AMIZADE

  • Amigos são os que nas prosperidades aparecem sem receberem convite, e nas adversidades aparecem sem serem chamados.

 

  • Um escrito francês, algo cínico, declarou que morrendo preferiria ir para o inferno porque lá iria encontrar as pessoas que mais apreciava: Voltaire, Rousseau, Dederot. Que possa encontrar lá essas pessoas é possível. Mas que possa estabelecer com elas relações de amizade, não é possível. No inferno não haverá amigos porque amizade é sentimento que não entra lá.

 

  • Um pensamento sobre a amizade diz: “Só existe amizade onde existe o desejo de tudo partilhar: cuidados, sofrimentos, alegrias, trabalhos, temores, idéias, projetos...”

 

  • Uma boa definição de amigo é essa: “Amigo é aquele que sabe tudo a seu respeito, mas mesmo assim, continua sendo seu amigo”. Jesus sabe tudo a nosso respeito, mas longe de odiar-nos, Ele nos ama. Jesus é o melhor amigo!

 

  • Dois amigos judeus, aldeães, conversavam certo dia. Dessa conversa extraímos uma lição interessante: “Dize-me, amigo Ivan, amas-me?” “Amo-te”. “Sabes, amigo, o que me dói?” “Oh! Não! Como posso saber o que te dói?” “Se não sabes o que me dói, como podes dizer que me amas?” - O verdadeiro amigo procura saber o que dói ao outro, e em seguida, toma providências para aliviar essa dor.

 

  • Uma forma comum entre os chimpanzés para demonstrar amizade entre si é tirar piolhos e parasitas dos pêlos dos outros, principalmente do líder do grupo. (Revista Recreio Ano 2 Nº 86, pg 11).

 

  • Charles Swindoll em seu livro "Eu, Um Servo?", comenta que o nosso mundo "está se tornando uma instituição imensa, impessoal e movimentada", mas "onde os vizinhos não têm mais longas conversas junto à cerca do quintal".

 

  • Não podemos chamar de rico o homem que não tem livros, mas podemos afirmar que é mendigo o homem que não tem amigos.

 

  • Dois viajantes encontraram um urso na estrada. O primeiro subiu numa árvore e se escondeu. O outro, apavorado, resolveu se jogar no chão e se fingir de morto. O animal chegou perto, cheirou as orelhas dele e foi embora. Dizem que um urso não mexe com quem está morto. O que estava na árvore desceu e perguntou ao companheiro o que é que o urso tinha cochichado. "Ele me disse para não viajar mais com quem abandona os amigos na hora do perigo." É na dificuldade que se prova a amizade!!! - Fonte: paodavida-unsubscribe@br.egroups.com

 

  • A melhor época de fazer amigos é antes de precisar deles.

 

  • Uma vez me enviaram pela internet uma gravura de um cachorrinho ao lado de um gatinho, com uma frase embaixo que dizia: "Pensamos diferentes... e daí? Amizade é respeitar o espaço do outro".

 

  • "Seja lento ao escolher um amigo, e mais lento ainda ao trocá-lo." Benjamin Franklin, Diplomata, cientista, inventor, filósofo, educador e político, EUA, 1706-1790.

 

  • "Não faça amizade com pessoas grosseiras e violentas; você poderá pegar os seus maus costumes e depois não conseguirá livrar-se delas." Pv 22:24,25

 

  • Uma vez Sócrates perguntou a um velho humilde, pelo quê ele estava mais agradecido. O homem respondeu: "Apesar de ser como sou, ter tido os amigos que tive". - Fonte: www.gospelcom.net/rbc/pd/2000

 

  • A palavra em inglês ‘friend’ (amigo) tem a mesma raiz da palavra freedom (liberdade). Um amigo genuíno deixa-nos livres para sermos quem somos e como somos. - Fonte: www.gospelcom.net/rbc/pd/2000

 

  • A Rainha Vitória disse de William Gladstone: "Quando estou com ele, sinto que estou com um dos mais importantes líderes do mundo.” Mas de Benjamin Disraell ela afirmou: "Ele faz-me sentir como se eu fosse um dos maiores lideres do mundo." - Fonte: www.gospelcom.net/rbc/pd/2000

 

  • Os nossos melhores amigos aproximam-nos mais de Cristo.

 

  • "O maior prazer que alguém pode sentir é o de causar prazer aos seus amigos." info@pensenisso.com

 

  • "Quanto mais cedo você fizer novos amigos, mais cedo terá velhos amigos". - Eric Berne

 

  • Duas formigas estavam conversando na rua: - Como é o seu nome? - Meu nome é Fu. - Fu o quê? - Fu... miga. E o seu? - Ôta. - Ôta o quê? - Ôta Fumiga...

 

  • Apesar dos modernos meios de comunicação há pessoas com as quais nunca mais nos comunicamos. Às vezes são colegas de estudos, de trabalho, até familiares que se mudam de cidade, ou nos vêem partir, sem nunca mais enviar notícias. Mas "amigo é coisa pra se guardar debaixo de sete chaves, dentro do coração...". E alguém diria que a vida nos afasta, mas, na verdade, somos nós que nos afastamos. (Edvar Gimenes de Oliveira, em O Jornal Batista, pg 7 - 25 a 31/03/2002).

 

  • “As amizades reatadas requerem maiores cuidados que aquelas que nunca foram rompidas". Duque de La Rochefoucauld (François Poitou), escritor, FRA, 1613-1680.

 

  • Eu li um livro, publicado pela primeira vez em 1937 e que está hoje com mais de 15 milhões de exemplares vendidos. O nome do livro é "Como Fazer Amigos" e está dedicado a um amigo pessoal do autor. E o curioso é que ele escreveu na dedicatória: "Este livro é dedicado a um homem que não tem necessidade de sua leitura!" Bonito isso!

 

  • Pesquisa realizada pelo Instituto Vox Populi em 1995, apontou para o fato de que entre as três pessoas em que o brasileiro mais confia estão seus parentes (55%) e seus amigos (38%). Isso equivale a dizer que parentes e amigos têm grande poder de influência sobre as decisões tomadas pelo brasileiro ao longo de sua vida. - Revista Resistência, Editora Cultura Cristã.

 

  • "Um simples amigo acha que a amizade terminou quando vocês têm uma discussão. Um verdadeiro amigo sabe que não existe uma amizade enquanto vocês não tiverem uma divergência". Anônimo

 

  • Dois amigos viajavam pelo deserto e, em um determinado ponto da viagem, discutiram e um deu uma bofetada no outro. O outro, ofendido, sem nada poder fazer, escreveu na areia: "Hoje, meu melhor amigo me deu uma bofetada no rosto." Seguiram adiante, e chegaram a um oásis onde resolveram banhar-se. O que havia sido esbofeteado e magoado começou a afogar-se, sendo salvo pelo amigo. Ao recuperar-se, pegou um canivete e escreveu em uma pedra: "Hoje, meu melhor amigo salvou minha vida." Intrigado, o amigo perguntou: Por que, depois que te magoei, escreveu na areia, e agora, que te salvei, escreve na pedra? Sorrindo, o amigo respondeu: Quando um grande amigo nos ofende, devemos escrever onde o vento do esquecimento e o perdão se encarreguem de apagar. Quando nos acontece algo grandioso, devemos gravar isso na pedra da memória do coração onde vento nenhum, em todo o mundo, poderá sequer borrá-lo. Onde você tem gravado as suas frases?

 

  • Os piores amigos são aqueles que aplaudem sempre.

 

  • As pessoas entram em nossas vidas por acaso, mas não é por acaso que elas permanecem.

 

  • Uma das coisas mais belas da amizade é saber quando o amigo precisa de alguém antes mesmo que ele saiba.

 

  • Um pessoa do lado com quem se possa contar ajuda, ajuda a controlar melhor a pressão arterial, contribui para proteger os vasos sangüíneos de possíveis lesões, equilibra o batimento cardíaco e dá uma força e tanto contra a depressão. - paodavida@yahoogrupos.com.br

 

  • Uma substância produzida a partir do carinho e presença de um amigo é endorfina, uma espécie de bálsamo para muitas das dores humanas. "A amizade não só libera endorfinas, mas diminui a tensão interior. É como se o corpo se desarmasse ancorado na segurança de ter um amigo", afirma o cardiologista Marco Aurélio Dias da Silva, do Instituto Dante Pazzanese, em São Paulo.

 

  • O afeto de um amigo provoca a liberação de endorfina, substância capaz de relaxar a parede das veias e artérias. Dessa forma, a pressão arterial fica equilibrada, além de o sangue fluir com mais facilidade.

 

  • Por volta de 1490, dois jovens amigos, Albrecht Dürer e Franz Knigstein, queriam ser artistas, mas estavam enfrentando muitas dificuldades. Por serem pobres, eles trabalhavam para sustentar-se, enquanto aprendiam a pintar quadros. O trabalho tomava grande parte do tempo deles e, por conseguinte, o progresso nos estudos era lento. Um dia, chegaram a um acordo: tirariam a sorte, e aquele que perdesse trabalharia para sustentar os estudos do outro. Albrecht foi o vencedor e continuou a estudar, enquanto Franz trabalhava em um serviço pesado. Pelo acordo, quando Albrecht se tornasse famoso, sustentaria Franz nos estudos. Albrecht partiu para as cidades da Europa para concluir os estudos. Hoje, o mundo todo sabe que ele não tinha apenas talento; era um gênio. Quando ficou famoso, ele voltou para cumprir sua parte no acordo com Franz. Logo a seguir, porém, Albrecht constatou o preço enorme que Franz havia pago. Por ter trabalhado com as mãos executando tarefas pesadas para sustentar o amigo, Franz ficou com os dedos rígidos e tortos. Suas mãos, antes esguias e sensíveis, estavam arruinadas para sempre. Ele não podia mais realizar as delicadas pinceladas necessárias para produzir uma bela pintura. Apesar de não poder concretizar seus sonhos artísticos, ele não se tornou uma pessoa amargurada. Ao contrário, alegrou-se com o sucesso do amigo. Um dia, Albrecht encontrou Franz casualmente e o viu ajoelhado, com as mãos retorcidas em atitude de oração, suplicando silenciosamente pelo sucesso do amigo, embora ele próprio não pudesse mais ser um artista. Albrecht Dürer, o grande gênio, fez um esboço rápido das mãos de seu fiel amigo e, mais tarde, completou a magnífica obra-prima conhecida como As Mãos em Oração. Hoje, as galerias de arte de todos os lugares exibem as obras de Albrecht Dürer, e essa obra-prima em particular retrata uma eloqüente história de amor, sacrifício, trabalho e gratidão. Nela, os povos do mundo inteiro também encontram conforto, coragem e força. - Extraído do livro Histórias para o Coração United Press.

 

  • Certa vez ouvi a história de um viajante que subia numa estrada montanhosa a caminho de uma cidade atrás das montanhas. No topo da montanha, chegou a uma cabana onde morava um ancião. Parou e perguntou ao senhor idoso: "Que tipo de gente mora atrás da montanha?" O ancião respondeu: "Que tipo de pessoas eram seus vizinhos na cidade de onde veio?" O viajante respondeu: "Eram todos bons vizinhos. Chorei quando tive que deixá-los". O ancião disse: "Então, você encontrará os mesmos tipos de vizinhos além da montanha". Mais tarde, um segundo viajante chegou à cabana no topo da montanha. Este homem parou e perguntou que tipos de pessoas habitavam atrás da montanha. Mais uma vez o ancião perguntou: "Que tipo de vizinhos você deixou na cidade de onde veio?" "Ah!", o viajante replicou: "eles eram maus, avarentos e indignos. Eu não tinha sequer um vizinho em quem pudesse confiar". O ancião respondeu: "Sinto muito em dizer que você encontrará os mesmos tipos de vizinhos do outro lado da montanha". Nunca teremos boas relações com os outros se não cultivarmos um espírito de confiança mútua.

 

  • "O homem mais rico do mundo não é o que conserva o primeiro tostão que ganhou, mas o que mantém o primeiro amigo". M. Mason

 

  • Um amigo encontra o outro: "Você é meu amigo?" "Claro!" "Então me empresta cinco mil?" "De jeito nenhum. Tenho certeza de que isso estragaria nossa amizade. e não vale a pensa perder uma amizade por cinco mil. "Tá bem. Então me empresta 10 mil?" - Luiz Pimentel

 

  • Era uma vez uma cobra que perseguia um vaga-lume, que nada mais fazia do que simplesmente brilhar. Ele fugia rápido com medo da feroz predadora e a cobra nem pensava em desistir. Fugiu um dia, dois dias, mais outro e nada. No quarto dia, já sem forças, o vaga-lume parou e disse à cobra: - Posso fazer-lhe três perguntas? - Pode. Não costumo abrir esse precedente para ninguém, mas já que vou te devorar, pode perguntar. - Pertenço à sua cadeia alimentar? - Não. - Te fiz alguma coisa? - Não. - Então, por quê você quer me comer? E a cobra respondeu: - Porque eu NÃO suporto ver você BRILHAR... Moral da estória: Pense nisso e selecione as pessoas em quem confiar ao longo de sua vida. - Caite Catita, caitecatita@yahoo.com.br

 

  • Certo psiquiatra disse que são poucas as pessoas que, de fato, gostam do sabor amargo da cerveja. A cerveja, disse ele, seria apenas uma desculpa para se estar numa roda de amigos.

 

  • O marido entrava e saia de coma há vários meses, e a esposa sempre a seu lado no hospital. Numa das vezes em que ele saiu do coma ele faz um gesto para que a mulher se aproxime. Aí ele diz: "Sabes, querida? Tu tens ficado ao meu lado todos estes momentos maus. Quando eu fui despedido, tu estavas ao meu lado. Quando minha empresa faliu, tu estavas comigo. Quando levei um tiro, tu estavas ao meu lado. Quando perdemos a casa, tu estavas comigo. Quando minha saúde começou a piorar, tu também estavas junto. Quando eu penso nisso tudo, tenho que concluir... "Tu dás mesmo azar!".

 

  • Vivemos na era da comunicação. O serviço de telefonia é cada vez mais eficiente. O celular permite que nos comuniquemos a qualquer momento, em qualquer lugar. A internet nos conecta a várias pessoas, em qualquer lugar do mundo e em tempo real. Contudo, é difícil trocar um "bom dia" com o vizinho. - "Cada Dia, de 03/05/05, Oswaldo.

 

  • Após alguns dos hinos habituais num domingo à noite  o pastor da igreja se levantou e foi até o púlpito. Antes de iniciar o sermão, rapidamente apresentou um pregador convidado, que estava ali para participar da introdução. O pastor falou à congregação que o pregador convidado era um dos mais queridos amigos de sua infância, e disse que queria que ele cumprimentasse a igreja e que compartilhasse aquilo que estivesse em seu coração. Com isso, o velho pregador subiu até o púlpito e começou a falar. "Um pai, seu filho e um amigo do seu filho, estavam velejando pela costa do Pacifico, quando uma tempestade se aproximou rapidamente e impediu todos os esforços de voltarem à costa. As ondas estavam tão altas, que apesar de o pai ser um marinheiro experiente, ele não conseguiu evitar que o veleiro virasse. Os três foram arremessados ao mar quando o veleiro tombou”. O velho pregador hesitou por um instante ao olhar para dois jovens que estavam ali, que pela primeira vez, desde o inicio do culto, pareciam estar se interessando pela história. O velho pregador continuou: "Agarrando a bóia, o pai teve que tomar a decisão mais devastadora de sua vida, ele só teve alguns segundos para decidir a qual menino jogaria a corda. O pai sabia que seu filho era salvo e também sabia que o amigo do seu filho não era. A força das ondas não se comparava com a agonia desta decisão. Ao gritar “eu te amo, meu filho!” Ele jogou a outra ponta para o amigo do seu filho. Até o momento do pai ter puxado o amigo do filho para o barco tombado, seu filho havia desaparecido nas águas turbulentas, naquela noite escura. O corpo nunca foi encontrado." A esta altura, os dois jovens estavam ansiosamente olhando para ele a fim de ouvirem as próximas palavras que sairiam da boca do ministro. Ele continuou: “O pai sabia que seu filho, entraria na eternidade com Jesus e ele não podia agüentar o pensamento de que amigo do seu filho entraria na eternidade sem Jesus”... Portanto ele sacrificou o seu filho, para salvar o amigo do seu filho. Quão grande é o amor de Deus, que O levou a sacrificar seu único filho para que nós pudéssemos ser salvos. Eu suplico que você aceite Sua oferta de resgatar você, e agarre a outra ponta que Ele está jogando para você neste culto. Com isto o velho pregador voltou e sentou em seu lugar. O silêncio tomou conta do auditório. O pastor então, subiu vagarosamente ao púlpito, e pregou um breve sermão com um apelo no final. Poucos minutos após o término do culto, os dois jovens estavam ao lado do velho pregador. "Foi uma estória muito bonita" disse educadamente um dos rapazes, "mas eu não achei muito realista dar seu filho na esperança de que o outro menino se tornasse um cristão". "Bem, você até tem uma certa razão," O velho pregador respondeu, olhando a sua Bíblia desgastada. Um enorme sorriso abriu no seu rosto, mais uma vez olhou para os garotos e disse, "não foi muito realista, não é? Mas eu estou aqui hoje para te contar este fato, que me dá uma pequena idéia de como deve ter sido para Deus dar seu único Filho por mim e por vocês, para que fossemos salvos, mesmo sabendo que muitos não acreditariam nisso. Veja!….  “Eu sou aquele pai e o seu pastor é o amigo do meu filho.” Jesus te ama e eu também... Fonte: João Crespo - crespogoval@yahoo.com.br

 

  • Determinado presidente dos Estados Unidos sentiu profundamente a solidão do poder quando recebeu em seu gabinete a primeira visita de um dos seus maiores amigos de infância que havia conseguido marcar uma audiência. Ao vê-lo distante e cumprindo o protocolo, o presidente disse-lhe: “Venha cá, meu amigo, pode ficar à vontade”. Ouviu do amigo, que insistia em manter-se à distância a seguinte resposta: “Muito obrigado, mas você agora é o Presidente”. 15/12/06

 

  • Dois viajantes encontraram um urso na estrada. O primeiro subiu numa árvore e se escondeu. O outro, apavorado, resolveu se jogar no chão e se fingir de morto. O animal chegou perto, cheirou as orelhas dele e foi embora. Dizem que um urso não mexe com quem está morto. O que estava na árvore desceu e perguntou ao companheiro o que é que o urso tinha cochichado. “Ele me disse para não viajar mais com quem abandona os amigos na hora do perigo.“ É na dificuldade que se prova a amizade!!! 15/1/07

 

  • Conta-se que certa vez existia uma velha construção abandonada. Como estava abandonada, o mato tomou conta. No meio dela, cresceu uma figueira brava, daquelas com enormes raízes e enormes troncos. Suas raízes cresceram por debaixo do piso.  Seus galhos cresceram por entre as grades de ferro e vigas de concreto. Um dia quiseram reaproveitar aquela construção. Mas aí a figueira já estava grande e se tornou um problema. Enquanto ela era pequena, era fácil de arrancá-la.  Mas tirá-la, depois de grande, precisava de muito trabalho. O salmista apresenta um processo semelhante v. 1. O problema começa por deixar-se levar pelo conselho dos maus.  Mas digamos que aí figueira ainda está pequena, mas é hora de arrancá-la. O problema se torna mais grave quando “segue o exemplo dos maus”, quando se pára no caminho dos pecadores. Aí a figueira já está crescida, digamos, num porte médio. Ainda dá para cortá-la, mas já é bem mais difícil.  O problema é grave mesmo quando “se ajunta com os que zombam”. Aí ele está envolvido no problema e já tem prazer em zombar e ridicularizar de Deus. É o momento em que a figueira está na sua fase adulta, crescida.  Arrancá-la de lá não será fácil. 8/2/07

 

  • "No Final, nós nos lembraremos não das palavras dos nossos inimigos, mas do silêncio dos nossos amigos." (Martin Luther King). 27/2/07

 

  • Diferença - Amigo X Colega: Colega: nunca viu você chorar; Amigo: sempre teve os melhores ombros para você chorar; Colega: nunca pede nada para beber e comer; Amigo: abre o armário e se sente em casa; Colega: pede alguma coisa emprestada e devolve em uns dias; Amigo: tem um guarda-roupas cheio de coisas suas; Colega: sabe algumas coisas sobre você; Amigo: poderia escrever uma biografia sobre você.  5/3/07

 

  • "Meu amigo não regressou do Campo de Batalha, senhor. Solicito permissão para ir buscá-lo" disse um soldado para seu general. "Permissão negada", disse o oficial, "não quero que arrisque sua vida por um homem que provavelmente está morto". O soldado, não fazendo caso a proibição, saiu e uma hora mais tarde regressou mortalmente ferido, transportando o cadáver de seu amigo. O general estava furioso: "Eu bem te disse que ele estava morto! Diga-me: valeu a pena você ter ido lá para trazer um cadáver?" E o soldado, bastante ferido, respondeu: "Claro que sim, senhor! Quando o encontrei, ainda estava vivo e ele pode dizer-me: Tinha certeza que você viria! 20/3/07

 

  • "As boas amizades são como o bom vinho - melhoram com o tempo". Monteiro Lobato, escritor, SP, 1882-1948. 18/4/07

 

  • Veja — Os casados são mais felizes que os solteiros? Martin Seligman, psicólogo, respondeu: “Sim, o casamento está intimamente ligado à felicidade. Uma pesquisa nos Estados Unidos ouviu 35.000 pessoas nos últimos trinta anos. Dessas, 40% das casadas se disseram muito felizes, contra apenas 24% das solteiras, viúvas e separadas. A vantagem para os casados parece estar ligada ao fato de que eles se sentem mais amparados. Existem, no entanto, duas outras explicações para essa diferença de porcentagem, que antecedem o casamento em si: as pessoas felizes são mais predispostas a se casar e a manter o relacionamento. Os deprimidos tendem a ser mais retraídos, irritáveis e voltados para si, o que os torna menos interessantes. – Veja, 10.03.2004. 24-12-2007

 

  • Você pode ter 10 amigos, rir com 9, conhecer 8, conversar com 7, festejar com 6, se abrir com 5, contar com 4, chorar com 3, precisar de 2, só não pode esquecer de 1! eeuuuuu!!! 23-01-2008

 

  • Um soldado disse a seu comandante: "Meu companheiro não voltou do campo de batalha senhor, peço permissão para ir buscá-lo". "Não!" respondeu o comandante, "ele deve estar morto e não posso arriscar a vida de um soldado para buscar um cadáver". O soldado se afastou e ignorando a ordem de seu superior foi em busca do amigo. Após algum tempo ele retorna ferido mortalmente trazendo nos ombros o corpo do amigo morto. Não falei para você não ir? Bradou o comandante. Agora vou perder outro soldado por causa de um homem morto, diga-me se valeu a pena este sacrifício que você fez. Valeu sim senhor, respondeu o soldado ferido. Quando cheguei ao seu encontro ele ainda estava vivo e teve tempo de me dizer: "Sabia que você viria me buscar". 23-01-2008

 

  • Um filho pergunta a mae: - Mãe, posso ir ao hospital ver meu amigo? Ele está doente! - Claro, mas o que ele tem? O filho, com a cabeça baixa, diz: -Tumor no cérebro. A mae, furiosa, diz: E voce quer ir la para que? Ve-lo morrer? O filho lhe dá as costas e vai. Horas depois ele volta Vermelho de tanto chorar, dizendo: - Ai mae, foi tão horrível, ele morreu na minha frente! A mãe, com raiva: - E agora?! Tá feliz?! Valeu a pena ter visto aquela cena?! Uma última lágrima cai de seus olhos e, acompanhado de um sorriso, ele diz: - Muito, pois cheguei a tempo de vê-lo sorrir e dizer: - EU TINHA CERTEZA QUE VOCE VINHA! Moral da história: A amizade não se resume só em horas boas, alegria e festa. Amigo é para todas as horas, boas ou ruins, tristes ou alegres. Conserve seus amigos! 29-01-2008

 

  • "O homem que tem muitos amigos sai perdendo; mas há amigo mais chegado do que um irmão" (Pv 18.24). Há no Talmude a história de um judeu que tinha três amigos. Um dia, ele foi chamado ao tribunal a fim de defender-se de certas acusações. O judeu es­tava aterrado. Foi ter com três amigos, e pediu-lhes que o acompanhassem. O primeiro respondeu: - Não, eu não farei nenhum bem em ir; nem a você nem a mim mesmo. O segundo disse: - Bem, é uma coisa muito perigosa estar ao seu lado. Talvez o imperador o acuse de alguma grande ofensa contra a lei. Se eu for visto com você, ele poderá pensar que tenho parte em sua culpa. Contudo, irei com você até à porta do tribunal. E assim ele se dirigiu ao terceiro amigo, que lhe respondeu: - Não tema, irei com você até à presença do imperador. Dir-lhe-ei que conheço você e tenho confiança em você, e não o deixarei, enquanto você não for solto, como espero que há de ser. E assim o fiel amigo cumpriu sua promessa. O verdadeiro amigo está pronto a ajudar até o fim. 8.2.2008

 

  • William Stidger narra como um rapazinho que jazia na mesa de opera­ção, tendo de sofrer uma intervenção séria, pediu ao pai que ficasse com ele para lhe segurar a mão enquanto o médico o anestesiava. Justamente antes de lhe colocarem a máscara de éter, ele olhou para o pai, e disse com inteira confiança: - O senhor ficará comigo até o fim, não é, papai? O pai respondeu com lágrimas de compreensão: - Certamente ficarei, meu filho. Eis o que significa a verdadeira amizade. Significa acompanhar por todo o caminho, até o fim. O amigo que é mais chegado do que um irmão, Jesus, nosso melhor amigo, acompanha por todo o caminho. Ele diz: "De maneira alguma te deixa­rei nunca jamais te abandonarei. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século" (Hb 13.5; Mt 28.20). Cultivemos-Lhe a amizade e, à Sua semelhança, sejamos um amigo verdadeiro para todos - os que têm e os que não têm amigos. 8.2.2008

 

  • Quando Fox, líder dos Quacres, foi encarcerado em um porão sujo e desagradável, um dos seus amigos foi a Oliver Cromwell e ofereceu-se para ficar no lugar do líder. Cromwell, muito impressionando com este oferecimento, perguntou aos grandes do seu conselho: - Qual de vós faria tal coisa por mim, se eu estivesse na mesma situação? Cromwell não pôde aceitar a oferta, pois era contra a lei, mas estava ad­miradíssimo de ver uma amizade tão profunda e sincera. Estando nós condenados à morte eterna, Cristo se ofereceu para morrer em nosso lugar. "Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas do­res levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões, e moído pelas nossas ini-qüidades, o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos" (Is 53.4-6). 8.2.2008

 

  • Conta-nos Dr. Gordon a história de Jorge Matheson, quando soube que estava condenado à cegueira. Um jovem estudante atravessava a praça duma das antigas universidades escocesas, indo de caminho para o seu quarto no internato. Não se sentia bem. Seus olhos estavam fracos, o que tornava o trajeto difícil. Seguindo o conselho dum amigo, havia consultado um especialista em doenças da vista. O médico, depois de um exame minucioso, o avisara firmemente que havia de perder a visão em pouco tempo. Um terrível soco entre os olhos não poderia tonteá-lo mais do que esta notícia. O seu coração estava perturbado. Perderia a visão!... Todos os planos que tão esperançosamente arquitetara desfaziam-se na sua frente. Com a perda da visão ir-se-iam o ensino na universidade e todos os seus sonhos dourados. Perturbado, confuso, saiu do consultório médico apalpando o caminho como um sonâmbulo. Jorge era noivo. Encaminhou-se em direção à casa da querida noiva, espe-rando, sem dúvida, alguma palavra de conforto para o coração dolorido. Como daria ele a triste noticia à moça que ele tanto amava e que prometera ser sua esposa? Seus planos estavam todos mudados; e como receberia ela a notícia?! Quando lá chegou, contou-lhe em palavras brandas mas briosas a sua situação, sua mudança de planos, dizendo-lhe que ela teria liberdade para deci­dir segundo julgasse melhor. A noiva aceitou a liberdade! A rejeição da noiva foi o segundo golpe. Pela segunda vez, saiu tristonho e sem enxergar o caminho em que pisava. O golpe parecia acima de suas for­ças, e a dor lhe sufocava o coração! Mas não estava só. Alguém o aguardava e ternamente fortaleceu seu co­ração quebrantado, falando-lhe palavras amorosas e dando-lhe o bálsamo do conforto e do verdadeiro amor. O moço entregou-se nos braços do Verdadeiro Amigo e todas as dificuldades foram vencidas. Uma nova disposição o domi­nou, tomando inteira e permanente posse de sua vida. E do seu coração que­brantado, mas cheio de conforto, saíram palavras de louvor e gratidão a Deus, o Amor que nunca muda sejam quais forem as circunstâncias. Estas palavras são cantadas com a música do hino n° 19 do Cantor Cristão ou 38 do Hinário Evangélico. Transcrevemos aqui apenas duas estrofes desse hino traduzido para o português: "Amor, que por amor desceste, Amor, que por amor morreste, Oh! Quanta dor não padeceste, Meu coração p'ra conquistar, E meu amor ganhar. Amor que nunca, nunca mudas, Que nos teus braços me seguras, E cerca-me de mil venturas. Aceita agora, ó Salvador, O meu humilde amor." 8.2.2008

 

  • Um incidente ocorrido no campo de batalha mostrou a coragem e simpa­tia do rei Vitório Emanuel III, da Itália. Em meio ao fogo da artilharia, um te­nente, que caiu mortalmente ferido, gritou a um soldado, e entregou-lhe uma bolsa, para que este a entregasse à sua família. A seguir, ordenou-lhe que fu­gisse. Contudo, o soldado tentou carregar o oficial para um lugar a salvo. Al­guns artilheiros gritaram-lhe: "Salva-te! Salva-te!". Ele, porém, não abando­nou o superior. Ouvia, a distância, o motor do carro do rei que se afastava do campo. O jovem esforçava-se ao máximo para levar o corpo do oficial, quando este, não resistindo aos ferimentos, faleceu. O soldado, então, amargurado, lamentou: "Até o rei fugiu!" Nesse momento, uma mão firme tocou-lhe no ombro. Ele voltou-se e, surpreso, reconheceu o rei, que lhe confortou, dizen­do: "Meu caro rapaz, o carro se foi, mas o rei ainda está contigo!" E ficaram juntos até ao fim do dia! 19.2.2008

 

  • Que epitáfio poderia ter sido gravado nos túmulos dos heróis bíblicos! Abraão era "Amigo de Deus"; Enoque, "O Homem que Andava com Deus"; Davi, "Homem Segundo o Coração de Deus" e Gedeão, o "Varão Valoroso". Mas o que eu mais cobiçaria seria a honra concedida ao discípulo ama­do, João. A pena da inspiração descreve-o como "Aquele que mais plenamen­te refletia a semelhança do Salvador". João "não possuía por natureza aquela amabilidade de caráter". O após­tolo do amor nem sempre fora bondoso e amável. Era um dos "filhos do tro­vão" (Mc 3.17). Em seu estado natural possuía, sem dúvida, gênio mau, era impetuoso e dado à critica. Orgulho e ambição estavam com ele. Cobiçava a mais alta posição no reino de Cristo (Mc 10.35,37). Era presunçoso (Mc 10.38,39), intolerante e impulsivo, acreditava na vingança (Mc 9.38; Lc 9.54). Nossa vida é moldada pelas pessoas com as quais nos associamos, freqüentemente. Talvez, de maneira inconsciente, as imitamos em muitas coisas. Chegamos mesmo a refletir-lhes o caráter. "Contemplando... a glória do Senhor, somos transformados" (2 Co 3.18). 19.2.2008

 

  • Quando fizemos uma pausa, durante uma viagem missionária, fomos mergulhar no mar do Caribe. O barco que nos havia levado até as águas profundas, onde a paisagem é melhor, retornou para perto da praia. Eu comecei a sentir um pânico, por estar em mar aberto. Tive dificuldades de controlar a minha respiração e então pedi ao meu genro e a um amigo que me ajudassem. Eles seguraram meus braços enquanto eu procurava encontrar a ponta de um coral, suficientemente perto da superfície, no qual eu pudesse pisar. Quando encontrei um lugar onde podia ficar de pé, mesmo que estivesse rodeado por águas profundas, então me senti bem. Você está sentindo um pouco de pânico com relação aos eventos na sua vida? Pode ser que pareça estar rodeado pelas águas profundas de problemas nos relacionamentos ou aflições financeiras, ou simplesmente pela incapacidade de colocar sua vida em ordem. Talvez você tenha a sensação de que está afundando num mar de provações e problemas. Posso sugerir-lhe duas coisas? Primeiro, encontre um companheiro cristão, ou dois, que possam estar do seu lado para apoiá-lo, orar por você, falar com você e lembrá-lo de que não está sozinho (Eclesiastes 4:10). Segundo, descanse seus pés no único fundamento sólido da vida: Jesus Cristo (1 Coríntios 3:11). Os problemas da vida são demasiado duros para enfrentá-los sozinho. Busque alguma ajuda e encontre em Jesus um lugar para ficar em pé. 5.8.2008

 

  • Certa vez Aristóteles disse: “Alguns pensam que para se ser amigo basta querê-lo, como se para se estar são bastasse desejar a saúde.”. 20.11.2008

 

  • Ralph Waldo Emerson disse certa vez: “Um amigo é uma pessoa com a qual se pode pensar em voz alta”. 20.11.2008

 

  • Um pregador acabara de falar sobre o reconhecimento dos amigos no Céu. Descendo da plataforma e dirigindo-se a um dos corredores, foi abordado por uma mulher que lhe estendeu a mão e falou: "Eu lhe agradeço muito por este sermão. Agora eu gostaria de lhe solicitar que fizesse uma pregação sobre o reconhecimento dos amigos na terra. Eu tenho frequentado este lugar por três anos e jamais alguém se aproximou para falar comigo." Temos deixado a luz de Cristo brilhar em nossas vidas através de nossas atitudes? Estamos vivendo, realmente, os ensinos de Cristo? Temos sido Seus amigos através de um relacionamento de amor com aqueles que estão à nossa volta? Temos praticado o amor que o Senhor nos ensinou através das Escrituras? O que tem representado, para nós, os irmãos de nossa igreja, os colegas de trabalho, os vizinhos e todos que conosco convivem? Temos compreendido que todos eles são oportunidades que o Senhor nos oferece para testemunhar de uma vida transformada ou não passam de uma pessoa a mais em nossa frente e que podemos tratá-los com a mesma indiferença com que as pessoas sem Cristo os tratam? A vida cristã não pode ser superficial, sem sal, sem luz e sem compromissos. O Senhor nos chamou para sair e produzir frutos e não para ser galhos secos e sem utilidade. Ele nos amou para que aprendêssemos também a amar. Ele nos mostrou o caminho da salvação para que pudéssemos mostrá-lo a todos os perdidos. Ele se colocou como nosso Amigo para que seguíssemos Seu exemplo e nos tornássemos amigos dos nossos irmãos. Se alguém tivesse que descrever a você, diriam tratar-se de uma pessoa amiga? 19.1.2009

 

  • Serapião era um velho mendigo que perambulava pelas ruas da cidade. Ao seu lado, o fiel escudeiro, um vira lata branco e preto que atendia pelo nome de Malhado. Serapião não pedia dinheiro. Aceitava sempre um pão, uma banana, um pedaço de bolo ou um almoço feito com sobras de comida dos mais abastados. Quando suas roupas estavam imprestáveis, logo era socorrido por alguma alma caridosa. Mudava a apresentação e era alvo de brincadeiras. Serapião era conhecido como um homem bom, que perdera a razão, a família, os amigos e até a identidade. Não bebia bebida alcoólica, estava sempre tranqüilo, mesmo quando não havia recebido nem um pouco de comida. Dizia sempre que Deus lhe daria um pouco na hora certa e, sempre na hora que Deus determinava, alguém lhe estendia uma porção de alimentos. Serapião agradecia e rogava a Deus pela pessoa que o ajudava. Tudo que ganhava, dava primeiro para o malhado, que, paciente, comia e ficava a esperar por mais um pouco. Não tinha onde dormir, onde anoiteciam, lá dormiam. Quando chovia, procuravam abrigo embaixo da ponte do ribeirão Bonito e, ali o mendigo ficava a meditar, com um olhar perdido no horizonte. Aquela figura me deixava sempre pensativo, pois eu não entendia aquela vida vegetativa, sem progresso, sem esperança e sem um futuro promissor que Serapião levava. Certo dia, com a desculpa de lhe oferecer umas bananas fui bater um papo com o velho Serapião. Iniciei a conversa falando do Malhado, perguntei pela idade dele, o que Serapião, não sabia. Dizia não ter idéia, pois se encontraram um certo dia quando ambos andavam a toa pelas ruas. — Nossa amizade começou com um pedaço de pão — disse o mendigo. Ele parecia estar faminto e eu lhe ofereci um pouco do meu almoço e ele agradeceu abanando o rabo, e daí, não me largou mais. Ele me ajuda muito e eu retribuo essa ajuda sempre que posso. — Como vocês se ajudam? Perguntei. — Ele me vigia quando estou dormindo; ninguém pode chegar perto que ele late e ataca. Também quando ele dorme, eu fico vigiando para que outro cachorro não o incomode. Continuando a conversa, perguntei: — Serapião, você tem algum desejo de vida? — Sim, respondeu ele — tenho vontade de comer um cachorro quente, daqueles que a Zezé vende ali na esquina. — Só isso? Indaguei. — É, no momento é só isso que eu desejo. — Pois bem, vou satisfazer agora esse grande desejo. Saí e comprei um cachorro quente para o mendigo. Voltei e lhe entreguei. Ele arregalou os olhos, deu um sorriso, agradeceu a dádiva e em seguida tirou a salsicha, deu para o Malhado, e comeu o pão com os temperos. Não entendi aquele gesto do mendigo, pois imaginava ser a salsicha o melhor pedaço. — Por que você deu para o Malhado logo a salsicha? — Perguntei intrigado. Ele, com a boca cheia, respondeu: — Para o melhor amigo, o melhor pedaço. E continuou comendo, alegre e satisfeito. Despedi-me do Serapião, passei a mão na cabeça do Malhado e saí pensando com meus botões: Aprendi alguma coisa hoje.

 

  • Como é bom ter amigos. Pessoas em que possamos confiar. E saber reconhecer neles o seu real valor, agindo em consonância. Por outro lado, é bom ser amigo de alguém e ter a satisfação de ser reconhecido como tal. Jamais esquecerei a sabedoria daquele eremita: "PARA O MELHOR AMIGO O MELHOR PEDAÇO". 27.1.2009

 

  • Na prosperidade nossos amigos nos conhecem; na adversidade, nós ficamos conhecendo quem são realmente nossos amigos. (Churton Collins) 6.2.2009

 

  • As palavras de amizade e conforto podem ser curtas e sucintas, mas o seu eco é infindável. Madre Teresa de Calcutá 12.2.2009

 

  • Narra uma crônica que um homem andava por uma estrada, acompanhado de seus fiéis animais: um cavalo e um cão. Pelo caminho, um raio os atingiu e os três foram fulminados. O homem não se deu conta que morrera e continuou andando, com seu cavalo e seu cão. Longa era a caminhada, morro acima. O sol estava muito forte e a sede passou a castigá-los. Numa curva do caminho, o homem avistou um portão magnífico, que conduzia a uma praça calçada com blocos de ouro. Cumprimentando o guardião da entrada, o homem perguntou que lugar era aquele. Descobriu que ali era o Céu. Feliz em saber que estava em um local tão agradável, indagou se poderia saciar a sua sede e a dos seus amigos, nas águas cristalinas da fonte que havia bem no centro da praça. O senhor pode entrar e beber à vontade. - disse o guarda. Mas aqui não se permite a entrada de animais. O caminhante ficou muito desapontado. Grande era a sua sede, mas decidiu que não beberia sozinho. Preferiu continuar sua caminhada. Exausto, mais adiante, deparou-se com uma porteira que se abria para uma estrada de terra, ladeada de árvores. À sombra de uma das árvores, um homem estava deitado, cabeça coberta com um chapéu. Parecia dormir. Estamos com muita sede, meu cavalo, meu cachorro e eu - disse o caminhante. Indicando uma fonte, entre algumas pedras, foi-lhe dito que poderia beber à vontade. O caminhante, o cavalo e o cachorro foram até à fonte e mataram a sede. Em seguida, ele retornou para agradecer. E resolveu indagar: A propósito, como se chama este lugar? Aqui é o Céu - foi a resposta. Céu? - exclamou o caminhante, surpreso. Mas já passei pelo Céu. Era um lugar muito bonito com um grande portão de mármore. Aquilo não é o Céu, esclareceu o outro. Aquilo é o Inferno. O caminhante ficou perplexo. Mas, vocês deviam tomar uma providência. Com a informação errada, que lá, naquele lugar, é dada, pode ocasionar muita confusão. Muitas pessoas podem ser enganadas. O homem sorriu e calmo, explicou: Na verdade, eles nos fazem um grande favor, porque lá ficam todos aqueles que são capazes de abandonar seus melhores amigos. Fácil é a conquista e manutenção de amigos, quando a juventude compõe versos e a riqueza sorri. Contudo, é na forja da adversidade e das graves problemáticas, que os verdadeiros amigos se revelam. São esses que permanecem ao nosso lado, mesmo quando o mundo inteiro nos volta as costas. São eles que prosseguem conosco, mesmo que nos vistamos com os andrajos da pobreza e o infortúnio nos abrace.18.6.2009

 

  • "Não te esqueças que os estranhos são amigos que ainda não conheces". Abraham Lincoln, 16º presidente, abolicionista, que morreu assassinado, EUA, 1809-186518.6.2009

 

  • Durante a cerimônia de casamento de um casal britânico, o padrinho permaneceu imóvel. Mesmo após a troca dos votos, ele não se mexeu. A figura inerte era um piloto de carro de corrida que tentava estar em dois lugares ao mesmo tempo. Por causa de compromissos contratuais Andy Priaulx, tricampeão mundial da categoria de carros de turismo teve que quebrar a promessa de participar do casamento de seu amigo. Então ele enviou sua foto em tamanho natural juntamente com um discurso pré-gravado. A noiva declarou que estava comovida pelos esforços do amigo para honrar seu casamento. O gesto de Priaulx, certamente foi criativo e não deveríamos tentar adivinhar suas intenções. Mas Jesus nos deu outro padrão pelo qual devemos mensurar a amizade. Jesus pediu aos Seus discípulos para que demonstrassem a amizade por Ele amando uns aos outros assim como Ele os amara. Depois, Ele foi adiante, e ao antecipar Sua morte na cruz afirmou: “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos” (João 15:13). Esta profundidade de amizade não significa simplesmente fazer o que é certo. Envolve sacrifício e surge do relacionamento com aquele que verdadeiramente deu a Sua vida por nós. Será que estamos demonstrando aos outros que somos amados por Jesus como Ele é amado pelo Seu Pai? (João 15:9). Martin R. De Haan1.7.2009

 

  • Aquilo que posso aprender com meu cão: Se ficar encarando uma pessoa por bastante tempo, você acaba conseguindo o que quer. Seja directo com as pessoas; demonstre seus sentimentos mesmo que seja fazendo pipi nos seus sapatos. Saiba quando segurar a língua e quando usá-la. Sempre deixe espaço para uma boa soneca em sua programação. Cumprimente as pessoas de forma amigável: Quando fizer algo de errado, sempre assuma a culpa (assim que for arrastado do seu esconderijo em baixo da cama). Se não for molhado e babado, não é um beijo de verdade. Quando sair para ver o mundo, lembre-se: sempre pare para cheirar as rosas e as árvores, a grama, as pedras, os hidrantes. Nunca deixe passar uma oportunidade de dar uma fugidinha. Sinta o ar puro e o vento em seu rosto como se fosse a oitava maravilha do mundo. Quando as pessoas queridas chegarem em casa, sempre corra para cumprimentá-las. Quando for do seu interesse, seja obediente. Deixe que os outros saibam quando invadirem seu território. Tire umas sonecas e se espreguice antes de levantar. Corra, saltite e brinque diariamente. Coma com gosto e entusiasmo. Pare quando estiver satisfeito. Seja fiel. Nunca finja ser algo que você não é. Se o que você quiser estiver enterrado, cave até encontrar. Se uma pessoa estiver tendo um dia ruim, fique em silêncio, sente perto dela e encoste-se gentilmente. Alegre-se ao conseguir atenção e deixe que as pessoas o toquem. Evite morder se uma simples rosnada funcionar. Em dias de calor agradável, pare para deitar de barriga para cima na grama. Em dias muito quentes, beba muita água e deite sob a sombra de uma árvore. Quando estiver contente, pule e balance todo o corpo. Não importa o quanto você for censurado, não se sinta culpado e não faça bico... corra de volta e faça as pazes. Delicie-se com o simples prazer de uma longa caminhada. 2.10.2009

 

  • Se quer ter amigos, seja amigo. 28.10.2009  

 

  • Esta história aconteceu ao psicólogo Bernard Berkuwits. Certa vez ele atendeu um paciente em seu consultório que disse estar muito triste por ter perdido uma pessoa que lhe era muito querida. "Acabo de perder o meu melhor amigo". E o psicólogo: "Tem certeza?". Diante do olhar surpreso do paciente, o psicólogo fez uma segunda pergunta: "O senhor sabe quem é, ou quem deveria ser o seu melhor amigo?". E o próprio psicólogo respondeu: "O seu melhor amigo é você mesmo". Então o homem, com um vago sorriso, concordou: "Acho que você tem razão". Existem muitas pessoas que se envolvem demasiadamente com os trabalhos da igreja onde congregam a ponto de se esquecerem delas próprias, de sua família, de sua casa. Ore a Deus pedindo-lhe que o ensine a cuidar bem de você mesmo e de sua família. Ame a Deus acima de tudo, porém cuide de você mesmo e dos seus familiares, e só em seguida dê assistência aos trabalhos de sua igreja. Cuide bem dos seus filhos e de seu cônjuge. Aproveite os momentos de lazer com a sua família, e cuide de você mesmo, de sua saúde física e de sua aparência. Demonstre por suas atitudes que você é um crente responsável por sua vida pessoal e familiar. 28.10.2009

 

  • Em Timor, há muitos anos atrás, uma das minhas filhas observava dois meninos que brincavam. Com pedras eles “raspavam na terra” procurando “fazer as ruas de uma cidade”. A certa altura decidiram que iriam incluir um jardim nessa “cidade”. Um deles comentou: “Em Portugal há jardins grandes!” Ou outro retorquiu: “Eu fui lá uma vez e não vi jardins grandes”. O primeiro insistiu que havia. O outro voltou a referir a sua experiência: “Eu não vi lá jardins grandes!” Então o primeiro não esteve com meias medidas, e disse-lhe: “Tens que ver jardins grandes senão já não brinco contigo!” De que é que fazemos depender a nossa amizade e a nossa união? Será de “jardins grandes” que queremos que todos vejam da mesma forma?” 10-03-2010

 

  • Se um cachorro fosse o seu professor, você aprenderia coisas assim: Quando alguém que você ama chega em casa, corra ao seu encontro. Nunca perca uma oportunidade de ir passear. Permita-se experimentar o ar fresco do vento no seu rosto. Mostre aos outros que estão invadindo o seu território. Tire uma sonequinha no meio do dia e espreguice antes de levantar. Corra, pule e brinque todos os dias. Tente se dar bem com o próximo e deixe as pessoas te tocarem. Não morda quando um simples rosnado resolve a situação. Em dias quentes, pare e role na grama, beba bastante líquidos e deite debaixo da sombra de uma árvore. Quando você estiver feliz, dance e balance todo o seu corpo. Não importa quantas vezes o outro te magoa, não se sinta culpado...volte e faça as pazes novamente. Aproveite o prazer de uma longa caminhada. Se alimente com gosto e entusiasmo. Coma só o suficiente. Seja leal. Nunca pretenda ser o que você não é. E o MAIS importante de tudo... Quando alguém estiver nervoso ou triste, fique em silêncio, fique por perto e mostre que você está ali para confortar. A amizade verdadeira não aceita imitações! E NÓS PRECISAMOS APRENDER ISTO COM UM ANIMAL QUE, DIZEM SER IRRACIONAL! 9.4.2010

 

  • Meu melhor amigo é aquele que consegue retirar de dentro de mim o que existe de melhor.  Fred Britts 10.4.2010

 

  • Uma senhora Cristã costumava visitar uma menina cega. Durante suas visitas, ensinou-lhe a ler a Bíblia em seu alfabeto especial. (Braille) Certa manhã, disse a senhora: - Eu entrei em seu quarto e antes que tivesse tempo de pegar sua mão para mostrar que eu havia chegado, ouvi que falava com Cristo sobre o versículo "vós sois meus amigos, se fizerdes o que vos mando". Erguendo seus olhos cegos para o alto, ela falou: - Eu gosto de ouvi-lo falando isso! - Antes de poder ler eu só O ouvia dizer que era meu Amigo -- Amigo do pecador. - Eu não sabia que nós éramos Seus amigos. Que tipo de amigo temos buscado em nossa caminhada neste mundo? A quem estamos querendo nos associar? O que temos a oferecer ao amigo que procuramos? Almejamos encontrar nele alguma coisa que possa produzir benefícios para nossa vida? No mundo em que vivemos encontramos vários tipos de amigos; uns bons e outros não tão bons. Muitas vezes o que colhemos em nossos relacionamentos é  apenas decepções e enganos. Nada é muito certo, não podemos ter certeza de nada. Mas há um amigo que podemos confiar plenamente. Nele encontramos segurança, verdade, carinho, consolo, amor verdadeiro. Ele jamais nos engana, jamais nos desilude, jamais nos decepciona. Ele é nosso Amigo e nos chama de Seus amigos. Ele tem prazer em estar ao nosso lado tanto quando temos dinheiro como quando não temos. Ele não olha se somos bonitos ou não, se somos inteligentes ou nem tanto, Ele nos ama em qualquer situação. Não é maravilhoso saber que, se fizermos a vontade do Senhor, Ele nos chama de amigos? 26.4.2010

 

  • Certo psiquiatra disse que são poucas as pessoas que, de fato, gostam do sabor amargo da cerveja. A cerveja, disse ele, seria apenas uma desculpa para se estar numa roda de amigos. 7.7.2010

 

  • Não ter amigos é tão perigoso como fumar ou consumir álcool em excesso - Pessoas com mais relações sociais têm 50% mais chances de sobrevivência do que quem se relaciona menos com outras pessoas, segundo pesquisadores - Washington, 27 jul (EFE).- Não ter amigos pode ser tão perigoso para a saúde como fumar ou consumir álcool em excesso, diz um estudo de cientistas americanos publicado hoje no site da revista "PLoS Medicine". Os especialistas asseguram que o isolamento é ruim para a saúde e, no entanto, esta é uma tendência cada vez maior em um mundo industrializado no qual "a quantidade e a qualidade das relações sociais estão diminuindo enormemente". Estudos prévios demonstraram que as pessoas com menos relações sociais morrem antes daqueles que se relacionam mais com amigos, conhecidos e parentes. Por isso, preocupados com o aumento de pessoas que se relacionam menos com as outras, os cientistas analisaram como um isolamento excessivo pode afetar a saúde. Para isso, os pesquisadores recorreram a 148 estudos prévios com dados sobre a mortalidade de indivíduos em função de suas relações sociais. Após analisar os dados de 308.849 indivíduos acompanhados durante uma média de 7,5 anos, os cientistas descobriram que as pessoas com mais relações sociais têm 50% mais chances de sobrevivência do que quem se relaciona menos com outras pessoas. Segundo os especialistas da Universidade Brigham Young, do estado do Utah, e do Departamento de Epidemiologia da Universidade da Carolina do Norte que participaram do estudo, a importância de ter uma boa rede de amigos e boas relações familiares "é comparável a deixar de fumar e supera muitos fatores de risco como a obesidade e a inatividade física". Estes resultados também revelam que, analisando a idade, o sexo ou a condição de saúde do indivíduo, a integração social pode ser outro fator levado em conta na hora de avaliar o risco de morte do indivíduo. "A medicina contemporânea poderia se beneficiar do reconhecimento de que as relações sociais influem nos resultados de saúde dos adultos", apontam os responsáveis pelo estudo, para quem médicos e educadores poderiam advertir sobre a importância da relações sociais da mesma forma que defendem o antitabagismo, uma dieta saudável e a realização de exercícios. uol.com.br 2.8.2010

 

  • Uma avó, cujo neto famoso foi preso, por ser acusado de um crime hediondo contra uma ex-amante, disse que o advertiu contra as más companhias. Este é um padrão: os parentes sempre culpam os amigos dos seus queridos por os ter desviado para o erro. Vem daí o antigo anexim popular: "antes só do que mal acompanhado". A prática, no entanto, parece dar razão a um verso "brincalhão" de Erasmo Carlos, que propõe: "Como dizia minha avó: / antes mal acompanhado do que só". A sabedoria do poeta traduz um sentimento bem disseminado: a solidão é algo tão insuportável que qualquer companhia, mesmo que perversa, lhe é melhor. No entanto, todos nós devemos nos lembrar de um dos conselhos, entre tantos, da Bíblia: "O justo serve de guia para o seu companheiro, mas o caminho dos perversos os faz errar" (Provérbios 12.26). Todos nós precisamos de amizades espirituais. Nenhum de nós, mesmos os que nos achamos mais autônomos, está isento de ser seduzido, lenta e perigosamente, por colegas e amigos. Israel Belo de Azevedo 4.8.2010

 

  • Um filho pergunta à mãe: - Mãe, posso ir ao hospital ver meu amigo? Ele está doente! - Claro, mas o que ele tem? O filho, com a cabeça baixa, diz: - Tumor no cérebro. A mãe, furiosa, diz: -E você  quer ir lá para quê? Vê-lo morrer? O filho lhe dá as costas e vai... Horas depois ele volta vermelho de tanto chorar, dizendo: - Ai mãe, foi tão horrível, ele morreu na minha frente! A mãe, com raiva: - E agora?! Tá feliz?! Valeu a pena ter visto aquela cena?! Uma última lágrima cai de seus olhos e, acompanhado de um sorriso, ele diz: - Muito, pois cheguei a tempo de vê-lo sorrir e dizer: - EU TINHA CERTEZA QUE VOCÊ VINHA!' Moral da história: A amizade não se resume só em horas  boas, alegria e festa. Amigo é para todas as horas, boas ou ruins, tristes ou alegres. 10.11.2010

 

  • Minha amiga Kimberly disse que começou uma dieta para perder alguns quilos que ganhou recentemente. "Excelente!"  Eu exclamei. "Eu estou  pronta a começar uma dieta também. Nós podemos estar de dieta juntas e ajudar uma a outra. Quando eu sentir desejo de comer um  hamburguer na sexta-feira, eu ligarei primeiro para você". "Que bom!" Ela respondeu. "Eu batalharei com você.” (Katina Fisher) Como é bom ter um amigo para dividir nossas preocupações, anseios, dúvidas e tudo o mais que venha a nos alegrar ou afligir. Tudo se torna mais fácil quando caminhamos acompanhados por alguém em quem podemos confiar. A nossa ilustração mostra uma conversa entre duas amigas sobre um desafio a seguir. Sozinhas talvez não obtivessem êxito, mas juntas teriam mais  força e ânimo para alcançar o sucesso almejado. Comecei a refletir sobre as coisas mais sérias de nossas vidas. Com quem poderíamos compartilhar nossos traumas, frustrações, decepções, inquietações e até mesmo solidão. Em quem poderíamos confiar plenamente a respeito de nossas vidas espirituais. Não existe melhor Amigo a buscar nas horas mais difíceis do que o Senhor Jesus Cristo. Ele está sempre ao nosso lado, seja nas horas de contentamento, seja nas horas de grande tribulação. Ele está pronto a seguir ao nosso lado, a colocar os braços em nossos ombros, a nos ouvir quando desejamos desabafar, a aplaudir quando queremos contar as bênçãos recebidas. Ele é amor, fidelidade, verdade, consolo. Ele sempre almeja o melhor para nós e está pronto a nos ajudar a atingir nossos objetivos. O Senhor é um Amigo formidável! 15/9/2011

 

  • Amigo de verdade leva os amigos até Jesus! 21/11/2012

 

  • Ouvi dizer que segundo estudos feitos, uma pessoa para se firmar na igreja precisa de cinco amizades. 25/02/2013

 

  • O discipulador é um amigo que você tem. Muitas vezes ele fica fazendo perguntas, mas é pra te ajudar, pode ter certeza disso. O discipulador não é amigo da onça, não. Sabe como? Conta-se que tinha dois amigos andando na selva amazônica, de repete um olhou pro outro e falou: "Rapaz, se tiver uma onça no caminho o que você vai fazer? Ah eu vou correr a toda velocidade! Mas onça corre muito e se ela tiver perto de te alcançar o que você vai fazer? Ah então eu subo numa árvore mais rápido que o homem aranha. E se onça subir na árvore tambem? Bem, aí eu pego um galho da árvore e começo a me defender da onça. E se onça se defender mais do que você? Aí o cara perguntou: Ué, você é meu amigo ou amigo da onça? 6/12/2013

 

  • O sapo e a rosa  viviam em um jardim. Se amavam e eram amigos. Um dia, a cobra falou para a rosa:  - "Nossa, como você pode ser amiga desse bicho tão feio e nojento?"  A rosa ficou confusa e disse ao sapo para não lhe procurar mais, e mesmo sem saber o motivo, o sapo foi embora muito triste.  Um certo dia, o sapo voltou ao jardim e viu a rosa murcha e sem vida. Então o sapo se  aproximou e perguntou o que havia acontecido? e a rosa respondeu: - "Desde o dia que você foi embora os insetos me perseguem, e era você quem os comia pra mim... ". MORAL DA HISTÓRIA: Nunca despreze. BONS amigos por influencia de cobras  invejosas. Ame na simplicidade seus amigos. 13/02/2018

 

  • O famoso ator Arnold Schwarzenegger publicou uma foto de si mesmo dormindo na rua sob sua famosa estátua de bronze e, tristemente, escreveu "como os tempos mudaram". A razão pela qual ele escreveu a frase não era só porque ele era velho, mas porque quando ele era governador da Califórnia, ele inaugurou um hotel com sua estátua. A equipe do hotel disse a Arnold: "a qualquer momento você pode vir e ter um quarto reservado para você". Quando Arnold demitiu-se como governador e foi ao hotel, a administração se recusou a dar-lhe um quarto argumentando que ele deveria pagar por isso, pois eles estavam em grande demanda. Ele trouxe um saco de dormir e ficou debaixo da estátua e explicou o que queria transmitir: "Quando eu estava em uma posição importante, eles sempre me elogiaram, e quando perdi essa posição, eles se esqueceram de mim e não cumpriram sua promessa. Não confie em sua posição ou na quantidade de dinheiro que você possui, nem seu poder, nem sua inteligência, não vai durar ". Tentando ensinar a todos que quando você é "Importante" nos olhos das pessoas, todo mundo é seu "Amigo". Mas uma vez que você não beneficia seus interesses, você não importará. "Você nem sempre é quem você pensa que sempre será, nada dura para sempre". 13/02/2018