A RESTAURAÇÃO DA FÉ

Jeremias 31.25

 

Amados, estas imagens de restauro de um automóvel antigo, tem tudo a ver com a restauração também das nossas vidas.

E sabe, é trabalhoso restaurar. Normalmente o carro que chega na oficina de restauração é de muito valor para alguém. Ele pode estar quebrado, amassado, arrebentado, desbotado e até nem andar mais, porque ficou sem as rodas ou teve o motor retirado.

 

Mas, é levado para a restauração porque tem valor, e o valor principal não é financeiro, não é de dinheiro, mas de sentimento, de paixão, porque é alvo de apego, de muito amor envolvido.

 

E o restaurador, por sua vez, é um profissional que ama o serviço que faz, é quase um artista, porque faz um trabalho manual. Geralmente, não existem peças para reposição, então ele cria, ele fabrica aquela peça idêntica ao original!

 

Eu quero dizer esta noite que o nosso Deus é como o restaurador de carros. Deus ama cada trabalho que chega às Suas mãos. E Ele te trouxe nesta noite aqui, porque quer restaurar áreas da sua vida que, porventura, estejam precisando de restauro.

E uma área importante da nossa vida que Deus quer restaurar é a da fé.

 

E sabe, nesta questão, o mundo não está com falta de fé. Aliás, na história da humanidade, nunca tivemos tanta expressão de fé como nos últimos tempos. Fé hoje em dia, vende música, vende livros, vende ingressos pra shows, enche templos...

 

Então, não falta fé. O mundo tem fé, tem fé na fé, fé na vida, fé no homem, fé no time, fé no governo. Mas, existe uma fé verdadeira que Deus quer colocar no devido lugar.

 

Então, vamos à oficina e tratar desse assunto. Vamos pensar na nossa fé e não importa o tamanho dela.

Alguns se preocupam muito com o tamanho da fé e oram: “Deus, aumenta a minha fé”. Mas, Jesus disse que a fé pode ser pequena, pode ser do tamanho do grão de mostarda, mas tem que ser colocada na Pessoa certa.

 

Jesus disse que se a sua fé for pequena, do tamanho do grão de mostarda, quando ela é colocada na Pessoa certa, tudo vai se resolver. Mas, se você tiver uma fé grande colocada na pessoa errada, tudo vai se perder.

 

Aquele pai da foto que correu o mundo essa semana, encontrado morto abraçado a filha também morta no leito de um rio, na tentativa de atravessar a fronteira do México com os Estados Unidos, teve muita fé. Mas, estava depositada na Pessoa certa?

 

Uma pessoa que se veste com um cinturão de bombas e se detona no meio de uma multidão, tem uma grande fé ao ponto de morrer por essa fé, mas será que essa grande fé está depositada no lugar certo? No Deus certo? Essa que é a questão.

 

Sua fé pode ser grande, mas pode estar colocada em lugar errado, em pessoa errada. A sua fé pode ser pequena, mas colocada no lugar certo, na Pessoa certa, fará toda a diferença.

 

Então, bem-vindo à oficina de restauração do Senhor. Há uma promessa em Jr 31.25, que não é um homem que falou, não é uma religião que falou, mas é o Deus vivo e todo poderoso que falou. Vamos ler juntos: “restaurarei o exausto” (NVI). Deus diz isso.

Muitas vezes as circunstâncias pelas quais passamos na vida, vão tirando o nosso brilho.

 

Somos parecidos com o automóvel que ao rodar pelas ruas, pelas avenidas, pelas estradas, vai se desgastando, vai se arranhando; alguns vão batendo, vão perdendo a cor, perdendo o brilho e com isso, podem até ficar parados, encostados num canto.

 

Esses carros da imagem são antigos, mas foram restaurados. Porém, quantos desses carros do mesmo modelo foram produzidos e ficaram pelo caminho, amassados, abandonados embaixo de pé de manga ou numa garagem?

 

Ouça: Deus te fez único. Você não foi produzido em série. Só existe um você e Deus quer você restaurado.

 

Deus não quer você escondendo seus talentos. Deus não quer você depressivo. Deus não quer você encostado num canto ou escondido.

Ao longo da história da fé cristã, já são 21 séculos de cristianismo, muitas pessoas ficaram pelo caminho.

 

Nos dias de hoje, mesmo aqui em nossa cidade, quantas pessoas desanimadas na fé, frias, feridas, magoadas, injustiçadas... pessoas preciosas que ficaram paradas como se fossem carro velho.

 

Aqueles carros são antigos, mas estão em pleno funcionamento, porque a questão não é ser antigo ou ser novo. O que você não pode ser é uma pessoa envelhecida por dentro, que abandonou sonhos, que não tem mais projeto de nada, não tem mais visão.

 

Deixa eu te lembrar que a Bíblia diz que os idosos darão frutos, os idosos terão sonhos e visões. Então, não seja como carro no ferro-velho. Você pode ser antigo, mas ainda vai dar muito couro. Amém?

 

Sabe por quê? Porque é no final da pista que o jato decola. Você pode ter cabelos brancos ou perdido os seus ao longo da jornada, mas não importa, você pode ter paixão, paixão pra recomeçar, paixão pra prosseguir.

 

Então, faça uma análise na sua vida: se você está se esgotando, se enferrujando, se você tá ficando meio parado, irmão, é hora de buscar a oficina de restauração do Senhor!

E pra começar, vamos pensar na restauração da fé. Leia comigo Rm 1.17: “[...] O justo viverá pela fé”.

 

Esse foi o grande texto que serviu de base para a restauração da fé cristã. A fé em Jesus Cristo, Filho de Deus, ganhou expressão com os primeiros discípulos lá em Jerusalém, depois a fé teve uma expressão romana, depois bizantina, e aí, no século 16, ela já estava enferrujada, porque se passou a negociar a fé.

 

Havia as indulgências e tudo tinha que ser pago para ser usufruido: o batismo, o casamento, o perdão de pecados. Quem era rico pagava, mas a população medieval pobre, nada podia.

 

Foi aí que Deus levantou Martinho Lutero, o grande reformador e restaurador da fé cristã bíblica. Lutero, leu este verso da Bíblia e teve os seus olhos abertos e o coração tocado pela verdade. E a partir disso, ele se tornou responsável pela grande reforma e restauração na igreja. O justo viverá pela fé. Amém?

 

Coloque a mão na altura do seu coração e diga: “o justo viverá pela fé”. Agora vamos personalizar, diga: “eu viverei pela fé”.

 

É isso, irmão, irmã e querido convidado: é possível. Pessoas crentes em Deus não vivem baseadas no que sentem ou no que vêem ou no que têm.

Não, não é pelo que você tem na conta bancária, não é pelo que você tem no diagnóstico da sua saúde – o crente não vive pelo que tem, não vive pelo que sente ou pelo que vê – o justo viverá pela fé, diz a Palavra.

 

Essa área da vida, portanto, é muito importante. Então vamos pensar sobre isso, lendo Rm 5.1-2: “Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo, por meio de quem obtivemos acesso pela fé a esta graça na qual agora estamos firmes; e nos gloriamos na esperança da glória de Deus” (NVI).

 

Observe que o texto bíblico diz que a nossa fé deve estar depositada em uma pessoa, em Jesus Cristo. Então, não é fé na fé, não é fé nas coisas, não é fé nos outros, é fé em Deus através de Jesus.

Porque é por meio de Jesus, o texto diz, que temos paz com Deus e acesso a esta graça na qual estamos firmes.

 

Então, ao iniciar esta série de mensagem sobre restauração, temos essa questão tão importante da nossa vida que é a fé.

 

E eu faço duas perguntas pra você: onde está a sua fé e como ela está? Porque essas duas questões são vitais. Onde está e como está?

 

Um antigo hino diz assim: “Em nada ponho a minha fé senão na graça de Jesus”, porque se você pegar a fé que Deus te deu e colocá-la no lugar errado, tudo estará comprometido. Então, onde está a sua fé e como ela está?

 

Existem duas coisas que são parecidas mas não são: religião e evangelho. A religião é sobre homens e sobre sistemas. O evangelho é sobre Deus, é sobre Jesus, é sobre a pessoa.

O evangelho é do céu para a terra, religião é da terra para o céu. O que vem do céu para a terra não tem defeito, não tem erro – eu posso crer na Palavra de Deus porque ela é do céu para a terra, é do divino para o humano.

 

Mas religião é diferente. A palavra religião vem do latim religare, que significa uma tentativa dos homens em se conectar com Deus. Portanto, religião é uma coisa que sai da terra para o céu, pode estar certa, mas pode estar muito errada e aí tudo se compromete. Dizer que toda religião é boa e que leva a Deus, não é verdade.

 

Nessa palavra de Paulo aos Romanos, aprendemos algo extraordinário: que a fé verdadeira em Deus, ela produz paz, firmeza, glória e esperança.

O verso diz que com a fé colocada em Deus, nós temos paz, firmeza, glória e esperança. É tudo o que queremos, não é não? A sua fé certa na pessoa certa, vai gerar o que? Paz, firmeza, glória e esperança. Mas somente se você tiver a fé no lugar certo e na pessoa certa.

 

Ninguém deveria colocar fé na religião, por melhor que ela seja, porque religião é tentativa humana de encontrar Deus. E Jesus não veio criar religião. Jesus veio para nos colocar de volta num relacionamento com Deus.

 

Então, cuidado com aonde você coloca a sua fé. No mundo todo há pessoas colocando fé na religião e se apegando à religião ao ponto de falar: “Meus avós foram dessa religião, meus pais foram e por isso eu também sou”.

Mas, Jesus não está chamando você pra uma religião de costumes, de hábitos. Jesus te convida, é pra um relacionamento pessoal com Ele. Jesus não quer você aos Domingos e em dias especiais do ano, porque religiosos fazem assim: Domingo estão no prédio da igreja buscando a Deus, depois voltam em datas especiais: Natal, Ano Novo, Páscoa... e nos intervalos, não estão nem aí para Deus.

 

Jesus não veio estabelecer religião. Jesus quer trabalhar com você, estar em casa com você, sair com você. Jesus quer viver com você. É relacionamento.

 

Tem um vídeo no YouTube que faz uma representação bem legal dessa verdade. Vamos assistir (https://www.youtube.com/watch?v=iGosJl-jOfU).

Você percebe? A nossa fé precisa estar focada em Jesus. Mas, infelizmente, muitas pessoas boas e sinceras, estão colocando a sua fé em lugar errado.

 

Há cinco lugares que você deve fugir de colocar a sua fé. 

O primeiro lugar é em si mesmo.

Pv 28.26 diz: “Quem confia em si mesmo é insensato” (NVI), é um louco, é sem juízo. Então, não pegue algo tão importante que Deus te deu, que é a fé, e coloque em si mesmo. Você não deve ter fé no seu próprio braço, fé na sua mente, fé no seu próprio coração, nas suas próprias habilidades, fé na sua profissão, fé no seu dinheiro... não coloque a sua fé em si mesmo, porque quem confia em si mesmo, a Bíblia diz, é um insensato é um tolo, porque está colocando a fé em lugar errado.

 

Também não coloque a sua fé em ídolos. 

O apóstolo Paulo escreveu aos cristãos (1Co 10.14): “meus amados irmãos, fujam da idolatria” (NVI).

Idolatria não tem a ver só com se prostrar diante de um ídolo de madeira, bronze, barro ou porcelana.

 

Existem outros ídolos. O dinheiro na mão pode ser um ídolo. Um relacionamento pode ser um ídolo. Tem gente que é doente por outra pessoa. Você não pode ser doente por alguém. Você pode e deve amar o seu namorado, sua namorada, um filho ou uma filha, mas você não pode ser doente por uma pessoa, porque amor doentio não é de Deus. Isso é idolatria.

 

Tem pessoas que fazem da sua profissão o seu ídolo, a sua adoração. Ter uma profissão é bênção, mas você não pode idolatrar, endeusar o seu negócio, a sua profissão.

 

Tem uma coisa que o governo criou que é um programa chamado “Minha casa Minha Vida”. O programa é maravilhoso, mas pensa num nome ruim. Ter a casa própria é bênção de Deus e que você tenha a sua e quitada, em nome de Jesus!

Mas, não considere a sua casa, sua vida, porque se for assim, no dia que você não tiver sua casa, então acabou a sua vida?

 

Portanto, nada de ter um carro e dizer “meu carro, minha vida”; “meu marido, minha vida”, “minha profissão, minha vida”. Porque essas coisas acabam, e a sua vida e a sua auto-estima vão acabar junto?

 

Irmão, o que dá sentido à vida não é casa, não é carro, não é profissão, é Deus. Não coloque a sua fé no lugar onde a traça e a ferrugem podem consumir.

 

Outro lugar pra fugir de colocar a fé: em magia, em coisas mágicas, místicas e esotéricas.

Olha o que a Bíblia diz em Gl 5.20-21, Todos vocês, leiam comigo: “...idolatria e feitiçaria ...os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus” (NVI).

 

Estamos vivendo um tempo em que pregar sobre determinados assuntos, pode incriminar o pregador ou penalizar a igreja com multas severas. Hoje em dia se fala muito em intolerância religiosa.

 

Mas, não sou eu quem está dizendo. Está escrito na Bíblia que não vai herdar o reino dos céus quem pratica idolatria e feitiçaria.

 

Se alguém está envolvido com isso, pára em nome de Jesus. Não pegue do seu dinheiro pra comprar objetos místicos e mágicos. Não aceite desses presentes, porque não é de Deus: horóscopo, leitura de mão, simpatias, amuletos, benzimentos, cristais, pirâmides, figuinha ... Não coloque a sua fé em nada disso!

 

Outro lugar para fugir de colocar a fé: em religião.

Falamos no começo que religiões são tentativas humanas para alcançar a Deus. É coisa da terra para o céu, então, muito cuidado porque sistemas religiosos podem estar muito errados.

 

A Bíblia até diz em Tg 1.27: “Para Deus, o Pai, a religião pura e verdadeira é esta: ajudar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e não se manchar com as coisas más deste mundo” (NTLH).

 

No primeiro século, os órfãos e as viúvas morriam de fome, mendigavam ou eram vendidos como escravos, a menos que alguém da família cuidasse deles.

Deus fala que a verdadeira religião consiste em você ser movido em compaixão e graça para com as pessoas e consiste em você não se deixar corromper com o sistema desse mundo, que para a pessoa ter dinheiro, poder e prazer, vale tudo e tudo é permitido: matar, roubar, sonegar, defraudar, estrupar, adulterar...

 

Não é assim, não! Religião onde pode tudo, não é de Deus.

 

Por último, fuja de colocar a fé no mundo.

O mundo consiste num sistema de valores que é baseado no dinheiro, no poder e no prazer. O mundo gira em torno disso.

 

Muito cuidado se você está com a fé no mundo, fé pra conseguir dinheiro, poder e prazer conforme os valores do mundo, porque a Bíblia diz (1Jo 5.19): “...o mundo todo está sob o poder do Maligno” (NVI). Também está escrito (2Jo 1.7): “Muitos enganadores têm se espalhado pelo mundo” (NTLH).

 

Sabe aquela história do “O que é que tem? Todo mundo faz. Não tem problema, não!” Cuidado com os enganadores.

 

Na carta de Tiago 4.4, está escrito: “Será que vocês não sabem que ser amigo do mundo é ser inimigo de Deus? Quem quiser ser amigo do mundo se torna inimigo de Deus” (NTLH). Fuja de colocar a sua fé no sistema desse mundo.

Agora, na primeira carta de João 5.4, está escrito: “O que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé. Quem é que vence o mundo? Somente aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus” (NVI).

 

Isso significa que quando o mundo falar o tamanho do seu problema, mostra para as trevas o tamanho do seu Deus, o tamanho da sua luz e prossiga!

 

Conclusão

Então, você viu cinco lugares onde você não pode colocar sua fé e se você colocou em algum desses lugares, e veio aqui hoje nesta celebração, nessa oficina de restauração, vamos buscar a restauração da nossa fé agora.

 

Pr Walter Pacheco da Silveira, 30.06.2019