ALEGRIA

  • A observação é de William Barclay: “O substantivo “chara” significa “alegria”. Aparece no Novo Testamento 58 vezes e, o verbo “chairein”, que significa “alegrar-se” aparece 73 vezes. O Novo Testamento é o livro da alegria. Não há desculpas para a tristeza depressiva que freqüentemente passa por cristianismo”.

 

  • Por que será que há tanta gente de cara amarrada nas igrejas? Igreja é lugar de alegria, de paz, de felicidade. E mesmo fisicamente, é muito melhor rir. Sabem por quê? Porque para rir nós movemos dezenove músculos da face, mas para “fechar a cara”, precisamos movimentar quarenta e sete músculos.

 

  • Certa menina, num dia de Natal, estava hospitalizada. De seu quarto ouviu os cânticos natalinos entoados numa igreja próxima e entregou sua vida a Cristo. Depois conseguiu ouvir também a pregação transmitida por alto-falante. Tendo tido alta, disse à enfermeira: “Como foi bom! É maravilhoso crer em Cristo”. A enfermeira respondeu: “Essa é uma história antiga”. “Mas você não a conhece”, respondeu a menina. “Como é que você acha?” Indagou a enfermeira. “Pela sua expressão”, disse a menina. “Você está sempre triste”. A menina estava certa: “Jesus Cristo é fonte de alegria. Quem O conhece não pode andar triste".

 

  • Alfred Adler, o célebre psicólogo austríaco, o grande estudioso do “complexo de inferioridade”, conta o caso de dois homens, seus clientes, que haviam perdido o braço direito. Após um ano de tratamento um deles era um ressentido, amargurado, infeliz para quem a vida simplesmente havia acabado. O outro, entretanto, era alegre, radiante, cheio de vida. Costumava dizer até que achava demais ter recebido, de início, dois braços quando podia se arranjar perfeitamente com um só.

 

  • Jovem pastor, na Inglaterra, resolveu visitar todas as suas ovelhas no início do seu ministério. Um dos membros da sua igreja trabalhava em uma mina e o pastor resolveu ir lá. Como reconhecê-lo? Os mineiros usavam roupas todas iguais. Então alguém sugeriu: “Quando encontrar um homem cantando hinos, é esse”. O pastor desceu à mina pensando: “Ele deve estar cantando um hino como aquele que diz “Ao passar pelo vale escuro”. Mas, o que ouviu foi: “Eu alegre vou na sua luz”. Ah! O verdadeiro crente é assim mesmo. Já dizia o salmista: “Se eu disser: de certo que as trevas me encobrirão, então a noite será de luz à roda de mim” (Sl 139.11).

 

  • Fiquei surpreso ao encontrar num livro velho, escrito há várias décadas e de autoria do Dr. W.C.Taylor, isto: "Parece-me ainda que o motivo por que alguns filhos de crentes nunca se convertem, antes se tornam os mais duros incrédulos, é que as conversas incessantes que ouvem acerca do Evangelho são monótonas, frias e banais e, diante disso, não percebem a maravilha das Boas Novas de que seus pais falam mas não ilustram na sua vida cristã rotineira."

 

  • Quem põe Deus em primeiro lugar terá alegria duradoura.

 

  • A igreja de Cristo deve ser uma comunidade de caras bonitas e felizes. Nunca uma comunidade com gente com cara de pitbul. (Isaltino Gomes Coelho Filho, em O Jornal Batista, pg 7 - 29/04 a 05/05/2002).

 

  • Una amiga mía cristiana, que ahora tiene más de 80 años de edad, ha mantenido un espíritu de gozo toda su vida. Durante la Segunda Guerra Mundial, a pesar de los peligros y las separaciones, ella y su esposo pudieron seguir riendo juntos en la casa. Recuerda un verano en que una cínica vecina escuchó la risa de ellos. «¿Qué les parece chistoso?» -dijo la vecina gruñendo. La escritora Colleen Townsend Evans tiene una idea de por qué algunas personas pueden mantener el gozo y otras no. «Este tipo de gozo firme puede irritar a aquellos que tal vez lo deseen mucho, pero que puesto que no saben cómo se obtiene, optan por burlarse.» Evans continúa diciendo: «El mundo parece decir que el gozo está bien si tenemos una excusa para él. Como cuando gana tu equipo favorito o recibes un aumento de sueldo. Si no tenemos una razón obvia para estar gozosos, probablemente nos juzgarán.»

 

  • Lembras-te daqueles autocolantes com carinhas amarelas, redondas e felizes que freqüentemente estão presentes em papel timbrado e postais? Elas são freqüentemente acompanhadas por uma mensagem de uma só palavra, "Sorri". Elas sugerem que podes pôr um sorriso na tu face tão facilmente como podes colocar um chapéu na tua cabeça. De certa forma é verdade. Um bom ator pode parecer feliz mesmo quando o seu coração está quebrantado. As circunstâncias favoráveis podem também produzir sorrisos. Uma pessoa saudável, um salário adequado, e uma bonita casa, acha fácil ficar contente. Contudo, o melhor sorriso, vem naturalmente do interior. Ele reflete alegria que permanece mesmo quando uma pessoa tem poucas bênçãos materiais. Vem de conhecer a Deus, crer e obedecer à Sua Palavra, ter a certeza de pecados perdoados, possuir vida eterna, e antecipar as glórias do céu. O crente que depende de Deus para estas bênçãos pode sorrir apesar da adversidade. - Fonte: www.gospelcom.net/rbc/pd/2002/09/page17.html

 

  • Felicidade depende de acontecimentos, mas gozo depende de Jesus.

 

  • Una amiga mía cristiana, que ahora tiene más de 80 años de edad, ha mantenido un espíritu de gozo toda su vida. Durante la Segunda Guerra Mundial, a pesar de los peligros y las separaciones, ella y su esposo pudieron seguir riendo juntos en la casa. Recuerda un verano en que una cínica vecina escuchó la risa de ellos. «¿Qué les parece chistoso?» --dijo la vecina gruñendo. La escritora Colleen Townsend Evans tiene una idea de por qué algunas personas pueden mantener el gozo y otras no. «Este tipo de gozo firme puede irritar a aquellos que tal vez lo deseen mucho, pero que puesto que no saben cómo se obtiene, optan por burlarse.» Evans continúa diciendo: «El mundo parece decir que el gozo está bien si tenemos una excusa para él. Como cuando gana tu equipo favorito o recibes un aumento de sueldo. Si no tenemos una razón obvia para estar gozosos, probablemente nos juzgarán.» La Biblia no dice que el gozo sea fruto de las circunstancias; afirma claramente que el gozo es un fruto del Espíritu (Gálatas 5:22).

 

  • Descontentamento torna os homens ricos em homens pobres, o contentamento torna homens pobres em homens ricos.

 

  • O autor Lloyd Ogilvie conta dum amigo crente que estava emocionalmente e fisicamente esmagado pelas extremas pressões. Uma profunda depressão tomou conta dele. Quando Ogilvie lhe perguntou como se sentia , ele respondeu amargamente: “Bem a alegria não é certamente uma opção. Ogilvie respondeu, ”Tem razão! Claro a alegria não é uma opção. É uma responsabilidade sua.” Chocado o seu amigo retorquiu: “Fala da alegria como se fosse um dever!” - Ogilvie respondeu novamente: “Certo” e explicou que nós temos um dever para com Deus, nós mesmos e os outros de ultrapassar os momentos de desânimo e lutar pela alegria. Em Romanos 5, Paulo dá-nos algumas razões para termos alegria. Temos paz com Deus por Jesus Cristo, acesso a esta graça, e esperança numa glória futura (vv 1-2). Temos a confiança que a tribulação produz a paciência , que por sua vez constrói o caráter e nos conduz à esperança (vv.3,4). E a esperança não traz confusão, porque o amor de Deus está derramado em nossos corações (v 5). Enche a tua mente com estas verdades. Assim sendo, não importa quais sejam as tuas circunstâncias de vida, poderás optar pela alegria.

 

  • Ao longo dos séculos, a obra-prima de Handel, O Messias, tem servido de inspiração para milhões de pessoas. Poucos sabem, contudo, que George Frederick Handel compôs O Messias em aproximadamente três semanas. A música "chegou até ele" como se fosse uma enxurrada de notas e motivos. Ele a compôs febrilmente, como se o Compositor invisível estivesse transcrevendo as notas no papel. Também é pouco divulgado que Handel compôs essa obra quando estava perdendo a visão. Ou que ele estava sendo ameaçado por seus credores de ser preso. A maioria das pessoas não consegue fazer uso da sua criatividade em momentos de estresse, principalmente quando ele é causado por problemas financeiros ou físicos. Mesmo assim... Handel conseguiu. Ele credita o término de sua obra a uma coisa: alegria. Dizem que ele sentiu o coração prestes a explodir de alegria quando a música se formou em sua mente. Foi a alegria que o compeliu a escrever.... que o forçou a criar.... e finalmente se manifestou no refrão "Aleluia". Quando a alegria está presente, Jesus Cristo manifesta-se.

 

  • Para multiplicar a sua alegria, some as suas bênçãos.

 

  • J.B. Phillips, no seu livro "Seu Deus é Pequeno Demais", denuncia os conceitos inadequados que muitos têm sobre Deus e um desses conceitos é "o Deus Negativo", que é próprio das pessoas que têm um masoquismo espiritual, achando que Deus não lhe permitirá serem expansivos, alegres e bem sucedidos. (Revista UniJovem Ano XIX Nº 79, pg 21)

 

  • "A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido. Não na vitória propriamente dita." (Mahatma Gandhi)

 

  • No livro "Vida Total da Igreja" de Darrel W. Robinson, sempre que ele faz referência ao culto da igreja, ele menciona a necessidade do povo ser envolvido em "cânticos de júbilo", sugerindo uma adoração festiva. (Darrel W. Robinson, em Vida Total da Igreja, pg 88).

 

  • Note-se a alegria do salmista no Salmo 122: Antes de ir à Casa do Senhor, ele já estava alegre.

 

  • Ao levar o homem a pecar, Satanás rouba a alegria do espírito humano.

 

  • Somente após ter confessado o seu pecado é que Davi teve a alegria da salvação restabelecida.

 

  • O poeta grego Homero diz, em seus escritos, que os deuses do Olimpo desejam que os mortais vivam com medo e tristamente. Por que então se apegar à eles? - Paulo Roberto Sória.

 

  • Na língua grega, o verbo significando “alegrar” ou “ser alegre” é chaíren. Ele é encontrado 72 vezes em suas páginas. O substantivo “alegria” é chará, e ocorre 60 vezes. Ao estudarmos tais passagens, descobrimos que alegria não é um conceito técnico, encontradosomente em textos altamente teológicos. Antes, ele ocorre mais freqüentemente de forma simples e usual nas saudações: “Alegria seja convosco!” Este tipo de saudação ainda é praticado na Grécia contemporânea. – Darci Dusilek, Compromisso - 4T1986. 24-12-2007

 

  • Não sei como aconteceu, mas algumas décadas atrás alguém rotulou os homossexuais com o incorreto vocábulo “gay”. Gay, no inglês, significava uma pessoa feliz, mas posso assegurar-lhe: os homossexuais não são pessoas felizes. Eles procuram felicidade seguindo prazeres destrutivos. Esta é a razão por que Romanos 1.26 chama o desejo homossexual de “paixão infame”. E uma concupiscência que destrói o corpo, corrompe os relacionamentos e traz sofrimento perpétuo à alma - e o seu fim é a morte (Rm 7.5). Os homossexuais estão experimentando o juízo de Deus (Rm 1.24, 26. 28) e, por isso, são infelizes muito, muito infelizes. 25-12-2007

 

  • Certa menina, num dia de Natal, estava hospitalizada. De seu quarto ouviu os cânticos natalinos entoados numa igreja próxima e entregou sua vida a Cristo. Depois conseguiu ouvir também a pregação transmitida por alto-falante. Tendo tido alta, disse à enfermeira: “Como foi bom! É maravilhoso crer em Cristo”. A enfermeira respondeu: “Essa é uma história antiga”. “Mas você não a conhece”, respondeu a menina. “Como é que você acha?” Indagou a enfermeira. “Pela sua expressão”, disse a menina. “Você está sempre triste”. A menina estava certa: “Jesus Cristo é fonte de alegria. Quem O conhece não pode andar triste". Temos sempre viver alegres pois o Senhor nos concede essa alegria. 01-02-2008

 

  • "Porque o Senhor dá a sabedoria; da sua boca vem a inteligência e o en­tendimento" (Pv 2.6). É um milagre! A Bíblia tem sido, no decorrer dos anos, o livro mais ven­dido do mundo. Nenhum outro livro alcança a profundidade de sua sabedoria, nem a beleza de sua poesia, nem a veracidade de sua história e de sua profe­cia. Os críticos que viram nela fraudes, ficção e promessas não cumpridas acabaram descobrindo que os equívocos estavam neles, e não na Bíblia. Eru­ditos notáveis e respeitáveis têm demonstrado que as aparentes contradições foram causadas por traduções incorretas e não por erros divinos. E o homem, e não a Bíblia, que precisa ser corrigido. Um de nossos colportores-evangelistas na Índia bateu à porta da casa de um médico. "Como posso encontrar paz?", perguntou-lhe o médico. O colportor falou-lhe sobre a esperança do cristão, e deixou-lhe uma Bíblia. Ao voltar, alguns meses mais tarde, recebeu cordial acolhida. A Bíblia estava sobre a mesa, aberta. Apontando para ela, disse o médico: "No ano passado, quando o senhor bateu à minha porta, eu não era cristão. Agora sou seguidor de Je­sus. Esse livro maravilhoso operou a mudança em minha vida. Estudo-o todos os dias e procuro levar à minha família a alegria e felicidade que encontrei em suas páginas". Sim, meu amigo, a divina Bíblia, lida atenta e devotadamente, levará gozo e alegria'' ao seu coração. 12.2.2008

 

  • Temos trabalhado em muitas terras, com povos de diferentes religiões. As religiões primitivas baseiam-se primariamente não na alegria, mas no me­do. O shintoísmo vê nas montanhas, nas árvores, nos fenômenos extraordiná­rios, espíritos ou deuses, a quem precisam agradar, a fim de aplacar a sua ira contra os homens. O hinduísmo busca um meio de escapar da trágica "roda da vida" e adota o sistema de castas, que é fonte de eterno sofrimento. Mao­mé ensinou o separatismo, que produz conflitos. Para Buda, o gozo seria ob­tido por vencer todo o desejo, até que o nirvana, a completa extinção do eu, pudesse ser atingido. Jesus trouxe ao mundo uma concepção inteiramente nova a respeito da vida. A religião para Ele dá uma alegria interior inextinguível, porque significa íntima comunhão com o Pai de amor. Cristo falou de um Pai celeste que ama a cada indivíduo mais ternamente do que qualquer pai terreno pode fazê-lo. Jesus amava a vida. Ele sabia que do sofrimento encarado construtivamente podem nascer os maiores valores da vida; que mesmo a agonia da crucificação podia ser transformada num hino de glória, um verdadeiro triunfo. O cristão é uma pessoa cheia de gozo e que

 

  • Não há verdadeira alegria a não ser na presença de Deus. (John Wesley)7.7.2009

 

  • Os estudantes de uma universidade paulista estão em pé de guerra contra a direção da instituição que proibiu o uso de bebidas alcoólicas nas festas do diretório. A queixa da rapaziada é clara a proibição é uma ameaça ao movimento estudantil porque sua sobrevivência financeira vem das festas e sem álcool nas festas ninguém comparece. Ouvi de um pai algo semelhante. Quando seus filhos faziam aniversário, ele dava festas regadas a álcool. A casa enchia. Depois que se tornou evangélico, continuou dando as mesmas festas, mas sem álcool. Os amigos desapareceram. É como se o ser humano não pudesse festejar sem álcool. Triste ser humano que precisa de (pouco ou muito) álcool para se alegrar.15.10.2009

 

  • Algumas vezes a sua alegria é a fonte do seu sorriso, mas algumas vezes o seu sorriso é a fonte da sua alegria. Thich Nhat Hanh 10.12.2009

 

  • Não há satisfação maior do que aquela que sentimos quando proporcionamos alegria aos outros. M. Taniguchi 10.4.2010

 

  • C.S. Lewis descreveu sua conversão  ao Cristanismo como “surpreendido  pela  alegria”. 21.6.2010

 

  • Alguien preguntó a Hadyn por qué oía siempre tan alegre su música religiosa. —Es que cuando me pongo a pensar —explicó el célebre músico— en lo que Dios es, lo que ha hecho y lo que se propone hacer con sus redimidos, incluyéndome a mí mismo, no puedo menos que ponerme alegre, y la alegría del corazón salta a las notas. 23.9.2010

 

  • Nenhuma alma que deseja ardentemente a alegria verdadeira deixará de experimentá-la." (C.S. Lewis) 13/6/2011

 

  • Entre os alunos de uma escola, estava um jovem que usava muletas. Embora não fosse bonito, tinha um talento especial para amizade e otimismo. Ele ganhou muitas honrarias escolares e também o respeito de seus colegas. Certo dia, um aluno novo lhe perguntou a causa de sua incapacidade. "Paralisia infantil", respondeu o jovem. "Com um infortúnio assim", exclamou o colega, "como você consegue enfrentar o mundo com tanta confiança e alegria?" "Oh", respondeu o que usava muletas, "a doença nunca tocou em meu coração." Por que permitimos, às vezes, que os motivos de nossas angústias entrem em nosso coração? Por que não deixamos, do lado de fora, todas as nossas tristezas e frustrações? Na maioria das vezes, elas entram porque o nosso coração está vazio, sem a presença de Cristo, que além de ser um manancial de bênçãos para nossas vidas, impede a entrada de tudo que tire nossa paz, nossa alegria e a certeza de nossas vitórias. Pode a paralisia infantil de um jovem, tirar-lhe a felicidade? Não. Pode a cegueira de um missionário, tirar-lhe a fé e a confiança em uma vida cheia de conquistas? Não. Podem os problemas financeiros, ou de enfermidades, ou de solidão, ou de decepções, impedir que você seja feliz? Claro que não. Existe um poema de Gióia Junior que eu gosto muito. Ele termina  da seguinte maneira: "Cantai, ó povos da terra! Cantai de noite e de dia, na tarde pesada e morna, na manhã ágil e fria, na aflição, ou na ventura, ao nascer, ou na agonia: Jesus -- Senhor dos senhores, Tu és a nossa alegria! Tu és a nossa alegria! Tu és a nossa alegria!" Quando as lutas se apresentarem diante de você, levante os olhos para os Céus e diga ao Senhor Jesus: "Apesar de todos os contratempos, Tu és, Senhor, a minha alegria!" 2/8/2011

 

  • Um grande estudo realizado nos Estados Unidos por uma importante agência de pesquisas, distribuiu questionários para pessoas de várias idades e ocupações diferentes, perguntando: "O que você mais procura em sua vida?" Quando os resultados foram compilados, os analistas ficaram surpresos. Muitos dos que realizaram a pesquisa pensavam que a maioria dos entrevistados desejava obter coisas materiais, mas os três principais itens foram: amor, alegria e paz - nessa ordem. 19/07/2013

 

  • Quando a Palavra diz: "Alegrei-me quando me disseram, vamos à casa do Senhor", isto soa como jogar o edredom para o alto, pular da coma e... 30/9/2013