ALIMENTO

  • Deviam fazer como os chimpanzés. Se um grupo encontra um lugar cheio de comida, começa a fazer batucadas em árvores, bate palmas e sapateia no chão para chamar os amigos. Com essa barulheira agitam a floresta e logo a turma toda aparece para o banquete (Revista Recreio Ano 2 Nº 86, pg 10).

 

  • O dono de um burro, por problemas financeiros, resolveu economizar na alimentação do animal. A orientação era dar comida um dia sim, um dia não. Acostumava o burro nessa rotina. Depois, um dia sim, dois dias não. Um dia sim, três dias não, etc. Quando o burro estava acostumando, morreu. Subministrar alimentação espiritual... é imprudência, parecida com a do dono do burro. (Jasiel Marques da Silva, em O Jornal Batista, pg 2b - 3 a 9/12/2001).

 

  • Há n'O Jornal Batista uma coluna intitulada "De Pastor Para Pastor". Num dos artigos para esta coluna, o Pr Aloizio Penido Bertho escreveu: "o gado vai ao cocho que tem alimento". Que o Espírito de Deus venha ungir a cada pregador. - Fonte: Aloizio Penido Bertho, em O Jornal Batista, pg 13, 05 a 11/08/2002.

 

  • Quando os meus filhos eram bebês, a minha mulher e eu dávamo-lhes leite. Quando cresceram, alimentamo-los com alimento mole. Eles transpareciam felicidade como os rechonchudos bebês das fotos publicitárias. Os nossos filhos agora são adultos. 

 

  • Quando nos vêm visitar, a minha mulher dá-lhes comida como batatas e bifes. Eles cresceram.

 

  • Garçom, tem uma aranha no meu prato. - É o desenho do prato. - Mas está se mexendo... - É desenho animado!

 

  • A professora pergunta aos alunos: - Quem aqui faz oração antes das refeições? Todos levantam a mão, menos Joãozinho. - Joãozinho! Você não ora antes das refeições? - Não, fessora... Lá em casa não precisa! A minha mãe cozinha bem!

 

  • Uma das características de uma alma bem alimentada é uma Bíblia bem usada.

 

  • Se você não pode alimentar cem pessoas, então alimente apenas uma. (Pequeno Manual de Instruções de Deus Para Mulheres, pg. 126).

 

  • Em um jornal norte-americano, colhi esta: “Uma mulher que “dirigia” o carro do marido sentado no banco de trás, não é pior do que um marido que “cozinha” a comida sentado na mesa do jantar.”

 

  • Diz uma antiga história chinesa que um cachorro vivia entre dois templos, separados por um rio. Ao ouvir o sino de bronze, que indicava o início das cerimônias religiosas, o cachorro lá ia, porque lhe davam comida. Um dia, os sinos das duas igrejas tocaram quase ao mesmo tempo. O cachorro saiu nadando numa direção, mas no meio do rio achou que o outro templo poderia ter comida melhor. E começou a nadar nessa outra direção. Depois, mudou de novo, e de novo, e de novo. De tanto duvidar, indo e vindo, cansou-se e morreu afogado. É impossível mesmo servir a Deus e as riquezas ao mesmo tempo. (João Soares da Fonseca - Revista Compromisso/3º Trim-2001).

 

  • A sua pele reflete a qualidade do cardápio de todo santo dia. Experimente só turbinar as refeições com alimentos que contenham os seguintes nutrientes e sinta a diferença: - Vitamina A: O que faz: acelera a cicatrização e auxilia no combate à acne. Fontes: fígado, cenoura, ovos, leite e vegetais verdes. - Vitamina B2: O que faz: previne dermatites e inibe a formação de cravos. Fontes: leite, peixe, gérmen de cereais e levedura de cerveja. - Vitamina B6: O que faz: dá mais firmeza à pele. Fontes: farelo de trigo, melão, fígado e coração. - Vitamina C: O que faz: é antioxidante e evita que vasos capilares se rompam. Fontes: frutas cítricas e silvestres, verduras e tomate. - Vitamina E: O que faz: estimula a renovação das células e a circulação. Fontes: couve-de-bruxelas, espinafre, cereais, brócolis e ovo.

 

  • A ordem aos israelitas era que comessem toda a carne assada do cordeiro, de modo que pudessem adquirir forças para atravessar o deserto. Se nós quisermos ter forças que nos possibilitem atravessar o deserto deste mundo, com todo sucesso, com todas as vitórias, precisamos comer a Palavra de Deus de modo regular. Assim como os israelitas jamais poderiam reunir forças para atravessar o deserto vitoriosamente, sem que primeiro tivessem comido a carne do cordeiro pascal assado, assim também não há vitória para o cristão que não se alimenta com regularidade das Sagradas Escrituras. (Êxodo 12.1-4).

 

  • Uma quadra desconsolada do poeta Soares da Cunha: “Não sei por que razão em nossa mesa/foi sempre amargo o pão de cada dia/. Seria preferível a pobreza/com um pouco mais de graça e de alegria.” Se as refeições são o momento para discussões e maledicências o pão será mesmo sempre amargo.

 

  • Uma pessoa que durante trinta anos foi alimentada pelo mundo por toda sorte de alimentos podres não abandonará tudo de uma vez como em um passe de mágica, um adolescente que durante treze anos foi criado a base de bolacha, salgadinho e televisão, não pode se esperar resultados tão imediatos.

 

  • Sobre o valor alimentar da refeição de João Batista posso emitir alguma opinião. A Bíblia fala em mel silvestre e não em mel de abelhas. O mel de flores silvestres, como o de abelhas, é um grande elemento nutritivo, de alto valor calórico, energético, rico em vitaminas do complexo B e minerais. O gafanhoto é rico em proteínas de alto valor biológico e em gordura. Li, alhures, que gafanhoto passado na frigideira é tão gostoso como camarão frito. No interior brasileiro é costume comer-se, em certas épocas, formiga tanajura. O segmento distal da tanajura, rico em aminoácidos, sob a forma de farofa, é prato apreciável por alguns comensais. Pelo exposto concluímos que a bizarra refeição de João Batista era muito mais saudável do que a farinha com rapadura de nossos nordestinos em época de seca. - Jeiel C. Ferreira de Souza, em O Jornal Batista.

 

  • Quanto à alimentação, Adão e Eva e todos os animais se alimentariam das plantas que Deus havia criado. Os v.29-30 mostram que nenhum animal teria que morrer para alimentar outro. Tomados juntos, esses versículos 28-30 mostram a terra num estado de perfeita harmonia, algo inimaginável. Diz o verso 31: "Viu Deus tudo o que tinha feito, e que era muito bom".

 

  • Em uma festa, a mulher constrangida, diz ao marido: "É a quarta vez que você se serve de torta. Não tem vergonha?" "Por que teria? Estou dizendo que é para você!"

 

  • "Um freqüentador de Igreja escreveu para o editor de um jornal e reclamou que não fazia sentido ir à Igreja todos os domingos. "- Eu tenho ido à Igreja por 30 anos", ele escreveu, "e durante este tempo eu ouvi uns 3.000 sermões." "Mas por minha vida, eu não consigo lembrar nenhum deles... Assim, eu penso que estou perdendo meu tempo e os Pastores estão desperdiçando o tempo deles pregando sermões!..." Esta carta iniciou uma grande controvérsia na coluna "Cartas ao Editor", para prazer do Editor e Chefe do jornal.   Isto foi por semanas, recebendo e publicando cartas no assunto, até que alguém escreveu este argumento: "- Eu estou casado já há 30 anos.   Durante este tempo minha esposa deve ter cozinhado umas 32.000 refeições.   Mas, por minha vida, eu não consigo me lembrar do cardápio de nenhuma destas 32.000 refeições. Mas de uma coisa eu sei... Todas elas me nutriram e me deram a força que eu precisava para fazer o meu trabalho. Se minha esposa não tivesse me dado estas refeições, eu estaria hoje fisicamente morto. Da mesma maneira, se eu não tivesse ido à Igreja para alimentar minha fome espiritual, eu estaria hoje morto espiritualmente."

 

  • “Há uma conscientização cada vez maior de que escolhas simples quanto ao que comemos exercem influência poderosa sobre nossa saúde – não só na prevenção de doenças mas também no bem-estar geral e na qualidade de vida”, diz o Dr Dean Ornish, fundador do Preventive Medicine Research Institute, na Califórnia. Ele foi o primeiro pesquisador a provar que mudanças na alimentação e no estilo de vida podem reverter doenças cardíacas, sem cirurgias ou remédios. “Existem nos alimentos mais de mil substâncias que protegem o corpo, pois têm propriedades anticâncer, antidoenças cardiovasculares e antienvelhecimento”, diz ele. A maioria dessas substâncias é encontrada em frutas, legumes e verduras, grãos e cereais, e leguminosas. – Seleções, Janeiro/06. 30/11/06

 

  • Um único morango tem mais de 100 nutrientes, observa Katherine Tallmadge, da Associação Dietética Americana. – Seleções, Ago/2005. 15/12/06

 

  • A sabedoria oriental já dizia que comer sem pressa pode ser o caminho para a magreza constante. Especialistas no mundo inteiro também concordam com isso. Engolir a comida sem mastigar direito, além de prejudicar a digestão, também pode agravar o problema da obesidade para quem já apresenta tendência para engordar. A mastigação lenta permite que as enzimas digestivas tenham mais tempo para metabolizar os alimentos. 18/12/06

 

  • O pastor José Alves Silva Bittencourt afirmava: “o gado vai ao cocho que tem alimento”. Isto era para ensinar que se quisermos uma Igreja crescente em número e espiritualidade, necessário se torna que o alimento do púlpito seja saudável e com grande poder nutritivo. 17/1/07

 

  • Uma feijoada só é realmente completa quando tem uma ambulância de plantão. (Stanislaw Ponte Preta) 28/12/2007

 

  • Coma apenas quando estiver com fome. Os americanos comem por vários motivos além da fome, principalmente tédio, solidão, es­tresse ou medo, um conceito que não existe em outras culturas. "Você não pode transformar a comida nu­ma solução para tudo em sua vida e ainda assim esperar ser magro", diz o Dr. Katz. "Se você come por tédio, descubra um passatempo. Se come para aliviar o estresse, aprenda a meditar ou a fazer ioga." – Revista Seleções. 8.1.2008

 

  • "O prazer dos banquetes não está nos pratos, mas nos amigos que nos acompanham." 30.1.2008

 

  • Bill Hybels não experimentou os resultados tão sonhados por muitos... É exatamente neste ponto que reside a vital importância de suas recentes declarações feitas na famosa conferência de liderança realizada anualmente na Willow Creek, igreja da qual é pastor, retransmitida para várias partes do mundo. As conclusões a que chegou após uma pesquisa feita no âmbito do seu ministério local e em outras igrejas ligadas à sua rede ministerial, sobre o crescimento e maturidade espiritual das pessoas que afluíam atraídas pelos excelentes programas oferecidos, o levaram a fazer as seguintes afirmações, conforme reportagem publicada aqui mesmo, na segunda edição de CRISTIANISMO HOJE: “Algumas das coisas em que investimos milhões de dólares, pensando que auxiliariam as pessoas a crescer e se desenvolver espiritualmente, não estavam ajudando tanto”. Segundo Hybles, os estudos mostraram que outros aspectos mais convencionais da vida cristã – e que não requerem tantos recursos financeiros e humanos – são justamente “as coisas pelas quais as pessoas estão clamando”. E confessa, de forma literal e taxativa: "Nós cometemos um erro". O que deveríamos ter dito e ensinado às pessoas quando elas atravessaram a linha da fé e se tornaram cristãs é que devem tomar responsabilidade para se nutrirem. Nós deveríamos ter cuidado das pessoas, ensinado-as a ler suas Bíblias entre os cultos, bem como a praticar suas disciplinas espirituais mais agressivamente, de forma individual”. 22.8.2008

 

  • Era uma tarde quente de domingo. Eu caminhava sozinho pela Avenida Rio Branco, naquele momento, deserta. Gosto de caminhar por ali e contemplar a bela arquitetura do centro do Rio de Janeiro. Aprecio as construções antigas, magníficas, sobranceiras. Muito da História do Rio de Janeiro e do Brasil passa por aquela e outras avenidas centrais da Cidade Maravilhosa. Como sou um apreciador das coisas da história, quando posso, dou-me o prazer de passar um bom tempo caminhando por ali. Como estava muito quente resolvi tomar um sorvete (uma das minhas paixões proibidas por causa de minhas constantes faringites) num quiosque de uma famosa rede de Fast-food. De repente vi que não estava só. Aproximou-se um rapaz e foi logo me pedindo: "moço, me dá um sorvete... é que eu tô com fome". Como eu estava com o dinheiro "contado" para voltar a Teresópolis, não pude atender o pedido daquele jovem, quase adulto. Instantaneamente me pus a pensar: "peraí... a lanchonete está aberta... se ele realmente estivesse com fome teria me pedido algo para comer e não uma "sobremesa"... sorvete não mata a fome..." e meu pensamento foi parar onde sempre pára nessas horas em que as coisas inusitadas me acontecem: na realidade da igreja. Na mesma hora senti que aquele era o quadro fiel de algumas igrejas que tenho conhecido. Estão querendo matar a "fome" com "sorvetes". Pensei em como a Palavra, verdadeiro alimento que realmente sacia a fome (nem só de pão viverá o homem, mas de toda Palavra...), tem sido trocada por meros "sorvetes" espirituais. Engraçado é que sorvetes geralmente são a sobremesa preferida das crianças. É difícil conhecer uma criança que não goste de se lambuzar de sorvete, e mais, elas são capazes de trocar pratos saborosos e nutritivos por uma pequena taça dessa guloseima doce e gelada. 30.9.2008

 

  • Nosso neto Ricardo nasceu seis semanas antes do tempo previsto. Bem menor que o normal e sob risco, tornou-se residente na unidade de cuidados intensivos para o neonatal do hospital local por duas semanas até adquirir peso suficiente para ir para casa. Seu maior desafio era o ato de se alimentar, pois neste exercício físico perdia mais calorias do que conseguia adquirir através do alimento que acabara de inserir. Obviamente isto retardou o seu desenvolvimento. Parecia que o pequeno garoto retrocedia dois passos para cada passo de progresso que conseguia dar. Nenhum remédio ou tratamento poderia resolver o problema; ele simplesmente precisava do fortalecimento e das forças provenientes da alimentação. Como seguidores de Cristo, vemos constantemente nossas reservas emocionais e espirituais se exaurirem pelos desafios da vida neste mundo em destruição. Em tais momentos, necessitamos do sustento para o nosso fortalecimento. No Salmo 37, Davi nos encorajou a fortalecer nossos corações, alimentando nossas almas. Ele escreveu: “Confia no Senhor e faze o bem. Habita na terra e alimenta-te na verdade” (Salmo 37:3). Quando somos afligidos pela fraqueza, a certeza da infinita fidelidade de Deus nos capacita a continuar proclamando Seu nome. O Seu cuidado fiel é o alimento que necessitamos, como nos diz o hino “O Deus Fiel”: “E, no porvir, oh! Que doce esperança; Desfrutarei do teu rico favor!” William E. Crowder. 4.3.2009

 

  • Plano de 10 etapas para nunca mais fazer dieta! 1 - Comer devagar. Comer muito rápido faz comer mais. O estômago demora cerca de 20 minutos para mandar um sinal para o cérebro. Comendo devagar, o cérebro tem tempo de receber a mensagem de que seu corpo está satisfeito. 2 - Garfadas menores. O paladar está na superfície da língua. Se a sua boca está cheia de comida, você nem sente o gosto. 3 - Concentre-se na comida. Comer em frente à TV ou no carro faz o momento se tornar irrelevante. A falta de atenção faz com que se coma demais. 4 - Apóie o garfo no prato. Se ainda tem comida na sua boca, coloque o garfo no prato. Não o encha novamente até que tenha engolido. 5 - Sirva a comida em pratos pequenos. Isso resolve dois problemas de uma só vez: o de lavar a louça e o fato de você comer com os olhos. 6 - Comida sem gordura engorda. Comidas sem gordura não satisfazem e contêm mais açúcares. 7 - Se não for comida, não coma. Nosso corpo sabe o que é comida de verdade: carnes, frutas, verduras. Invenções como coca-cola causam problemas de saúde e de sobrepeso. 8 - Coma em etapas. Coma a salada primeiro. Isso ajuda a ganhar tempo à mesa e previne que você coma rápido e em grande quantidade. 9 - Gordura é necessária na dieta. Seu corpo e cérebro necessitam de gordura para serem saudáveis. Você come uma quantia normal de gordura quando come alimentos de verdade, como manteiga, azeite, ovos, castanhas e queijos. 10 - Alta qualidade da comida leva a comer menos quantidade.9.6.2009

 

  • Sujeito chega em casa, morrendo de fome: - Querida, o que tem pro almoço? - Língua de vaca! - Credo! Eu não vou comer isso não! Onde já se viu comer uma coisa que sai da boca da vaca? Traz um ovo aí pra mim!27.8.2009

 

  • Talvez não saiba que se um ramo de cravos brancos passar uma noite com o caule mergulhado num recipiente com anil, pela manhã terá um ramo de cravos azuis. Há uns anos atrás, estava a observar uma gaiola de canários, em casa de um nosso irmão, e reparei que alguns deles tinham a plumagem salpicada de vermelho. Perguntei-lhe porquê. O Irmão explicou-me: "Estou a pôr-lhe na comida algumas sementes vermelhas". (João 6:57). O nossa "alimentação" trará reflexos na nossa vida! 11-03-2010

 

  • E na cozinha, como ela se sai? - Ela é especialista em três tipos de comida: enlatada, congelada e queimada! 26-04-2010

 

  • Esse pão tem muito conservante: conserva a textura, conserva o sabor, conserva o tamanho... 28-04-2010

 

  • Meu namorado é químico e eu sou personal trainer. Por isso nunca chegamos a um acordo quanto a uma alimentação saudável. Eu prefiro comida com menos gordura e poucas calorias. Ele repara nos produtos químicos e aditivos. Estávamos fazendo compras e pedi a ele que pegasse manteiga. Ele respondeu: - De qual tipo? A que dá câncer ou problemas cardíacos? 05-07-2010

 

  • A Revista Saúde (01-2008) publicou o seguinte: "De 30 a 40% de todos os alimentos produzidos no país vão para o lixo. Em países desenvolvidos esse índice não chega a 10%. Aqui, são toneladas e mais toneladas de comida perdidas diariamente. Boa parte do desperdício ocorre logo na colheita e no transporte, mas os consumidores também têm a sua parcela de responsabilidade. O brasileiro - pasmem! - joga fora mais comida do que de fato leva à mesa. Um estudo da Embrapa Agroindústria de Alimentos mostra que só em hortaliças, por exemplo, o total de perda, a cada ano, é de 37kg por habitante, enquanto que a ingestão desses vegetais não passa de 35kg no mesmo período de tempo. Toda essa comida desperdiçada equivale a 12 milhões de reais que o país despeja nas lixeiras a cada ano - para se ter uma idéia, isso é quase metade do orçamento do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Estamos, literalmente, botando dinheiro e saúde no lixo". 05-07-2010

 

  • Podemos imaginar uma mesa farta, cheia de comidas deliciosas. Ao seu redor estão reunidas pessoas famintas. Deus preparou a comida. Ela é totalmente gratuita. Se alguma pessoa está ao redor da mesa e não saboreia a comida, é uma decisão exclusivamente dela. Estar faminto, diante de uma mesa cheia, e não aproveitar a comida, é um comportamento irracional. É isso o que tem acontecido o tempo todo. a generosidade de Deus não é aproveitada. Deus oferece comida espiritual, mas, Ele não forçará ninguém a comê-la. O homem deve tomar a iniciativa e participar daquilo que Deus lhe dá. Temos nós estado diante das bênçãos do Senhor sem desfrutar de nenhuma delas? Temos ignorado tudo que o Senhor nos oferece, preferindo os enganos do mundo que não alimentam a alma e ainda nos afastam de Sua presença? Temos passado fome espiritual mesmo estando diante de um farto banquete que Deus tem nos preparado? Muitas vezes nos queixamos de abandono enquanto sobre a mesa do Senhor está colocado o "estou contigo todos os dias". Murmuramos quanto à falta de tudo, sem nos dar conta de que sobre a mesa das bênçãos está o "o Senhor suprirá todas as tuas necessidades". Preocupamo-nos com enfermidades e não confiamos que, sobre a mesa, está o "eu sou o Senhor que te sara". A frustração das derrotas por passos mal dados nos atormenta e nem olhamos que, bem no centro da mesa, está o "sem mim nada podeis fazer". Estamos famintos, sentados ao redor da mesa do Senhor, e bastaria apenas levantar uma de nossas mãos para receber tudo o que o nosso Salvador colocou à nossa disposição. Ali encontramos tudo de que necessitamos: alegria, paz, graça, unção, fé e vida abundante. Nada falta em cima da mesa do Senhor. Comece a aproveitar as "iguarias" santas que o Senhor colocou sobre a mesa. Você encontrará a felicidade que tem estado buscando há muito tempo. 21/2/2011

 

  • Os filhotes de águia estavam famintos e mamãe e papai pareciam ignorá-los. O mais velho dos três decidiu acabar com sua fome roendo um galho. Aparentemente, não era muito saboroso, pois logo o deixou de lado. O grande peixe logo atrás dos filhotes intrigou-me neste pequeno drama transmitido através da webcam de um Jardim Botânico. Mas os filhotes ainda não tinham aprendido a alimentar-se e esperavam que seus pais partissem seu alimento em pequenos pedaços e os alimentassem. Dentro de algumas semanas, no entanto, os pais os ensinarão a se alimentarem – uma de suas primeiras lições de sobrevivência. Se os filhotes não desenvolverem esta habilidade, jamais conseguirão sobreviver por conta própria. O autor de Hebreus falou de um problema semelhante no campo espiritual. Algumas pessoas na igreja não estavam amadurecendo espiritualmente. Não tinham aprendido a distinguir entre o bem e o mal (Hebreus 5:14). (Hebreus 5:14) - Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal. Assim como aqueles filhotes, não tinham aprendido a diferença entre um galho e um peixe. Eles ainda precisavam ser alimentados por alguém quando deveriam não apenas alimentar a si mesmos, mas a outros também (Hebreus 5:12). Embora seja bom receber o alimento espiritual de pregadores e mestres, o crescimento e a sobrevivência espiritual também dependem de sabermos como nos alimentar. Um Pensamento: O crescimento espiritual requer o sólido alimento encontrado na Palavra de Deus. Julie Ackerman Link 28/4/2011

 

  • Há alguns anos atrás, foram encontrados, em um pequeno apartamento de Boston-USA, os corpos de duas mulheres já bem idosas. Elas haviam morrido alguns dias antes. Uma autópsia revelou que a causa das mortes era desnutrição. Foram

 

  • encontrados, entretanto, costurados dentro dos colchões, nos travesseiros e nas cortinas, cerca de 200 mil dólares em dinheiro! As senhoras morreram porque não usaram o que tinham para suprir suas necessidades diárias para alimentação. Infelizmente, às vezes, estamos morrendo espiritualmente porque não nos apossamos das bênçãos que o Senhor Jesus tem colocado diariamente à nossa disposição. Estamos definhando pelo rancor, enquanto Deus oferece porções grandiosas de Seu amor. Estamos sendo corroídos pela mentira, enquanto Jesus, a Verdade, está ao nosso lado para nos estimular. Estamos descorados pelas dúvidas, enquanto o nosso Salvador tem querido derramar fé em nossos corações. Estamos adoentados pelo desânimo, enquanto ouvimos, sem cessar, que somos mais do que vencedores. 11/7/2011

 

  • "Eu lembro bem que, quando era menino, nós tínhamos uma grande cozinha do lado de fora da casa e fazíamos as refeições do lado de dentro. Agora nós temos uma grande cozinha dentro de casa e todos fazem as refeições fora." (George Sweeting) 18/8/2011

 

  • Há alguns anos atrás, foram encontrados, em um pequeno apartamento de Boston-USA, os corpos de duas mulheres já bem idosas. Elas haviam morrido alguns dias antes. Uma autópsia revelou que a causa das mortes era desnutrição. Foram encontrados, entretanto, costurados dentro dos colchões, nos travesseiros e nas cortinas, cerca de 200 mil dólares em dinheiro! As senhoras morreram porque não usaram o que tinham para suprir suas necessidades diárias para alimentação. Infelizmente, às vezes, estamos morrendo espiritualmente porque não nos apossamos das bênçãos que o Senhor Jesus tem colocado diariamente à nossa disposição. Estamos definhando pelo rancor, enquanto Deus oferece porções grandiosas de Seu amor. Estamos sendo corroídos pela mentira, enquanto Jesus, a Verdade, está ao nosso lado para nos estimular. Estamos descorados pelas dúvidas, enquanto o nosso Salvador tem querido derramar fé em nossos corações. Estamos adoentados pelo desânimo, enquanto ouvimos, sem cessar, que somos mais do que vencedores. Onde está a nossa vitória? Onde está a nossa força? Onde está o brilho saudável de Cristo, que  há muito não é notado em nossas vidas? Estarão, por acaso, costurados nos colchões e travesseiros dos enganos mundanos? Está na hora de descosturar tudo! Está na hora de descerrar as cortinas que escurecem o nosso relacionamento com Deus e deixar entrar o Sol da Justiça, para que tenhamos vida e vida com muita abundância. Está na hora de sair do apartamento das ilusões e caminhar pelas alamedas dos sonhos e das conquistas espirituais. Os bens materiais virão como conseqüência, para nossa felicidade... Não para nossa morte espiritual. Você já começou a descosturar tudo? 1/11/2011

 

  • Segurança alimentar: 40% do que é produzido vai para o lixo. Família de classe média descarta 182,5kg de comida por ano.  Estima-se que no Brasil, cerca de 50 mil pessoas vivam abaixo da linha da pobreza e passem fome, em contrapartida, encabeçamos a lista dos países que mais desperdiçam alimentos no mundo, com 70 mil toneladas de comida jogadas no lixo anualmente. Uma pesquisa da Embrapa revelou que uma família de classe média descarte anualmente 182,5kg de comida, o que de acordo com dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV), seria suficiente para alimentar uma criança por seis meses. Na maior rede de supermercados, o Super Bom, um controle dos alimentos industrializados, mantém vigilância constante à data de validade. De acordo com a nutricionista da empresa, Maria Cristina Machado, os alimentos com data a vencer, que não podem mais ser comercializados, são utilizados no lanche dos funcionários. “Não podemos doar nem vender alimentos que estão próximos do vencimento da data de validade, por isso utilizamos nos lanches dos funcionários. Como são muitos, a utilização é rápida e evitamos que os alimentos estraguem e sejam jogados no lixo.” Disse a nutricionista. Ururau, Cidades: Segurança alimentar: 40% do que é produzido vai para o lixo Para o comerciante Fadi Nosseir, dono do Restaurante do Fadi e da lanchonete Ali Babá há mais de 20 anos, junto com seu irmão Merowan Nosseir, muita gente não morreria de fome, se a comida que sobra todos os dias pudesse ser doada. Mas isso não é possível, devido à fragilidade que os alimentos possuem de  estragarem rapidamente, podendo fazer mal a saúde da pessoa que ingerir. “Por dia fazemos aproximadamente 300 quilos de comida e devido à quantidade de clientes que o restaurante possui, é possível saber a estimativa de quanto irá se gastar. Por exemplo, no inverno as pessoas comem entre 500 e 700g, já no verão esse consumo cai para 400g e 600g. Isso ajuda muito a fazer com que não sobre comida ou sobre muito pouco das cerca de 200 a 300 refeições diárias que servimos.” Disse. Mas o que poucos sabem é que a Lei Federal 3.071 de 1916 diz que quem doa alimento assume o risco caso venha a fazer mal a alguém. Ao responsável pode ser atribuída pena de até cinco anos de detenção. Ocorre que o desperdício de alimentos não estão restritos à comida após de pronta, onde incríveis 40% vão para o lixo, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 64% da produção do país é perdida, sendo 20% na colheita; 8% no transporte e armazenamento; 15% no processamento; 1% na venda a varejo e mais 20% no preparo dentro de nossas casas. À dona de casa fica a dica para reaproveitar o alimento e evitar o descarte. De acordo com Fadi, o armazenamento dos alimentos deve ser feito adequadamente, em geladeiras e freezers, além de todos serem embalados devidamente. 12-07-2012

 

  • O comandante geral do exército faz uma visita ao pelotão e pergunta aos soldados: - Que tal a comida por aqui? - Nós brigamos por ela o tempo todo! - respondeu um oficial. - Nossa! É tão boa assim? - Não... Quem perde a briga é que tem que comer! 30-09-2013

 

  • Um frequentador de uma igreja escreveu a seguinte mensagem para um jornal: "Eu tenho ido à igreja por 30 anos e durante este tempo devo ter ouvido umas 3.000 pregações. Mas, com exceção de uma ou outra, eu não consigo lembrar da maioria delas. Por isso, acho que estou perdendo meu tempo e os pastores também estão desperdiçando o deles". Essa matéria divulgada no jornal gerou uma grande discussão resultando em uma sábia resposta de um leitor,  igualmente divulgada nos seguintes termos: "Estou casado há mais de 30 anos e durante esse tempo minha esposa deve ter cozinhado umas 9.000 refeições. Mas, com exceção de uma ou outra, eu não consigo me lembrar da maioria delas. Mas de uma coisa eu sei: todas elas me nutriram, me alimentaram e me deram a força necessária para fazer minhas atividades. Sem essas refeições, eu e nossos filhos estaríamos desnutridos, fracos, desanimados ou até mortos. Da mesma maneira, se eu não tivesse ido à igreja para alimentar minha vida, minha alma e a da minha família, estaríamos hoje em terríveis condições espirituais". Portanto, não deixemos de nos reunir como igreja. Encorajemo- nos uns aos outros, ainda mais quando vemos que se aproxima o Grande Dia. (Hebreus 10:25). 08/11/2017

 

  • Conta-se que um camponês europeu atravessou o oceano para tentar a vida na América. Tudo, porém não passou de um sonho, uma vez que não tendo conseguido realizar os seus planos, resolveu voltar para a sua terra natal. Com algum sacrifício comprou de volta uma passagem marítima. No embarque levou consigo alguns pães escuros e um saquinho de nozes. O migrante, a cada dia da viagem, alegremente, comia pão com nozes. Depois de uma semana, porém, já enfastiado daquela comida, teve grande desejo por uma verdadeira refeição. Até porque, da cozinha vinha sempre um cheiro tão agradável e sedutor, que ele já não estava suportando. Foi quando perguntou a um outro passageiro se ele sabia quanto custava um almoço daquele navio. Olhando admirado para o migrante, o homem disse-lhe que gostaria de ver a sua passagem. Então, depois de observá-la atentamente, chamou a atenção do viajante e, apontando para uma frase do bilhete onde dizia que as refeições estão incluídas no preço da passagem, perguntou-lhe: Você não sabia disso? Vá depressa ao restaurante e coma à vontade. Você tem todo o direito. Embora pareça absurda essa história se repete na esfera religiosa. Quantos cristãos há que, definhando estão de fraqueza espiritual, só porque estupidamente ignoram o direito, adquirido na cruz, de se alimentarem livre e diariamente do Pão da Vida.

 

  • Jesus disse que "Não foi Moisés quem vos deu o pão do céu; o verdadeiro pão do céu é meu Pai quem vos dá. Porque o pão de Deus é o que desce do céu e dá vida ao mundo". Jo 6.32, 33. Se você está fraco é porque não está comendo o pão verdadeiro. Experimente o pão da vida. "Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede". Jo 6.32-35.  12.09.2019

 

  • Conta-se que os primitivos gregos, alimentavam-se de bolotas(fruto do carvalho), mas logo que aprenderam a arte de cultivar o trigo e fazer pão, deixaram esta alimentação, considerando-a boa apenas para os porcos. Quando o cristão experimenta o pão da vida, não mais deseja "as panelas de carne do Egito". Agora ele clama: "Dá-me sempre deste pão." É uma coisa estranha e sobrenatural que o cristão torne aos elementos miseráveis do mundo com satisfação. Tendo comido o pão da vida, será triste o dia quando ele desejar alimentos arruinados. Mas a fome do pão da vida aumentará até comermos novamente com o Mestre no seu reino, O maná no deserto sustentou os israelitas. Sem ele, Israel teria perecido. Jesus como pão da vida sustenta-nos espiritualmente. Sem Ele nós pereceremos. 19.09.2019

 

  • Uma missionária interessou-se por um casal chinês chamado Wang. Eram pobres e apesar de morar em mais de duas léguas distante da igreja, não  perdiam os cultos, qualquer que fosse o  tempo. Um dia a missionária resolveu perguntar à senhor a Wang se não sentia fome antes de chegar em casa à noite, pois costumavam estar às 9 da manhã na igreja, saindo só às  cinco  da tarde. "Não", respondeu a  chinesa, "não sinto fome alguma quando  tomo uma refeição de  arroz antes de sair ".  "O qu e? Então às vezes não pode arranjar nem arroz?" "Sim, senhora. Quando acabar o arroz e não temos mais dinheiro, temos de comer só mingau de farelo com água quente". "Como a senhora pode andar tanto com tão pouca alimentação ?" "Houve um dia quando me senti tão cansada e fraca que me sentei à beira do caminho e chorei. Meu marido convencendo-me de que  mão  valia a pena chorar , convidou-me a sair do  caminho e esconder-nos atrás dos morros, onde os outros viajantes não nos interrompessem em oração. Assim fizemos, e ele orou  pedindo que Deus nos concedesse fome espiritual, mais fome do que a fome física.  Depois disto não  sentimos mais fome. Levantei-me e  andei até a casa. Depois de comermos a ceia de farelo, dormimos contentes e felizes." A lição de hoje nos conta duma multidão de galileus cuja fome física Jesus satis fez e Ele podia

 

  • também ter-lhes saciado a fome de alma, se eles realmente a sentissem.  "Trabalhai, não  pela comida que perece, mas pela que subsiste para a vida eterna , a qual o filho do Homem vos dará; porque Deus, o Pai, o confirmou como seu selo." João 6:27.