VOCÊ NÃO VAI AFUNDAR

Mateus 14.22-32

 

“E logo ordenou Jesus que os seus discípulos entrassem no barco, e fossem adiante para o outro lado, enquanto despedia a multidão. 23 E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar, à parte. E, chegada [já] a tarde, estava ali só.

24 E o barco estava já no meio do mar, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário; 25 Mas, à quarta vigília da noite, dirigiu-se Jesus para eles, andando por cima do mar. 26 E os discípulos, vendo-o andando sobre o mar, assustaram-se, dizendo: É [um] fantasma. E gritaram com medo. 27 Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou eu, não temais.

28 E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas. 29 E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus. 30 Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me! 31 E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: [Homem] de pouca fé, por que duvidaste?

32 E, quando subiram para o barco, acalmou o vento. 33 Então aproximaram-se os que estavam no barco, e adoraram-no, dizendo: És verdadeiramente o Filho de Deus”.

 

Eu creio que esta Palavra vai abençoar a sua vida hoje. Você acredita, diga “amém”!

O texto é tão rico de detalhes, e tem uma parte que impressiona. É a parte que diz, v.30: “e, começando a afundar”. Começando; começou, mas não terminou, porque antes de chegar no fundo, teve uma mão poderosa pra segurar.

Diga pra alguém do seu lado: “Tem uma mão que não vai deixar você afundar”. Deus não vai deixar você ir pro fundo. Amém? Aplauda ao Senhor.

 

Afundar não é uma expressão que se usa pra falar de coisa boa. Eu nunca encontrei alguém que dissesse: “Olha, eu tô vivendo o melhor momento da minha vida! Eu tô afundando!”

É o contrário! Quando as coisas não estão boas, é que as pessoas falam: “Ah! Eu tô afundando, tô no fundo do poço”.

Porque afundar traz a ideia de tragédia. A gente vê no noticiário: O time de fulano afundou pra zona do rebaixamento. Só não vale dizer o nome do time, tá certo?

O navio de imigrantes afundou no mar. E lembra do filme Titanic? Caso verídico. Aquele navio afundou às duas horas da madrugada de um domingo, 14 de Abril de 1912. Mais de 1.500 pessoas morreram. Foi uma tragédia.

Então, afundar, traz a ideia de coisa ruim, prejuízos, morte, tragédia. Só de ver uma imagem dessa aí, dá agonia, dá aflição.

Esse texto bíblico fala dos discípulos de Jesus, que na época era um grupo de doze e a maioria deles era pescador por profissão.

Pedro, por exemplo, foi criado no mar da Galiléia. Pedro tinha o seu próprio barco, era pescador profissional. Com certeza, Pedro sabia nadar e era experiente.

Mas, quando ele viveu essa situação que o texto conta, de começar a afundar, hummm – até Pedro, experiente como era, na hora que começou a afundar, gritou de medo.

Você pode estar se perguntando: “Tudo bem, mas o que isso tem a ver comigo?”

A mensagem hoje é a seguinte: tem pessoas que estão afundando. Tem gente que tá afundando no casamento. Tem gente que, a família, é que está afundando, a vida financeira (a pessoa fala: “tô por aqui óh!, só com o nariz pro lado de fora”). No resto, tá afundado em dívidas.

Tem gente que tá afundando na vida emocional, tomada de tristeza, depressão...  Tem gente que está afundando na vida espiritual, não tá congregando mais, tá perdendo a fé, tá parando de crer!

Mas, eu trago uma Palavra de Deus pra você hoje e é uma palavra profética, é o anúncio de uma verdade que você deve receber. A Palavra é: “Você não vai afundar”.

O diabo pode estar falando: “você vai afundar”. Mas, da parte de Deus, eu te trago esta palavra: “Você não vai afundar”. Por que? Porque tem uma mão poderosa vindo ao seu encontro! Aleluia!

 

Então, quem não vai afundar? Lendo o v.22, vemos que Jesus, enquanto despedia a multidão, mandou que os discípulos “entrassem no barco e fossem adiante dele para o outro lado”. É como se Jesus tivesse tido: “Eu vou ficar aqui despedindo o povo e vocês entram no barco, vão pro outro lado, que Eu encontro vocês lá”.

Aí, lemos no v.24, que quando os discípulos já estavam no barco, numa considerável distância da terra, o barco começou a ser açoitado pelas ondas do mar, porque uma tempestade veio sobre eles.

E aí, vem a questão: Quem não vai afundar? Quem é que não vai afundar? Quem segue a direção que Jesus dá!

 

Olha o v.22: Os discípulos sofreram uma tempestade em alto mar, mas eles estavam seguindo a direção que Jesus tinha dado: “entra no barco e passa pro lado de lá”.

Eles não entraram por conta própria. Eles não foram na frente por que quiseram ir. Eles foram porque estavam debaixo de uma direção dada por Jesus: “entrem no barco e passem pro outro lado, que Eu vou encontrar vocês lá”.

Ora, Jesus disse isso! Então, esse barco jamais iria afundar. Eles estavam aonde estavam, mas era debaixo de uma orientação de Jesus.

 

Então, escuta isso: Sabe quem é que não vai afundar? É quem está seguindo a direção dada por Jesus!

Irmão, se você está obedecendo a direção que Deus deu, pode se levantar o mar, pode se levantar o vento, pode se levantar a tempestade, você não vai afundar! Ninguém vai pro fundo do poço, se estiver seguindo a direção de Deus.

Agora, perceba que Deus não leva a gente só pra lugares tranquilos.

Jesus insistiu que eles entrassem no barco. Mas, Jesus avisou que eles iriam enfrentar tempestade? Não avisou. Nem sempre Jesus vai te avisar da tempestade.

Em parte, porque nem precisa. E, segundo, se Jesus avisar, você vai fazer corpo mole. Se Jesus tivesse falado pra eles que viria uma tempestade, eles teriam argumentado: “Não, Senhor, a gente Te espera por aqui mesmo; ninguém tá com pressa, nós temos paciência. Pode cumprimentar o povo, que a gente espera”. Mas, Jesus mandou e eles foram, e foram obedientemente.

E aí, no meio do mar, quando veio a tempestade, eu também penso que nenhum deles falou: “Mas, Jesus heim! Nos colocou numa enrascada”. Porque eles eram pescadores profissionais, sabiam do que estavam sujeitos.

 

A gente também precisa saber: Deus nos guia não é só por caminhos tranquilos, não!

O Salmo 23, fala que Deus “Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas”. Sim, de vez em quando Deus nos leva pra lugares tranquilos.

E muitos de vocês poderão estar dizendo: “Verdade, eu tô vivendo isso na minha vida; águas tranquilas. Não tem ninguém doente lá em casa, meu salário tá sobrando no final do mês – dá dia 20, 25, eu vou lá nos meus guardados e tem sempre umas 200 notas de R$ 100,00 dobradinhas que ficam sobrando! O carro ali fora, tá pago. A casa tá quitada!” Águas tranquilas.

Deus nos leva à águas tranquilas e pastos verdejantes, sim. Mas, sabe, o mesmo Salmo 23, que no v.2 fala sobre águas tranquilas e verdes pastos, fala no v.4, do “vale da sombra da morte”.

Isso ensina que o mesmo Deus que está presente na hora das águas tranquilas e verdes pastos, é o Deus que está presente quando você passar pelo momento difícil.

E se Deus permite uma tempestade, é porque Ele vai garantir a sua vitória e você não vai afundar! Irmão, glorifica a Deus!  

O diabo pode estar dizendo que você vai afundar, que você vai ficar no meio do mar, mas Deus está dizendo que você vai chegar do outro lado. Aleluia!

Quem é que não vai afundar? É quem obedece a direção de Jesus. Se você está sendo obediente a Jesus, você não vai afundar.

 

Outra dica sobre quem não vai afundar: no v.24 está escrito que o barco já estava no meio do mar, açoitado pelas ondas, porque o vento era contrário. Levantou uma tempestade.

Quem estava no barco, em sua maioria, era pescador. Eram homens que conheciam o mar da Galiléia como a palma da mão. Eles sabiam que as tempestades poderiam acontecer a qualquer hora!

O mar da Galiléia, na verdade é um lago. Olha o mapa: tem nome de mar porque é grande, são 19 quilômetros de comprimento e 13 quilômetros de largura. Quando você for lá em Israel, na minha frente, você vai ver. Eu estou profetizando: você vai lá!

Então, por causa de ser tão grande, ele é chamado de mar. E naquela localidade, as tempestades são frequentes.

Por que? Sendo um lago, ele está abaixo do nível do mar e esse da Galiléia, está a 213 metros abaixo do nível do mar. Isso faz com que suas águas sejam até morninhas.

Agora, ele está cercado por montanhas muito altas. Por exemplo, o monte Hermom, que passa coberto de neve quase o ano todo.  

E o que acontece? A corrente de ar frio se choca com a de ar quente, que sobe e provoca tempestades. Tempestades, portanto, são comuns naquele mar e os pescadores sabiam disso.

 

E aí, vem a segunda lição: Quem é que não vai afundar? Quem sabe que tempestades na vida acontecem.

Tem gente que quando entra numa dificuldade, fica surpreso: “Meu Deus! Por que isso está acontecendo comigo?” Aí, eu imagino Deus falando: “Ué, não sabia, não! Isso pode acontecer!”

Mas, tem gente que fica surpreso com as tempestades, acha que vai ser o fim do mundo: “Senhor, eu perdi meu emprego! Meu Deus, eu fiquei doente! Meu Pai, eu bati o carro... meu Deus, Fulano me traiu, me decepcionou!” ...irmão, todos estamos sujeitos à tempestades.

Sabe quem é que não afunda? Quem enfrenta os problemas da vida, sabendo que eles podem acontecer.

Portanto, você não pode se abater com a tempestade que chega, porque ela chega!

Enquanto você tiver nesse mundo, você vai ter que enfrentar problemas: pneu de carro fura, o corpo fica doente...

O famoso evangelista Billy Graham, declarou no finalzinho da vida dele (faleceu aos 99 anos de idade), mas perto dos 90 anos, com três enfermidades incuráveis: doença de Parkinson, câncer de próstata, hidrocefalia, três enfermidades, ele declarou: “Temo a morte? Não. Estou ansioso para ver Deus cara a cara”.

Estamos num corpo que fica doente. É só quando estivermos com Deus “cara a cara”, como disse Billy Graham, aí sim, o corpo que iremos receber nunca vai pegar gripe, nunca vai ter câncer, trombose, osteoporose e outras ose. Por que? Porque para a eternidade, o corpo vai ser glorificado.

Agora, enquanto isso, no mundo, todo mundo tá passando por problema.

 

E sabe qual é a melhor forma da gente enfrentar um problema? É saber que tem pessoas passando por problemas piores do que o nosso. Seu problema pode ser dos mais difíceis, mas dá uma olhadinha...

O dia que você estiver triste com a vida que tem, faz uma visita no hospital Avaí de Itaperuna, dá uma voltinha no INCA.

O dia que você estiver deprê, vai lá e você vai ver. Sua vida tá difícil? Mas, você tá comendo cinco vezes por dia, dorme bem, chegou aqui andando com as próprias pernas.

Então, sabe quem é que não vai afundar? Aquele que sabe que tempestades na vida acontecem.

 

Terceiro, quem é que não vai afundar? Quem, não desiste no meio.

Aqui está uma figura que gosto muito: mostra que desistir é voltar e isso significa colocar todo esforço a perder, depois de estar quase lá!

A Bíblia diz no v.24, que o barco estava no meio do mar quando veio a tempestade sobre eles. No meio!

Preste atenção ao detalhe: a tempestade se levantou, mas eles já estavam no meio! Irmão, a tempestade levantou, mas você já chegou no meio, e pra quem chegou no meio, significa que falta só outro tanto pra chegar aonde quer chegar!

 

Deus está dizendo pra alguns hoje: “Eu te ajudei a chegar aonde você está e não é pra você voltar”.

Casou? Permanece casado. “Ah! Pastor, mas meu casamento tá uma tempestade daquelas!” OK! Você chegou até aí! O mais difícil você já conseguiu, que era casar. Deus foi bom com você! Não desista no meio.

“Eu sou concursado, mas tá uma tempestade no trabalho. Tem uma tempestade na minha vida financeira!” Ok! Mas, você tá sobrevivendo! Chegou até onde chegou, porque Deus tem um plano pra sua vida. Continue!

Então, quem é que não vai afundar? Quem não desiste no meio. É a dica também do v.25, onde está escrito “na quarta vigília da noite”.

Os judeus dividiam a noite em vigílias, não tinha esse negócio de hora, minuto, segundo. Era vigília. A primeira, de 6 às 9 da noite. A segunda, de 9 à meia-noite. Terceira vigília, de meia-noite às 3 da madrugada. E quarta vigília, das 3 até às 6.

Jesus chegou na quarta vigília, devia ser umas 4 da madrugada. E que hora Jesus mandou os discípulos entrarem no mar? Dia claro ainda!

Isso significa que eles estavam naquele sufoco, naquela tempestade, no “vamo morrer, vamo morrer”, já fazia horas! E Jesus não chegou na primeira vigília, chegou na última.

Você já teve a impressão que Jesus só chega na última hora? Parece que Jesus deixa a gente esgotar todos os recursos primeiro, e na hora que falamos “não aguento mais, o barco vai afundar”, Jesus chega. Portanto, não desista, porque na hora certa, Jesus chega!

 

Agora, como é que Jesus chegou até os discípulos? Andando sobre as águas. Sabe quem é que não vai afundar? Quem crê no sobrenatural de Deus.

Diz o v.25 que Jesus foi ao encontro dos discípulos, andando por cima do mar.

Quero dizer pra você: o que Deus vai fazer na sua vida, não é comum, não é natural, não é coisica de nada, ao contrário, vai ser milagre, vai ser sobrenatural. Você crê?

Você acha que Ele vai chegar de um jeito, Ele chega de outro; você pensa que Ele vai fazer de um jeito, Ele faz de outro. Por que? Porque o nosso Deus é Deus do sobrenatural: Ele fecha boca de leões, Ele transforma água em vinho, Ele manda Lázaro morto, ressuscitar!

Como é que Jesus foi até onde os discípulos estavam? Andando por cima das águas.

O nosso Deus faz isso: anda onde ninguém anda, faz o que ninguém faz e pode o que ninguém pode! Aleluia!

Então, quero dizer pra você que está no meio de uma tempestade: vai ter uma ação sobrenatural de Deus nesse momento da sua vida! Você não vai afundar! Creia no agir sobrenatural de Deus!

 

Outra coisa: quem não vai afundar? Quem acredita que Deus transforma tempestade em bonança.

Irmão, tava tudo programado pra ser uma tragédia. Imagina no outro dia, o noticiário de Jerusalém, o Galiléia News: “Barco com doze discípulos afunda e morre todo mundo”. Mas, isso não aconteceu, porque Jesus transformou a tempestade em bonança.

Foi como aconteceu noutra ocasião, (Mt 8.26): Jesus estava no barco, mas estava dormindo, quando veio uma tempestade e os discípulos se encheram de medo. Foram chamados de homens quador, “homens de pouca fé”; mas tudo bem, Jesus acalmou o vento e tudo se fez bonança.

Quero liberar essa palabra pra alguém: Aquilo que você conta como tragédia, Deus vai transformar em vitória na sua vida. Diga glória a Deus!

O casamento tá pra acabar, Deus vai transformar numa relação duradoura e feliz. A saúde tá por um fio, Deus vai transformar num novo vigor e força. A porta fechou, Deus vai abrir uma nova pra você! Deus vai transformar tempestade em bonança.

 

Quem não vai afundar? Quem sabe ler as entrelinhas da vida.

Explico: entrelinha é o que fica entre duas linhas. Tem a linha debaixo, dizendo: “isso é o seu fim, acabou pra você, ponto final”. Na linha de cima está escrito: “Deus é fiel, Ele criou e controla tudo”. Então, no meio, nas entrelinhas, você deve ler: “parece que é o fim, mas não é; só parece!”

Quando o barco dos discípulos estava sendo açoitado pelas ondas, parecia que todo mundo ia morrer.

Quando Pedro, que se atreveu em dizer (v.28): “Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas”, e Jesus permitiu e Pedro foi, mas quando sentiu medo e começou a afundar, parecia que Pedro ia para o fundo.

Mas só parecia, porque nas entrelinhas, Pedro, leu assim: “Jesus é o Senhor, Jesus pode tudo, Ele anda até sobre as águas”. E ele então clamou: “Senhor, salva-me!” e imediatamente, Jesus estendeu a mão e segurou Pedro.

Irmão, leia nas entrelinhas. Há situações na vida que parecem ser o seu fim, mas só parece, porque Quem tem a palavra final é Deus e quando Deus estende a mão, tudo se resolve.

 

Conclusão

Vamos terminar: Sabe quem é que não vai afundar? A Bíblia diz no v.32, que Jesus entrou no barco (e Pedro agora estava com Ele), então, se fez grande bonança, porque o vento acalmou.

Quando é que a tempestade acalmou? Não foi quando Pedro tava indo sobre as águas, não foi quando Jesus andava sobre as águas... a tempestade acalmou quando Jesus entrou no barco.

Você quer que essa tempestade sobre sua vida se acalme? Receba Jesus no seu barco. Convida Ele pra entrar. Quantos podem aplaudir ao Senhor?

 

Ministração

Fique em pé no seu lugar. Fecha os seus olhos em oração.

Nesta noite, levante a sua mão e declara pra Jesus: “Senhor, acalma esse vento na minha família, na minha vida, no meu coração”.

Quando Jesus entrou no barco, o vento se acalmou. Esse vento vai se acalmar pra você também. Nenhum vento sopra pra sempre. Tá chegando o tempo de bonança na sua vida. Tá chegando. Tá chegando!

Quem é que não vai afundar? É aquele que, durante a tempestade, recebe Jesus dentro do seu barco. Alguém aqui está precisando disso.

 

Pr Walter Pacheco da Silveira

by Cristian Oliveira