ANIMAIS

  • Devido a insistentes boatos sobre maus tratos a animais, a Sociedade Protetora dos Animais resolve fazer uma blitz na fazenda do coronel. Porém, os integrantes da comissão que vistoria o local se surpreendem com o bom trato que os bichos recebem: chiqueiros limpos, lavagem de primeira. Se comovem principalmente ao ver um leitãozinho, meio aleijado, com uma perna mecânica. - "Coronel, eu nunca vi nada igual!" - exclama o chefe da comissão - "Um leitãozinho com uma perna mecânica! O senhor deve gostar muito dele mesmo. - Adoro mesmo! Por isso eu vou comendo aos pouquinhos!"

 

  • Numa enquete foi perguntado: "Você compraria um cão-robô se o seu preço fosse o mesmo de um animal de verdade?" Apesar da praticidade da tecnologia, a maioria dos 1245 leitores da revista ainda preferem o carinho e o companheirismo de animais de pêlo, carne, osso, xixi... 55,4% responderam que não comprariam um cão-robô; e 44,6% responderam que "sim".(Revista Superinteressante - Edição 171, pg 13 - Dezembro 2001).

 

  • Os católicos, na noite de Natal, celebram a missa do galo. O motivo para isso, segundo crêem, é devido a uma fábula (surgiu no século 5) que afirma ter sido um galo o primeiro animal a presenciar o nascimento de Jesus. (Revista Eclésia, pg 24 Ano VI Nº 72 - Dez/2001).

 

  • Biólogos marinhos soviéticos, eu soube, vem treinando focas para a exploração do fundo do mar, principalmente para localizar reservas potenciais de gás de petróleo. Elas são capazes de mergulhar à profundidade de 600 metros e manter a respiração suspensa por uma hora. As focas treinadas são capazes de localizar petróleo e gás, recolher amostras da flora e até tirar fotos com câmaras montadas em suas costas.

 

  • Joãozinho conversa com um amigo na escola. "Puxa, eu gostaria mesmo é de ganhar um irmãozinho" "É? Por que?" "Ah! não dá pra botar a culpa de tudo num cachorro, né?"

 

  • Dificilmente um ser sobre a face da terra suporta viver sozinho por muito tempo. A revista VEJA nº 13, de 27/03/96, publicou um artigo sobre um urso panda que adoeceu e morreu num zoológico de Nova Iorque (EUA) por causa da solidão. Após a morte de sua companheira, ele começou a entristecer, perdeu o apetite, adoeceu e acabou morrendo também. Com o ser humano não é diferente. Pela própria essência de sua criação, ele tem uma grande necessidade de estar acompanhado. (Elizabete Augusta de Souza Bifano- Revista Compromisso/4º Trim-1997).

 

  • Recebi pela Internet extrato de cartas reais para Deus, escritas por crianças, (foram traduzidas do original em inglês). Numa delas a criança escreveu: "Querido Deus, Você queria mesmo que a girafa se parecesse assim ou foi acidente?".

 

  • "Possuir um bicho de estimação revela o que há de melhor em se pertencer à raça humana. Nenhum outro ser abriga em sua casa espécie completamente diferente, fornecendo alimento e abrigo, apenas pelo prazer da companhia" Patricia Fish

 

  • Um homem entra numa loja e dá de caras com um enorme cartaz que diz: «Cuidado com o cão». Ressabiado faz as suas compras sempre atento para alguma eventual surpresa, quando à saída da loja depara-se com um cãozinho que cabia na palma da sua mão. Então, ele vira-se para o homem da caixa e pergunta: - Este é o cachorro com o qual eu tenho que tomar cuidado? - Exatamente! - Ele não me parece lá muito perigoso! - exclama o cliente. - E realmente não é! - Então, porque é que colocou o cartaz? - Porque antes todos o pisavam!

 

  • O ovelha é um animal único: os outros fogem, escoiceiam, dão chifradas, gritam. Ela espera, não se defende, se chegar a hora da morte simplesmente chora. Veja Is 53.7.

 

  • A ovelha não é muda: bala. Balido que pode ser triste ou alegre. E que, quando o animal está em perigo, chega a ser um grito de socorro. Mas houve uma ovelha muda. Que permaneceu em absoluto silêncio até mesmo nas horas difíceis: Jesus. - Rubens Lopes

 

  • Há uma história do tempo das monarquias que ilustra esta verdade: Um rei, famoso pela prática da justiça em todo o seu reino, colocou um sino numa torre, num morro bem visível. Qualquer cidadão que se achasse injustiçado, bastava puxar as cordas do sino para ter o seu caso julgado imediatamente. Mas o reino era tão justo que o sino caiu em desuso e a vegetação tomou conta da torre. Um dia, para espanto de todos, o sino começou a tocar. Os oficiais, despachados imediatamente ao lugar, descobriram que um jumento velho, magro e abandonado, ao tentar comer o capim que cobria o pé da torre, puxava a corda e o sino tocava. Os oficiais, às gargalhadas, foram contar o caso ao rei. O rei não achou graça nenhuma. Mandou descobrir quem era o dono do animal. O dono, um lavrador próspero, que costumava maltratar animais e empregados, foi levado diante do rei. A sentença não demorou: "Este animal te serviu durante longos anos; agora, que não pode mais trabalhar, o abandonaste. Homem ingrato! Cuida deste animal o resto de sua vida".

 

  • Um rei, famoso pela prática da justiça em todo o seu reino, colocou um sino numa torre, num morro bem visível. Qualquer cidadão que se achasse injustiçado, bastava puxar as cordas do sino para ter o seu caso julgado imediatamente. Mas o reino era tão justo que o sino caiu em desuso e a vegetação tomou conta da torre. Um dia, para espanto de todos, o sino começou a tocar. Os oficiais, despachados imediatamente ao lugar, descobriram que um jumento velho, magro e abandonado, ao tentar comer o capim que cobria o pé da torre, puxava a corda e o sino tocava. Os oficiais, às gargalhadas, foram contar o caso ao rei. O rei não achou graça nenhuma. Mandou descobrir quem era o dono do animal. O dono, um lavrador próspero, que costumava maltratar animais e empregados, foi levado diante do rei. A sentença não demorou: "Este animal te serviu durante longos anos; agora, que não pode mais trabalhar, o abandonaste. Homem ingrato! Cuida deste animal o resto de sua vida".

 

  • Passar alguns minutos acariciando um cachorro pode diminuir a ansiedade de um doente do coração e até mesmo ajudar na recuperação dele durante uma internação hospitalar, disseram pesquisadores dos EUA. Os cientistas avaliaram 76 pessoas com insuficiência cardíaca internadas em um hospital. Desse grupo, alguns receberam a visita de um cachorro por 12 minutos, outros receberam a visita de um voluntário treinado e outros ficaram sozinhos. Os índices de ansiedade caíram 24 por cento para os doentes visitados por um cão, caíram 10 por cento para os que receberam a visita de uma pessoa e permaneceram inalterados para os que não receberam nenhuma visita. - 15/11/2005, http://br.groups.yahoo.com/group/cristianismo_pleno

 

  • O clássico do cancioneiro infantil brasileiro: "Atirei o pau no gato-to-to Mas o gato-to-to não morreu-reu-reu, Dona Chica-ca-ca admirou-se-se Do berrô, d o berrô que o gato deu Miaaau!", é uma demonstração clara de falta de respeito aos animais (pobre gato) e crueldade. Por que atirar o pau no gato, essa criatura tão indefesa?

 

  • "A compaixão para com os animais é intimamente ligada ao caráter de cada um. Pode se dizer, com segurança, que aquele que é cruel para com os animais não pode ser um homem bom". Arthur Schopenhauer, filósofo, ALE, 1788-1860. 14/4/07

 

  • Todo mundo que eu conheço, e que tem um cachorro, costuma chamá-lo de Rex ou algo assim. Eu botei o nome no meu de "Sexo". Mas agora, Sexo é muito embaraçoso para mim...  Certa vez, ao chegar no hotel, eu pedi um quarto para minha mulher e eu. E um quarto especial para Sexo. O atendente disse que todos os quartos eram bons para sexo. E eu: "Você não entende? Sexo me mantém acordado a noite toda!” 9.1.2008

 

  • Cãozinho ficando grisalho? Cada ano de vida de um cachorro equivale a sete anos humanos, certo? Errado, diz Shawn Messonnier, do Texas, doutora em veterinária. "Em geral, quanto maior o porte do cão, mais rápido ele envelhece. Raças grandes são consideradas idosas aos cinco ou seis anos". - Seleções Outubro/2007. 18.3.2008

 

  • Maria Slessor, jovem escocesa, foi para a África como missionária em 1876. Tinha apenas vinte e oito anos quando foi para a terra que naquele tempo quase não era civilizada. Mas, logo conquistou o coração dos africanos. Vivia como uma africana. Andava descalça, comia o alimento que os nativos lhe davam, dormia no chão, e andava pelo meio das florestas, às vezes sozinha. Certa ocasião acabou com uma luta entre duas das tribos nativas, pondo-se no meio das duas linhas de guerreiros. Certa vez confessou que na Escócia ficava apavorada quando via um rato. Cercada de segurança, muitas vezes tinha ficado admirada pensando na história de Daniel na cova dos leões. Porém quando se encontrou sozinha na selva, cercada por toda espécie de animais selvagens, disse que muitas vezes orava: "Oh, Deus de Daniel, fecha a boca desses animais." Maria Slessor declarou: "Ele sempre o fez." 18.3.2008

 

  • O Brasil é o segundo país com mais espécies de pássaros catalogadas. O primeiro lugar ainda é a Colômbia, mas os nossos números estão aumentando! Em 2008, passamos de 1.803 para 1.822 aves diferentes. Seleções 2008.5.10.2009

 

  • Se um cachorro fosse o seu professor, você aprenderia coisas assim: Quando alguém que você ama chega em casa, corra ao seu encontro. Nunca perca uma oportunidade de ir passear. Permita-se experimentar o ar fresco do vento no seu rosto. Mostre aos outros que estão invadindo o seu território. Tire uma sonequinha no meio do dia e espreguice antes de levantar. Corra, pule e brinque todos os dias. Tente se dar bem com o próximo e deixe as pessoas te tocarem. Não morda quando um simples rosnado resolve a situação. Em dias quentes, pare e role na grama, beba bastante líquidos e deite debaixo da sombra de uma árvore. Quando você estiver feliz, dance e balance todo o seu corpo. Não importa quantas vezes o outro te magoa, não se sinta culpado...volte e faça as pazes novamente. Aproveite o prazer de uma longa caminhada. Se alimente com gosto e entusiasmo. Coma só o suficiente. Seja leal. Nunca pretenda ser o que você não é. E o MAIS importante de tudo... Quando alguém estiver nervoso ou triste, fique em silêncio, fique por perto e mostre que você está ali para confortar. A amizade verdadeira não aceita imitações! E NÓS PRECISAMOS APRENDER ISTO COM UM ANIMAL QUE, DIZEM SER IRRACIONAL! 9.4.2010

 

  • Num parque zoológico nos Estados Unidos, no mesmo pavilhão onde estão os gorilas, existe uma entrada com porta estreita. Um cartaz adverte: "Cuidado! Perigo! O animal que você irá ver dentro desta jaula é o mais perigoso de todos quantos existem. Este animal sozinho tem destruído centenas de espécies. Cuidado! Perigo!" Quem penetra pela porta não vê nenhum animal enjaulado. Mas ali está um espelho, e nele cada pessoa vê a sua própria imagem. 6.7.2010

 

  • Primeiro, vieram os direitos humanos, para depois chegarem os direitos dos animais. Então, dói ver um gato abandonado, um cavalo maltratado, um cachorro machucado, um pássaro depenado. Abro a Bíblia e leio: "O justo olha pela vida dos seus animais; porém as entranhas dos ímpios são cruéis" (Bíblia -- Provérbios 12.10). Justo é quem procura viver de modo correto, fraternal e responsável. O justo, diferentemente do ímpio (que é aquele que não leva a sério os valores que Deus propõe), presta atenção às necessidades das outras pessoas e seu cuidado inclui os animais. Um cão pode não ter consciência (se é que não tem) de que sofre, mas sofre. Logo, devemos nos preocupar com o seu sofrimento. Para que, se há tantas crianças padecendo? -- poderá perguntar alguém. Uma criança que sofre em Uganda deve nos entristecer tanto quanto uma menina em dificuldades perto de onde moramos. Talvez possamos fazer mais por quem está próximo, mas quem está longe é também nosso próximo. Uma criança que padece deve nos entristecer tanto quanto a crueldade cometida contra um animal indefeso. Nosso real interesse pelo ser humano não pode conviver pacificamente com o desinteresse pelos animais. Os animais também precisam ser amados. Este é o padrão da justiça para quem quer viver como uma pessoa justa. 26.8.2010

 

  • 12/07/2011 07h08 - Bichos de estimação fazem bem à saúde, diz estudo. Animais dão apoio emocional aos seus donos. Relações não substituem contato humano, segundo cientistas. Os animais domésticos proporcionam apoio social e emocional às pessoas, revelou uma pesquisa da Associação Psicológica dos Estados Unidos. O estudo indicou que donos de cachorros, gatos e outros bichos de estimação mantêm uma relação tão estreita com as pessoas próximas como a que têm com seus animais, o que aponta que este tipo de interação não é desenvolvida em função das relações humanas. Os psicólogos da Universidade de Miami e da Universidade de St Louis realizaram três experimentos que examinaram os possíveis benefícios de se conviver com um mascote. Segundo o artigo publicado na internet da revista "Journal of Personality and Social Psychology", o estudioso Allen McConnel, da Universidade de Miami, disse que, em termos gerais, essas pessoas "têm mais qualidade de vida e conseguem resolver melhor diferenças individuais que as que não têm animal de estimação". "Especificamente os donos de mascotes têm mais autoestima e estão em melhores condições físicas, além disso, tendem a ser menos solitários, são mais conscientes do que ocorre a sua volta, são mais extrovertidos, tendem a ser menos receosos e menos preocupados", acrescentou. Para realizar o artigo, os pesquisadores questionaram 217 pessoas (79% mulheres, idade média - 31 anos, renda familiar de cerca de US$ 77 mil). "Os estudos revelam provas consideráveis de que os animais de estimação beneficiam a vida de seus donos tanto no âmbito psicológico como no físico, já que representam uma importante fonte de apoio social", concluiu. gazetaonline.globo.com 26/7/2011

 

  • Em um minizoo, vi a filha de minha amiga, um bebê de bochechas rosadas, acariciar uma caixa grande de vidro. Dentro da caixa, uma serpente deslizou lentamente, olhando para a menina. O corpo do réptil era tão grosso quanto meu antebraço e era marcado por manchas marrons e amarelas. Embora eu soubesse que ela não poderia escapar de seu recipiente, ver uma criatura de aspecto ameaçador tão perto de uma criança pequena me fez estremecer. A Bíblia fala de um tempo no futuro quando animais ferozes já não ameaçarão outros animais ou seres humanos. “O lobo habitará com o cordeiro…” e “A criança de peito brincará sobre a toca da áspide…” (Isaías 11:6,8). Todos os habitantes do mundo experimentarão plena paz e harmonia. 19/12/2014

 

  • As crônicas do Titanic falam de uma mulher chic que, ao se dirigir para o barco salva-vidas, levava um cachorro de grande porte. Impedida de embarcar com ele, retornou, disposta a morrer com seu animal de estimação. Muitas pessoas censurarão essa atitude, classificando-a de loucura e fanatismo. Mas, até que ponto é meritório amar apenas aos semelhantes, ou seja, os demais seres humanos, fazendo pouco dos animais a partir do epípeto “irracionais” tomado como pejorativo? É muito fácil amar apenas aos semelhantes. São Francisco de Assis, porém, amava todas as criaturas, por sabê-las criação divina. O homem que só ama – às vezes, mal e porcamente – os semelhantes, acaba por não amar a Deus, ou sequer acreditar n’Ele, pois não o vê, não o sente, não o ouve. Mas, ama-se a Deus amando-se a Criação. Eu fico imaginando o que teria acontecido com aquele cão, se a sua dona o houvesse largado naquela hora, dando prioridade à sua própria vida. Abandonado no navio em polvorosa, sem entender o que estava acontecendo, em meio ao pânico, à lenta agonia do transatlântico, e enfim chegando a cruel morte por afogamento ou hipotermia naquelas águas geladas. Podemos medir a sua angústia em tal situação? Ou se atiraria ele ao mar, na tentativa desesperada e sem chances, de alcançar a querida dona? O que aconteceu, então? Morreram ambos, provavelmente abraçados, confortando-se mutuamente. Quem ama dá a vida por quem ama – mesmo se for um bicho de estimação. Eles também têm sentimentos e os cães, a gente sabe, dão a vida por seus donos. 24/12/2014    

 

  • Sempre me perguntei o que esta parte do Salmo 23 significava. Eu pensei que “ele unge minha cabeça com óleo” era uma linguagem figurada para Deus manter o salmista saudável. Eu nunca conheci esse paralelo: "Unge minha cabeça com óleo". Ovelha pode ter sua cabeça presa em arbustos e morrer tentando se desembaraçar. Há moscas horrendas que gostam de atormentar ovelhas colocando ovos em suas narinas que se transformam em vermes e levam as ovelhas a bater a cabeça contra uma pedra, às vezes até a morte. Seus ouvidos e olhos também são suscetíveis a insetos que a atormentam. Então o pastor unge toda a sua cabeça com óleo. Então há paz. Esse óleo forma uma barreira de proteção contra o mal que tenta destruir as ovelhas. Você tem momentos de tormento mental? Os pensamentos preocupantes invadem sua mente mais e mais? Você bate a cabeça contra a parede tentando detê-los? Você já pediu a Deus que ungisse sua cabeça com óleo? Ele tem um suprimento infinito! Seu óleo protege e possibilita que você conserte seu coração, mente e olhos nEle hoje e sempre! Há paz no vale! Que nosso bom Pai unja sua cabeça com óleo hoje para que seu cálice transborde com bênçãos! - De um grupo no whatsapp. 19.07.2018