamente em disparada, mas com vontade de dar o melhor de si, terminar a corrida e ganhar. Todos, com exceção de um garoto, que tropeçou no asfalto, caiu rolando e começou a chorar. Os outros oito ouviram o choro. Diminuíram o passo e olharam para trás. Então eles viraram e voltaram. Todos eles. Uma das meninas, com síndrome de Down, ajoelhou-se, deu um beijo no garoto e disse: "Pronto, agora vai sarar". E todos os nove competidores deram os braços e andaram juntos até a linha de chegada. O estádio inteiro levantou e os aplausos duraram muitos minutos. E as pessoas que estavam ali, naquele dia, continuam repetindo essa história até hoje. Talvez os atletas fossem deficientes mentais... Mas, com certeza, não eram deficientes da sensibilidade... Por que?  Porque, lá no fundo, todos nós sabemos que o que importa nesta vida é mais do que ganhar sozinho. O que importa nesta vida é ajudar os outros a vencer, mesmo que isso signifique diminuir o passo e mudar de curso... 14/12/06

 

La película Carrozas de Fuego, muestra una escena en la que la estrella británica en carreras de pista Gerald Abrahams acaba de perder una carrera de los 100 metros llanos. Descorazonado por la derrota está sentado en las gradas, abrazado por su esposa. Está con la mirada fija en la pista en la cual minutos antes había perdido la carrera por tan solo unas milésimas de segundo. Gerald se sienten destruido por la derrota, y al fin dice: "si no puedo ganar no voy a correr". Luego de unos instantes su esposa le dice, bueno, "Si no corres más, nunca vas a ganar"!. Esas palabras dieron vuelta en su mente por algún tiempo.  Finalmente, volvió a correr y ganó la medalla de oro! 18/12/06
 
"Pare com isso, filhinha", disse a mãe ao perceber que sua filha fazia caretas para o bulldog do vizinho. E a menina respondeu, "Mas foi ele que começou." Em parte ela estava certa, o bulldog tem naturalmente uma cara antipática e malvada, mas ela não ganhou nada tentando competir com ele. Assim é a pessoa que tenta pagar de igual modo tudo o que recebe. Na verdade, o esforço é inútil e ela é que sofre mais. 29.1.2008
 
Quem disse que o importante é competir, ou que ganhar ou perder não importa, provavelmente perdeu. 17.3.2008
 
Existe ainda mais uma pessoa que é seduzida pelo inimigo a acreditar nessa mentira da satisfação do ego. Essa pessoa não é nem mesmo um viciado sexual, pode ter um relacionamento aparentemente maravilhoso com Deus e não perceber que está passando por esse problema. Refiro-me à moça comum que se tornou "viciada" na armadilha de ser notada pelos homens. As mulheres hoje estão sob uma pressão tremenda de nossa sociedade (por meio da mídia e dos anunciantes) para parecerem sedutoras, sensuais e atraentes para os homens. Elas competem entre si para parecer que estão na moda e atrair os olhares dos homens. O que é especialmente uma vergonha é que essa competitividade corre desenfreada dentro da igreja. Às vezes, é chocante ver o que as mulheres cristãs vestem. Infelizmente, elas permitiram que o mundo prejudicasse ou até mesmo subs­tituísse a própria moralidade por causa do desejo enorme de ganhar a atenção dos homens. O sexo ilícito e a atenção do sexo oposto nunca atenderam e nunca atenderão às necessidades primárias das pessoas. Steve Gallagher, em No Altar da Idolatria Sexual, 3.4.2008
 
Era uma vez uma corrida de sapinhos. Eles tinham que subir uma grande torre e, atrás havia uma multidão, muita gente que vibrava com eles. Começou a competição. A multidão dizia: Não vão conseguir, não vão conseguir! Os sapinhos iam desistindo um a um, menos um deles que continuava subindo. E a multidão continuava a aclamar: Vocês não vão conseguir, vocês não vão conseguir E os sapinhos iam desistindo, menos um, que subia tranqüilo, sem esforços. Ao final da competição, todos os sapinhos desistiram, menos aquele. Todos queriam saber o que aconteceu, e quando foram perguntar ao sapinho como ele conseguiu chegar até o fim,  descobriram que ele era SURDO. Quando a gente quer fazer alguma coisa que precise de coragem não deve escutar as pessoas que falam que você não vai conseguir. Seja surdo aos apelos negativos. 26.8.2008
 
Um pastor amigo meu contou-me a respeito de um letreiro que havia visto, em frente a uma igreja do bairro. Em vez de simplesmente anunciar os horários das reuniões daquela congregação, ele também anunciava os horários de suas outras igrejas que tinham cultos em horários diferentes, na mesma pequena cidade. Curiosamente, meu amigo não achou aquilo impraticável ou insensato. Ao contrário, ele imaginou o bem que isto traria: uma igreja colocar tamanho desprendimento em tudo quanto fizeste! Se é uma boa idéia fazer propaganda dos cultos de adoração de outras igrejas, ou não, é questão de opinião. Mas uma coisa é certa – o Espírito de Cristo não compactua com atitudes de inveja e competição. A generosidade e a boa vontade de Paulo demonstrou, mesmo aos líderes de igrejas auto-suficientes, são as marcas do autêntico espírito cristão (Filipenses 1:14-18). Essa atitude, semelhante à de Cristo, alinha-se com a ausência de competição espiritual que Tiago prega na sua epístola (Tiago 3:14-17). 12.12.2008
 
Conta-se a história de um estudante ambicioso em um colégio altamente competitivo. Um pouco antes do último ano, ele encontrou um místico oriental que lhe disse: "Você não vê que está poluindo sua alma com o seu modo de vida? A sua idéia de felicidade é trabalhar 24 horas, e estudar para tirar uma nota maior que a do seu colega. Não é assim que se deve viver. Venha juntar-se a nós em um lugar especial onde todos compartilhamos e amamos uns aos outros." Achando que aquela era uma ótima idéia, ele telefonou para seus pais e disse que estava abandonando a escola para viver em uma comunidade. Seis meses depois, eles receberam uma carta dele: "Queridos papai e mamãe, sei que vocês ficaram aborrecidos com minha decisão. Mas quero dizer-lhes que ela mudou a minha vida. Pela primeira vez, tenho paz. Aqui não há competição, ninguém tenta passar a frente de ninguém. Este modo de vida está tão em harmonia com meu eu interior, que em apenas seis meses tornei-me o discípulo número dois de toda a comunidade. E creio que até junho serei o número um." Quando a competitividade leva à excelência, ela é algo bom, mas não quando leva à disputa! Certo dia, os discípulos de Cristo começaram a discutir sobre quem seria o maior no Seu Reino. Jesus ouviu, depois pegou uma toalha e uma bacia de água e começou a lavar os pés deles. Quando Ele terminou, eles estavam sem fala, com os corações expostos, e com as atitudes corrigidas.  "Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois Ele... a Si mesmo Se esvaziou (Fp 2:5-7). Não dispute, sirva! 13.1.2009
 

Método do tijolo para contratação de funcionários: O método consiste em colocar todos os candidatos num galpão e disponibilizar 200 tijolos para cada um. Não dê orientação alguma sobre o que fazer. Em seguida, tranque-os lá e, após seis horas, volte e verifique o que fizeram. Segue a análise dos resultados:

1 - Os que contaram os tijolos, contrate como contadores.

2 - Os que contaram e em seguida recontaram os tijolos, são auditores.

3 - Os que espalharam os tijolos e os classificaram pela forma e propriedades físicas são engenheiros.

4 - Os que tiverem arrumado os tijolos de maneira muito estranha, difícil de entender, coloque-os no Planejamento, Projeto e Implantação e Controle de Produção.

5 - Os que estiverem jogando tijolos uns nos outros, coloque-os em Operações.

6 - Os que estiverem dormindo, coloque-os na Segurança.

7 - Aqueles que picaram os tijolos em pedacinhos e estiverem tentando montá-los novamente, devem ir direto à Tecnologia da Informação.

8 - Os que estiverem sentados sem fazer nada ou batendo papo-furado, são dos Recursos Humanos.

9 - Os que disserem que fizeram de tudo para diminuir o estoque mas a concorrência está desleal e será preciso pensar em maiores facilidades, são vendedores natos.

10 - Os que já tiverem saído, são gerentes.

11 - Os que estiverem olhando pela janela com o olhar perdido no infinito, são os responsáveis pelo Planejamento Estratégico.

12 - Os que estiverem conversando entre si com as mãos no bolso demonstrando que nem sequer tocaram nos tijolos e jamais fariam isso, cumprimente- os com muito respeito e coloque-os na Diretoria.

13 - Os que levantaram um muro e se esconderam atrás são do Departamento de Marketing.

14 - Os que afirmarem não estar vendo tijolo algum na sala, são do Departamento Jurídico.

15 - Os que reclamarem que os tijolos 'estão uma merda, sem identificação, sem padronização e com medidas erradas', coloque na Qualidade.

16 - Os que estiverem chamando os demais de 'companheiros' , elimine imediatamente antes que criem um sindicato. 26.1.2009

 

Um dia desses ouvi a respeito de um processo de recrutamento de uma famosa instituição financeira e fiquei encabulado com os métodos utilizados! Na primeira avaliação dos currículos, vinte pessoas foram selecionadas! Outras avaliações se seguiram e houve uma entrevista com todos candidatos restantes ao mesmo tempo. Agora era o comportamento de cada candidato que estava sendo avaliado! A cada etapa eram anunciados, os candidatos desclassificados, fiquei por imaginar a tensão que este grupo viveu. Por fim, apenas duas jovens foram selecionadas. Apenas as “melhores” tiveram uma oportunidade naquela instituição! Você consegue imaginar o drama que essas pessoas viveram? O que me impressiona nisso tudo é que cada vez mais somos bombardeados por essa idéia de que devemos ter um “currículo” impecável se desejamos ser bem sucedidos. Pressões assim têm levado o homem a serias frustrações. Será que na vida com Deus algo semelhante acontece? E se houvesse uma avaliação de seleção para uma vida com Deus? Você passaria?1.7.2009
 
OITO CONSELHOS DO REI DOS CONCURSOS - Autor de 27 livros sobre como passar em concursos, o juiz fluminense William Douglas diz como o candidato deve se preparar. Primeiro: Concurso não se faz para passar, mas até passar. A maioria dos aprovados tentou em média doze vezes antes. Por isso, não desista. E outra dica dada por ele é: Não é preciso ser um gênio para ser aprovado. Nem sempre quem tira o primeiro lugar é aquele mais inteligente ou quem freqüentou as melhores escolas. O vencedor é quem não perdeu o foco. Veja 20 de junho, 2007.6.10.2009
 
Certo dia, um pai deu ao filho dinheiro para pagar as contas de LUZ e ÁGUA. Era o último dia para o pagamento, antes do corte. O filho na rua viu um outdoor: "COMPRE 1 BILHETE E CONCORRA A 2 PICK UPs!" O garoto pensou: "Eu poderia ganhar os 2 carros e deixar meu pai com dinheiro sobrando". Então com o dinheiro das contas comprou vários bilhetes. No outro dia o pai preocupado pergunta ao filho pelas contas pagas. O garoto conta que havia comprado os bilhetes e que daqui a 2 dias o pai iria ganhar 2 caminhonetes. O pai ficou uma fera porque aquele era o último dinheiro que tinha para pagar as contas e como se não bastasse a bronca, deu uma bela surra em seu filho. Passados 2 dias, chegou o dia do sorteio e então ao acordar, a família teve uma surpresa, estavam estacionados em frente à casa: 2 CAMINHONETES NOVINHAS! Todos ficaram emocionados e começaram a chorar! SNIF! SNIF! Uma caminhonete era da AMPLA e outra da CEDAE. Cortaram a luz e a água... 28.10.2009