ATITUDES QUE ATRAEM O FAVOR DE DEUS

Gênesis 6.8

 

“Noé, porém, achou graça aos olhos do SENHOR” (ACF).

 

Existe uma historinha sobre este verso. Um menino participava da escola bíblica no domingo que a lição foi sobre Noé. Ele ficou tão impressionado com a história que chegou a casa com uma notícia: “Noé riu de Deus”! Os pais que confiavam muito na escola bíblica, logo quiseram saber: “Ei, onde você aprendeu isso na Bíblia?” E o menino respondeu: “Tá aqui, oh! Gn 6.8: “Noé achou graça diante de Deus”.

É bom, então, explicar o significado da palavra graça aqui; não é “achar graça” no sentido de gracejo, de rir por ser engraçado.

A palavra “graça” também significa favor, um benefício que se recebe. É isso! Noé contou com um favor de Deus sobre a vida dele.

Noé, você sabe, Deus mandou que ele construísse uma arca e entrasse nela com a família e um casal de cada espécie de animais, porque Deus iria destruir a humanidade com um dilúvio.

Porque nos dias de Noé, as pessoas só pensavam em fazer o mal. Então, Deus ficou indignado e decidiu destruir a humanidade.

“Porém”, e essa é a palavra mais linda do versículo: “Noé, porém, achou graça aos olhos do SENHOR”. Isso significa que, enquanto todo mundo recebeu a indignação de Deus, Noé, porém, recebeu um tratamento diferenciado.

 

Portanto, houve em Noé atitudes que agradaram a Deus. Na versão da BV está escrito: “Noé dava alegria ao Senhor”. Por isso, foi favorecido por Deus de uma maneira extraordinária.

É sobre isto que quero falar: atitudes que atraem o favor de Deus.

Que atitudes são essas? Certamente, existem muitas; vou mostrar algumas, as básicas, que atraem o favor de Deus de modo especial sobre a nossa vida.

Talvez, alguém diga: “Hei! Deus olha todo mundo de maneira igual”

Sim, a Bíblia diz que “Deus não faz acepção de pessoas!” Mas, interpreta direito. Uma regra para a correta interpretação da Bíblia é ler o texto no seu contexto.

O contexto (Rm 2.11), fala em julgamento. Para julgar, Deus não faz acepção de pessoas, Ele julga com igualdade de justiça. Para salvar, Deus salva qualquer pessoa.

Agora, quando você olha a Bíblia, você vê que existe o princípio da honra, uma lei espiritual, Deus diz: “Honrarei aqueles que me honram” (1Sm 2.30 – NVI). Pessoas que honram a Deus, serão honradas.

Portanto, é diferente. Há pessoas que não recebem nada especial de Deus, porque O desprezam. Outras recebem, mas recebem pouco, porque pouco honram a Deus. E tem aquelas que recebem mais, porque honram mais.

Você trata as pessoas que te honram do mesmo modo que aquelas que te desdenham? Claro que não! A pessoa que é leal à você, que te honra, tem um tratamento diferenciado.

Com Deus é a mesma coisa. Deus salva qualquer pessoa, Deus ama todo mundo. Mas, a maneira dEle tratar é diferente.

Por exemplo, é só de Moisés que está escrito que Deus falava face a face. Só de Abraão Deus disse: “meu amigo”. Só de Davi é que Deus disse: "homem segundo o meu coração".  

Então, que atitudes podemos ter para atrair a bênção de Deus sobre a nossa vida?

 

A primeira atitude vemos na vida de Noé, porque o texto diz: “Noé era homem justo, íntegro entre o povo da sua época; ele andava com Deus” (Gn 6.9 – NVI).

Aqui está a primeira atitude que chama o favor de Deus para a nossa vida:

1- ANDE EM OBEDIÊNCIA.

Diz o verso que Noé andava com Deus e ninguém anda com Deus sem ter obediência. Está escrito no v.22: “Noé fez tudo exatamente como Deus lhe tinha ordenado”.

Se tem uma coisa que Deus não aceita é a desobediência.

Quando Lúcifer se rebelou contra a vontade de Deus, ele foi lançado para fora do céu. No dia quando Adão e Eva pecaram, eles foram separados de Deus, porque ninguém pode andar com Deus se não for obediente à Ele.  

Até Jesus é submisso à vontade do Pai. Está escrito que Jesus falou: “...desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas para fazer a vontade daquele que me enviou” (Jo – 6.38).

E o resultado da obediência podemos ver na vida de Jesus.

Fp 2.8 diz que Jesus foi obediente até à morte e morte de cruz. E olha o resultado (v.9): “Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome”. A obediência de Jesus resultou em honra pra Ele. Ele foi exaltado por Deus!

É isso que o Senhor quer fazer à sua vida. Se você obedecer a Deus nesta terra, Ele vai te exaltar, Ele vai te honrar.

 

A segunda atitude que atrai o favor de Deus é:

2- PRATIQUE A JUSTIÇA.

Olha esse texto (Ez 14.13-14). Deus está falando que se tivesse de castigar uma nação inteira, e se Noé, Daniel e Jó, morassem nela, somente eles três escapariam. Ninguém mais escaparia, nem os filhos nem as filhas. Somente Noé, Daniel e Jó, pela sua justiça.

De Noé lemos que “era o único homem reto, de todos os que viviam naquele tempo”. Que coisa!

De Daniel, lemos (Dn 6.4): “...era honesto e direito”.

A Operação Lava-Jato se fosse investigar Daniel, não iria pegá-lo em falta alguma, em trambique algum, porque Daniel era um homem justo, limpo.

E tem o Jó. Deus mesmo falou pra Satanás que acusava Jó: “Reparou? Não há ninguém na terra como ele, irrepreensível, íntegro, homem que teme a Deus e evita o mal” (Jó 1.8).

Se você quer atrair o favor de Deus para a sua vida, tenha uma vida reta, uma vida limpa.

Em algumas lojas tem essas plaquinhas: “Não fazemos fiado”. Eu acho que já vi uma plaquinha dessa numa cantina de igreja, onde vender fiado era pra ser a coisa mais segura do planeta! Não é não? Vender pra crentes, pra homens e mulheres que são servos de Deus! Só que não.

Prá vergonha do evangelho, tem crentes caloteiros, que são tipo os fariseus do passado, que Jesus chamou de hipócritas.

Hipócrita é um termo grego que deu origem à palavra artista, aquele que representa, que se passa por uma coisa que não é. Jesus repreendeu os fariseus duramente.

Por que, como é que pode, crente dando calote no outro? Imprevistos acontecem. A gente pode ficar em dificuldade para saldar um compromisso. Mas é um acidente. Não é costume.

O pobrema é a pessoa comprar uma coisa já sabendo que não vai pagar. Ela pede o serviço, leva a mercadoria, fala que vai pagar já sabendo que não vai. Que caráter é esse? Deus não honra pessoas assim.

 

Uma terceira atitude que atrai o favor de Deus sobre a sua vida:

3- PRATIQUE O HÁBITO DA ORAÇÃO.

Ter o hábito da oração não é levantar da cama de manhã e dizer: “Obrigado, Deus, por este dia” e na hora do almoço, se limitar a dizer: “Obrigado, Senhor por esse alimento, amém” e na hora de dormir, falar: “Te agradeço por esse dia, Senhor. Amém”.

O hábito da oração que atrai o favor de Deus, não é essa coisa mecânica. Mas é como fazia Daniel, que costumava orar de joelhos três vezes por dia (Dn 6.10).

E, preste atenção, Daniel era governavador de 40 cidades. Ele não tinha celular, internet, avião, carro veloz... as cidades ficavam 200 ou 300 quilômetros distantes uma da outra.

Portanto, Daniel era ocupadíssimo, mas a Bíblia diz que ele costumava tirar tempo pra orar três vezes por dia.

Isso significa que a ocupação não atrapalhava Daniel de orar. Nem a posição mudou o jeito de Daniel se relacionar com Deus. Porque tem crente que muda, que diz: “Ah! É tanta coisa pra fazer, o negócio tá crescendo, o dinheiro tá entrando...”.

Quando a coisa tava difícil, dava pra orar; agora tá melhorando, não tem tempo mais pra orar, pra vir pr’o culto, pra ler a Biblia. Tem lógica isso? Não tem. O correto é: quanto mais Deus te abençoar, mais perto você ficar dEle.

No capítulo 10, lemos que Deus envia um anjo com a resposta pra Daniel e o anjo fala (v.12): “Daniel... desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração [...] são ouvidas as tuas palavras” (ACF).

O anjo faz um comentário. Ele diz que Daniel aplicou o coração, quer dizer, todo o ser (pensamento, vontade e sentimento), Daniel colocava todo o seu ser na oração que fazia.

Se fosse hoje, ele desligaria o celular pra ficar focado na oração. Aquele negócio de orar e quando o WhatsApp dá sinal de mensagem nova, aí, você tá orando e...: “Hummm! Um momentinho, Senhor”. Com Daniel isso não aconteceria.

E uma coisa interessante que o anjo fala: “são ouvidas as tuas palavras”.

Oração não é gritar. Oração não é aquela coisa mental da pessoa ficar... oração tem palavras. O anjo diz: “suas palavras foram ouvidas, eu vim por causa das suas palavras”.

Alguns oram: “Senhor, tu sabes o que eu preciso”. É claro que Deus sabe, mas Ele quer te ouvir.

Fp 4.6 diz: “Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração... apresentem seus pedidos a Deus” (NVI). Deus sabe, mas quer que você fale. Então, fala pra Deus o que você pensa, fala o que você sente, fala o que você fez!

Dizer: “Deus, perdoa o meu pecado, em nome de Jesus, amém”, é muito genérico. Usa palavras, fala o que você fez: “Senhor, me perdoe, porque eu gritei com minha esposa... Senhor, perdão, eu acabei de xingar uma pessoa”.

Orar é usar palavras, é conversar com Deus. A gente fica mais entrosado uns com os outros, quando falamos, gera intimidade.

Não é de admirar que o anjo fala (Dn 10.19): “Não temas, homem muito amado”, porque falando com Deus, Daniel ganhou intimidade com Deus.

Como é que você quer o favor de Deus, se não tira tempo pra falar com Ele? É a oração com o coração aplicado, a oração com palavras, que atrai o favor de Deus.

 

Outra atitude:

4- SEJA GENEROSO.

A generosidade é a virtude de ser bom, disposição de ajudar e dar sem esperar receber nada em troca.

A Bíblia conta sobre Ana, mulher estéril que pediu a Deus um filho e disse (1Sm 1.11): “se me deres um filho, então eu o dedicarei ao Senhor”. E ela fez isso.

Não podia ter filhos e tendo um, ofereceu ao serviço do Senhor. Impressionante é que depois está escrito: “O Senhor foi bondoso com Ana; ela engravidou e deu à luz três filhos e duas filhas” (1Sm 2.21 – NVI). Ela pediu um, Deus deu cinco!  

O profeta Elias pediu à uma viúva que preparasse bolo pra ele comer. Ela respondeu que não tinha farinha nem azeite suficiente. O que tinha, só dava pra ela e o filho comer pela última vez e pronto.

Mas, ela preparou o bolo e olha o que é impressionante (1Rs 17.15-16 – NTLH): “...a viúva foi e fez como Elias tinha dito. E todos eles tiveram comida para muitos dias... não faltou farinha na tigela nem azeite no jarro”. Irmão, o favor de Deus vem sobre quem usa de generosidade!

No evangelho de Marcos 12.41-44, lemos que certa ocasião, Jesus observava o momento das ofertas no templo. Ele viu os ricos dando muito dinheiro e depois uma viúva pobre, que ofertou duas moedas de pouco valor.

E detalhe: quando os ricos ofertavam, Jesus não Se moveu. Mas, quando veio a viúva e ofertou dois centavos, Jesus chamou os discípulos e comentou: “Esta viúva deu mais do que todos; eles deram muito, mas deram a sobra, mas esta deu tudo o que tinha”.

O Senhor não olha para a quantidade da oferta, mas para a qualidade da oferta. Com duas moedinhas de pouco valor, ela deu mais do que os ricos juntos.

Sabe por que a generosidade atrai a atenção de Deus?

Pensa naquele momento no céu, quando Deus decidiu salvar a raça humana da condenação eterna. Por acaso, Deus chamou algum dos anjos e disse: “Preciso que você vá à terra com a missão de morrer na cruz no lugar daquela gente”?

Foi um dos anjos que Deus enviou à terra nessa missão? Não. Deus enviou o que Ele tinha de melhor no céu. Não foi nenhum dos anjos. Foi Jesus, o próprio Filho.

A generosidade atrai o favor de Deus, porque Ele sabe o que significa dar o melhor.

 

Quinta atitude que atrai o favor de Deus:

5- PRESTAR CULTO.

Adorar é prestar culto. Está escrito (Dt 6.13 – NVI): “Temam o Senhor, o seu Deus, e só a ele prestem culto”. Foi essa Palavra que Jesus usou pra repreender Satanás (Mt 4.10 – NVI).

O culto é uma coisa devida somente a Deus. Não se deve adorar os anjos, os santos homens e mulheres do passado. Somente Deus.

E olha a maravilha que acontece quando adoramos a Deus.

Mt 15.21 fala da mulher cananéia. Até chegar na presença de Jesus, ela só gritava por ajuda para a sua filha. Mas, quando chega na presença de Jesus, primeiro ela adora de joelhos e depois pede por ajuda. Essa é a sequência: primeiro adoração, depois petição. E Jesus a abençoou.

Em Mt 8 é um leproso que chega perante Jesus, e primeiro ele adora, depois, pede: “Senhor, se quiseres, podes purificar-me!” E Jesus responde: “Quero, seja purificado”.

A resposta de Jesus ao leproso parece tão simplória, só que não. Ao responder com os mesmos termos da pergunta, Jesus estava dizendo: “a vontade de um adorador, é a minha vontade. Eu quero, fique limpo”. O poder de Deus é manifesto sobre quem adora. Aleluia!

Paulo e Silas estavam na prisão em Filipos, amarrados no tronco, na cela que ficava nos fundos da cadeia, lugar escuro, fedia urina e vezes. E qual foi a atitude que tiveram? Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, prestaram culto, adoraram!

E o que aconteceu? Veio um terremoto somente no lugar daquela prisão e Paulo e Silas foram libertos.

Adoração mexe com as estruturas! Adoração atrai o favor de Deus!

No Sl 34.1, Davi declarou: “Louvarei ao SENHOR em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca”. Essa é a atitude: Se Deus fizer, glória a Deus; Se não fizer, glória a Deus; Se a porta abrir, glória a Deus; mas se fechar, glória a Deus!

 

E última atitude que atrai o favor de Deus:

6- TENHA FÉ.

Na carta aos Hb 11.6 está: “Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam” (NVI).

Vimos o exemplo da mulher cananéia. Jesus falou (Mt 15.28 – NVI): “Mulher, grande é a sua fé! Seja conforme você deseja”. E naquele mesmo instante a sua filha foi curada”.

Em Mc 2, Jesus estava numa casa apinhada de gente e, pra um paralitico ser curado, os amigos dele abriram um buraco no telhado da casa. O texto diz: “Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: “Filho, os seus pecados estão perdoados”.

Em Mt 9, lemos de uma mulher sofrendo hemorragia que durava doze anos. Ela disse: “Se eu apenas tocar em Jesus, serei curada”. E quando Jesus sentiu o toque, Ele disse: “filha, a sua fé a curou”.

Tenha fé. Creia em Jesus. Ele é poderoso pra perdoar os seus pecados, é poderoso pra curar a enfermidade, é poderoso pra transformar a sua vida! Tenha fé, porque esta atitude atrai o favor de Deus sobre a sua vida.

 

Pr Walter Pacheco da Silveira, 15.09.2019